Quebrando as regras escrita por Carrie Collins


Capítulo 17
A namorada de Jean Furley. A casa do lago.


Notas iniciais do capítulo

Me perdoem a demora! :c Este ficou curtinho, mas prometo que recompenso com os próximos capítulos na bendita casa do lago, hahahaha, bj



Eu estava entusiasmada a ir ao colégio, por um motivo só: Eu poderia declarar a todos ser a namorada de Jean! E isto era incrível. Tê-lo só para mim.

Me arrumei ao estilo Lola e calcei os saltos. Eu estava mais para Cherry destaque, do que invisível... Acho que Jean iria gostar disto. Ser sua namorada, seria uma grande responsabilidade, de fato. Será que eu iria conseguir?

– Uau, Cher! – L sorriu a me ver. – Você está linda. Esse vestido ficou melhor em você, do que em mim.

Eu usava um dos vestidos que Lola havia me dado. Ele era vermelho, de alça, justo até a cintura, e tinha duas aberturas em sua lateral, embaixo era todo rodado. Usava saltos alto preto e meu cabelo de sempre.

– Bom dia, garotas! – Érika sorriu para nós duas.

Começamos a caminhar corredor adentro. Eu estava completamente corada, neste momento, enquanto as duas praticamente desfilavam sua beleza. Parei e fui pegar minhas coisas no armário, próximo alguns meninos, que por alguma estranha razão me olhavam com cara de psicopatas, ou sei lá o que aquilo seria. Quando fechei o armário Jean estava encostado ao meu lado, com as mãos no bolso e um sorriso incrível.

– Bom dia. – Sorri, segurando meu livro de matemática.

– Você está linda hoje. – Ele me puxou para perto, me dando um beijo no rosto, e então virei o rosto, roçando meus lábios nos seus.

Jean enrolou seus dedos em meu cabelo e começamos um beijo. Da última vez que nos beijamos no colégio, não havia tantas pessoas no corredor, como tinha agora. E desta vez, estávamos nos beijamos, como, oficialmente, namorados. Era a melhor sensação de todas... Mas eu estava sentindo falta de algo, sabe-se lá o que. Porém, prefiro ignorar esta sensação, além do mais, sempre irá faltar algo... Em todo mundo, isso é normal do ser humano.

– Como vocês ficam lindos juntos! – Lola bateu palmas animadamente, nos interrompendo... Com David ao seu lado, envolvendo seu braço na sua cintura.

– Minha namorada é linda. – Jean beijou meu rosto, e eu corei.

– E envergonhada. – L riu. – Eu não queria interromper... Mas...

– Mas... – Pedi para que continuasse, isto era um sinal de ideia.

– Minha mãe nos deixou passar o final de semana na casa do lago... Que tal?

Mordi o lábio, insegura. A casa do lago era uma casa gigantesca, que às vezes Lola ia para passar o tempo... Foi aonde eu quase perdi a minha virgindade, da última vez que fomos, com o primo distante de L.

– Não sei... – Disse baixinho.

– Vamos! – Jean disse empolgado.

– Vamos? – Lola sorriu, olhando para mim... Falta apenas eu dizer sim para irmos? Eu estava na parede por três pares de olhos dramáticos, que queimavam em mim.

– Ok, ok. – Falei logo, o que iria me fazer me arrepender.

E o sinal tocou. Todos estavam andando juntos. Eu estava no meio de Jean e David, quando “sem querer”... David passa a mão na minha bunda, ele sorriu, depois envolveu Lola em seus braços, enquanto caminhavam para a sala.

– Ei.

– Oi. – Jean respondeu ainda concentrado no celular, foi quando o roubei dele e coloquei dentro da blusa, entre meus seios.

– Uau. – Ele riu.

– Agora pode se concentrar em mim, por favor. – Mordi o lábio.

– Só se você me deixar tirar o celular daí. – Deu um sorriso malicioso.

– Não. – Cruzei os braços parando próximo a porta da sala.

– Por favor. – Fez beicinho. Então tirei o celular e o entreguei.

– Quem sabe mais tarde. – Sussurrei próximo ao seu ouvido. – Ou não.

– Nossa, que garota difícil. – Jean mordeu o lábio, me puxando pela cintura para mais próximo. – Gosto assim. – E me deu um beijo.

E então me dei conta da enrascada que havia entrado... Ir à casa do lago me deixaria mais próxima de Jean, porém, ao mesmo tempo próxima a David. Será que ele iria aprontar? Será que Jean iria aprontar? Mas que merda!





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Quebrando as regras" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.