Forever escrita por Marih Yoshida


Capítulo 1
único


Notas iniciais do capítulo

Sayoo!
Bem, acho que ficou legal. Particularmente gostei.
Espero que gostem.



POV Thalia.

Estava absorta em pensamentos olhando fixamente para o nada quando uma voz me tira do transe.

- Thalia querida, as caçadoras já montaram o acampamento. - Ártemis veio até mim. - Ultimamente você anda muito avoada Thalia!

- Não é nada Lady Ártemis. - Disse assustada. - Apenas pensamentos.

Ártemis pensou um pouco e depois sorriu.

- Então vá dormir. - Ela disse com o sorriso que uma mãe dá para uma filha. Me senti culpada. - Amanhã nós vamos sair cedo.

- Sim my Lady! - Disse e me dirigi até minha cabana. Demorei para dormir, e como sempre, sonhei.

Olá pequena!

Uma voz feminina falou em minha cabeça. Não consegui reconhecê-la.

A quanto não falo com você não é? Mas fique sabendo que acompanhei sua vida.

- Quem é você? - Perguntei olhando em volta, mas não tinha nada.

Ah, você sabe.

A voz disse com tanta certeza, que quase acreditei que sabia.

Bem, eu sei que está apaixonada pelo príncipe dos mortos.

- Afrodite? - Perguntei.

- Até que enfim! - A deusa apareceu na minha frente. Agora ela não falava mais em minha cabeça. - Posso aconselha-la?

Fiquei em silêncio.

- Acho que isso foi um sim. - Ela fez aparecer uma poltrona e se sentou. Depois apareceu uma cadeira e ela gesticulou para que eu sentasse ali. Hesitante, me sentei. - Bem, você está em dúvida entre ficar na caça com Ártemis, ou ir para seu príncipe, certo?

Assenti relutante. Afrodite pensou um pouco.

- Me conte o que te faz ficar na dúvida? - Ela perguntou. Eu não confiava na deusa, mais algo me dizia que deveria falar.

- Bem, por um lado, tenho as caçadoras. - Hesitei um pouco. - Elas são como uma família para mim, Lady Ártemis é uma pessoa muito bondosa... - Disse. - E também, não sei se Nico me ama.

Afrodite deu um sorriso e me olhou, me incentivando a continuar.

- Mas pelo outro lado, eu não estou feliz como caçadora. - Disse. - E também, quero ficar com o amor da minha vida.

- Querida, sabe que não gosto muito de Ártemis. - Afrodite começou. - Mas acho que ela ficaria triste com sua saída.

- Então...

- Mas também acredito no amor e na felicidade. - Ela continuou. - Me diga: Vai continuar pela eternidade em uma vida que não quer? O que você acha que vai sentir ao ver Nico morrer? E você tem que descobrir sozinha se ele te ama, ou então vai se arrepender... para toda a eternidade...- Ela pensou um pouco. - Para toda a eternidade é tempo demais querida. Eu sei disso.

- Mas...

- Pense. - Ela disse. - A escolha é você quem deve tomar. - Ela parecia já ter acabado, mas de lembrou de algo. - Se estiver preocupada com a guerra entre Zeus e Hades, eu cuido disso.

- Nunca pensei que diria isso... - Hesitei. - Mas obrigada Afrodite.

A deusa sorriu e meu sonho se desfez. Antes de me acordar, Afrodite me deu mais um presente, ela me mostrou Nico. Ele estava tão em paz dormindo.

Acordei com Vívia, uma nova caçadora, me chamando.

- Senhorita Thalia, Lady Ártemis quer partir. - Ela me disse.

- Ah, claro. - Disse. - Onde está Lady Ártemis? Preciso falar com ela...

- Está em sua tenda. - Ela disse.

- Obrigada. - Disse e sai.

Entrei na tenda de Artemis relutante.

- Lady, preciso falar com você.

- Sim, Thalia. - Ártemis apontou para o lugar a sua frente. - Sente-se.

Me sentei encarando a deusa. Por um lado eu queria acabar logo com isso e ir correndo para os braços de Nico, mas por outro eu estava triste por abandoná-las.

- Sobre o que quer conversar?

- Lady, não estou feliz assim. - Fui direta. - Estou apaixonada e não vai de nada adiantar que eu fique aqui. Eu vou estar infeliz. Meu coração está e estará sempre em outro lugar. - Falei com lágrimas nos olhos. - Eu amo as caçadoras. Mas não está dando certo.

Ártemis me olhava com curiosidade.

- Confesso que entrei para a caçada por causa dele. - Disse. - E é por ele que vou sair da caçada.

Ártemis me olhava desapontada.

- Lady, se quiser me matar, pode. - Falei. - Mas antes, me deixe saber se ele sente algo por mim.

Eu estava chorando, mas não ia parar só por causa disso.

- Eu o amo. - Estava quase terminando. - Eu o amo mais que minha própria vida. E não acho que vá existir um lugar feliz para mim que não seja ao lado dele.
Ártemis agora me olhava solidária, como se entendesse tudo o que estava falando.

- Eu entendo Thalia. - Ela disse. - Thalia eu a expulso da caçada.

Não senti nada de diferente em mim. Chorando eu abracei a deusa.

- Obrigada Lady! - Disse e sai, limpando as lágrimas de minha bochecha.

*

Cheguei no topo da Colina, onde "meu" pinheiro ficava. Suspirei e entrei no acampamento. Ele estava bem diferente, tinha vários chalés agora. Corri até o chalé de Annabeth, sem me importar em falar com Quíron.

- Annabeth! - Gritei abrindo a porta do chalé com força sem me importar se alguém iria brigar comigo. Pares e mais pares de olhos cinzentos olharam para mim assustados. Alguns deram um sorriso.

- Annie está na praia com Percy. - Alguém falou. Agradeci e sai correndo em direção a praia. Vi Annie e Percy conversando de mãos dadas.

- ANNABETH! - Gritei. - PERCY!

Os dois olharam para mim e sorriram. Annabeth veio até mim correndo e me abraçou.

- Thalia o que faz aqui? - Percy perguntou.

- Sai da caçada. - Disse.

- O que? Porque? - Annabeth perguntou confusa.

- Por causa dele. - Annabeth era a única que sabia que amava Nico.

- Dele quem? - Percy perguntou.

- Percy, posso conversar a sós com Thalia? - Annabeth perguntou. Percy estava confuso mas saiu de onde estávamos. - Porque?

- Não aguento mais Annie! - Disse. - Estou perdidamente apaixonada por ele.

Annabeth suspirou.

- Desconfio que você quer saber onde ele está.

- Isso mesmo. - Disse. - Eu preciso falar com ele.

- Você tem sorte. - Ela disse com um sorriso. - Ele está no acampamento. - Disse. - No chalé de Hades.

- OBRIGADO ANNIE! - Gritei já correndo para o chalé de Hades, que eu não sabia onde ficava, mas tudo bem, não deveria ser difícil achar o chalé do deus dos mortos né?

POV Nico.

Estava no meu chalé com um meu IPod escutando Simple Plan quando um furacão entrou no chalé. E quando digo furacão, quero dizer literalmente, um vento entrou no chalé jogando um monte de coisas para o alto, e com ele veio Thalia.

Meu coração se acelerou quando a viu. Ela continuava linda(ela é imortal dã). Fiquei alguns segundos encarando-a.

- Nico! - Thalia veio até mim e me abraçou. Será que era alguma brincadeira? Não. Ela parecia realmente desesperada.- T-Thalia? - Perguntei. Retribui o abraço hesitante.

- Você não deve estar entendendo nada não é? - Ela saiu do abraço e agora estava de pé na minha frente. Eu balancei a cabeça negativamente. - Nico, preciso falar com você.

- Ãnh, claro... -Falei confuso. De todas as pessoas, porque ela veio me procurar? Não estou reclamando, só surpreso. - Sente-se.

Thalia se sentou do meu lado e respirou fundo. Eu estava olhando para ela, poderia ficar assim o dia inteiro.

- Eu preciso te contar uma coisa. - Thalia olhou dentro dos meus olhos. Aqueles olhos azuis estavam me enlouquecendo.

- Conte. - Falei olhando para ela.

- Nico eu... - Ela hesitou. - Eu te amo. - Me assustei com a confissão dela. Ela olhava para mim procurando uma resposta. Não consegui falar nada, fiquei ali, parado olhando Thalia.

- Thalia...

- Olha pode parecer estranho, as eu te amo de verdade. - Ela começou. - Eu só entrei na caçada por causa de você Nico, para te esquecer. Você era muito pequeno na época e eu achava esse amor irracional. Eu achava que se me distanciasse poderia te esquecer Nico, mas isso não deu certo. - Ela respirou. - Só piorou as coisas. Hoje sai da caçada, Ártemis entendeu e me expulsou. Depois de sair do acampamento das caçadoras, tudo o que eu pensei era em falar com você. Vim até o acampamento meio-sangue e perguntei para Annie onde você estava. Depois que soube que estava aqui, pedi aos ventos que procurassem seu chalé já que eu não o conhecia e então aqui estou eu Nico, me declarando para você.

Ela ficou em silêncio olhando para mim. Eu sorri. Mas não um sorriso normal como eu geralmente dou, um sorriso de como quando eu era um menino viciado em MitoMagia.

- Eu não acredito nisso. - Disse sorrindo e abraçando Thalia. - Você fez tudo isso por mim? - Eu a abracei mais forte. - A cada minuto você me faz te amar mais.

- Nico... - Ela disse, mas eu a cortei.

- Olha, eu acho que está na hora de ouvir a minha versão da história. - Disse. - Thalia eu sempre te amei. Pensei que era só admiração por você, já que era mais velha e tudo o mais, mas não era. - Continuei. - Antes de você fazer juramento de Ártemis, eu tinha perdido a pessoa mais importante para mim até o momento, mas eu ainda tinha esperanças de ficarmos juntos. - Eu acariciei seu rosto. - Quando você entrou para as caçadoras, eu me revoltei. Já tinha passado por coisa demais, não podia perde-la. Pensei que reviver Bianca poderia me ajudar, mas depois vi que era inútil. Thalia, eu me entreguei as sombras para esquecer você! Mas não adiantou.

Antes que Thalia pudesse falar qualquer coisa eu a beijei. Beijei apaixonadamente. Nunca tinha beijado ninguém desse jeito. Paramos o beijo quando nos faltou ar com pequenos selinhos. Thalia sorriu para mim e pude me sentir vivo, o que para um filho de Hades é realmente difícil. Thalia recostou sua cabeça em meu peito.

- Eu te amo Nico. - Ela sussurrou. Eu estava prestes a responder quando Percy entrou no meu chalé.

- Nico a Thalia está aqui e... - Ele se tocou de que estávamos juntos e ficou olhando para nós dois pasmo. - Podem explicar?

- Então né... - Eu tentei começar, mais falhou.

POV Geral.

Thalia e Nico se revezavam tentando explicar. Annabeth chegou até onde estavam e não podia parar de sorrir para os amigos.

Afrodite assistia tudo do olimpo. Hades e Poseidon estavam em guerra, até que Afrodite cumpriu sua promessa a menina. Mandou uma mensagem por Hermes para Hades, e falou pessoalmente, a mesma coisa para Zeus.

"Vocês não ligam normalmente para seus filhos, mas se eles os contariam, vocês começam uma guerra. As escolhas dos dois não tem nada a ver com serem semideuses ou filho de vocês dois, tem a ver com si mesmos. E não vou deixar que vocês interfiram no meu trabalho."

A deusa estava emocionada com o casal que acabara de ajudar, e olhava para eles como se fossem filhotinhos de gatos que ela ganhara.

- Então a culpa é sua? - Ártemis perguntou vendo a outra deusa. - De novo Afrodite?

- A culpa não é minha. - Afrodite disse. - Você, como ninguém, sabe que as pessoas que não se apaixonam por causa de mim, são as parcas.

- Esse assunto de novo não! - Ártemis praticamente gritou.

- Você sabe por que a deixou ir para os braços de seu querido, não é? - Afrodite falou, fazendo Ártemis ficar vulnerável. - Você a entende.

- Afrodite...

- E você também sabe que de todas, a que ele realmente amava era você. - Afrodite continuou. - Uma pena que você começou isso, poderia ter sido tão feliz.

- Você sabe que não podemos ficar juntos. - Ártemis estava quase chorando, ela saiu dali sem dizer mais nada. Afrodite suspirou.

"Diz a lenda que o sol e a lua eram apaixonados, mas não podiam ficar juntos..."



Notas finais do capítulo

Espero que tenham gostado!
Por favor, deixem reviews!! Sou carente!
~Kissus