Highway to Hell escrita por Babs


Capítulo 4
Enlouqueceu Clint?


Notas iniciais do capítulo

Cara, não sei oq falar aqui agora --'



Capitulo 4 – Enlouqueceu Clint?

No dia seguinte acordei novamente na maca eu não tinha um quarto e aquela maca estava começando a dar sérios problemas em minha coluna, eu precisava de uma cama ou ficaria paraplégica

Olhei para o lado e percebi que havia uma muda de roupa para eu me trocar

Ao menos isso eles tinham lembrado, que eu precisava trocar de roupa e tomar um banho

Minha sorte é que ali mesmo na enfermaria tinha um banheiro, então logo me rendi aos encantos da agua morna que saia daquele chuveiro.

Sai do banheiro já vestida com um jeans e uma blusa azul claro, que tinha caído como uma luva para mim, não duvido que eles tinham pegado do meu apartamento

Terminei de secar meus cabelos longos e ruivos e joguei a toalha na maca já saindo pelos corredores

Olhei para os dois lados do corredor e eu realmente não sabia para onde ir eu apenas conhecia o laboratório que ficava seguindo pelo lado direito, agora e se eu fosse pelo lado esquerdo?

Dei um sorriso travesso e segui pelo lado esquerdo silenciosamente. Fui seguindo pelo corredor e quanto mais eu andava mais difícil ficava encontrar portas e mais silencioso ficava.

Algo me dizia que aquele era o lado da saída!

Virei a direita em um dos corredores e trombei com alguém me fazendo bater de cabeça em algo duro

–Au! – Reclamei acariciando minha testa e me afastando da pessoa enquanto olhava para cima a identificando

Bufei irritada e revirei os olhos

Eu não podia ser mais sortuda, era Loki.

–Indo para algum lugar? – Perguntou Clint vindo da mesma direção que eu

–Sim, conhecer esse lugar! Estou com tédio e preciso de uma cama. Aquela maca é horrível! Não tem camas aqui? – Perguntei olhando calmamente para os dois

–Você quer um quarto? – Perguntou Loki me olhando surpreso

–E se não for muito incomodo me dê algo o que fazer! Não gosto de ficar parada – Admiti cruzando os braços e olhando para os dois

–Clint – Falou Loki lançando um olhar divertido ao loiro

E antes que eu entendesse o que aquela ordem significava Clint me puxou pela cintura me colocando em seu ombro e me carregando enquanto seguia Loki

–O QUÊ? VOCÊS ENLOUQUECERAM?- Gritei revoltada tentando olhar para Loki mas Clint me segurava tão fortemente que me impedia de me mexer – O que vocês estão fazendo? Para onde estão me levando?

Eu me debatia e tentava me soltar de Clint mas ele estava disposto a deixar eu não me mover

Tanto Clint e Loki ignoraram meus gritos de apelo e socos, Clint só foi me colocar no chão quando finalmente chegamos no laboratório

–Sério mesmo? Precisava me carregar só para eu vir até o laboratório? – Perguntei os olhando irônica

–Você acha mesmo que eu sou idiota? – Perguntou Loki com um sorriso maldoso – Você estava tentando fugir!

–Que seja, eu estava com tédio. Eu tinha que fazer alguma coisa!

–Acho que você pode achar muitas coisas aqui para te distraírem. – Falou Loki com um sorriso irônico – É claro com a companhia do agente Barton

–Você vai me dar uma babá? – Perguntei o olhando incrédula

–Eu apenas estou te emprestando meu cachorrinho de estimação, só não esqueça que ele morde – Loki deu um último sorriso irônico em minha direção antes de sair do laboratório me deixando na companhia do mau humorado agente Barton

–Vai ficar parado ai me olhando com essa cara? – Perguntei olhando irritada para Clint mas ele apenas pegou seu arco como resposta me fazendo levantar as mãos em ato de rendição – Certo entendi, está de TPM

Dei as costas a Clint e suspirei frustrada olhando para o laboratório

Eu teria que achar algo para me distrair.

–x-x

Suspirei cansada e olhei distraída para o modelo de atômico do Frâncio. Eu havia construído modelos atômicos de toda a família 1A da tabela periódica mas eu continuava com tédio.

Clint havia me impedido de chegar perto de qualquer coisa relacionada ao Tesseract ou então de me aproximar dos computadores. Eu estava isolada num canto do laboratório como um bebê enquanto os pais trabalhavam

Mas Clint não era meu pai!

Bufei irritada e fui caminhando em direção ao arqueiro que conversava com Erik

–E do que os homemzinhos estão falando? – Perguntei olhando curiosa para Erik – Algum dilema que eu possa ajudar?

–Não – Cortou Clint seco

–Na verdade sim, ela é engenheira. Ela pode ajudar

–Loki deu ordens para que ela não participar da construção

–Loki deu ordens para que haja a construção – Falou Erik sério – E ela pode ajudar

Vi Clint fechar o cenho em um empate interno e aproveitei essa sua distração já empurrando Erik para dentro da sala de vidro o fazendo me contar tudo

–Qual o problema? – Perguntei encarando o cubo que continuava a mesma coisa desde a primeira vez que eu tinha o visto no dia anterior

–Não consigo pensar em uma forma de o agente estabilizante entrar em contato com o cubo constantemente

–Você não pode fazer constantemente – Falei o olhando séria e analisando os metais que ele tinha envolta – Se “ligado” constantemente o agente estabilizante utilizado terá que ter uma meia-vida muito longa e temo que ainda não tenham inventado esse elemento. Precisamos de uma chave de interrupção para a quebra do contato

–E como você pretende fazer isso? – Perguntou Erik curioso

–Eu preciso de um papel e lápis – Pedi já me virando, mas assim que me virei dei de cara com Clint me olhando irritado

Certo alguém não estava nada feliz e acho que piadinhas não ajudariam no momento

Ignorei o arqueiro a minha frente e já peguei papel e lápis da mesinha que estavam atrás dele e comecei a esboçar um esquema

–Se nós fizemos dois suportes metálicos em cada lado do cubo o suspendo atrás de pequenos fios de um material extremamente resistente e com um ponto de ebulição alto para que o atrito das explosões do cubo e do agente estabilizador não interfira podemos fazer um mecanismo interno dentro do suporte preparado para o corte de fluxo do cubo assim como o controle dele. – Expliquei enquanto rabiscava rapidamente a minha ideia – Claro que precisaria ver os matérias que temos e tudo, mas acredito que em três dias no máximo estaria pronto – Garanti entregando o rascunho para Erik que o analisava seriamente

–Você é um gênio – Ele constatou por fim sorrindo para mim e me abraçando empolgado – Isso sem dúvida resolverá o problema. Será que você pode começar a fazer as estruturas?

–Agora?

–Sim, irei dar as boas novas ao Loki e acertar o resto dos matérias que você precisa – Antes mesmo que eu respondesse Erik já saia apressado da sala de vidro

Olhei para Clint com o canto do olho e percebi que ele não tinha movido um músculo

Ele não sairia do meu pé tão cedo, mas aos menos eu tinha arranjado algo para fazer

Suspirei cansada e amarrei meu cabelo em um nó começando a trabalhar

Em duas horas de trabalho o esqueleto do suporte começava a ganhar forma, mas ainda estávamos muito longe de terminar

–Você sabe usar um maçarico? – Perguntei olhando curiosa para Clint

Ele estava a duas horas parado atrás de mim na mesma posição, estava se tornando realmente constrangedor por que ele não dizia uma única palavra

–Sei por quê?

–Arranjei outro trabalho para você que não seja me vigiar – Falei sorrindo para Clint e lhe entregando o maçarico

Ele me analisou por longos minutos e pensei que ele iria recusar, mas ele apenas bufou frustrado e veio em minha direção pegando o maçarico

–Você tem que unir os metais de forma que...

–Eu sei o que tenho que fazer – Rosnou Clint irritado já colocando a máscara de proteção e iniciando o projeto

Suspirei cansada e me sentei no chão um pouco atrás de Clint, que por sinal tinha ombros largos bem interessantes

–Você sabe o que é isso? – Perguntei enquanto o via trabalhar com o maçarico

–Sei

–É uma das joias do infinito. Pensei que isso era lenda, não acreditava nisso

–E acredita agora?

–Não muito – Admiti dando os ombros mas Clint não viu já que ele continuava empenhado em sua tarefa – Você sabe qual das joias é?

–Sei

–E você pode me falar?

Clint ficou em silêncio me fazendo suspirar frustrada, eu sabia que não conseguiria nada daquele arqueiro

–Ela não é a única joia do infinito aqui – Falou Clint após um tempo me fazendo o encarar confusa mas ele não percebeu

–O cetro de Loki – Clint continuou em silêncio e aquilo para mim foi uma confirmação – São duas joias diferentes?

–Sim

–Loki controla a mente das pessoas por causa do cetro, certo?

–Ele não controla, apenas abre a nossa mente para a diversidade do universo

Ele falou em terceira pessoa ou era impressão? Nossa? Então ele realmente estava sendo controlado por Loki

–E por que ele escolheu a terra para governar? – Perguntei sabendo que tinha entrado em território arriscado, Clint poderia parar de me responder a qualquer momento – Por que não lutar pelo trono de Asgard com Thor

–Por que ele já perdeu – Falou Clint ainda concentrado em sua tarefa

–E como ele pretende fazer isso?

–Acredito que isso não é da sua conta – Falou Clint retirando a máscara de proteção e olhando para mim

Que cor seriam seus olhos sem aquele brilho estranho?

–Terminei – Ele falou jogando o maçarico na mesa e vindo em minha direção

–Valeu – Me levantei e lhe dei um sorriso agradecida – Acho que agora é comigo

Enquanto continuava a construir as estruturas sentia o olho de Clint em mim

–Como ele conseguiu o cubo? Veio com ele? – Perguntei me fingindo de desinteressada

–Estava na SHIELD

–SHIELD o que é isso?

–É para onde eu trabalhava

–E o que você fazia?

–Matava pessoas – Me virei e encarei Clint divertida

–Novo Jason Bourne? – Ele apenas deu um sorriso mínimo e não me respondeu

Eu sabia que aquilo poderia ser muito real. Clint não tinha cara de ser professor, muito menos o físico de um. Agora se me perguntassem se ele era um agente que saia matando tudo, eu não duvidaria

Na verdade eu não duvidava de mais nada

–O que essa agência faz? Já não temos a CIA e o FBI?

–Eles cuidam dos casos comuns

–E vocês ficam com o lado arquivo X da coisa?

–Exatamente

–Parece divertido – Constatei dando os ombros tranquila

–Não tanto quanto você imagina

–E como Loki te pegou?

–Eu estava vigiando o Tesseract na hora que ele se teletransportou para esse mundo – Larguei a chave de fenda na mesa e me virei confusa para Clint

–Ele se teletransportou usando o Tesseract?

–Sim

–É o espaço – Falei pensando alto – É a joia do espaço e o cetro é a mente. Ele vai teletransportar um exército não é? – Perguntei olhando com um sorriso para Clint – Por isso ele quer manter o fluxo das explosões ele quer manter a joia aberta o máximo de tempo que ele conseguir. Ela será um portal para outro mundo, um mundo que o ajudará

Clint me olhou confuso, para então me encarar irritando.

Antes que eu pudesse fazer algo o arco já estava em sua mão e uma flecha era disparada

Dessa vez eu fui lenta demais e a flecha chegou ao seu destino, a palma de minha mão

Gritei com força e me ajoelhei no chão ainda com a mão direita presa na mesa de ferro que havia atrás de mim

–Você enlouqueceu Clint? – Gritei o encarando com raiva

Sentia o sangue escorrer pela minha mão, assim como uma dor tomar todo meu corpo, aquilo realmente doía! A Flecha prendia minha mão na mesa de metal me impedindo de me mexer. Se eu me mexesse eu sabia que apenas abriria o corte e me causaria mais dor

–O que está acontecendo? – Perguntou Loki entrando na sala de vidro e me olhando confuso – O que você fez Barton? – Ele falou olhando diretamente para o arqueiro que apenas veio em minha direção e puxou a flecha com força abrindo um corte ainda maior em minha mão

Gritei agoniada e abracei minha mão com força tentando parar o fluxo intenso de sangue

A flecha havia transpassado a minha mão

–Ela fez perguntas demais – Explicou Clint calmamente enquanto limpava a sua flecha

Olhei para Loki pedindo ajuda mas ele apenas me deu um sorriso de canto

–Eu lhe avisei que ele mordia.



Notas finais do capítulo

Pois é o Clint está beeeem mau humorado aqui e sem duvida ainda vai causar mtts problemas para Kim, assim como o próprio Loki :XXX
Não esqueçam os reviews!!
Kisses :**