Novo Mundo: Velha Vida escrita por Gabriel Nunes


Capítulo 1
Capítulo Único


Notas iniciais do capítulo

Escrito durante uma madrugada de insônia, este é meu primeiro trabalho individual, ou seja, sem a parceria da Asgardian Soul.Sabe aqueles dias que você quer simplesmente sumir do mundo? Pensa o quanto seria bom... Escrevi meio que pensando nisso.Espero que gostem!




Tudo foi um erro. É difícil respirar. Ele se sentia culpado por achar que daria certo, por ter deixado as coisas chegarem naquele ponto, foi ele que escolheu estar ali participando da viagem. A viagem! Ainda se lembrava daquele dia, quando sua esposa o chamou ao computador para lhe mostrar uma noticia revolucionária, era inacreditável demais para ser verdade, até que naquela tarde, ele recebeu um telefonema da Agência Espacial, planejavam uma missão e o queriam nela. Foi tudo muito rápido.

O novo planeta, teoricamente capaz de sustentar vida, não ficava distante e em pouco tempo já tinham astronautas a caminho. Ele nunca esteve tão empolgado em toda sua vida, havia deixado um mundo inteiro para trás para explorar outro.

Somente agora pôde perceber como estava errado em ter aceitado participar deste projeto suicida, foram três anos de viagem. Sentia muita falta da esposa, havia a deixado sozinha naquele planeta azul tomado pela ganância, mesma ganância que o fez parar neste mundo vazio. A pior parte de todo esse desastre era saber que o esforço não tinha valido a pena, assim como todos os esforços que fez em sua vida.

Tudo foi um erro. A tripulação está morta, a nave virou sucata, o campo de asteroides próximo ao planeta destruiu tudo.

O planeta que antes era visto como um mundo perfeito, um paraíso cercado de vegetação e água, não passava de um enorme deserto morto. O ar não era respirável como se acreditava e não havia qualquer forma de pedir por ajuda, mesmo se houvesse ela não viria. O único mundo perfeito era aquele que ele deixou para trás.

O oxigênio do traje está acabando, ele sabe o que está por vir. Lembrou-se de quando era criança e olhava maravilhado para as estrelas por horas afio. Sempre achava todas as estrelas incríveis, e talvez elas sejam mesmo.

Tudo foi um erro. O oxigênio acabou, ele retirou o capacete, nada mais importa. Tudo que deseja agora é ver a vida passar diante de seus olhos antes de sucumbir, a vida que queria tanto ter aproveitado mais, sua velha vida.



Notas finais do capítulo

E então, o que acharam? Sejam gentis comigo, meu primeiro escrito aqui!