Nosso Cupido Particular escrita por lininhaaa


Capítulo 5
Capítulo V




 

    *~*~*~*~*~*~*~*

As horas passaram como minutos e quando menos esperou, Sakura verificou que estava na hora de buscar Hiro.

***

Dentro do carro, Sakura tentava formular um jeito de contar a Hiro sobre o que tinha acontecido. Apesar da pouca idade, o menino era esperto o bastante para entender a situação dos pais... Ela apenas se condenava por fazer o filho sofrer tanto com a dor da separação, porque, assim como o casal, sua mãe e seu pai também haviam se separado.

Sakura estacionou o veículo  praticamente em frente ao portão do colégio e saiu do carro.

Passaram-se 5 minutos e ela pôde ver Hiro correndo em sua direção. Ela sentiu uma dor tremenda no coração ao vê-lo sorrindo. Sabia que aquele sorriso não duraria tanto tempo assim...

***

Como sempre fazia ao chegar, Sakura ajudava Hiro em algum dever de casa e depois jantavam... Só que dessa vez, faltava alguém: Sasuke.

- Mamãe, o papai vai demorar?! – Hiro parou de comer e encarou Sakura.

- Hiro-kun... Eu queria falar com você.

- Eu fiz alguma coisa de errado!? – balbuciou.

- Claro que não, Hiro... Mas vamos terminar de jantar e depois vamos para a sala, está bem?! – Sakura tentava manter o controle perto do menino e por sorte, parecia que ele não tinha percebido nada.

***

Depois de tudo arrumado, Sakura direcionou o menino até a sala. Uma hora ou outra teria que contar a ele, e quanto mais demorasse, pior seria...

Sakura sentou-se e puxou Hiro mais para perto de si.

- Hiro-kun, eu queria falar sobre seu pai e eu... 

 O menino piscou algumas vezes e percebeu que algo estava estranho. Sakura parecia ter a voz embargada em tristeza.

Após um longo suspiro, Sakura continuou falando:

 – Andou acontecendo uns problemas entre seu pai e eu... Então, decidimos dar um tempo, Hiro...

- Mas cadê ele?! – balbuciou tristonho.

- E-eu não sei, Hiro!

- Vocês brigaram de novo, mamãe!?

Aquela pergunta partiu o coração de Sakura. Em resposta apenas assentiu num gesto com a cabeça, porque se dissesse mais uma palavra, provavelmente desabaria em lágrimas.

Sakura esperou alguns instantes para se recompor emocionalmente e voltou a conversar com Hiro.

- Ele te ama muito, Hiro... E você poderá vê-lo! – comentou ela.

- Mas eu quero vocês dois juntos... – balbuciou em tom choroso.

Ela nada disse, apenas o aconchegou mais próximo de si, enquanto ouvia alguns soluços abafados vindo dele. Provavelmente ele viria buscar algumas roupas e objetos pessoais, já que Sakura o expulsou apenas com a roupa do corpo... E essa seria a oportunidade perfeita para que Hiro e Sasuke pudessem conversar.

    *~*~*~*~*~*~*~*

Naruto acompanhou Sasuke até um hotel próximo do escritório de advocacia. O moreno havia bebido um pouco além da conta e começava a sentir os sintomas causados pelo excesso de álcool.

- Já é tarde e preciso ir para a casa, Sasuke! Hinata deve estar me esperando... Tem certeza que vai ficar bem?! – perguntou olhando o estado do amigo.

Sasuke estava esparramado em um sofá do quarto com um dos braços cobrindo-lhe os olhos. A luz elétrica era o bastante para irritar seus olhos e causar-lhe uma piora da dor de cabeça..

- Tenho...

- Está certo! Ah, Sasuke... – Naruto que estava de saída, voltou-se novamente para o amigo. – Se quiser, posso pegar suas roupas na sua casa... Sei lá! Você não pegou nada e...

- Eu mesmo faço isso! – exclamou em tom seco. – Preciso ver Hiro...

- Entendo... Até mais!

Sasuke nem ao menos respondeu. Assim que ouviu a porta ser fechada, deu um suspiro pesaroso... Não conseguia acreditar que seu casamento havia ido por água abaixo.

Hiro era quem mais sofreria com tudo isso... Quem sabe se Sasuke conversasse com ela, com mais calma, talvez eles reatassem. Apesar de tudo, sentia falta dela e a amava...

E foi assim que Sasuke acabou dormindo... Com a esperança de amanhã ser um dia melhor para ele.

    *~*~*~*~*~*~*~*

Aos poucos, Sakura abriu os olhos e constatou que tanto ela, quanto Hiro haviam dormido no sofá. Do mesmo jeito que o pequeno sentou-se para ter aquela conversa com ela, acabou por dormir abraçado junto ao seu corpo.

Com cuidado levantou-se e o colocou deitado mais confortavelmente no sofá. Assim como os olhos dela, os olhos de Hiro também pareciam um pouco inchados. Sentia-se culpada pelo estado do menino, mas talvez aquilo fosse melhor para ele... Lembrava-se de como era terrível ver seus pais brigando e discutindo e não queria que Hiro visse mais brigas do que já tinha presenciado.

Direcionou-se para o banheiro a fim de tentar melhorar sua aparência e quem sabe, relaxar o corpo.

Tomou rapidamente um banho e quando voltou na sala, encontrou-o ainda dormindo.

***

Assim que terminou de arrumar o café-da-manhã, foi até a sala para acordar o filho.

Aos poucos, Hiro acabou despertando e quando estavam indo para a cozinha, escutaram a campainha tocar. Andou até a janela para verificar quem era, afinal era um pouco cedo para visitas.

Quando abriu uma das cortinhas, deparou-se com o carro de Sasuke parado em frente a casa. Sakura estava ciente de que uma hora ou outra, ele apareceria...

A rosada abriu a porta com um certo receio, mas não demonstraria qualquer reação ou sentimento para com ele.

- Entre... – murmurou secamente.

No mesmo instante que  disse isso, ela virou-se de costas e tomou o caminho da cozinha, deixando o Uchiha totalmente perplexo.

- Pai! – Gritou Hiro ao ver o moreno parado na porta.

Hiro correu de encontro a Sasuke que apenas agachou-se e pegou o menino no colo.

- Você voltou para ficar com a gente, papai?! – perguntou com os braços em volta do pescoço de Sasuke.

- Primeiro quero falar com a sua mãe, filho!

Sasuke colocou Hiro no chão e tomou o mesmo caminho que Sakura havia feito instantes atrás.

Encontrou-a sentada a mesa com a cabeça apoiada nas mãos.

- Posso falar com você um minuto?! – perguntou parado no batente da porta.

Sakura não se deu ao trabalho de mover um músculo.

- Estou ouvindo... – respondeu secamente.

Ele aproximou-se da mesa e sentou-se de frente à ela.

- Sei que parece absurdo, Sakura... Mas o que eu lhe disse ontem é a mais pura verdade! Nunca pensei em te trair... – Ele tentava olhar nos olhos dela, mas estavam escondidos pelas delicadas mãos de Sakura. Sasuke estava se irritando com a atitude fria dela. – Será que pelo menos pode olhar para mim enquanto eu falo?! – perguntou irritado. – Acho que mereço um pouco de consideração!

Aquelas palavras fizeram Sakura dar uma risada sínica. Ela levantou seu rosto e encontrou com os ônix a observando.

- Acha mesmo que merece consideração, Sasuke?!- perguntou de forma irônica. – Pensei que tivesse vindo buscar suas coisas!

- Vim tentar resolver a nossa situação, Sakura... – respondeu irritado. – Você e eu sabemos que Hiro sofrerá com tudo isso!

- Deveria ter pensado nisso antes... Creio que seja tarde! – disse de forma ríspida. – Não se preocupe... Poderá ver Hiro! Afinal, mesmo você arrependendo-se de ter formado uma família comigo, Sasuke, não privarei o meu filho de ver o pai!

- Acho que esse último comentário não era necessário... – Sasuke tentava manter a calma. Sabia o quanto  havia a magoado. - Sabe que disse aquilo em um momento de nervoso!

Ambos ficaram em silêncio, até que Sasuke pronunciou-se.

- Sakura...

- Se você veio pegar suas coisas, já sabe o caminho... – balbuciou sem encará-lo.

Ela estava irredutível... Talvez tudo o que precisasse era de um tempo e de uma forma para provar-lhe que aquilo era um temendo mal entendido.

Saiu derrotado da cozinha e subiu as escadas a passos duros. Quando adentrou o quarto de casal, viu uma mala em cima da cama. Sakura tinha até mesmo se dado o trabalho de arrumar suas coisas, apenas para garanti-lo fora de sua vida... Talvez para sempre!

Sasuke sentou-se na cama e ficou fitando suas próprias mãos. Como era possível seu casamento estar indo por água abaixo de forma tão rápida?!

- Papai... – os pensamentos de Sasuke foram interrompidos pela voz de Hiro. O menino passou os olhos por todo o quarto, os parando na mala em cima da cama. - Você vai ficar?!

- Não, Hiro...- Sasuke viu pouco a pouco aproximar-se dele, até que o menino parou exatamente na sua frente. O moreno apenas o pegou e o colocou em seu colo. – Não se preocupe...

- A mamãe tá muito triste, papai...

- Eu sei, filho! Por isso, me prometa que cuidará dela, está bem?!

Hiro apenas afirmou com um gesto de cabeça.

- Qualquer coisa, Hiro, pode me ligar e eu aparecerei na hora... – Sasuke deu um abraço em Hiro e depois o colocou no chão. – Agora, preciso ir...

Deu uma última olhada no filho e depois saiu do quarto, direcionando-se para o andar debaixo. Pelo canto dos olhos, procurou Sakura, mas não obteve sucesso. Ela não queria vê-lo e aquela certeza fez o coração de Sasuke doer...

***

Sakura sentiu-se aliviada quando ouviu o barulho da partida do carro dele... Era um sinal que estava indo embora. Queria provar a si mesma que poderia agüentar aquela situação de cabeça erguida... Provaria a si mesma que não precisava dele, por mais que soubesse que estava enganada.

 

...Continua...

  *~*~*~*~*~*~*~*

 



Notas finais do capítulo

Oiee pessoal! Espero que tenham gostado do capítulo! Sei que está um pouco pequeno, mas ando totalmente sem tempo... Porém não acho justo deixar de postar, pelo menos um pouco!
Queria agradecer pelos reviews e pela compreensão de vocês... Como já sabem, ocorreu aquele pequeno problema com a fic e tal... Mas voltei firme e forte! :D
Queria mandar um beijo especial para duas pessoas: Rafa-chan, que recomendou a fic e a Camila-chan, dona do desafio! ^^
E claro, obrigada a todos!:D
Por enquanto é só, pessoal!
Mil beijoos!