Love Bet escrita por Brightest Moonlight


Capítulo 17
Capítulo 17 - Wont you be mine


Notas iniciais do capítulo

Lembrando que nesse capítulo a putaria rola solta.
Ou seja
Sexo
Aproveitem com moderação.
Ps. com amor: não tive tempo de responder todos os comentários incríveis de vocês, mas eu li todos, todinhos, e agradeço muito a todos que comentaram, leram e acompanharam essa fanfic. Fiquem sabendo que vocês estão no meu core



"Sabe, eu estava aqui pensando..." Stiles começa, se ajeitando melhor na cama king size do namorado, colocando os pés no colo de Derek, que marcava despreocupado algumas citações de um livro, do outro lado da cama.

"Isso não é bom" Derek responde, sem levantar os olhos do livro.

Stiles bufa e em retaliação, joga um travesseiro nele.

"Sua sorte é que eu gosto de você." Então continua, "eu estava pensando, não quero ir para o baile."

Derek coloca o livro de lado, uma das mãos indo massagear o pé de Stiles.

"Uhm, porque não?"

"Sabe, você já viu um daqueles filmes mamão com açúcar onde o carinha popular faz alguma merda e sei lá, aposta pra ficar com alguém e aí tudo é lindo e maravilhoso na formatura?"

"Você nunca vai me deixar esquecer isso não é?" Derek ralha, mas ele não está realmente zangado. Stiles cutuca o namorado com os pés.

"Não, não vou. Mas eu quero algo diferente, Der. Podemos fazer algo diferente?"

Derek fica em silêncio por algum tempo, e então se aproxima do namorado, ficando por cima deles, os dois braços estendidos sobre a cabeça de Stiles.

"Diferente, como?" Derek pergunta, beijando lentamente a pele exposta do pescoço de Stiles.

"Uhmmm. Você pode me surpreender, não pode?" Stiles pergunta e beija Derek sem esperar que ele responda.

(...)

"Sério, eu odeio sua família, ela é tão rica." Já é fim da tarde quando eles estacionam em frente a casa e Stiles pode dar uma boa olhada na enorme estrutura contemporânea que é a casa do lago.

"Você adora a minha família."

"A sorte de vocês Hales é que vocês são todos altamente adoráveis." Stiles diz. "Menos o Peter, o Peter é um idiota. Cadê a minha surpresa?"

"Lá trás."

La trás significa uma enorme área ao ar livre com enormes pufes que parecia mais confortáveis que uma boa parte da casa de Stiles, com luzinhas coloridas penduradas nas árvores e uma pista de dança improvisada no meio e uma mesinha com as comidas favoritas de Stiles que ele sabia que Talia e Laura tinha ajudado a preparar.

O lago não estava tão longe, uma enorme massa de água quase violeta com o por do sol e era tão incrivelmente surreal e magnifico que Stiles ficou momentaneamente mudo.

"Você odiou." Derek exclama, interpretando errado o silencio do namorado.

Stiles olha para o outro garoto, incrédulo. Então ri, se aproximando para beijar a bochecha de Derek. "Seu idiota, eu adorei. Eu adorei, Derek, é perfeito."

"Você é perfeito." Derek diz, sem pensar e é tão absolutamente sincero que Stiles desvia o olhar, corando fortemente.

"Vamos nadar!" Stiles exclama, puxando Derek em direção ao lago.

Eles ficam até o sol se por na água, parecendo duas crianças que cresceram demais, jogando água um no outro, fazendo competições de natação e até fazendo uma espécie de pega-a-pega desajeitado e Derek está eufórico. Mais do que isso, ele está feliz e ele diz isso a Stiles, logo depois de levar uma bela quantidade de água do rosto, cortesia do namorado.

Stiles sorri e o beija.

"Eu também estou feliz." Ele diz, entre o beijo e lentamente, dá pequenos beijinhos fantasma até a base do pescoço de Derek e a sensação faz um calafrio percorrer pela espinha de Derek.

"Eu te amo." Derek sussurra, colocando ambas as mãos na cintura de Stiles, sentindo a água escorrer pelos músculos do garoto.

Stiles, mesmo sem responder, sente o mesmo por ele e ele sabe quando Stiles o beija, lentamente, soltando pequenos gemidos como se estivesse sem ar.

"Me leve para a cama." Stiles diz e Derek quase não escuta de tão baixo.

Mas é real.

Então Derek faz exatamente isso.

O caminho até o quarto que Derek tem na casa é ligeiramente estranha, divida entre passos apressados e tropeções pelo caminho, as mãos unidas mas eles haviam chegado, finalmente chegado e havia algo doce e quente entre eles quando se beijaram em frente a porta.

E parecia a melhor coisa que eles já haviam feito. A boca de Stiles estava com gosto de água limpa, e de bala de canela e algo absolutamente Stiles que estava enlouquecendo Derek.

"Amo você" Stiles diz, vendo a surpresa e certa alegria surgir no rosto do moreno. "Eu também te amo, Der."

Derek concorda com a cabeça, fascinado. Stiles, se esperar resposta, beijou Derek novamente, com calma. Desceu os dedos pelo peito nu e molhado, explorando até chegar no cós da bermuda do namorado. Seus olhos foram para os meus novamente.

"Eu não sei o que estou fazendo direito." Stiles diz, se afastando momentaneamente da boca de Derek.

"Eu também não sei. Vamos aprender juntos, okay?"

"Okay."

Eles se beijam novamente, para selar promessa e de repente a cama não estava tão longe assim e os beijos que eram pura tranquilidade se transformaram em algo mais voraz, necessitado e quase ao mesmo tempo ambos perceberam que realmente queriam aquilo.

Derek, que acabará ficando por cima com a confusão, desceu os beijos até o pescoço, mordiscando de vez em quando para sentir Stiles tremer sob sim.

Stiles ofegou quando a língua de Derek contornou seu umbigo e as mãos do garoto puxaram sua bermuda para baixo e para fora de seu corpo e ele puxa seu rosto para cima, voltando a beijá-lo.

"Derek" ele murmurou quando se apartaram e se encararam, e Derek sabe que é toda a confirmação que ele precisa.

Beija o namorado na fronte, e então sobre o pescoço, e Stiles corre os dedos pelo emaranhado de cabelos pretos.

Derek retira a própria bermuda e Stiles se afasta alguns centímetros para ajudar o namorado com a peça. Finalmente estavam ambos despidos. Derek senti seu estômago se retorcer ao observar aquela extensão de pele desnuda, o torso de Stiles oscilando com as pulsações do seu coração, ambos já completamente excitados.

Tocou o peito de Stiles, empurrando delicadamente, e ele deitou-se sobre os travesseiros e Derek continua com os beijos na boca, descendo por seu pomo de adão, clavícula, mamilos e mais além. Escorregou os lábios pelo baixo ventre do outro, roçando seus pelos pubianos com a ponta do nariz. Mordeu a virilha, provocando e sugando a pele sensível, deixando marcas e fazendo com que Stiles se contorcesse. Quando finalmente tocou o membro dele, Stiles gemeu de anseio. O envolveu com a mão em punho, suave e firme.

Beijou seu quadril e abdômen enquanto bombeava lentamente, ouvindo-o arfar. Não tinha ideia de como Stiles gostava, ou do que ele gostava mas pelos sons que ele fazia, Derek imaginou que não estava fazendo errado. Tomando coragem, contornou a ereção com a língua e então a sugou, lentamente. Era estranho e salgado, mas Derek não parou, uma mão massageando a parte do membro que sua boca não conseguia tocar. Stiles lançou a cabeça para trás e gemeu, impossivelmente excitado. Derek percorreu as coxas dele com a mão livre, apertando, enterrando os dedos na carne, enquanto deslizava os lábios em movimentos de vai e vem, lambendo e sorvendo, enlouquecendo-o completamente. Deslizou os lábios pela longitude e mais abaixo, suavemente, sugando-lhe os testículos e acariciando seu períneo.

Stiles, sentindo que estava preste a explodir, puxou o moreno pelos cabelos, afastando-o e o puxando para cima, para poder beija-lo.

Stiles se remexe, empurrando os quadris para cima e roçando suas ereções. Derek geme contra o ouvido de Stiles, fechando os olhos com a fricção.

"Derek, por favor." Stiles sussurra, ofegante. "Derek, eu quero você dentro de mim."

Derek o beija, mais uma vez, meio desesperado e busca as cegas o tubinho de lubrificante na gaveta do criado-mudo. Stiles respira fundo e entrelaça as pernas na cintura do namorado e espera. Parecia uma eternidade até Derek escorregar os dedos até sua entrada, acariciando com gentileza. Stiles fecha os olhos com força, respirando fundo novamente. O liquido lubrificante era gelado, até demais. Mas com Derek bombeando lentamente sua ereção enquanto o penetrava com um dedo fez a sensação muito menos desconfortável.

Derek o preparou com paciência e só quando Stiles estava remexendo contra seus dedos, buscando o contato e a sensação, que Derek sabia que era a hora de continuar.

Stiles gemeu em protesto com a perda dos dedos de Derek, mas já havia visto pornografia gay o suficiente para saber o que vinha a seguir. E então sentiu a ereção do namorado contra sua entrada, empurrando-se gentilmente. Doeu do mesmo jeito. Doeu muito, muito mais do que ele esperava e ganiu de dor, sentindo algumas lágrimas escorrerem pelo rosto. Respirar parecia um enorme esforço, mas Derek beijou sua bochecha com doçura, limpando as lágrimas, esperando o namorado se acostumar. Quando a sensação parecia suportável, Stiles se remexe contra Derek, e ele vai estocando fundo e lentamente.

O prazer foi aumentando com cada movimento e logo Stiles se viu se movimentando contra as investidas de Derek, suas unhas, mesmo curtas, cravadas nas costas de Derek.

Derek tomou seu membro entre as mãos, massageando num ritmo que estava deixando louco e não demorou muito mais, Stiles sentiu o prazer atingi-lo, intenso.

Derek gozou logo em seguida, tomando a boca de Stiles na sua, sentindo o namorado se contrair contra seu membro.

Eles ficaram abraçados, durante alguns estantes, aproveitando as últimas sensações que percorriam seus corpos.

"Porra, precisamos fazer isso de novo. Várias vezes. Em várias posições diferentes."

Derek ri, beijando a testa do namorado.

"Eu te amo."



Notas finais do capítulo

Nunca me senti confiante escrevendo cenas de sexo e sempre acho que tá uma porcaria, mas essa daqui foi relativamente fácil.Vocês curtiram?
Espero que sim e um beijo enorme e bem gostoso para todos vocês que leram, comentaram, favoritaram e esperaram pacientemente essa autora sem noção escrever feito lesma os capítulos, e logo logo vou postar mais sterek para a alegria (ou não, vai saber) da nação.

VOCÊS SÃO INCRÍVEIS