You Have Me escrita por Rosé


Capítulo 3
Desespero.


Notas iniciais do capítulo

Hey sweethearts. Duas pessoas lindas comentaram no capítulo passado, eu fiquei muito feliz.
Mesmo assim, achei pouco o numero de comentários. Então, se não tiver mais comentários eu vou ser obrigada a excluir a fanfic, porque eu não vou ficar escrevendo para as paredes.
Peço desculpa para as meninas que comentaram no capítulo passado, mas é necessário. Espero que entendam.



Duas semanas depois do terrível dia em que a Sakura viu Sasuke com outra mulher. Ou melhor, achou ter visto porque tudo não passava de uma missão concedida a ele pela Hogake. 

 

Há uma semana foi o jantar da “novidade”, aonde eles iriam contar para Naruto e Kakashi que finalmente estavam namorando.

Kakashi soltou logo algo como “Finalmente, pensei que fosse morrer antes de ver isso” e Naruto com “Se você fizer ela sofrer teme, eu te mato.”

Sasuke os ignorou, como sempre. Mas todos perceberam o pequeno sorriso de satisfação em seu rosto.

(xxx)

Hoje completava 1 mês de namoro do mais recente casal de Konoha. Uma pena que Sasuke tivera que sair em uma missão três dias antes. E a previsão para ele voltar era só daqui a 5 dias.

Pelo que o Sasuke lhe disse, era uma missão solo de reconhecimento. Isso gerou uma discussão dos dois, algo sobre “Você não pode ir sozinho, Sasuke. Pode ser uma missão fácil, mas eu me preocupo.” Mas ele foi irredutível. Como sempre. Não queria mais ninguém junto com ele, como o Uchiha mesmo dissera “Eu sou acostumado a fazer isso sozinho, Sakura. Eu entendo sua preocupação, mas vou voltar antes do que você imagina.”

Porém não foi isso que aconteceu. Seis dias depois e ele ainda não havia aparecido. A Haruno começava a ficar aflita, imaginava coisas desagradáveis e seu estômago ficava dando voltas e mais voltas. Um dia de atraso, e ela já estava ficando maluca.

Se enfurnou dentro hospital enquanto ele não chegava. Tentou se concentrar o máximo em seus pacientes e passava horas ajudando as enfermeiras na área pediátrica. Mas isso só ocupava uma parte do seu dia. À noite quando ia dormir - ou tentar - a unica coisa que ocupava sua mente era Uchiha Sasuke

No oitavo dia em que Sasuke não tinha voltado, Sakura e Naruto já tinha ido na Hogake pelo menos umas 700 vezes. Segundo Tsunade, Sasuke parara de dar notícias havia 3 dias. Já tinha mandando 2 ANBU's atrás dele, mas até agora nada. Naruto também estava quase indo atrás do Sasuke. Mas Tsudade o proibiu e dissera já tinha lhe reservado uma missão.

Sakura pediu mais de 100 vezes para ir atrás de Sasuke, em sua procura. Mas sempre ouvia a mesma resposta “Sakura, já enviei rastreadores de elite para irem atrás do Sasuke. Deve ter acontecido algum imprevisto, não se desespere. Eu sei que vocês estão namorando agora, mas ficar agoniada não vai ajudar em nada.”

Tsunade tinha razão, mas Sakura já não dormia mais e muito menos se alimentava. Não conseguia fazer nada. Tanto que Tsunade lhe deu férias de curto período até ela ter condições para trabalhar no hospital. Sakura decidiu que se passasse mais um dia sem informações, ela iria a procura dele com ou sem a permissão da Hogake.

(xxx)

No decimo primeiro dia, Tsunade alegava que nenhuma pista havia sido encontrada pelos ANBU's. Apenas rastros incertos.

Foi para casa somente porque Tsunade lhe pedirá, ela não tinha mais vontade nenhuma. Ela não conseguia mais dormir em seu quarto. Só de respirar ali sem saber o que acontecia com Sasuke, seu peito doía. Lembrava-se da época que ele fugiu de Konoha, o sentimento era o mesmo.

Então se arrastava para o sofá, e com sorte conseguia pegar no sono.

Três horas depois, exatamente às 4:15 da madrugada. Acordou com alguém batendo em sua porta.

''Encontraram Sasuke morto e com certeza vieram me avisar.'' Sua mente girava com esse pensamento e ela começara a suar frio.

Depois de um tempo, se arrastou até a porta e a abriu. A primeira coisa que sentiu foram braços fortes lhe cercando. Se deparou com cabelos negros

Sasuke a abraçava forte.

Por mais que ela tivesse certeza de que ele estava lhe abraçando, por mais que fosse seu cheiro que sentia, por mais que sentisse sua pele formigar e seus pelos arrepiarem do jeito que só Sasuke sabia fazer com ela, ainda era difícil acreditar que ele estava ali. Entre seus braços e bem, depois de quase 20 dias ausente.

Sakura sentiu vontade de lhe esmurrar e ao menos tempo beija-lo. Como ele podia fazer isso com ela? Deixar ela preocupada desse jeito? Quase arrancando os próprios cabelos?

“Me desculpe, Sakura.” Sasuke se afastou um pouco e a olhou. Deus, como ele conseguia ficar ainda mais bonito? Seu cabelo estava um pouco mais longo e ele tinha algumas escoriações, mas nada que atingisse a sua beleza. Ninguém deveria ser tão bonito assim, ela pensou

Ela cobriu sua boca com a dele, em um beijo. Sakura sorriu durante o beijo, que de nada tinha de calmo ou suave. Levou suas mãos ao redor do seu pescoço e Sasuke a apartou em seus braços. Não era como eles eram apenas. Eles eram daquele jeito... ardente, desesperado. E aquilo adicionado a saudade e a necessidade de se sentirem novamente, só tornou tudo ainda mais elevado.

Se separaram poucos minutos depois, tinham que se tomar folego.

Ainda um pouco ofegante, Sasuke fechou a porta e a levo-a até o sofá. Deitou sobre ele e aninhou Sakura em seus braços, em cima do seu peito ela começou a chorar. Chorar de alívio.

Chorava tanto que soluçava. Sasuke só lhe fazia carinho na sua cabeça e dizia “Estou aqui agora.” Ele a entendia, se ela desaparecesse sem dar noticias, ele também ficaria do mesmo jeito.

Quando dia amanheceu, Sakura já tinha parado de chorar. Não conseguira dormir. Continuaram na mesma posição. Ela ainda deitada em cima do seu peito escutando o coração dele bater.

“Sasuke, o que aconteceu?” Ela finalmente conseguiu perguntar. Levantou um pouco a cabeça e olhou nos olhos dele, ela sabia que ele também não tinha dormido.

“A missão ficou mais complicada do que o esperado. Eu fui investigar um grupo de mercenários. Era só investigar. Mas um deles percebeu e eu tive que lutar. Eram 8 caras no total. Homens extremamente habilidosos. Eu consegui sair ileso, mas um deles tinha uma arma envenenada muito forte que me atingiu bem no braço. Consegui achar uma vila depois de um tempo andando, enquanto o veneno não fazia efeito. Achei uma vila muito pequena e distante de qualquer outro vilarejo maior. Fiquei lá por 4 dias e assim que consegui sair, mandei uma carta para Tsunade explicando o motivo. Eu cheguei, passe em casa só para tomar um banho e vim direto pra cá”

Sakura suspirou. Pelo menos ele estava bem.

“Não faça mais isso, Sasuke. Você não tem ideia do desespero que eu fiquei quando você não voltou. Eu já estava quase indo atrás de você.”

“Eu sei. Me desculpe.” Ficaram um tempo calados. Apenas apreciando um ao outro.

Sakura levantou e se sentou no sofá, Sasuke fez o mesmo.

“Eu devo está com uma cara horrível agora não é? Parecendo um monstro.”

Sakura zombou, tentando se animar um pouco.

“E mesmo assim, continua a mais linda de todas.” Sakura sorriu.

Sasuke colocou a mão no bolso e pegou uma caixinha preta.

“Feliz aniversário de namoro atrasado.” Sasuke disse lhe entregando a caixinha.

O coração da Sakura bateu mais forte e em seus olhos começaram a aparecer lágrimas de novo.

Dentro da caixinha tinha um pingente dourado em formato de coração. Com as iniciais dos dois. S & S gravado.

“Eu mandei fazer antes da minha missão, planejava entregar antes. Mas como você sabe, não deu.”

Sakura se jogou em seus braços os fazendo cair de novo no sofá. Beijaram se de novamente e logo depois ela sussurrou em seu ouvido

“Obrigada, Sasuke-kun...”



Notas finais do capítulo

Não gostei muito desse capítulo, apesar de ter sido o mais longo. Mas estou melhorando. E espero ter comentários.