Batman: The Dark Knight a Different Story escrita por Bratzgirl


Capítulo 18
Noite Estrelada


Notas iniciais do capítulo

Espero que gostem , avisando que não sei fazer cena de beijo entre outras coisas , sou péssima! Então usem a imaginação de vocês.



RESTAURANTE DREAM AMERICAN 08:00 PM

Lá estava eu no restaurante com Hal Jordan , ele já tinha feito as reservas , a nossa mesa ficava perto da janela , dava pra observar todas as estrelas de onde estávamos , era tudo tão romântico. Pegamos os cardápios e escolhemos nossos pratos , o lugar estava cheio , mas o atendimento era rápido , esperamos alguns minutos e os pratos estavam em nossa mesa , esperando para serem saboreados.

– Conte me mais sobre sua vida amorosa. –Hal falou

– Você não acha que está querendo saber demais ?

– Quando as pessoas saem para jantar , elas comem , conversam , bebem , se beijam ...

– Nossa , obrigada por me dizer o que é sair pra jantar , você não disse que estava enrolado com um moça do trabalho ?

– Disse ?

– Sim

– Bom , digamos que depois que eu conheci uma moça do olhar encantador , eu acho que não estou enrolado com mais ninguém.

– Assim você me deixa sem graça... –mexi no cabelo e olhei para outra direção e vi Bruce na mesa ao lado com uma mulher desconhecida

– O que você está olhando ?

– Nada , só observando como este lugar está lotado.

– Me pareceu que estava olhando para Bruce Wayne.

– Ele está aqui ? aonde ?

– Não se faça de boba , ele é um dos homens mais cobiçados de Gotham , todas caem em seus braços e babam por ele.

– Imagina que eu estava olhando pra ele , eu nunca cairia nos charminhos que ele fizesse e além do mais estou com você , só tenho olhos para você o homem com quem estou saindo.

– Que irônico , você só tem olhos pra mim só que no entanto não consegue me olhar nos olhos , e está tão ligada em mim , enquanto Bruce Wayne está bem ao nosso lado ? Fala sério!

– Talvez eu não seja do tipo que curtem caras como ele. –falei dando mais uma olhada e dessa vez ele percebeu que eu estava olhando, ele levantou e cochichou alguma coisa com o garçom

– Viu você fez de novo , se eu te conhecesse a muito tempo , podia jurar que você está mentindo.

– Você é bom!

– Claro que sou! –falou convencido

Um garçom colocou uma mesa junto com a nossa , e quando perguntamos o que estava acontecendo , ele disse que só estava seguindo ordens , que desaforo, Bruce se levanta do lugar que estava e juntamente com aquela mulher que não sabia quem era , vieram em nossa direção e se sentaram na mesa onde estava eu e Hal.

– Isso pode ? –Hal falou sussurrando pra mim

– Pode sim , se você for o dono do restaurante.

– Será possível que não tenha um local em Gotham no qual ele não seja o dono ?

– Acho que só sua casa , e se duvidar nem isso! –nós rimos

– Como você está Nicole ? –Bruce perguntou

– Estou bem Bruce. –respondi

– Uau , vejo que os dois já se conhecem. –Hal disse parecendo estar incomodado

– Sim e nos conhecemos muito bem , não é Nic ?

– Pois é , sou funcionária da sua empresa , como não me conheceria?! –falei constrangida –E ai quem é a moça que está acompanhada com você ?

– Essa é Amanda , ela é uma aluna de intercâmbio na Universidade de Arkham , ela veio da Espanha e vai passar uns dias aqui em Gotham até terminar seus estudos e entre outras coisas.

Hola! –a espanhola disse e ninguém se importou

– Legal , seria detestável se você tivesse uma namorada né Bruce ? provavelmente ela não iria gostar de ver você com outra ,e além de tudo pode fazer coisas horríveis contra a mulher que diz que é só sua amiga , como armar um plano para acabar com a espanhola. –não falei nada com nada e nem entendi o que eu mesma falei ,mas mandei uma indireta pra Bruce , Hal olhava como se percebesse o clima tenso e Amanda não entendia nada pois não falava nem um tiquinho da nossa língua

– Ok , isso aqui tá muito esquisito, embora divertido! –Hal falou cortando um pouco o clima pesado –Então qual é o lance entre vocês dois ?

– Estritamente Profissional.

– Conta outra , o negócio aqui é tudo , menos profissional Nicole. –Hal falou sério

– É que nós já namoramos! –Bruce falou

– Sério ? –Hal falou

– É ... sim! –respondi envergonhada

– E depois me vem com aquele papinho de que não curte o Bruce Wayne , ele não faz meu tipo e bla bla bla. Que mentirosa!

– Não fala assim , você está com raiva ? ficou chateado com tudo isso ? desculpa se escondi algumas coisas de você.

– É obvio que não estou com raiva de você , essa noite tá muito interessante.

Hombres! –falei em espanhol

Usted habla español. –Amanda perguntava

Lo siento, pero yo sólo hablo un poco de español.

– ¡ah! ¡Qué lástima!

– Você fala espanhol ? Bruce e Hal perguntaram juntos ao mesmo tempo , e isso rendeu boas risadas

– Sim , mas só um pouquinho , meus tios eram espanhóis , ai aprendi a falar o básico.

– Você nunca me disse que falava essa língua e muito menos que tinha tios que eram espanhóis. –Bruce falou

– Há muita coisa que você não sabe ao meu respeito , não é mesmo ? –falei seca. –Hal se importa se eu for embora daqui ?

– Eu vou com você , só me deixa pagar a conta e vamos embora.

– Obrigada.

Hal pagou a conta e saímos do restaurante , essa era pra ser a noite perfeita , uma noite estrelada e na verdade foi um desastre , por que Bruce fez aqui ? por que ele não podia agir como se não nos conhecêssemos e ficar no canto dele ? vinha um turbilhão de coisas na minha mente , pensei que depois daquela noite , Hal Jordan não iria querer mais nada comigo e muito menos querer me ver.

– Desculpa por aquilo!

– Que na , foi uma noite totalmente divertida.

– Eu não achei , pra mim essa foi a pior noite de todos os tempos.

– Por que ? por estar saindo comigo ou o fato do seu ex-namorado do sorriso de um bilhão de dólares ter aparecido e estragado a noite?!

– Você gosta de debochar dos outros e sempre está bem humorado , né ?

– Vem comigo , eu vou fazer o resto da sua noite valer a pena.

Estávamos conversando na frente do edifício onde morávamos , ele me puxou pela mão e me levou até seu apartamento , entramos e ficamos olhando um para o outro. Ele se aproximou e tocou suavemente meus lábios , mantive meus lábios levemente abertos , e ele mordeu meu lábio inferior , passei minha língua pela parte interna do seu lábio inferior dele , fiz movimentos leves e lentos e fui aumentando a velocidade e a pressão , deslizei a ponta da língua dentro da boca dele e gentilmente toquei a ponta da língua dele , fiz movimentos leves e ferozes , mantendo minha língua ativa , coloquei meus dentes ao redor do lábio inferior dele e puxei-o bem devagar , com os lábios ainda esticados , segurei um pouco e depois voltei a beija-lo. Ele me carregou no colo e me levou até o quarto e calmamente me deitou em sua cama , passou as mãos sobre minhas pernas e depois foi subindo e subindo , e tudo começou esquentar.

Acordei de manhã , peguei minhas coisas e fui para meu apartamento. Para as pessoas românticas e sonhadoras o dia seguinte deveria ser melhor que a noite anterior , mas o que eu estava esperando ? café da manhã na cama ? acho que é exigir demais de um cara que você conhece em menos de 42 horas. Ele ainda estava dormindo quando sai , por sorte ele tinha deixado as chaves na fechadura , então foi fácil eu sair de lá antes de ele perceber.

Hal P.O.V

Levantei da cama mais tarde do que costumo , olhei pro lado e não vi Nicole , pulei da cama e fui procura-la pra ver se não estava em algum cômodo do apartamento e não achei. Fiquei desapontado , outros caras me chamariam de maluco , mas eu queria acordar e a primeira coisa que eu visse ao abrir os olhos , fosse o sorriso daquela garota, que conheço apenas um dia. Talvez fosse só casual , mas eu fui dormir pensando em acordar e trazer um café da manhã na cama pra ela , como acontece nos filmes ,mas deve ser por isso que acontece só nos filmes. Eu estava tão meloso , acho que foi paixão a primeira vista , e estava odiando estar apaixonado. Ela pode não ter gostado de mim e provavelmente vou ficar igual caras que por amor ficam correndo atrás que nem cachorrinhos por causa de um rabo de saia. As coisas foram repentinas e minha cabeça estava cheia de perguntas esperando respostas. Não sei se o que aconteceu foi Destino ou Coincidência.

* TOC TOC *

– Deve ser ela. –falei comigo mesmo e fui atender a porta

Correspôdencia sinhô! –disse o caipira que entregava as cartas

– Ah! Obrigado , tenha um bom dia.

Di nada , tudi bom pu sinhô , , ara mais que sucedeu que ocê tá educado hoje ? normalmente entrego as cartas e o sinhô num diz nem um obrigadinho e me manda caça rumo.

Boa pergunta. –nós rimos

Me arrumei e fui tomar meu café e ler as correspondências. Algumas horas depois sai de casa para trabalhar , antes passei na floricultura e comprei um buquê de rosas e pedi que o entregador deixasse no apartamento de Nic.

Nicole P.O.V

Fiz meu café e fui tomar um banho e me arrumar. Quando estava pegando a bolsa para sair , alguém bateu a porta.

* TOC TOC *

– Bom dia! –falei abrindo a porta

– Bom dia , alguém pediu que deixassem essas flores a você. –o entregador falou

– Flores ? pra mim ? quem será que deixou ?

– Olhe o cartão que veio senhorita. –dizia ele curioso

– São do Hal Jordan! –falei surpresa

– As rosas são bonitas , tão belas quanto você! Aposto que ele escolheu muito bem , só para lhe agradar.

– Obrigada!

– Ele é seu namorado ?

– Não! –achei que ele estava querendo saber de mais da minha vida. –Agora eu tenho que ir moço , vou deixar essas flores aqui dentro e depois sair para o trabalho.

– Ok , que seu dia seja iluminado.

– Tchau. –falei batendo a porta

* TOC TOC *

– De novo ? mas será possível que uma pessoa não pode ficar em casa e ter paz ? –falei resmungando para mim mesma e abrindo a porta.

Correspôdencia sinhora! –um caipira falou , acho que era o entregador de cartas

– Bom dia e obrigada! –falei pegando as cartas da mão dele

Dia sô , ocê deve di se nova puraqui , nunca há vi.

É , eu me mudei pra cá faz exatamente dois dias.

Ara qui recente ein!

Muito , em pensar que me mudei tantas vezes desde que cheguei em Gotham , aqui é uma cidade legal , com os lugares mais maravilhosos do mundo. Fico feliz de ter vindo morar aqui , nunca mais vou sair , eu acho.

E onde ocê morava antes di vim pa Gotham ?

Morava em uma casa em Los Angeles no sul da Califórnia e o senhor ? você não parece ser daqui.

É qui não sou , eu vim pa trabaio , sou de Smallville , uma pequena cidade no Kansas.

Que legal , sempre quis conhecer esse lugar , e a sua família está aqui em Gotham ?

Não sô , tão tudo lá , minha múie e fios , a gente tem uma casa enorme numa fazenda , mas pra mantê o gado tem que te dinheiro , por isso eu vim pa cidade grande trabaia , ai eu mando dinheiro pa eles , ai nas férias eu vou pa lá descansar.

Puxa que ótimo , qual é o nome do senhor mesmo ?

Fredericksen e ocê si chama como ?

Meu nome é Nicole , foi bom conversar com você senhor Fredericksen , a gente se vê por ai , tenho que ir ao trabalho.

Tranquei a porta e fui pra torre. Ao chegar lá , vi eu tinha uma nova recepcionista na empresa. Era estranho não ver mais a Diana , mas ao mesmo tempo tranquilizador.

– Bom dia , por favor qual é o seu nome ? preciso verificar se está na lista.

– Nicole Driscoll.

Senhor Bruce Wayne ela acaba de chegar , quer que eu peça que vá até a sua sala ? –falou ao telefone –Moça Bruce Wayne lhe espera em seu escritório.

ESCRITÓRIO DE BRUCE WAYNE 10:00 AM

– Mandou me chamar ? –falei entrando

– Sim , está atrasada ...

– Desculpe , Houve um imprevisto.

– Tudo bem, eu não te chamei mesmo para falar de negócios.

– Então chamou para falar sobre o que ?

– A noite de ontem.

– Não tenho nada para falar.

– Só que eu tenho.

– Diga então ...

– Por que estava com aquele cara ?

– Me fala , por que você estava com aquela mulher ?

– Primeiro me responda o que te perguntei.

– Eu não namoro mais com você , não moro mais na sua casa , não lhe devo satisfações da minha vida , com quem eu saio ou não. –falei grossa

– Não precisa falar desse jeito , se não queria me dizer era só falar , me preocupo com você , apenas isso.

– Ele é só alguém que conheci quando me mudei, agora tchau , já disse demais! –falei saindo da sala

Continuei meu trabalho sem me importar com Bruce , quando eu disse que tinha acabado falei pra valer , em relação a tudo , não consigo nem se quer ver ele como amigo.

LYNTOWN BUILDINGS 17:00 PM

Cheguei em casa estressada , fui tomar um banho pra relaxar , fiz um chá e descansei. Depois fui no quarto colocar umas coisas em cima do guarda-roupa e alguém bate na porta , gritei e pedi que entrasse , embora não soubesse quem era. De repente eu me desiquilíbrio do banquinho que estava em cima e caio , pensei que a queda seria feia , mas alguém me segurou em seus braços para que eu não caísse no chão.

– Hal ? –falei sem ar , olhando fixamente para ele , ainda em seus braços

– Você está bem ?

– Bem melhor agora , você já pode me colocar no chão.

– Ah! Claro! –falou me colocando no chão

– Obrigada.

– O que você estava fazendo em cima desse banquinho ?

– Arrumando coisas em cima do meu guarda-roupa , está vendo aquelas caixas ali ? –falei apontando –Então tenho que coloca-las aqui no alto.

– Da próxima vez peça ajuda ao vizinho.

– É que fico com receio de pedir ajuda aos meus vizinhos , vai que eu peço e eles me digam não.

– Isso nunca aconteceria e pra deixar claro , o vizinho de quem estava falando era eu!

– Ah! Puxa! –falei dando um sorriso de canto

– E ai você recebeu as flores ?

– Recebi sim , muito obrigada!

– Gostou ?

– Amei! –dei um abraço nele e ele tentou me roubar um beijo



Notas finais do capítulo

Vou deixar um recadinho pra Amanda minha leitora , a ''Amanda'' coloquei pensando em você. Espero que gostem , até o próximo capítulo ♥



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Batman: The Dark Knight a Different Story" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.