Beautiful Decadence escrita por brgscarolina


Capítulo 1
Capítulo 1


Notas iniciais do capítulo

Tá, como eu já disse, é uma short fic, ou seja, tem poucos capítulos. E como também já disse, era pra ser one shot, mas eu me empolguei, só pra variar. :3 Espero que gostem, e boa leitura' ♥



Ela é nova. Pelo menos, eu acho que ela é nova. Eu nunca a vi antes, pelo menos, não que isso signifique muita coisa, né? Meu PSP quebrou há mais ou menos uma meia hora. Alexy iria tirar uma com a minha cara com certeza assim que descobrisse. Eu odiava a aula de economia, por isso sempre ficava jogando durante essa aula. Agora meu PSP quebrou e eu olhei em volta. Algumas carteiras abaixo, mais à direita. Ela é ruiva. Os cabelos acobreados iam em ondas largas até abaixo das escápulas. Pelo que eu via, ela estava com um suéter verde.

Pobre de mim que pensei que conhecia todos os alunos da classe. Ou que não precisava conhecer mais ninguém. Alexy estava certo quando dizia que eu perdia muita coisa da aula de economia quando ficava com a cara no PSP. Eu queria saber quem era ela.

Olhei pra pessoa sentada ao lado dela. Quem diria! Nathaniel vai servir pra alguma coisa que não seja me ajudar com papéis. Acabei sorrindo.

O resto da aula eu alternei entre entre dormir de olhos abertos e observar aquela ruiva. Ela tinha uma postura perfeita, e jogava os cabelos pra trás sempre que se inclinava pra anotar algo. Nathaniel e ela trocavam algumas palavras de vez em quando.

Quando a aula terminou, saí correndo em direção ao loiro, e quase atropelei a garota loira que estava no meu caminho. Cheguei ao lado do Nathaniel apoiando o cotovelo em seu ombro.

–Ei! E aí, Nath? – Abri um sorriso, olhando para a ruiva, que ainda estava ao seu lado. Ela tinha olhos verdes, sardas acobreadas pelo rosto, e uma boca escura que me parecia sem batom nenhum.

O loiro olhou pra mim, arqueando as sobrancelhas, e sorrindo também, enquanto eu me afastava um pouco e começava a andar com eles.

–Oi, Armin. Precisa de ajuda em alguma coisa de novo?

–Ah! – Dei risada. – Não exatamente... Quer dizer, preciso de uma daquelas folhas rosa de ausência. É que tive que faltar esses dias porque fui a um campeonato de vídeo-game. – Sorri. – Primeiro lugar, baby!

Nathaniel riu, e a ruiva sorriu, revirando os olhos. Como ela estava do outro lado de Nathaniel, me inclinei um pouco a encarando.

–Oi. – Falei. – Eu não conheço você.

–Armin, ela estuda na mesma classe de economia que a gente há quase um ano. – Disse o loiro mais sério. Bufei.

–Bom, eu não sou muito fã das aulas de economia e que eu saiba também não tenho o dever de conhecer cada pessoa que estuda na mesma classe que eu.

Ele balançou a cabeça em negação, e a ruiva tocou seu ombro, como se dissesse pra ele deixar pra lá.

–Meu nome é Callíope.

–Armin Armstrong. – Sorri. – É ótimo conhecer a garota que estuda comigo a quase um ano.

–Igualmente. – Ela sorriu. Reparei que um de seus caninos era meio torto, e sorri mais. Ela provavelmente não tinha enfrentado a tortura de um aparelho ortodôntico por quatro anos, desde o ensino fundamental até o ensino médio, em prol a um sorriso perfeito que sua mãe queria que você tivesse. Eu dei graças a deus quando tirei aquilo e pude voltar a fazer competições de comer caramelos. E tenho que confessar, beijar garotas é bem melhor sem aquele monte de tralha na sua boca.

Sem perceber, já tínhamos chegado à sala do grêmio estudantil, e Nathaniel dizia para entrarmos. O que ela estava fazendo aqui também eu não fazia ideia.

–Você quer que eu preencha a folha como sempre, Armin?

–Cara, sim, né? Eu não sei fazer isso aí direito.

–Certo. E dessa vez eu coloco quantos dias?

–Foram... Cinco dias do campeonato. Põe cinco aí, fazendo favor.

O loiro assentiu, preenchendo a folha cor-de-rosa que eu entregaria em algum lugar ou jogaria fora.

Callíope continuava na sala, mexendo no celular, e eu ficava olhando pra ela. Os jeans escuros que ela usava não eram apertados como a maioria das garotas usam. Eram até meio largos do joelho pra baixo. O suéter verde estava com as mangas puxadas até perto dos cotovelos e ela usava uma pulseira dourada de pingentes no pulso esquerdo. Nada de anel. Só uma correntinha dourada no pescoço, com um pingente que estava por dentro do suéter. Nos pés ela usava tênis e tinha uma mochila pendurada no ombro. Tomando as palavras do Castiel, ela não era tão gostosa, e nem tinha tanto peito assim, mas... Ela era bonita. Eu gostei dela. Acabei sorrindo, e percebi que ela estava me encarando com o cenho franzido. Ela percebeu. Legal...

–Prontinho, Armin... só falta você colocar o seu nom... – Nathaniel parou de falar, olhando de mim pra Callíope. – O que foi?

–Nada. – Falei. – Valeu, cara.

Peguei a caneta nas mãos dele e me inclinei sobre a mesa pra assinar meu nome no papel cor-de-rosa.

Depois disso, saí da sala, me despedindo dos dois.

Callíope. Ela era interessante. Eu queria conhecê-la melhor.



Notas finais do capítulo

Well, guys. Espero que tenham gostado. sinceramente, acho que nem cheguei aos dez capítulos... Ainda não contei... Talvez poste outro capítulo ainda hoje, ou então amanha. Até mais guys ♥