Você, ele e eu escrita por AmlidArlequina


Capítulo 12
Estou indo embora


Notas iniciais do capítulo

Sei que vocês cantaram Pablo ao ler esse título



Quando Bucky começou a falar coisas que eu sabia que só ele saberia, coisas que os museus não saberiam sobre mim, eu não pude evitar ficar feliz, sorrir verdadeiramente por ser meu amigo ali comigo, mas quando ele ele me chamou de seu Steve, o sorriso morreu eu meus lábios porque os olhos de Tony queimaram em mim.

— Tony, eu posso explicar ! - falei e era a pior coisa que eu poderia dizer em qualquer situação em que eu fosse culpado, como eu realmente era.

— Quem são vocês ? - Questionou Bucky como se não tivesse dito nada - Quem são essas pessoas, Steve ? São amigos ou são inimigos ? De que lado você está ? Por que eu estou preso ?

— Você foi pego pela Hydra, fizeram algo com a sua cabeça e você se tornou uma arma de matar, essas coisas ! - Disse Tony com desdenho, mas com os olhos ainda em cima de mim.

— Eu tenho certeza de que algumas porradas leves dessas não seriam capazes de apagar o controle que fizeram na sua cabeça, Bucky ! - Disse Natasha - Sabemos que o verdadeiro Buccky ainda está dormindo !

— Do que você está falando ? - Questionou Bucky, mas ao encarar seus olhos eu pude perceber que apesar do brilho que era comum a ele, Bucky não estava piscando como uma pessoa normal. Seus olhos estavam vidrados em mim.

— Eu vou ficar de olho nele até chegarmos a Shield ! - Disse Hulk.

— Steve, por que você não está se aproximando de mim ? - Questionou Bucky fazendo uma voz de coitado que conhecendo Bucky como eu conhecia, ele poderia estar todo quebrado, mas nunca tiraria aquele sorriso do rosto ou se mostraria fragilizado.

— Eu não sabia que a Hydra havia aprendido a tratar vocês assim ! - Disse Tony sorrindo antes de sair andando.

— Eu sei que vocês estão juntos, mas você sabe que eu e o seu capitão América eramos um casal ? - Questionou Bucky e seus olhos arregalados foram para Tony que havia parado no meio do caminho.

— Eu soube que você ficava com Howard, e não com o Steve ! - Disse Tony sem sem se virar para ele ou nem mesmo para mim.

— Sim, Howard até que era bom de cama, mas eu sempre quis ficar com Steve, quando consegui, eu morri ! - Disse Bucky - Mais ou menos, não é ? 

— Quando ? - Questionou Tony virando seu rosto lentamente até encontrar o meu.

— Não durou muito, Steve se sentia culpado demais, só foi uma vez, mas durou a noite inteira ! - Disse Bucky, sua voz escorrendo maldade.

Meus lábios se abriam diversas vezes, e eu não tinha o que dizer.

— Quem se cala, consente ! - Disse Tony terminando de se virar até encarar o rosto de Bucky enquanto caminhava na direção dele, que mesmo estando inteiramente preso, conseguiu mover o pescoço melhor pra frente, Bucky estava para dizer algo quando Tony quase que o beijou de tão perto que chegou de seus lábios - Eu sou seu filho e filho do cara bom de cama !

— O bebê do Howard ? - Questionou Bucky antes de começar a tremer e simplesmente convulsionar enquanto Tony ia dando passos para trás.

Eu  tinha de cuidar de Bucky, mas Natasha simplesmente me deu um soco na cara e me mandou ir atrás de Tony e foi o que eu fiz.

Tony não havia se trancado no banheiro ou em na cabine de comando, havia se livrado da armadura com a facilidade com a qual eu já estava acostumado e estava se servindo de café quando eu consegui chegar perto dele.

— Vamos conversar, Tony ! - Falei.

— Você é tão descarado, Steve ! - Disse ele - Quem é que acreditaria que você morava com o cara que te protegia de tudo e de todos e não tinham nada e do nada você quer que eu acredite que ele e você não tinham nada !

— Tony, nós não tínhamos nada ! - Falei.

— Não estou te questionando nada, não mesmo ! - Disse ele se virando pra mim - Não tinham nada, e eu até acredito pela demora que você teve em se relacionar comigo,  mas passaram uma noite toda juntos e como você reagiu, e não sabe disfarçar nada, eu só quero que me diga uma coisa, você dormiu com o meu pai e namora comigo ? 

— Tony ?

— RESPONDE A PORRA DA PERGUNTA ! - Tony berrou apertando o copo em sua mão com tanta força que ele se partiu, o sangue começou a verter na mesma hora, tentei me aproximar, mas ele não me deixou tocar nele - Você não toca em mim nunca mais, Steve. Eu estou com nojo de você !

 - Tony você está sangrando ! - Falei tentando tocá-lo mais uma vez, e a forma com que ele se espremeu contra a parede me fez sentir uma dor enorme que eu queria ter morrido antes de sentir aquela merda.

— Eu quero ouvir você dizer ! - Disse ele.

— Sim, Tony, eu dormi com Bucky sim ! - Disse eu e eu já estava chorando - Eu realmente sinto nojo de mim porque eu sabia de você, sabia quem eram seus pais, o que eles passavam, sabia que você já tinha nascido e fui chamar o Bucky pra ir visitar você antes de irmos pra missão. Eu até sentia sim, algo por Bucky , mas nunca tinha tido coragem porque sabia que ele amava Howard e Howard o amava, mas Bucky estava bêbado, a primeira da noite foi a força, mesmo que eu fosse mais forte, eu nunca teria tido coragem de machucar Bucky naquela época, ele sabia o que eu sentia, havia dito tudo que eu sempre tinha tido vontade de ouvir e eu não resisti !

— O Captão Certinho, defensor da América é na verdade um traidor ! - Disse Tony - Eu tenho nojo de você. NOJO !

— Vocês dois não entendem que é isso que ele quer, que vocês se afastem ! - Disse Natasha surgindo completamente suada pela pequena porta a minha esquerda - Querem desfazer os Vingadores começando por dentro, a única forma que teriam pra nos separar !

— Ele parou de dar trabalho ? - Questionou Tony.

— Demos um jeito. Banner até que bate forte até na versão humana ! - Disse ela - Vem Tony, vamos cuidar da sua mão e você, vê se fica na sua ! - Disse apontando pra mim.

— Tony ...

— Eu morri pra você, Steve ! - Disse ele - Pode ficar na casa quando voltarmos, eu vou sair !

— Depois vocês falam sobre isso ! - Disse Natasha.

— Não, eu quero que ele saiba que ele nunca vai ver nosso filho ! - Disse ele antes de me dar as costas - Você nunca vai ver esse bebê e nunca mais toca ou fala comigo ! 

— Deixem de ser ridículos ! - Disse Natasha - Vocês sempre vão se ver nas reuniões dos Vingadores.

— Você poderia ter me contato antes, teve tantas chances, antes até de irmos de encontro com ele, mas não, você deixou para que eu descobrisse da pior forma possível ! - Disse ele  e seus olhos estavam duros como eu não via há tempos - Eu estou saindo da sua vida, dos Vingadores e de onde você vai poder me achar !