Sobrevivendo ao inferno escrita por Alice Quinn


Capítulo 13
Cicatrizes do passado


Notas iniciais do capítulo

Oii, estou de volta, e como eu já tinha avisado antes, deste capítulo em diante haverão muitas surpresas, reviravoltas e revelações. Então, espero que estejam todos preparados. Boa leitura!




Ele foi embora, o porquê? Ainda não sabemos. Tudo que sabemos é que Merle foi embora, como ele sempre vai. Mas dessa vez foi completamente diferente, não foram as brigas, não foram discussões, nada disso. Ele apenas foi, não nos deu nenhuma chance sequer de argumentar. Já faz uma semana e meia, pelo o que eu tenho contado.

Acredite ou não, Daryl e eu não fomos os únicos a tentar argumentar, todos nós tentamos, inclusive Rick. Mas nenhum de nós teve sucesso, principalmente porque ele nem ao menos se despediu. Para ser sincera, nós nem o vimos sair.

Por algum motivo que eu mesma desconheço, aquela situação me fez lembrar da conversa que tivemos à alguns anos atrás, sobre eu me mudar para a casa deles depois que eu fugi da casa dos meus pais.

*Flashback on * (Cinco anos atrás)

–Alice! –Ouvi a voz de Merle me chamando, não queria ser rude mas sinceramente, eu não queria conversar, mas fui obrigada. –

–O que foi? Estou ocupada! –Protestei tentando fugir da conversa. –

–Precisamos conversar, eu soube da proposta que meu irmão lhe fez. E a questão definitivamente não é o fato de eu achar que vocês dois tem alguma coisa em mente, mas eu não quero você aqui!

–Só porque Daryl me fez a proposta, não significa que eu vá aceitar. –Respondi secamente. –

–Mas você vai aceitar. –Rebateu. –

–Como tem tanta certeza?

–Tenho certeza porque eu sei que você e Daryl tem uma porra de uma mania de fazer planos sem me dizer, e...

–Merle, me faça um favor e cale a boca! –Sim, ele estava começando a me irritar, porque eu sabia exatamente onde esse assunto ia parar. –

–Não tente evitar o óbvio Ally, eu sei muito bem que o que aconteceu entre você e Daryl não foi algo que vocês “não puderam evitar” porque eu tenho certeza de que vocês poderiam ter evitado se quisessem. Mas não quiseram. –Ele completou com um sorriso nojento em seu rosto. –

–Você acha mesmo que só por isso eu vou ficar?! Bom, pelo menos você já deixou claro que não me quer aqui.

–Tem razão, eu não quero. Mas Daryl quer, ele quer te proteger Alice. Eu não sei exatamente o porquê, mas eu conheço meu irmão, e sei que ele tem um motivo para isso.

–Não faz diferença se Daryl quer ou não que eu fique aqui com vocês, a escolha é minha, não dele, muito menos sua.

Merle deu uma risada secamente rouca. Sem emoção.

–Não me olhe assim, não pense que eu não sei qual é a pergunta que vai me fazer agora Alice, eu não sou burro. Mas não se preocupe, eu vou ter muito prazer em responder.

Tentei argumentar, mas Merle foi mais rápido.

–Não, eu não sei por que Daryl quer você aqui, e nem pretendo descobrir. Ele não me contou, nunca me contaria. Acha que nunca percebi que vocês dois ficam de segredinho? Fique tranquila, Daryl nunca me contou nada sobre o que vocês dois conversam. Digamos que ele é bom em guardar segredos, principalmente os seus. -Pela primeira vez na vida fui capaz de perceber que ele estava mesmo sendo honesto comigo. –

Franzi o cenho no momento em que ele completou a frase, isso era extremamente estranho, quero dizer, Merle Dixon sendo honesto com alguém? E pior, sendo honesto comigo? Ele não estava fazendo nem um tipo de piada inapropriada para a ocasião, ele não estava debochando de nada. Merle estava mesmo tendo uma conversa séria comigo. Isso me deixou alerta, digamos que isso não era normal então eu estava pronta para lutar caso fosse necessário. Não somente, uma luta física, mas naquele caso, principalmente psicológica.

–E por que se incomoda tanto? –Perguntei-lhe. –

–Porque eu simplesmente não quero que o passado de vocês dois se repita se você ficar aqui.

–O que diabos você quer dizer com isso Merle?

–Quero dizer, que não quero ver meu irmão machucado novamente, principalmente por sua causa.

–Acredite ou não Daryl não foi o único a se machucar da última vez. Acha que só porque eu fui embora, as coisas mudaram? Caia na real Merle! Nunca foi minha intenção fazer o que eu fiz! Nunca quis machucá-lo e você sabe disso melhor do que ninguém!

–Desde que vocês se conheceram, sempre tiveram essa obsessão um pelo outro, a verdade que nenhum de vocês aceitam, é que vocês precisam um do outro, sempre irão precisar. É por isso que ele nunca desiste de você Alice! E você nunca entendeu isso.

–O quê? –Perguntei franzindo o cenho, pela primeira vez naquela conversa eu estava confusa, não somente confusa, perdida. –

–Vai mesmo me dizer que nunca percebeu?! Quantas vezes seus pais nos expulsaram da sua casa? Quantas vezes já te mandaram se afastar do Daryl?

–Eles não fazem mais parte da minha vida, e nunca voltarão a fazer. E além disso, nunca mandaram em mim. Fiquei presa naquela casa, mas não porque eu queria. Praticamente me acorrentaram naquele quarto para que eu ficasse longe de vocês dois, para que eu ficasse longe do Daryl.

–E mesmo assim, mesmo você tendo se afastado, ele nunca se afastou de você! Pelo amor de Deus que merda! Você é burra ou o quê?

–Merle, você não tem ideia do que eu passei lá! Você não sabe como eu fiquei, como fui obrigada a ficar!

–E quanto à ele? Você tem alguma ideia de como Daryl ficou por sua causa? Tem alguma ideia do que ele fez por sua causa?

Naquele momento, eu não queria ser fraca, eu não podia ser fraca. Mas as lágrimas simplesmente caíram. Tentei fortemente lutar contra elas mas não tive sucesso. Merle estava certo, não pensei nisso. Nunca me ocorreu que talvez Daryl também pudesse ter sofrido por minha causa. Mas eu não iria deixá-lo pensar que eu não me importava com eles, que eu não me importava com Daryl.

–A questão é que você sabe que ele se importa com você, e Alice, sei que Daryl já te contou sobre o que eu fiz. Sobre como eu o abandonei. Fui um covarde, e na verdade eu ainda sou.

–Onde quer chegar com isso?

–Se você ficar, eu não quero ser a pessoa que vai ficar entre vocês.

–Merle...

–Eu vou embora, Daryl e eu já passamos por isso, é como da última vez. Não vou me despedir, eu não posso. Só ia piorar essa porra toda.

–Ele odeia despedidas. –Falamos juntos. –

–Só não diga à ele que falei com você, apenas diga que aceitou ficar. –Merle me disse tudo o que disse para ir embora assim? Ele é mesmo um covarde. –

–Você vai mesmo embora assim? Não importa se ele não gosta de se despedir, pelo menos você devia tentar! Merle, ele é seu irmão. Já o deixou uma vez sem falar nada e vai deixar de novo?!

–É por isso que você tem que ficar. –Ele sorriu brevemente, e pegou uma mochila no canto do cômodo. – Daryl é forte o suficiente para aguentar essa merda de vida sem mim. Mas sem você? Daryl não aguentaria nem metade disso sem você Ally. Ele vai desistir se perder você de novo. Se você quer ficar, fique por ele. Retribua o favor, não desista dele Alice.

*Flashback off *

–Tem certeza que não sabem o que aconteceu? –Rick perguntou encarando Daryl e eu como se tivesse visto um fantasma. –

–Mais certeza impossível Rick. –Respondemos. –

Depois que Rick saiu para falar com o resto do grupo, Daryl parecia estar pensando em algo. Eu conhecia aquele olhar, ele tinha um plano.

–O que foi? –Questionei. –

–Na verdade, acho que sei onde ele foi, e sei exatamente atrás de quem ele foi.

–Como tem tanta certeza de que ele foi atrás de alguém?

–Conheço o Merle, e sei de quem ele quer vingança.

–Então, Daryl fala logo! Quem é?

–O único que é filho da puta o suficiente para estar vivo nessa merda, e o único do qual Merle quer ver o sangue escorrer até a morte. Nosso pai.



Notas finais do capítulo

O que me dizem? Se alguém tenha alguma pista sobre o que vai acontecer agora por favor falem comigo! Espero que tenham gostado, e espero que me digam o que acharam. Então, é isso. Até o próximo, beijos!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Sobrevivendo ao inferno" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.