Saint Seiya: A batalha dos deuses escrita por Eleus


Capítulo 24
Adeus, cavaleiros!




MORTAIS OUSARAN SELAR FOBOS? ACABAREI PESSOALMENTE COM ESSA BATALHA!

–ARES DESISTA! NÃO HÁ MAIS NADA! VOCÊ FOI VENCIDO!

–VOCÊ ESTÁ LOUCA MINHA IRMÃ! EU SOU UM DEUS! NÃO SEREI VENCIDO!

Milhares de espadas surgiram no ambiente, todas apontadas para Atena.

–ESSE É SEU FIM MINHA IRMÃ! MORRA!

Não foi o bastante. Atena defendeu-se com seu escudo.

–E U JÁ DISSE QUE HAVIA VENCIDO ESSA BATALHA!

–HAHAHAHA QUE ILUSÃO! MOSTRAREI O VERDADEIRO PODER DE UM DEUS!

“CONTENDA INFERNAL”

Um enorme rajada de cosmo foi arremessada na direção de Atena que, tentou defender mais foi jogada longe.

–SE NÃO FOSSE A KAMUI QUE USAS, NÃO ESTARIAS MAIS AQUI PARA CONTAR HISTÓRIAS! HAHAHA

– QUE PODER GRANDIOSO? ESSE É O PODER DO DEUS DA GUERRA? EU NÃO POSSO REVIDAR!

–Atena deixe-nos ajuda-la! Nossos poderes juntos vencerão!

–Durden, você tem razão... Mas estais disposto a receber as consequências? O impacto de nosso poder não só destruirá Ares, mas a nós mesmo. Tão magnitude de cosmo varrerá essa dimensão criada por Hermes!

–Atena, esse é nosso dever! –Gritou Sundari.- Só teremos uma chance! Assim que destruirmos esse corpo onde Ares reside teremos que ser rápidos o bastante para selar sua alma!

–Sundari... Você também? Então que assim seja! ESTÁ ESCUTANDO ARES? A BATALHA ACABARÁ AGORA! Durden, leve donatien e justiam de volta ao santuário! Eles devem sobreviver e cuidar de tudo na nossa ausência!

–Sim!

–Não, Atena! Não permitirei que se sacrifique! Esse é nosso dever como cavaleiros!

–Justiam você lutou bravamente! Deves agora cuidar das próximas gerações como mestre do santuário! Proteja nosso lar enquanto estiver fora. Você sabe que se for preciso eu voltarei. Agora, vá!

–Não Atena! Eu ficarei e lutarei!

–Justiam- sorriu Atena- Sempre admirei sua bravura. Sentirei saudades. Adeus, cavaleiros! Breve nos reencontraremos! Durden, agora!

–Não!

“Outra dimensão”

O corpo dos cavaleiros de sagitário e câncer foram jogados dentro do espaço-tempo. Justiam viu brevemente um doce sorriso no rosto de Atena. Uma luz encheu seu peito. Não fora tão caloroso e amoroso quanto aquele sorriso. Sua alma se encheu de paz...

–ESSE É SEU FIM! USAREI MEU PODER PARA DERROTA-LO!

Durden e sundari assumiram a posição da exclamação de Atena novamente.

–ENTÃO TENTARÃO NOVAMENTE? VENHAM ENTÃO!

“EXCLAMAÇÃO DE ATENA”

“CONTENDA INFERNAL”

Atena uniu seu poder ao dos seus cavaleiros. Por um instante o poder deles sobrepujou o de Ares, mas foi por um momento muito rápido. Logo o poder do deus ia à direção deles!

–SERÁ QUE NÃO CONSEGUIREMOS? ESSE É NOSSO FIM? PERDOE-ME CAVALEIROS... NÃO PUDE PROTEGÊ-LOS NO FIM DAS CONTAS.

Em um rápido momento o poder entrou em equilíbrio. Indo depois contra Ares.

–Atena, veja! Nossos companheiros mortos em batalha estão aqui! Suas almas vieram nos ajudar!

– ÍCARO, HÉRACLES, ROBERT, IGOR, HUANDI, SARGAS, NARCISO, e TERREN, MESMO AGORA SUAS ALMAS AINDA TENTAM ME PROTEGER...-Atena novamente chora.

–Amigos, então vocês nunca nos abandonaram...

–Sundari, essa vitória é nossa! Por nossos amigos e por Atena!

–Venceremos Ares e derrotaremos o mal- disse o coro de cavaleiros

–NÃO É IMPOSSIVEL! NÃO SEREI DERROTADO! NÃÃÃO!

Enfim, a vitória aconteceu. O poder de todos foi capaz de derrotar o deus da guerra. A sangrenta batalha chegou ao fim. Pouco restou no santuário. Atena já não habitava mais aquele lugar. Tudo novamente estava pacifico. Assim Justiam assumiu seu novo cargo com a ajuda de Donatien. Novamente a paz foi encontrada.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Saint Seiya: A batalha dos deuses" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.