A Filha Do Kazekage escrita por Lina Scarlet


Capítulo 8
Plano Sasuke Uchiha – primeira parte.


Notas iniciais do capítulo

eu resolvi adicionar este cap. agora, mesmo com o aviso que coloquei no cap. anterior.
Bjs boa leitura e pfv comentem se algo deixou vcs confusos e se querem que eu explique.



Lin andava por Konoha perdida em seus pensamentos, seu coração estava agitado por saber que Ita-kun estava vivo, uma lagrima rolou por seu rosto, mas ela logo a secou.

Ela andava de volta para o escritório da Hokage sabia muito bem que ir ate o karaokê em que estava trabalhando antes não adiantaria muito àquela hora, pois já haviam se passado seis horas, bom isso era o que Itachi havia dito.

“Você vai mesmo fazer o que ele havia pedido?”

“_Vou, mas não sei como...”

“Vou pensar em algo, mas vamos fazer este plano dar certo.”

Lin somente suspirou conversar com Toey ultimamente não estava a acalmando como antes. Ela parou em frente a uma loja e olhou a vitrine, vários portas retratos chamaram a sua atenção. Uma das imagens mostrava uma família com um pequeno cachorro do lado, todos sorriam, em outra um casal se beijavam e na ultima vários amigos se divertiam juntos.

Ela bateu a cabeça na vitrine de leve, sentia falta de sua família mesmo que seu tio e avo estivessem por perto, ela sentia a falta dos abraços de sua tia, dos beijos de seu pai e dos risos que compartilhava com todos. Mas isso logo sumiu ao lembrar-se do tapa que havia recebido de Gaara.

_Ainda não entendo como pode papai acreditou em Ino, mas quando tentei dizer a verdade o senhor... – ela levou a mão ao rosto, ainda podia sentir o forte tapa graças aloira havia ganhado.

_Então você estava aqui. – Lin suspirou irritada e olhou para trás Sasuke estava parado atrás dela e parecia que estava ali fazia já algum tempo.

_Estava andando por ai. – ele a olhou mais detalhadamente e notou que ela havia chorado.

_Esta tudo bem, Hime? – ela o olhou e sentiu seu corpo tremer.

“_Lin é agora, temos que começar a fazer o plano, para o Itachi.”

“Eu sei, é agora ou nunca certo?”

“Certo”

Lin olhou para novamente para a vitrine o que deixou Sasuke preocupado, mesmo sem demonstrar isso.

_Eu estava pensando sobre a minha vida, sabe Sasuke eu perdi a minha família muito nova, depois perdi uma das pessoas mais importantes para mim e agora corro o risco de perder a minha nova família novamente, eu me sinto estranha ultimamente. – ela tocou a vitrine.

Sasuke somente a ouvia e notar que não somente ele e Naruto haviam perdido suas famílias, mas aquela pequena garotinha também, algo mexeu e profundamente dentro dele.

_Tem um lugar que eu gosto muito de ir. – ele se virou, mas deixou sua mão aberta e o braço levemente esticado para o lado como um convite. Lin olhou o reflexo dele pela vitrine e sorriu.

Sasuke sentiu sua mão quente e olhou de lado, Lin segurava a sua mão com certo receio, mas notava se que ela não queria soltar.

_Aonde você vai me levar Sasuke – kun? – ela o olhava diretamente.

Ele somente fez um som e andou a trazendo junto.

“_Toei por enquanto descanse, eu farei o resto”

“Se você quer assim...”

“Arigato”

Escritório Da Hokage

Kiba e Sai entraram correndo pela porta, Tsunade estava junto de Shikamaru quase dormiam em cima de vários papeis.

_Acharam ela? – a voz da Hokage era o puro gelo.

Kiba suspirou irritado, não havia encontrado a pequena Hime e decididamente não gostava de saber que ela poderia estar em qualquer lugar da cidade longe de seus olhos. Sentiu seu corpo aquecer ao imaginar ela novamente em seus braços tinha sido muito bom e vela corada por sua causa o fazia se sentir ainda melhor.

Tsunade bateu na mesa com força, ela lia irritada uma carta que acabava de chegar.

_ Tsunade-sama o que houve? – Shizune a olhava preocupada enquanto também lia outro pergaminho.

_O Kazekage chegara a três dias trazendo o noivo da Lin – ela bufou irritada. Kiba arregalou os olhos e sentiu seu sangue ferver.

_Como assim noivo? – Sai perguntou notando a inquietação de seu colega.

Tsunade bufou novamente e olhou pela janela.

_Pensei em esperar o Gaara chegar para explicar tudo, mas vendo que ele trará seu futuro – genro terei que apressar as coisas.

_O que isso quer dizer? – Sakura havia entrado na sala junto de Naruto, TenTen e Li.

Sem se virar Tsunade ordenou.

_ACHEM A FILHA DE KAZEKAGE AGORA MESMO.

Naruto entrou na sala assim que a ordem foi dada com um sorriso em seus lábios e um papel em sua mão.

_Fique calma Oba-chan, sua querida neta se encontra bem e logo voltara com o Dobe – ele foi ate ela e a entregou o papel.

A Hokage suspirou e se deixou cair em sua cadeira.Sakura os olhava desconfiada.

_Ela sempre me preocupa...

Naruto riu e olhou pela janela, realmente Lin era preocupante.

“Mas é a minha garotinha... One-Chan volte logo”

Ponte De Konoha

Ele a olhava fazia algum tempo sem se preocupar se ela o pega se. Ele notava como seu rosto se iluminava ao olhar as estrelas, eles estavam ali desde que o por do sol havia acabado, mas mesmo assim desejavam estar ali. Queriam mais daquela sensação.

Lin estava apoiada na ponte, olhava perdida os peixes passando por baixo da ponte, sussurrava uma canção enquanto ouvia a respiração calma do Uchiha.

_O que você esta cantando? – ela o olhou e desviou.

_Uma canção que ouvi um dia, talvez eu cante no karaokê um dia desses.

_Hum. – ele olhou para o céu.

Lin seguiu o seu olhar, mas acabou se perdendo em seus próprios pensamentos.

FB

_Itachi... Você voltou.

Ela chorou sem saber por quanto tempo, mas sabia que ele continuava ali paciente como sempre tinha sido, esperando ela se acalmar.

Depois de um tempo Lin olhou para cima sem tirar o rosto de perto do peito do moreno.

_Você não me abandonou... eu sabia que você voltaria. – ele beijou seu testa enquanto ela fechava os olhos. O som alto da cachoeira deixava tudo perfeito.

_Lin tem algo que eu preciso te dizer, por isso voltei agora – ele sussurrava calmamente.

_Hum.

_Algo aconteceu comigo há alguns anos e por isso não pude voltar, quando souber de toda a verdade, eu te peço, por favor, não fique com raiva de ninguém – ela abriu os olhos.

_Como assim?

Ele sorriu perante o olhar ingênuo que brilhava a sua frente.

_Lin eu quero te pedir uma coisa. – ele a puxou mais contra seu corpo.

_Pode falar. – ela se afastou e sentou se nas pedras perto da cachoeira.

_Quero que faça certo irmãozinho dizer o que sente para uma certa flor de cerejeira delicada. – ele sentou se ao lado dela.

_Esta falando do Sasuke e Sakura? – ela olhava para a margem da água.

Ele nem precisou confirmar, Lin sabia que era isso mesmo desde o momento que havia visto os dois juntos.

_Terei que fazer a Sakura desistir do casamento, destruir o coração de Naru-kun e no meio disso tudo muitas outras coisas podem vir a acontecer... - ela olhou para os olhos dele. – Mas se tudo acabar bem, eu sei, que será maravilhoso.

_Lin...

_Hum? – ela o viu se aproximar fechou os olhos automaticamente como guando era pequena e ela vinha arrumar seu cabelo, mas dessa vez ele tocou seu rosto com delicadeza e beijou sua bochecha.

_Lin, eu não vou mais te abandonar.

Ela suspirou e o sentiu abraçá-la novamente.

_Ita-kun, por que me abraça tanto?Por que se desculpa tanto? – ela não conseguia entender o que sentia, mas parecia que seu Itachi havia mudado, mesmo que para ela sua aparência fosse quase a mesma de quando a tinha deixado.

_Por que eu sei que você sofreu muito depois que eu a mandei fugir, sei que passou por coisas que não desejava, sei que ganhou uma nova família e principalmente sei que estava a minha espera. Eu devo desculpa a você minha pequena princesa, e mais isso... – ele tocou a testa dela e fez o mesmo gesto que anos antes havia feito em Sasuke. Lin sentiu seu peito doer e foi impossível segurar as lagrimas em seu rosto.

Ela o abraçou forte escondendo seu rosto em seu peito novamente e ele a puxou para o seu colo.

“Também sinto o mesmo Ita-kun... Arigato.”

FB – off

Ela puxou todo ar para o seu pulmão e sorriu animada, olhou em volta e já sabia o que fazer. Sasuke há olhava este tempo todo de soslaio não queria que ela soubesse que estava preocupado com ela.

_Sasu- kun vem quero te mostrar uma coisa. – ela o puxou ate o final da ponte e parou de frente para ele.

Nenhum dos dois notou a aproximação de duas pessoas que vinham andando calmamente.

_Sasu-kun, por favor, olhe bem e não negue o que sentir depois. – ela o olhava com intensidade o que o deixou desconfortável.

_Ta bom, mas seja breve.

As duas pessoas ao ouvirem a voz do Uchiha se aproximaram até estarem quase perto, podiam ouvi-los, mas eles não poderiam vê-los.

_Jutsu da neve, libertação do corpo. – Seu cabelo transformou se no puro branco da neve, seu rosto ganhou uma coloração mais rosada nas bochechas, seus lábios ficaram mais rosas. E quando abriu os olhos eram dois lindos diamantes azuis.

_Lin você...

Ela sorriu e seu rosto ficou mais corado ainda, ela deu dois passos para frente e ficou na ponta dos pés, levantou o braço e tocou na testa dele fazendo o mesmo gesto que Itachi havia feito nela e em seu irmão antes.

_Como você conhece este gesto? – ele tocou a mão dela que ainda esta em sua testa.

_Já fizeram em mim antes e achei certo fazer em você, por que é o que eu sinto. – ela riu.

Sasuke sorriu de lado e levantou o braço, tocando os longos cabelos brancos dela, ele deixou a mão cair um pouco ate tocar a testa dela, fazendo o mesmo gesto que ela.

Lin corou sabendo que agora ela também era alguém importante para Sasuke e que agora já tinha o que era preciso para juntar Sasuke e Sakura.

_Agora você não esta, mais sozinho em família Sasuke, eu sei disso por que você tem o Naruto, a Sakura e o Kakashi. – ela deixou a mão cair, mas ele logo a pegou.

_E tenho você também, certo Lin? Agora você também é a minha família não é? – ele a viu abaixar a cabeça e confirma.

_Se você quiser, eu sou.

_Hum.

Ela riu e o abraçou rodeando sua cintura e deixando a cabeça descansar no peito dele.

“Itachi... Agora que parei para pensar, será que era você mesmo na cachoeira ou era apenas a minha imaginação criando vida? Será que Ino esta certa e que você partiu sem se importar comigo ou com Sasuke? E a sua promessa, como ela fica? Itachi... por favor, que o que eu tenha sentindo tenha sido real... Quero acreditar que você esta vivo e logo estará aqui neste abraço comigo e Sasu-kun... Eu te amo tanto.”

Sasuke a viu chorar em silencio, mas ela tinha também um lindo sorriso nos lábios rosados. O que fez sua preocupação diminuir. Ele desviou o olhar para o céu e assim ficou um bom tempo, olhar preso no céu e o pensamento longe.

“Talvez as coisas comecem a mudar para melhor...”

As duas pessoas saíram da moita em que estavam e foram em direção aos dois que se encontravam no lado mais escuro da ponte.

_Sasuke? – o moreno virou se para trás, seu braço esquerdo em volta da cintura fina de Lin,como se a protege se de todos em volta.

_Shikamaru, o que houve? – Nara o olhava com suspeita, mas sem demonstrar raiva.

_Uchiha esta tarde a minha sobrinha precisa dormir. – Temari apareceu ao lado dele bufando de raiva.

Shikamaru deu um girar de olhos e andou ate o colega.

_Tema você já fez o que queria pode tirar seu jutsu agora. – Ele tocou a cabeça da pequena que havia caído no sono.

Esta bufou novamente irritada, olhou bem para a pequena e sorriu, sumindo em uma fumaça logo depois.

_Ela usou o jutsu de clone para ver a Hime? – o moreno a pegou no colo a deixando dormir melhor.

Shikamaru sorriu de lado, notando como o Uchiha havia ficado surpreso com a atitude de sua esposa.

_Ela é super protetora com a Lin e quando soube que ela estava aqui quis vir o mais rápido possível para Konoha, mais como ela é secretaria oficial do Kazekage precisa sempre ficar perto dele quando ele precisa sair para alguma viagem. E como ele vem para cá em alguns dias deve estar uma correria por La.

Eles andavam calmamente pelas ruas quando pequenos flocos de neve começaram a cair no chão.

_o que esta havendo?Estamos na primavera não no inverno.

_Calma Sasuke é somente a Lin restaurando o próprio chakra, como o corpo dela tem uma camada de proteção por causa de um jutsu feito para protegê-la quando era pequena, sempre que ela libera o jutsu do corpo um tempo depois começa a nevar, mas somente em cima dela. – o Nara aproveitava a linda visão dos flocos de neve puro.

Sasuke deu de ombros e ficou no mesmo lugar parado por um tempo junto de Shikamaru.

_Sasuke...

_Hm?

_Se você fizer qualquer coisa idiota com a minha sobrinha eu vou matá-lo, você sabe disso não é?

Sasuke o olhou de lado e mesmo vendo o Nara relaxado sabia que era bom levar a serio.

_Vou cuidar muito bem dela.

Shikamaru espirrou e, pois a andar, Sasuke o seguiu enquanto flocos de neve eram deixados para trás.



Notas finais do capítulo

Ate 2016 amores , ha para quem é gosta de fanfic InuYasha eu acabo de postar uma e se chama "Joia de Sangue".
Ate amore ;)



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A Filha Do Kazekage" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.