Choices escrita por Kuchiki Hiruno


Capítulo 12
Festa parte 1 - Laços quebrados


Notas iniciais do capítulo

É , eu demorei muito desta vez. Mas essas semanas foram muito corridas. Ultima provas, festa de formatura, solenidade .... muita coisa aconteceu ( fiquei um pouco doente também ) , mas já estou de férias e espero conseguir postar com muito mais frequência !
Primeira parte da festa finalmente ficou pronta !
Boa leitura




"Você é forte e
Carrega um coração incerto
Mas não está sozinho
Eu estou aqui
Mesmo que você não saiba"
(Egao no Mahou- Fairy Tail)

A semana passou muito rápido e o dia da formatura chegou. Todos já haviam comprados seus trajes e suas máscaras. O sol já estava se preparando para dormir , deixando o céu alaranjado. Uma linda visão.

Jellal observava da varanda do seu quarto o céu. O Grande dia havia chegado e Erza estaria ao lado dele, isso o deixava estranhamente feliz. A ruiva havia dominado seus pensamentos o dia inteiro e a vontade de abraça-la estava insuportável. Eles não se falaram muito durante a semana , o que contribuiu para a vontade aumentar . Jellal puxou o celular do bolso e digitou uma mensagem .

Passo ao ás oito . Esteja pronta .

Poucos minutos o celular do azulado vibrou.

Não precisa me pegar em casa , posso ir sozinha.

Jellal ficou confuso .

Não quer mais ir comigo?

Na mesma hora a ruiva respondeu :

Não quero dar trabalho.

Jellal respondeu aliviado . Ela não tinha desistido de ir com ele, pensou.

Não seja idiota . Passo ai as oito! Vou me arrumar , até mais tarde .

O azulado jogou o celular na cama e foi tomar um banho . Ainda estava cedo – 18:30h para ser mais exato- mas ele queria se arrumar com calma .Podia não parecer ,mas Jellal se importava com seu futuro, achava o dia da formatura um momento muito aguardado e importante . Ele ficou curioso para ver se o pai iria .

Mas que tolice ! Claro que ele não iria ! Porque , um homem tão ocupado e importante , iria gastar seu tempo indo em uma festa de formatura dos seus únicos filhos? , pensou .

Seu terno estava em cima da cama , pronto para ser usado . Arrumou-se bem devagar , passou seu perfume favorito e ajeitou o cabelo . Estava pronto. Olhou o celular . A hora de pegar sua acompanhante estava chegando , mas ela não havia retornado sua última mensagem e isso o deixou incomodado. Já que tinha que esperar um tempo ainda , Jellal desceu as escadas e foi até a cozinha .

–Até nisso você é igual a mim? –Jellal virou-se e viu Mystogan na porta da cozinha. Estava com muita raiva.

–Porque você está vestido com o mesmo terno que eu??- indagou Jellal .

–Eu que pergunto , porque você está vestido com o mesmo terno que eu?

–Isso só pode ser um pesadelo ...- Mystogan fechou os olhos , respirou fundo e foi sentar no sofá da sala- Com quem você vai para a festa?

–Porque você quer saber?

–Curiosidade.

–Quem você chamou?

–Você adora me responder com perguntas .

–E você adora de me encher delas! – Jellal fechou a geladeira . Estava com uma lada de energético na mão – Vá procurar o que fazer!

–Eu vou com a Ultear – respondeu o irmão mais velho , ligando a televisão- espero que não se importe.

–Porque eu me importaria? – Jellal pegou a chave do carro e abriu a porta de casa – Até mais .

Jellal ligou o carro e começou a dirigir até a casa da ruiva .

–Acho que vou chegar bem cedo ....

***

Erza olhou para o relógio, Jellal provavelmente estaria chegando. Terminou de arrumar o cabelo e passou perfume.O perfume que Jellal gostava . A ruiva sentiu raiva de si mesma por estar usando aquele perfume para agradar o garoto , mas depois riu sozinha. Estava colocando o sapato quando o celular tocou.

–Quantas horas a cinderela vai precisar para ficar pronta?

–Boa noite pra você também .

Já estou aqui embaixo .

–Já?

–Já? – repetiu - Quer chegar no final da festa?

–Estou descendo.

–Ok – a ligação foi encerrada .

Erza colocou os brincos , a gargantilha e desceu as escadas . O vestido longo a atrapalhou um pouco ,mas não ficou irritada, não queria ficar irritada. Aquela era a noite da formatura ! A tão esperada noite da formatura . A ruiva saiu de casa e trancou a porta . Jellal estava encostado no carro , de cabeça baixa mexendo no celular e não viu a garota se aproximar .

–Gostei do terno – comentou Erza.

–Pensei que você nunca iria desc....- Jellal não conseguiu completar a frase. A visão da ruiva naquele longo vestido azul de renda ,com um decote na medida certa , não deixando o vestido vulgar , atrapalhou a formação da frase em sua cabeça.

– Que foi?

–Você está linda...- Jellal fitou Erza desde o cabelo que estava metade preso em um coque e a outra metade solto, até o sapato prateado com um salto que fazer a ruiva ficar exatamente da sua altura .

–Obrigada – agradeceu desconfiada - você também está bonito- Jellal não conseguiu responder, apenas queria ficar olhando para ela o resto da noite.

–Vamos?- perguntou o azulado abrindo a porta para a ruiva.

–Você abrindo a porta do carro ?

–Sei ser gentil quando quero.

***

Em poucos minutos ambos já estavam no estacionamento do colégio . A iluminação do lado de fora estava excepcionalmente linda , o jardim bem iluminado e faixas agradecendo e parabenizando os estudantes foram espalhadas . Começaram a andar para o salão em que a festa estava acontecendo e perto da porta foram bombardeados com fashs que vinham de vários lugares. Eram os fotógrafos que as turmas do terceiro ano haviam contratado.

Erza sabia que estaria tudo bem decorado, mas o que ela viu dentro do salão a deixou boquiaberta . Havia várias mesas com cadeiras em alguns lugares, várias mesas com comida e bebida, uma banda ao vivo tocando, um espaço enorme para todos dançarem, iluminação incrível . A ruiva tinha que admitir, tudo estava lindo.

–Parece que a maluca que adora gritar tem talento para fazer festa- comentou Jellal , fazendo a garota rir.

–Er-chan!!!

–Mira ! – Erza foi ao encontro da amiga que já havia pegado uma mesa para eles.

–Er-chan , você está linda !

–Você também está Mira ! – Erza olhou para Freed que estava ao lado da amiga- você também Freed-kun!

–Obrigado, Erza –san – Freed sorriu- você está linda também .

–Boa noite . – Disse Jellal pigarreando .

–Olha, é o cretino-kun! Boa noite !

–Por que você não para de me irritar só por hoje?- indagou Jellal sentando ao lado de Freed.

–Só farei isso por causa da Er-chan!

–Obrigado – Jellal fez um sinal para o garçom que lhe entregou um copo de água.

Jellal e Freed ficaram em silêncio por um bom tempo olhando as amigas conversarem .Um homem de paletó preto aproximou-se da mesa. Não parecia um estudante e carregava uma caixa consigo.

–Jellal-sama- Erza e Mra pararam de conversar e fitaram o homem . Jellal levantou o rosto e percebeu quem era.

– O que faz aqui? Ele soltou a sua coleira foi?- Jellal deu um sorriso irônico .

–Jellal –sama – o homem ignorou a ofensa – Estou aqui para trazer isto- ele estendeu a caixa , mas Jellal não se moveu ou deu sinal que iria pega-la.

–Posso saber o que é isso?

–Seu pai mandou para você e para o Mystogan –sama. Foi à casa de vocês a alguns minutos atrás , mas não tinha ninguém.

–Não quero , pode levar de volta- Jellal abaixou a cabeça novamente e continuou observando as pessoas dançando .

–Mas seu pai mandou pra...

–Eu já disse que não quero!- O azulado bateu o copo que estava na mão com força na mesa .

–Jellal!- Repreendeu Erza.

–Cala a boca – ele a fitou e em seguida virou-se para o homem de preto novamente- eu disse que pode levar ou , se não quiser perder a viagem , espere o Mystogan chegar e entregue a ele.

–Seu pai mandou pra você, deveria aceitar!- insistiu a ruiva.

–Eu disse pra você calar a boca ! Não fale de coisas que não entende !

–Entendo que você tem pai e faz uma coisas dessas.

–Aquele homem... – Jellal apertou o copo com força. Mira fechou os olhos esperando que o vidro se espalhasse, mas não aconteceu – leve essa merda de presente de volta ! – Jellal levantou-se e caminhou para o lado de fora do salão.

–Jella –sama !

–Jellal!! – a ruiva levantou-se e correu atrás do garoto. Mira e Freed estavam confusos .

–Parece que vai ser uma longa noite, Freed-kun ....- Mira fitou o acompanhante .

–Então vamos aproveitar cada momento- a garoto se levantou- Vamos dançar ?

***

–Aquele idiota ! Ninguém ensinou a ele que não se deve deixar uma dama esperando?- Ultear estava muito irritada. Ela estava esperando Mystogan a pelo menos meia hora e o vento estava começando a ficar frio – Não sei quem é mais imbecil , ele ou o irmão !- a garota olhou em volta e não viu nem sinal do seu acompanhante – Não vou mais ficar feito idiota esperando ele aqui , vou entrar e arranjar qualquer outro para me divertir .

Ultear descruzou os braços e cerrou os punhos. Mystogan havia conseguido deixa-la muito irritada. A garota começou a andar , mas o salto do sapato ficou preso em algum buraco pequeno fazendo-a cair .

– Meu pé , meu pé – gemeu de dor .

–Você está bem?- ela olhou para cima.

–J-Jellal!

–Jellal? Mas eu sou o Mys...

–Eu estou a quase quarenta minutos esperando o meu acompanhante aqui do lado de fora. Mas ele é um homem muito deselegante que não sabe cumprir horários – Ultear não sabia se estava gritando por causa da raiva ou da dor. Talvez os dois- Seu irmão é um completo idiota

–Disso eu sei .

–Meu pé está doendo! Pode me ajudar?- Mystogan a fitou. Ultear estava com um vestido um pouco acima do joelho, vermelho sangue com detalhes de renda com um decote no mínimo provocante. O garoto estremeceu – não vai me levar para a enfermaria? Ou está procurando aquela idiota?

–Venha , vou te ajudar – Mystogan segurou a garota pelo braço, mas ela gemeu de dor- consegue ficar em pé?- indagou preocupado .

–Acho que não- o garoto não sabia se ela estava fazendo isso porque o machucado estava doendo ou se era para cena só para ele carrega-la – Porque não me carrega , Jellal?

–Ultera, eu sou o Mys...

–Está doendo Jellal! Rápido, leve-me logo para a enfermaria !- Mystogan riu e em seguida carregou a garota .

***

–Jellal ! – Erza correu para fora atrás do azulado que estava na varanda da casa de festa olhando o jardim.

–Não quero ouvir você gritando no meu ouvido, cai fora – Disse o garoto sem ao menos olhar para a ruiva.

–Porque não aceitou o presente que seu pai mandou? Seu pai está vivo... ele ESTÁ VIVO! Por que não aproveita ?!!

–É tão difícil assim cuidar apenas da sua vida?

–É! Não posso ver isso e não falar nada!!

–O que você sabe sobre mim, em?!!- gritou Jellal.

–Não muito mas...

–Nada, você não sabe absolutamente nada sobre mim!

–Por que não aceitou o presente?- Erza ficou séria e diminuiu o tom de voz. Jellal acalmou-se também .

–Por que não foi ele que mandou.

–Como assim?

–Como assim? – riu- ele provavelmente nem sabe que eu e Mystogan estamos nos formando hoje.

–Não... isso não..

–Isso sim- ele virou para fitar a ruiva- você não o conhece ! Ele é ocupado demais para os filhos e provavelmente foi a secretaria dele que comprou e enviou isso pra gente.

–Jellal...

–Não me olhe assim, não quero sua pena- o garoto virou-se para fitar o jardim novamente e Erza aproximou-se parando ao seu lado .

–Não estou com pena de você –a ruiva começou a olhar na mesma direção em que o garoto estava admirando , tentando encontrar o que tanto ele observava .

–Mentirosa.

–Porque eu mentiria sobre isso ?

–Por que você quer me confortar – ele a fitou - esse é o tipo de garota que você é , Erza.

–E o que você sabe sobre mim?

–Uma garota irritante , nervosa , metida a sabe tudo , orgulhosa e que adora me irritar. Essa é você.

–Essa é a visão que você tem de mim? – Erza começou a rir-isso foi cruel.

–Eu sou cruel- ele voltou a fitar o jardim- e cretino também .

–Você pode ser até um cretino, mas cruel não- Erza o olhou fixamente forçando o azulado a retribuir o olhar- você é uma pessoa orgulhosa que não pensa muito antes de sair falando coisas idiotas, gosta de ficar rindo de outras pessoas, é um galinha e um cretino, claro .

–Que comece a lista de adjetivos.

–Mas..- Jellal ficou sério- você é gentil ,se preocupa com os amigos , mesmo não querendo demonstrar! Sua presença é confortante- a ruiva sorriu – você salvou minha vida três vezes! Poderia ter me deixado morrer quando o carro quase me atropelou quando estávamos fazendo o trabalho .

–Não podia.

–Exatamente ! Se você fosse cruel, você deixaria o carro me amassar –Jellal começou a rir discretamente e Erza sentiu-se feliz por conseguir fazer o azulado ficar menos tenso .

–Estou sendo um péssimo acompanhante, não estou ?

–Se você tirar essa cara de tristeza eu te perdoo! - Jellal a olhou surpreso e depois riu- que foi ?- indagou erza confusa.

–Quer dançar ?

***

–Tenha mais cuidado Jellal, meu pé ainda dói!- reclamava a garota de longos cabelos negros que agora estava sentada em uma cadeira na enfermaria.

–Pela milésima vez, eu não sou ...

–Para de falar e enfaixa logo !

–Tenha paciência – Mystogan respirou fundo. Ele era bem tranquilo e não se irritava facilmente, porém, aquela garota estava conseguindo tira-lo do sério em apenas dez minutos .

–Como vou entrar lá com o pé deste jeito?

–Eu te ajudo – respondeu o irmão mais velho , terminando de enfaixar o pé da acompanhante .

–Não é disto que eu estou falando! Essas faixas ficaram horríveis em mim! – ela olhou para os lados- e porque a enfermeira não estava aqui? Ela não deveria nem pensar em sair desta sala na noite da nossa formatura!

–Ela deve ter ido ao banheiro ou beber água- o garoto levantou e fitou o curativo que tinha feito – como ela poderia imaginar que você se machucaria logo na entrada?

– Tudo culpa do seu irmão! – cruzou os braços- estava esperando aquele mal educado para entrar na festa e ele está a quarenta minutos atrasado!

–Meu irmão?- Mystogan estava confuso.

–Seu irmão me convidou para ir com ele para a festas me deixou plantada esperando!

–Jellal te convidou?

–O Mystogan me convidou- Ultear o olhou confusa- sabe, Mystogan, seu irmão gêmeo ....

–Mas eu sou o Mystogan...

–Quê?

–Eu sou o Mystogan!-a paciência de Mystogan estava chegando ao fim.

–Você ...- Ultear levantou rapidamente ,mas logo sentou . Sentiu dor no local que havia batido no chão e gemeu baixinho – você me enganou!- gritou a garota.

–Eu não te enganei! Estou tentando falar isso desde o momento que você me chamou de jellal, mas você deixa eu falar algo?!!- ele respirou fundo.

–Idiota!

–Onde eu estava com a cabeça quando te chamei para ir comigo a festa?- Ele a fitou com raiva e caminhou até a porta.

–Espere!!- Ultear ficou tensa ou ver que Mystogan estava indo embora- vai me deixar aqui?

– Vai parar de gritar e reclamar?- Mystogan olhou para a garota.

–O quê? Você é muito ....

–Então até mais...

–Não!!- Gritou- espere!! Não vou mais reclamar ou gritar .

–Promete?

–Prometer?- Mystogan arqueou as sobrancelhas e fez menção de dar meia volta e sair da sala – prometo, prometo!!!

–Agora podemos ter uma conversa civilizada – Mystogan delineou um sorriso no canto dos lábios e voltou para ajudar Ultear – consegue andar?

–Acho que sim.

***

–Sei que quer me fazer mil perguntas – disse o azulado enquanto conduzia a dança – pode fazer – deu-se por vencido.

–Que tipo de relação você tem com seu pai?- indagou Erza. Mas a garota arrependeu-se logo em seguida de ter feito a pergunta , pois o sorriso de Jellal havia desaparecido .

–Não posso chamar isso de relação- começou- ele nos manda dinheiro todo mês , raramente liga , não o vejo a uns dois anos e não faço questão de vê-lo, se quer saber .

– Dois anos?

–Sim- ele assentiu com a cabeça e em seguida levantou o braço fazendo Erza girar e voltar para os seus braços – desde que minha mãe morreu eu não tenho muito contato com meu pai como quando ela estava viva .

– Para – pediu . Jellal parou de dançar e a fitou intrigado .

–Algum problema? Está se sentindo bem?- Erza estava de cabeça baixa.

–Para...

–Mas eu já parei...- ele foi interrompido .

–Para de falar – Erza o olhou- chega! Hoje é um dia feliz, estamos comemorando nossa formatura. Eu não devia ter perguntado nada , fui insensível e minha vontade de saber o porque de você agir daquela forma falou mais alto e eu ignorei o que você estava sentindo- Os olhos da ruiva ficaram marejados – desculpa...

–Erza... – Jellal estava espantado. Nunca pensaria que tais palavras iriam sair dos lábios da ruiva. Sempre estavam brigando, irritando um ao outro e procurando apelidos para se ofenderem . Quando a frequência de discussões havia diminuído? Quando o coração dele havia começado a bater mais forte só por estar olhando para Erza? Como toda raiva que Jellal fazia questão de nutrir pela ruiva havia perdido força ?

–Desculpa....- Erza tentou segurar as lagrimas, mas não obteve sucesso – meus pais morreram a muito tempo- começou- para falar a verdade eu não lembro direito deles. Fui jogada em um orfanato por que a única pessoa que podia me acolher , rejeitou-me completamente e...- Erza foi interrompida por Jellal que a abraçou subitamente .

–Gosto do seu shampoo também, mas o seu perfume ainda é melhor ...



Notas finais do capítulo

Desculpem qualquer erro de digitação . Acabei o capitulo agora ( 2:37h da manhã) e apenas revisei rapidamente , pois estou cansada.
Galera, as reviews são muito importantes para os autores, não deixem de comentar ! :33
Até o próximo capitulo :333



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Choices" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.