Não posso dizer Adeus escrita por LúOliveira


Capítulo 2
Capítulo 2


Notas iniciais do capítulo

Antes de mais nada quero agradecer a todas que favoritaram e que comentaram, muito obrigada!
Mais um capítulo pra vcs, espero que gostem.. Beijos :)



Logo ela está dentro de casa, e foi como previsto, desabou em lagrimas no mesmo instante que fechou a porta atrás de sim. Caminha para o quarto já tirando o casaco e jogando em um canto qualquer da casa, entra em seu quatro e senta na cama, tira suas botas e em seguida apoia os cotovelos nos joelhos e afunda seu rosto entre as mãos, sua cabeça fervia, as lagrimas brotavam incontroláveis, chegou a um momento que suas em suas mãos não cabiam mais a tristeza que saia por seus olhos. Termina de tirar a roupa e vai para o chuveiro, suas lagrimas agora se misturavam com a agua que caia corrente sobre sua cabeça e seu sobre corpo cansado. Lentamente ela se encosta na parede do box e inconscientemente escorrega ate o chão, se senta e abraça suas pernas, encaixando seu rosto entre elas, e ali naquele chão frio, chorou por tantas horas que ela mesmo nem sabia ao certo quanto tempo havia se passado. Em seu sua casa, Mac está na cama, olhava fixamente para o teto, suas mãos estavam repousadas sobre seu peito, um peito que ardia em tristeza, sentia como se estivesse morrendo, seu coração parecia pesar uma tonelada, mal ficou longe dela e ele já estava louco de saudade, ele mesmo não sabia como iria aguentar aquilo, fecha seus olhos e repassa tudo que viveram desde que se tornaram um casal, tentava entender com que sua relação com Stella havia chegado aquele ponto.

Dizer que a noite foi boa seria uma grande mentira, mal dormiram, ainda mais em pensar que teriam que se encarar no laboratório apenas como amigos, realmente estava difícil lidar com isso. Nem se sabe de onde tiraram forças para levantar, mas era melhor ocupar a cabeça e tentar pensar em outra coisa, e bem cedo todos estão no laboratório. Mac estava em sua sala já discutindo algo relacionado a um caso com Sheldon, mas este logo percebe que ele não está muito bem, parecia que estava ali e ao mesmo tempo não estava.
Sheldon: você está bem? – diz parando a discussão do caso e olhando para Mac
Mac: Stella e eu terminamos – diz sem rodeios, sabia que em um momento ou outro saberiam que esse era o motivo de sua repentina depressão
Sheldon: nossa, por quê? – diz surpreso, não só pelo fato de eles terem terminado, mas também por Mac ter dito sem ao menos perguntar
Mac: Não estava dando certo – diz em um suspiro - ... mas é melhor que saibam logo, assim evitam me perguntar de cinco em cinco minutos se eu estou bem. Vamos trabalhar agora... – ele diz se levantando da cadeira e saindo da sala, não dando chance a Sheldon de fazer algum questionamento. Ele não estava a fim de falar sobre isso e Sheldon não insiste, apenas acompanha o chefe.


Stella guardava suas coisas no closet, Lindsay estava lá com ela, e esta não precisava ser vidente pra saber que algo de errado acontecia com a amiga, e antes mesmo que ela perguntasse Stella conta a Lindsay o que aconteceu.
Lindsay: o que você vai fazer agora? – sua voz soava carinhosa e ao mesmo tempo penosa, típico dela nessas situações.
Stella: Não sei, estou pensando em tirar férias. – diz fechando o armário e se sentando ao lado de Lindsay em um dos bancos.
Lindsay: Mesmo sabendo que vou sentir sua falta, vai ser bom pra você, e quando vai fazer isso? – diz rindo e arrancando um breve sorriso de Stella, o primeiro que ela havia dado desde que tudo aconteceu, e Stella agradeceu mentalmente por ter Lindsay como amiga.
Stella: o quanto antes, eu tenho férias vencidas e quero... – ela faz uma pausa - quer dizer, preciso usa-las agora.

Lindsay: Sabe que pode contar comigo, não sabe?- diz segurando as mãos de Stella, sabia o quanto ela amava Mac e o quanto estava sofrendo.

Stella: eu sei, obrigada – disse em sussurro, tão suave que Lindsay só ouviu por estar perto.

Depois desse papo voltam para suas investigações. E os dias seguintes seguem assim, muito trabalho. Apesar de estarem sofrendo por estarem separados, Mac e Stella eram adultos e criaram no trabalho um ambiente e um clima suportável para eles mesmos.

Mais uma semana se passou e Stella não quer mais esperar, resolve pedir logo suas férias, precisava dar um tempo de tudo aquilo, precisava sair da presença de Mac. E é isso que ela faz... E agora só precisava levar pra seu supervisor assinar, ou seja, Mac. Ela vai ate a sala dele, não sabia se estava preparada para possíveis perguntas e uma conversa sobre isso, ou apenas ficar a sós com ele na mesma sala, mas ela não tinha outra opção. Abre a porta e observa o interior da sala, ele mal abriu a porta e o cheiro dele já invadia suas narinas, ela fecha os olhos e respira mais fundo ainda querendo prolongar aquela sensação boa que foi causada em todo seu corpo só por sentir o cheiro dele. Só que ele não está lá, ela então adentra a sala e deixa o documento sobre a mesa dele junto com outros documentos, e logo sai.

Algumas horas depois e o turno estava se encerrando, Mac estava na sua sala, pega os documentos que estavam sobre a mesa e no meio deles algo lhe chama a atenção.
Mac: Solicitação de férias, beneficiaria, Stella Bonasera – pega o documento e ler para si mesmo.
Mac ficou um pouco confuso com aquilo, ela não tinha comentado nada com ele antes, então liga pra ela que já estava em casa. Stella olha o visor do celular e vê que é Mac seu coração começou a disparar sem controle, apesar de ela imaginar que ele estava ligando porque havia encontrado seu pedido de férias sobre sua mesa.
Stella: alo! – diz atendendo
Mac: Stella... – diz sussurrando, tentando conter os efeitos que o simples fato de ouvir sua voz causavam nele
Stella: oi Mac, tudo bem?! – ela tentava parecer natural, pelo menos enquanto falasse com ele
Mac: na verdade, um pouco confuso- diz olhando para o papel em suas mãos
Stella: como assim, por que confuso?- pergunta mesmo já sabendo a resposta
Mac: encontrei seu pedido de férias sobre a minha mesa.
Stella: haa...é isso!- ela tentou, mas o som de surpresa que tentou passar pra ele não convenceu.
Mac: por que vai tirar férias?
Stella: só estou cansada Mac, eu preciso de um tempo, um tempo pra mim – ela explica
Mac: tempo de que?
Stella: de tudo, do trabalho, dessa correria, de... – ela respira

Mac: de mim? – ele pergunta, mas sua voz saiu mais em tom de afirmação do que de questionamento

Stella: por favor Mac, não complique mais as coisas – ela falou quase que denunciando que estava prestes a chorar.
Mac: Stella, são 3 meses! – ele diz, mas não era pensando não podia ficar três meses sem sua segunda comando, seriam três longos meses sem vê-la, isso fazia seu peito arder só de pensar.
Stella: passa rápido. – ela diz decidida, mesmo sofrendo, sabia que esse tempo longe ia ser bom pra ele, talvez para os dois.
Ele vê que ela já esta decidida, então resolve não insistir, ele sabia que esse tempo seria bom pra ela, só não queria admitir que ela estava precisando ficar longe dele pra isso.
Mac: tudo bem, eu vou assinar, você vai ficar livre de nós em 2 dias. – ele diz isso querendo demonstrar que estava chateado, e ela percebe, mas não discute.
Stella: obrigado. – diz apenas
Mac: boa noite Stella.
Stella: boa noite Mac.
Desligam.

Continua...



Notas finais do capítulo

Não deixem de comentar... Beijos e até o próximo capítulo :)



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Não posso dizer Adeus" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.