Nosso Cupido Particular escrita por lininhaaa


Capítulo 4
Capítulo IV




  *~*~*~*~*~*~*~*

- Por favor, entregue esse envelope nesse endereço! – exclamou Karin enquanto mostrava ao motoboy a rua e o número do lugar onde faria a entrega. Depois, tirou algumas notas da carteira e também entregou ao rapaz. – E aqui está o pagamento pelo serviço...

Enquanto via a moto distanciando-se do lugar combinado, Karin sorriu de forma vitoriosa...

- Agora sim...

  *~*~*~*~*~*~*~*

As duas amigas ficaram conversando vários minutos e Sakura não podia conter a felicidade de sua melhor amiga estar grávida, e o melhor, confiar-lhe tamanha responsabilidade em cuidar de todo o pré-natal.

Os exames apenas confirmaram as suspeitas da morena: estava grávida de 3 semanas!

- Naruto já sabe?! – perguntou a rosada com os olhos brilhantes. – Eu aposto que ele ficará radiante...

- Ainda não! Queria ter certeza para contar a ele! – respondeu a morena sorridente. – Nem posso acreditar, Sakura-chan... Um filho! Ou uma filha!

Sakura não pode de se emocionar com a felicidade da amiga... Havia ficado exatamente assim quando soube que estava grávida. Fazia mil planos, pensava diversos nomes e quando Sasuke soube da notícia, não deixou de mimá-la de todos os jeitos.

Foi tirada de seus pensamentos por Yuki, que entrava na sala.

- Dra. Haruno, pediram para lhe entregarem esse envelope... – disse estendendo o documento. – Pelo o quê eu vi, não tem endereço...

Sakura apenas pegou das mãos da moça e agradeceu. Depois olhou para o envelope e como Yuki tinha dito, apenas tinha o endereço da própria clínica.

- Que estranho, Sakura-chan... – comentou Hinata. – Estava esperando alguma coisa?

- Não, Hina... – respondeu.

Não conseguia entender o motivo, mas algo lhe dizia que aquele envelope significava problemas. Mesmo relutante, abriu o envelope e colocou sua mão no interior do mesmo.

- Se quiser eu saio Sakura-chan...

- Magina, Hinata... – respondeu enquanto pegava o conteúdo do interior do envelope. – Não deve ser nada imp...

Hinata percebeu que os olhos de Sakura arregalaram-se de uma hora para outra, além dela ter ficado completamente muda.

- Sakura?!

A rosada passava as fotos rapidamente, como se não acreditando no que via. Sasuke e Karin no carro do próprio marido e depois, os dois se beijando em frente a uma casa luxuosa. Muito observadora, não deixou de notar as roupas que Sasuke usava: exatamente as mesmas da noite anterior. Tudo começava a se esclarecer... Havia colocado até mesmo o melhor amigo, para tentar encobrir sua traição!

Suas pálpebras pesaram e ela não pôde conter as lágrimas...

***

Hinata acompanhou Sakura até a recepção. A rosada mal mantinha-se em pé, tamanho seu nervoso.

- Dra. Haruno, o que aconteceu? – perguntou Yuki preocupada.

- Yuki, por favor, desmarque as pacientes dela... Sakura não está em condições de atender. Vou levá-la para casa...

Yuki apenas concordou e apenas ajudou Hinata a colocar Sakura dentro do carro.

***

Já em casa, Hinata ficou com a rosada que parecia completamente transtornada.

- E-eu não agüento mais... – balbuciou Sakura e depois, desviou seus olhos para a amiga. – Hinata, poderia me fazer um favor?- Hinata apenas concordou. – Ligue para o escritório e peça para ele voltar para casa... Quero me resolver com ele sem que o Hiro veja... po-por favor!

Hinata concordou e prontamente pegou o telefone. Falou por alguns minutos com Naruto e pediu para que ele também viesse, caso acontecesse alguma coisa.

***

Quase meia hora se passou. Sakura continuava olhando incrédula para as fotos. Por diversas vezes, Hinata tentou tomá-las das mãos da amiga, mas esta a impedia.

Finalmente viram o carro de Sasuke, seguido do de Naruto estacionando em frente à residência dos Uchihas. As duas trocaram olhares, mas não puderam trocar uma só palavra já que no mesmo instante, Sasuke entra de supetão, seguido de Naruto.

- O que aconteceu?! – indagou preocupado, direcionando os olhos para Sakura. – O que você tem, Sakura-chan?!

- Pode... apenas me explicar isso?! – balbuciou enquanto lhe entregava o envelope aberto. – Apenas me explique...

Hinata estava do lado de Sakura. A rosada tremia tamanho era seu nervoso, mas por pior que estivesse, não tinha forçar se quer para gritar.

Sasuke mesmo não entendendo absolutamente nada abriu o envelope e deparou-se com as fotos. Ao bater os olhos nas imagens sentiu seu coração parar de bater.

- Não é nada do que você esta pensando... – retrucou. Como poderia dizer aquilo, se as provas estavam diante de seus olhos?! Só ele sabia o que havia se passado naqueles malditos minutos com Karin. – Sakura, preste atenção... É tudo um grande mal entendido! Alguém me ligou, passando-se pelo Naruto! Quando cheguei lá, encontrei com Karin e fiquei esperando Naruto por quase uma hora... então ela me pediu uma carona e...

- Deu carona à ela?! – perguntou incrédula. – Mesmo depois de tudo, você deu carona para ela, Sasuke?!

Sasuke percebeu que quanto mais explicava, mais afundava-se... Por mais absurda que aquela história fosse, era a mais pura realidade.

- Ela me agarrou, Sakura! – respondeu irritado. – Aliás, por que não pediu para o seu detetive particular tirar o resto das fotos?! Quem sabe veria eu a empurrando...

Sakura ao ouvir tal pergunta, levantou-se e ficou cara a cara com ele.

- O que está insinuando?! Acha mesmo que seria capaz de contratar um detetive para te seguir, Sasuke?!  

O moreno passou as mãos pelos cabelos e andou por alguns segundos pela sala.

- Essas fotos só provam o quanto está paranóica, Sakura! – Gritou.

Sakura olhou incrédula para ele. Novamente estava a chamando de paranóica.

- Sasuke, calma... – murmurou o loiro.

- Não... não é para eu me acalmar! – disse ele para depois voltar a encarar a rosada. – Me arrependo de ter construído uma família com você, Sakura! Se acha que seria capaz de traí-la, não passa de uma mulher arrogante e possessiva, que não confia no marido que dividiu a mesma cama por mais de cinco anos!

Hinata apenas teve tempo de segurar Sakura, que por pouco, não desabou. Sentou a amiga, que continuava a encarar Sasuke com um olhar atônito.

- Já chega, Sasuke! – Gritou Naruto. – Agora você passou dos limites! Percebeu o que acabou de dizer!?

- Saia daqui... – murmurou Sakura.

Todos, inclusive Sasuke, olharam espantados para a rosada. Já ela, não movia um músculo.

- Não acred... – indagou Sasuke, porém suas palavras foram cortadas por Sakura.

- Saia daqui agora! Já que se arrepende tanto de formar uma família comigo, esqueça-a! – Sakura limpava as lágrimas que teimavam em cair de seus olhos. – Vá embora!

- Se é isso que você quer, ótimo! – retrucou irritado.

Sasuke saiu batendo com violência a porta da sala. Tanto Naruto quanto Hinata encontravam-se numa saia justa, pelo simples fato de sentirem-se impotentes para fazer alguma coisa naquele momento.

- Te encontrarei em casa, Hinata-chan... – murmurou Naruto. Ele observou o aceno de cabeça da esposa e retirou-se .

  *~*~*~*~*~*~*~*

- O que vai fazer, Teme?!

Sasuke pela primeira vez em sua vida, estava sentado em uma mesa de bar. Já havia perdido a conta de quantos copos tinha tomado na última hora.

- Fui expulso de casa... – respondeu com a voz embargada. – Vou procurar algum lugar para ficar...

Naruto apenas agüentava as lamúrias do melhor amigo calado. Não tinha colocado uma gota de bebida na boca, o que tornava a situação um tanto quanto intolerável.

- Sabe, Teme... Te conheço desde que me entendo por gente... – murmurou o amigo. – Sei que se tivesse alguma coisa com Karin, com certeza teria me falado, mas aquelas fotos... Não sei! Até parece mentira...

Sasuke pela primeira vez na noite, encarou o amigo. Sabia que para qualquer pessoa, ele não passava de um cafajeste que traiu a mulher com a sócia.

- Você acredita em mim?!

- Claro! - respondeu. -  Sei que não seria capaz de fazer isso com a Sakura-chan... Mas também, não acredito que ela tenha contratado um detetive, Sasuke! Ela não faria isso...

  *~*~*~*~*~*~*~*

Enquanto isso, Sakura ainda estava estática no sofá da sala. Não se movia, não falava, não fazia absolutamente nada... Apenas ficava olhando para um canto da sala, totalmente perdida nos próprios pensamentos.

Hinata nunca tinha visto a amiga naquele estado. Não sabia o que fazer ou como agir...

- Beba um pouco d’água, Sakura-chan... - Hinata estendeu um copo contendo o líquido transparente. – Você precisa se acalmar...

- Você precisa descansar, Hinata... – balbuciou. – Precisa cuidar da sua saúde e da saúde do bebê...

- Agora não sou sua paciente, mas sim sua amiga! – bufou. – Sei que preciso me cuidar, mas não posso te deixar nesse estado...

Ambas permaneceram caladas por um longo tempo...

-Hiro... – murmurou com os olhos marejados.

- Fique calma, Sakura-chan... – disse a morena colocando os cabelos rosados atrás da orelha da amiga. – Hiro entenderá... Afinal, você e Sasuke apenas precisam de um tempo...

- Vo-você acha?! – disse encarando-a.

- Claro! Vocês se amam e...

- Ele me traiu, Hinata! – exclamou irritada.

Hinata não pôde descordar da amiga, afinal estava certa. Tudo parecia ir contra Sasuke: a ligação, as fotos... a situação em si não demonstrava mais nada além de traição.

- Vai dar tudo certo...

... Continua...  

 *~*~*~*~*~*~*~*

 



Notas finais do capítulo

Gente, nem sei o que dizer!
Queria pedir desculpas sinceras à vocês que deixaram aqueles reviews lindos... mas o Nyah! ou sei lá quem, deletou essa fic! Sumiu! Do nada! T.T
Estou triste mesmo... espero que tenham gostado desse capítulo! E peço desculpas pela demora...
Ca-chan, desculpa... Te mandei até uma MP pedindo desculpas! :(
CatarinaxD, vc que tinha recomendado a fic... tbm merece desculpas...
Aliás... todos merecem desculpas, mas não sei o quê aconteceu! :(
É isso, gente!
mil beijooos!
:***



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Nosso Cupido Particular" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.