Mini cupido escrita por Malu


Capítulo 3
O jantar


Notas iniciais do capítulo

CS- Chefe Sinclair
JS- Jane Sinclair
Jn- Jen
Ct- Christine



P.O.V Charlote

Eu só tinha ido a uma aula até agora,mas já odiava o colégio que Andie tinha me matriculado.As meninas da minha sala eram muito frescas, a mais chata era a representante de turma, a Sidney.Para ela é rosas, bonequinhas e blá,blá,blá...Que menina insuportável. Eu nem acordei tão animada hoje pra ir para o colégio.

CF- Não... Para... Para, Don...-Acordo rindo com Don fazendo cocegas em mim.

DF- Não era você que adora ir para o colégio? E o seu único?

CF- Eu não gostei daquele colégio,Don.-Digo recuperando o fôlego.

DF- Você só foi um dia! Por que não gostou?-Diz ele se sentando.

CF- Porque as meninas da minha turma são frescas.

DF- Então tente fazer amizade com os meninos ou com pessoas de outras salas.

CF- Eu vou tentar.

DF- Ótimo,vá tomar banho e e arrumar que eu ainda estou em um caso importante e vamos pegar Stella.

CF- Tá bem.-Digo me levantando e indo tomar banho.

P.O.V Stella

Quando o Mac disse que ia se casar, pensei que eu iria passar a noite toda pensando nele.Mas não passei,na verdade fiquei pensando antes de dormir no Don me dizendo tudo aquilo.Ainda estávamos caso de Jonathan, o namorado da filha do Sinclair.

DF- Stella, podemos conversar?-Disse Flack se aproximando, o que me deixou surpresa por ele não ter me dito no carro de manhã nada de muio importante.

SB- Claro, o que foi?

DF- Podia se a sós.

SB- Está bem, vamos para a minha sala.

DF- Será que dava para você me dizer se o que eu fiz foi correto- Diz Don já na minha sala

SB- O que você fez?

DF- É que a Charlote não gostou das meninas da sala dela, então eu disse para ela tentar fazer amizade com meninos e com meninas de outras sala.Eu fiz certo em dizer isso?

SB- Se os meninos forem como você... Sim, e sobre meninas de outras sala,pode ser bom para ela.

DF- Obrigado.-Disse Flack

LM- A Jamie ligou,um cara foi preso com a corrente da vitima. O Mac falou para vocês irem interrogá-lo.

SB- Está bem,já vamos.

DF- O dever nos chama.- Disse Flack sorrindo.

SB- Vamos.- Disse eu pegando minha bolsa.

Na delegacia...

JL- O cara tá na sala de interrogatório.-Disse Jamie apontando para a sala.

DF- Por que ele foi preso?

JL- Arruaça.

SB- Tinha mais alguém com ele?

JL- Não,e aqui está a prova.-Disse Jamie e dando o saco de evidencias.

Na sala de interrogatório...

DF- Max,Max,Max... O que tem a nos dizer sobre isso?-Pergunta Flack

MM- Apareceu do nada.

DF- É com certeza,um passarinho azul apareceu na sua janela com a corrente no pescoço e você roubou dele.-Disse Flack,como sempre irônico.

SB- Você vai ser preso por assassinato ou por roubo,você escolhe.

MM- Eu não matei ninguém.

DF- Então nos diga como a corrente de um cara morto foi parar no seu pescoço.

MM- Eu ganhei.

SB- E quem te daria uma correte dessas?

MM- Foi a Jane,a Jane me deu.-Falou ele nos deixando surpresos.

DF- Stella, a Jane não é...

SB- Sim, é a filha do Sinclair.

DF- Uma menina de cabelos ondulados,negra,olhos castanhos escuros e é bem baixinha?

MM- Sim, Jane S.

SB- E por quê ela te deu a corrente?-Pergunto ainda surpresa.

MM- Ela me deu de aniversário de namoro.

DF- Ela tava te namorando? Duvido muito. Ela fresca demais para te namorar.

MM- É verdade, o policia pegou o meu celular.Tem fotos nossas lá.

SB- Don, precisamos ter uma conversinha com a filha do chefe.

MM- Eu já posso ir?

DF- Não!

SB- Fresca?-Pergunto quando saímos da sala.

DF- Não fala nada.

SB- Está bom, eu não vou.

DF- Devemos falar com o Mac primeiro ou ir falar com Jane?

SB- Eu vou ligar para o Mac.

Ligação On

MT- Taylor.

SB- Mac, sou eu, Stella.

MT- E o Max Marshal?

SB- Ele é namorado da Jane.

MT- O quê?

SB- Isso mesmo. O que nós fazemos agora?

MT- Sinclair está na casa dele,vão lá.

SB- Ok,tchau.

MT- Tchau.

Ligação Off.

SB- Vamos,para a casa do Sinclair.

DF- Vamos, eu dirijo.

SB- Eu dirijo.-Disse eu pegando a chave da mão dele.

DF- Não! Quando você dirige da sono.- Disse ele dando um sorriso irônico.

SB- Muito engraçado.-Digo sorrindo.

DF- Se é você que vai dirigir,vamos logo.

Na casa do Sinclair...

CS- Alguma novidade no caso?- Perguntou Sinclair

SB- Na verdade,sim.-Disse eu num tom sério.

JS- Pegaram o assassino do meu namorado?

DF- Não achamos o assassino de um dos seus namorados.

CS- Do que está falando,detetive Flack?- Disse Sinclair pronto para dar um soco no Don.

SB- Max Marshal,foi preso com a corrente do Jonathan. E ele disse que ganhou de você, e que era seu namorado,Jane.

JS- E vocês acreditaram nele.

DF-Temos provas.

CS- Que provas?

SB- O celular dele está cheio de fotos suas com ele.

JS- Tá, eu ia acabar com o Jonathan para ficar com o Max,e sim eu dei a corrente para ele.

SB- Então,por que disse que a corrente estava com ele quando ele sumiu?

JS- Ele só vivia com aquela corrente que eu dei a ele, se ele estivesse sem iriam estranhar e se eu dissesse que dei ao meu outro namorado não ia pegar bem.- Quando ela disse aquilo Don e eu nos olhamos horrorizados pelo modo que ela disse.

CS- Minha filha já disse tudo,mais alguma coisa?

SB- Não.

DF- Vamos Stella.

SB- Vamos.

DF- Essa garota além de mimada é louca.-Disse o Flack enquanto entramos no carro.

SB- Ela está escondendo mais alguma coisa.- Disse eu botando o cinto,dessa vez fui o banco do passageiro.

DF- Com certeza ela...-Falava Flack,quando fora interrompido por meu telefone tocando.

SB- É uma mensagem do Mac, ele me mandou o endereço do restaurante da noiva dele.-Quando falei isso o telefone dele também tocou, era a mesma mensagem de Mac.

DF- Você vai?-Perguntou Don ligando o carro.

SB- Eu não sei.

DF- Você tem que ir.É a melhor amiga dele.

SB- Eu vou ver se eu vou...

DF- Você vai sim,eu vou com você.-Disse Flack segurando minha mão.

SB- Obrigada,Flack. E a Charlote?- Pergunto quando ele solta minha mão.

DF- Vou ligar para Jen,a menina que cuida da Grace,para ver se ela pode cuidar da Charlote hoje.

SB- Babá? A Charlote não vai ficar muito animada.

DF- Não é como babá, é mais como uma companhia.

P.O.V Don

Levei Stella para casa e fui buscar Charlote no colégio.

DF- Como foi hoje?-Pergunto enquanto Charlote entra no carro, no banco do passageiro.

CF- A mesma coisa.-Diz ela botando o cinto.

DF- Você fez o que eu disse?

CF- Os meninos são um horror,Don. São grossos e mal educados. E sobre fazer amizade com pessoas de outras turmas,também não deu certo.

DF- Só foi o segundo dia,você vai achar amigos.

CF- E se eu não achar?

DF- Se não achar eu te troco de colégio.

CF- Sério? Obrigada!-Disse ela sorrindo.

DF- Vou dar uma semana para você achar.

CF- Tá,eu posso aguentar uma semana.

DF- Charlote,hoje vou a um jantar de noivado. Jen, a menina que cuida de Grace,vai lá para te fazer companhia.- Falei e ela me olhou desaprovando.

CF- Não preciso de babá.-Disse ela cruzando os braços.

DF- Uma companhia,não uma babá.

CF- Tá bom.

O Jantar do Mac era ás 19:00, era 18:45 e a Jen ainda não tinha chegado.

CF- Ela não vem,mas você pode ir.

DF- Não.-Digo quando a campainha toca.-Deve ser ela.

Jn- Oi,detetive.-Disse Jen quando abri a porta.

DF- Oi,Jen. Entra.-Digo dando espaço para ela entrar.

Jn- Com licença-Diz entrando.

DF- Jen,está é a Charlote.-Digo apontando para Charlote.

Jn- Oi,sou Jen.-Diz Jen se apresentando.

CF- Charlote.-Diz Charlote se apresentando.

DF- Bom,meninas.Eu já vou,aqui caso quererem comer pizza.-Digo dando o dinheiro a Jen.-E a Charlote é vegetariana.

Jn- Eu também.

CF- Sério? Que bom.

DF- Divirtam-se.-Digo abraçando a Charlote.

CF-Tchau.

Jn- Tchau,detetive.

Fui buscar Stella, e ela estava muito bonita,com um vestido roxo,justo, de alcinha e que cortava a coxa.

MT- Oi,entrem.-Disse Mac meio surpreso.

Ct- Oi,sou Christine.-Disse uma mulher loira com uma voz chata.

DF- Don Flack.-Digo me apresentando.

SB- Sou Stella- Diz Stella se apresentando

MT- Christine, o Don e a Stella trabalham comigo.-Disse Mac.- E essa é minha noiva, Christine.

CS- Não sabia que tinham um caso.-Disse Sinclair olhando para mim e para Stella quando a empregada de Chritine serviu a o jantar.

DF- Não temos um caso.-Digo percebendo que Mac estava com uma expressão estranha para quem ia casar.

CS- Hoje em minha casa vocês pareciam um casal com total sitônia.

DM- Por que foram na casa do Sinclair?

CS- Eles foram para duvidar da palavra da minha filha.

SB- Ela mentiu,só fomos perguntar o porquê?

CS- Poderiam ter falado comigo.

DF- Foi sua filha que mentiu,não você.

SB- Ou por acaso você mandou ela mentir.

CS- É claro que eu não a mandei mentir.- Disse Sinclair num tom bravo.

DF- Então fizemos certo em ir falar com ela.

JD- Vamos parar de falar sobre trabalho?-Pergunta Jo percebendo o clima.

SB- Concordo com a Jo.-Diz Stella que também estava percebendo o clima.

Ct- Eu pensava que eram um casal também.-Disse Christine.

SB- Por que achou isso?-Pergunta Stella limpando a boca com o guardanapo.

Ct- Vocês chegaram juntos,tem sitônia e ficaram tanto juntos que pensei que fossem.

DF- Somos amigos a muitos anos,só isso.

DM- Don e Adam,você vão amanhã para o jogo?-Pergunta Danny mudando de assunto.

Ct- Jogo?

DF- É um jogo de hóquei,de policiais contra os bombeiros.-Explico a ela.-Eu vou sim,Danny. E você Adam?

AR- Claro.

MT- Que tal irmos assisti amanhã, Christine?

Ct- Vamos.

O resto do jantar foi bem, menos pela parte do Mac ficar olhando torto para mim todo o jantar. Levei Stella e fui em direção para a minha casa.Onde encontrei com Charlote ainda acordada.Entreguei o dinheiro a Jen e ela foi embora. Naquela noite a Charlote estava estranha,ela pediu para eu bota-la na cama e estava muito carinhosa comigo.O que será que deu nela?



Notas finais do capítulo

Vocês veem o Don como pai?



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Mini cupido" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.