We Remain escrita por Annie C


Capítulo 2
Tão ... Profundos


Notas iniciais do capítulo

Esse capítulo , foi escrito a mão primeiramente e é nessa parte que os sentimentos de Katniss ganham força e tudo mais ... Espero que gostem




Tento manter minha mente livre de pensamentos enquanto saio pela porta dos fundos da casa de Peeta . Por que ele nunca havia me mostrado aquela pintura ? Era magnífica , ele sabia do dente-de-leão , aquela pintura era o antigo Peeta , aquele que amava o por do sol e que mudava o mundo com poucas palavras , aquele que um dia me amou e que agora está preso em algum lugar dentro do outro Peeta , que tentou me matar e que não sente nada além de repulsa por mim . Parece que a morte de Snow não foi o suficiente para vingar Peeta , o meu Peeta . Enquanto caminho de volta para casa , faço uma promessa silenciosa que farei de tudo para trazê-lo de volta.

Quando começa a anoitecer , me junto a minha mãe para jantar e vou para meu quarto logo em seguida . Minha mãe deve ter percebido que estou mal , pois aparece no quarto e me abraça . Parece que não sei mais esconder minhas emoções .

–O que está acontecendo Katniss ? – minha mãe pergunta , acariciando meu cabelo.

–Eu sinto falta dele mãe , do Peeta. - respondo

–Ah querida , eu sinto muito. – ela me abraça mais forte como se quisesse tirar minha dor .

Acabo dormindo logo quando minha mãe sai do meu quarto , e sonho com Peeta ; estamos caminhando pelo 12 e então ele se vira e me encara , ele está com o corpo de antes , havia recuperado o peso e os músculos trabalhando na padaria nova , seus olhos estavam mais azuis do que nunca e suas mãos seguravam gentilmente meus cotovelos . Ele se aproxima de meus lábios , acabando com o espaço entre nós . Mas aí , ele agarra meu braço com força e começa a me chacoalhar , então quando consigo olhar para seu rosto , vejo aquela mesma expressão que ele tinha quando me enforcou , e seus olhos estão com as pupilas dilatadas , e a última coisa que vejo é o ódio que sente por mim , pouco antes de me enforcar pela segunda vez .

Abro os olhos subitamente e percebo que estava gritando pois minha garganta dói. Sento-me na cama , limpando o suor do rosto . “minha mãe devia ter aparecido” penso , mas logo lembro que ela sai muito cedo para cuidar dos feridos que estavam voltando para seus distritos ainda destruídos . Caminho lentamente até o banheiro e tomo um banho frio . A água me ajuda a despertar e logo visto minha roupa que uso para caçar , faço uma trança e caminho para fora .

Depois que Paylor foi eleita a nova presidenta , todas as cercas foram desligadas permanentemente , então eu não deveria me preocupar , mas mesmo assim eu ainda espero alguns segundos perto da cerca a procura de algum zumbido antes de avançar . Estar na floresta me revigora , nada é melhor do que se sentir um pouco menos morta .

Mas aí eu sinto , aquele vazio que senti quando meu pai morreu , aquele vazio que agora aumentou depois da morte de Prim e depois da ida de Gale para o 4 , ainda não sei se sou capaz de perdoa-lo pelo que fez. Mas esse vazio , é muito pior , é um vazio que estar na floresta não ajuda a diminuir . Sento na beira do lago onde meu pai me ensinou a nadar e lá me permito chorar , deixando as lágrimas se misturarem a água do lago.

A falta que Peeta faz me surpreende , eu não achava que nutria sentimentos tão ... profundos por ele . “ele se foi Katniss , ele não será mais o mesmo e todo o afeto que um dia ele sentiu por você se foi” , tento colocar isso na cabeça e me conformar , mas eu ainda sinto , aquela esperança que me motiva a seguir em frente , aquela esperança que o antigo Peeta me proporcionava .

Me levanto , seco os olhos e me preparo para atirar em um coelho preto que se destaca na neve branca . Termino de caçar quando percebo que está quase na hora do almoço , acabei conseguindo mais um coelho e um pássaro rechonchudo . Minha vida ficou monótona . O fato de Gale não estar aqui me deixa mal , até fico com um pouco de saudade , mas aí imagens dele e Prim vem na minha cabeça e essa saudade desaparece .

Quando chego em casa , algo me alarma . A porta da casa de Peeta está aberta .



Notas finais do capítulo

Espero realmente que tenham gostado , pretendo postar um capítulo por semana ou até antes :)



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "We Remain" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.