Saint Seiya: A batalha dos deuses escrita por Eleus


Capítulo 18
As doze armas de libra


Notas iniciais do capítulo

Como havia dito antes, as letras maiúsculas nesse capitulo representam tanto a fala de um deus, quanto o momento de raiva de um personagem.



–Eu preciso encontrar o caminho de volta. A casa de libra está sem proteção. Sinto que muitos cavaleiros de ouro morreram. O que será que acontece no santuário?

Huangdi de libra caminhou durante muito tempo pelo lugar montanhoso para onde foi enviado. Durante sua caminhada achou uma montanha com uma espécie de caverna em seu pé. Entrou pensando em passar a noite e foi surpreendido por um dos bersekes.

–O que faz aqui cavaleiro? Venho encontrar a morte? Eu sou Menelaus, líder do batalhão do medo.

–E eu sou Huangdi, o cavaleiro de ouro de libra. Então quer dizer que serei seu adversário?

–Espero que eu possa te considerar um adversário, cavaleiro! Deixarei que use todo seu poder nessa batalha. Vamos! Ataque-me!

–Que assim seja! Receba o poder do meu

“Cólera do dragão”

Sem fazer nenhum esforço nem mexer nenhum membro do seu corpo Menelaus recebeu o golpe de Huangdi.

–Você chama isso de golpe? Não é nada comparado ao meu poder.

O Berseker correu e começou uma batalha corpo a corpo com o cavaleiro. Por algum tempo essa luta ficou equilibrada, mas logo se percebeu que o berseker era mais rápido e mais poderoso. Deixando assim o cavaleiro de libra no chão.

–Essa força e essa velocidade... Que poder imenso! Ele nem precisou usar um golpe contra mim. Será que ele é invencível? Não, isso é impossível. Veremos se ele é capaz de suportar meu próximo ataque – pensou o cavaleiro. - Ouça-me Berseker. Você sentirá o poder do meu golpe mais poderoso! Não tenho tempo para lutar mais tempo com você. Caiam diante da

“Cólera dos cem dragões”

Centenas de dragões cruzaram o céu na direção de Menelaus. Novamente ele não moveu nenhum músculo pra se defender. E mesmo assim não sentiu o impacto do golpe.

–Esse é todo o seu poder? Uma pena. Você nunca conseguira me deter. Não enquanto eu estiver usando meu manto. É impossível você sequer me arranhar. A defesa dele é a mais poderosa entre os mantos dos bersekes. Agora entendeu por que não preciso me defender de você? Cansei de brincar. Sinta agora meu poder!

“Lamento Infernal”

–Meu corpo... Não consigo mexer meu corpo... O que está acontecendo? O que é essa sensação? Por quê? Por que estou com medo? AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA O que é essa dor? Meu coração está saindo meu peito. AAAAAAAAAA

–Está gostando da sensação? Esse é o poder do medo. Seu coração quer sair do seu corpo. Nem ele está aguentando isso. Essa luta já terminou. Deixe que ele pare para sempre?

–Eu não posso! AAAAAAAAA Por que não consigo fazer isso parar? Meu coração quer sair do meu corpo... Eu não posso morrer... Aaargh. Atenaaaa

–Não resista cavaleiro. Esse é seu fim!

–AAAAA Como escaparei desse golpe? Será que é mesmo meu fim? Preciso elevar meu cosmo. Suportarei essa dor por Atena.Eu não posso me dar por vencido! AAAAAAAAAA Queime cosmo! Queime só mais vez! Permita-me usar todo o seu poder! Mesmo com essa dor eu o vencerei Menelaus. Sinta novamente a

“Cólera dos cem dragões”

–Então você quer mesmo brincar? EU JÁ DISSE QUE SEU PODER NÃO É NADA!

Menelaus ergueu seus braços e mandou de volta o golpe de Huangdi.O golpe atingiu em cheio o cavaleiro que caiu no chão e ficou durante um bom tempo imóvel.

–Eu já disse, não importa quantas vezes você ataque, não conseguirá me ferir!

–Será que não poderei vencê-lo? Meu golpe mais poderoso nem o arranhou. Será que terei poder para quebrar esse manto? Eu perdi. Tenho que aceitar minha derrota.

–Finalmente desiste? Já era hora! Receba meu golpe de misericórdia!

“Lamento...”

–Que cosmo energia é essa? Quem ousa parar meu golpe? Que poder imenso!

–HUANGDI, OUÇA-ME! NÃO PERMITIREI QUE SEJAS DERROTADO! SE OS MANTOS DOS BERSEKES SÃO TÃO PODEROSOS ASSIM USE AS ARMAS DE SUA ARMADURA. SÓ ELAS TÊM O PODER PARA DESTRUI-LOS. VIVA E LEVE-AS PARA AJUDAR OS OUTROS CAVALEIROS. ESSE É MEU DESEJO.

–Atena? Será possível? Desde tempos imemoriais Ela nos proibiu de lutar com armas. Será que a situação está tão grave assim? Que seja! Obrigado Atena! Cumprirei minha missão. Derrotarei Menelaus e ajudarei os outros cavaleiros! Armas de minha armadura agora é hora de serem usadas!

Dizendo isso Huangdi pegou em suas mãos a espada dourada que compõe sua armadura.

–É com essa espada que destruirei seu manto. Sem ele você não conseguirá parar meu poder!

–Você acha mesmo que essa espada velha tem todo esse poder? HAHAHA

Novamente uma luta foi iniciada, dessa vez os ataques de huangdi estavam mais rápidos. A determinação do cavaleiro era admirável.

–Veja agora o poder das sagradas armas de libra! AAAAAA

O cavaleiro conseguiu acertar o manto de Berseker com a espada. O poder dela foi tão grande que o partiu.

–Meu manto? Impossível! Como isso aconteceu? Eles são indestrutíveis!

–HAHAHA Esse é o poder das armas sagradas. Receba então meu poder de uma vez!

“Cóle...”

–Meu coração novamente quer sair do meu corpo. AAARG. Essa dor... Quando fui atingido pelo seu golpe? AAAAAAAA

–VOCÊ VAI MORRER! MESMO SEM MEU MANTO EU AINDA SOU UM BERSEKER DE ARES. NÃO AGUENTAREI MAIS SUAS BABOSEIRAS! MORRA SEU VERME!

–AAAAAARGH. Eu não posso morrer! Eu não posso ser vencido! Fiz uma promessa a Atena. Eu ei de cumpri-la! AAAAAAAAAAARGH. Mas essa dor é insuportável. Meu coração está rasgando meu peito. Ainda não me darei por vencido. MENELAUS ESSE SERÁ SEU FIM! Só mais uma vez... Eu preciso elevar meu cosmo ao máximo e destruí-lo. Por Atena!

“Cólera dos cem dragões”

–Novamente? Pararei seu golpe com as mãos nuas!

Dessa vez o cosmo do cavaleiro sobrepujou o poder do Berseker. Menelaus não conseguiu suportar o poder e teve seu corpo destroçado. Cambaleando Huangdi começou a caminhar.

–Preciso sair daqui. Tenho que encontrar o caminho até Atena.

Um pouco a sua frente abriu um portal. De lá uma voz ecoou.

–Venha Huangdi. Abri essa passagem que o levará até nós. Seja rápido! Nessa distancia não conseguirei mantê-lo aberto por muito tempo.

–Durden! Eu irei!





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Saint Seiya: A batalha dos deuses" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.