For Love escrita por Cachos de Anjo


Capítulo 19
Não é um adeus


Notas iniciais do capítulo

Oi povo lindo, último capítulo da temporada pra vocês, espero que gostem, pois demorei bastante pra escrever.

Lumos




Draco e Daphne aparataram em Hogsmeade, caminharam até os portões da escola, eles atravessaram o gramado e entraram. Seguiram até a sala da diretora McGonagall sem dar nenhuma palavra. Daphne arrastava sua longa capa azul marinho pelos corredores ao lado de Draco. Minerva estava sentada em sua cadeira, atrás da mesinha, lendo alguns papéis. Levantou os olhos.



– Qual é o motivo de sua visita, Sr. Malfoy?

– Eu vou transferir Scorpius para Durmstrang. –---- Disse Draco determinadamente. A diretora olhou-os questionadora.

– Eu moro na Bulgária, eu vou tomar conta de Scorpius enquanto Draco irá... –---- Daphne hesitou procurando as palavras mais apropriadas –---- Resolver negócios no exterior.

– Eu vou chamá-lo. –---- Minerva levantou-se e saiu de trás de sua escrivaninha. Alguns minutos depois ela voltou com Scorpius em seus calcanhares.

– O que aconteceu, pai? –---- Ele perguntou.

– Scorpius, eu preciso contar-lhe algo. ----- Ele disse soluçando. ----- Ontem, eu e sua mãe tivemos uma briga... Ela ficou nervosa e saiu de casa, eu esperava que ela voltasse, mas... ----- Ele fungou e respirou fundo antes de continuar calmamente ----- Astória... Sua mãe... Está morta. ----- Draco chorou silenciosa e dolorosamente.

– O QUÊ? ----- Berrou Scorpius. Lágrimas já escorriam de seus olhos cinzentos. Draco abraçou o garoto, que estava chocado. McGonagall soltou um soluço quase inaudível.

– Meus pêsames, Sr. Malfoy...----- Draco suspirou. Depois continuou falando com o filho.

– E não é só isso. Eu vou precisar resolver algumas coisas enquanto você estiver na escola, e... Vou precisar viajar. Daphne se ofereceu para poder cuidar de você na Bulgária, para isso, você vai precisar ir para Durmstrange. Scorpius mal conseguia processar a morte da mãe. Seu rosto foi do branco para o verde. Ele olhou desolado para o pai e tentou protestar.

– Mas pai! Isso é injusto!
– Scorpius! ----- Draco cortou. ----- Entenda! Eu preciso fazer essa viagem! E você não vai poder ficar em Hogwarts! Você vai para Bulgária e ponto final!



Scorpius sentiu o chão abrir. Não estava conseguindo processar tudo aquilo. Como assim sua mãe morrera? Ele iria para a Durmstrange? Não veria mais Rose? Como tudo aquilo aconteceu em tão pouco tempo?


– Você tem uma hora para se despedir de seus amigos.-----Draco declarou, e, vendo a expressão do filho, completou:-----Se desmaiar não vou te dar mais tempo.



Dizendo isso, saiu da sala, deixando um Scorpius completamente transtornado para traz.



***



Rose soluçava na sala comunal da Grifinória, Scorpius havia chegado falando que ia para a Durmstrange, mas não falou o motivo. Ela não conseguia entender, e não queria estar chorando, afinal, aquilo era bom, ele era um Malfoy, e os dois não podiam ser amigos.



–Veja pelo lado bom.------O garoto falou como se lesse seus pensamentos.-----Você não vai precisar mais me aturar, afinal, sou um Malfoy, e, com isso, indigno da amizade de uma Weasley.



Rose o olhou furiosa e deu-lhe uma bofetada na cara. O garoto olhou-a incrédulo e assustado, e a ruiva se jogou em seus braços, começando a soluçar. Eles tinham uma queda, ou melhor, um tártaro um pelo outro, isso era óbvio, mas Rose tinha medo de admitir.



–Seu grande idiota, nunca mais repita isso! Por Merlim, é claro que eu vou sentir sua falta!-----Rose falou sem querer.

–Prometa que não vai me esquecer, Rosinha, pelo amor de Merlim.

–Eu prometo.



A garota conjurou duas rosas vermelhas, e, murmurando um feitiço complicado que aprendera em um livro, encantou-as para que nunca morressem, a menos que...



–Essas rosas só vão morrer, se um dia a gente se esquecer.-----Ela entregou uma delas a Scorpius, que olhou-a impressionado.

–Você é a garota mais inteligente que eu conheci.

–É por que sou filha de Hermione Granger.



Scorpius deu-lhe um beijo demorado na testa, e levantou-se para sair. Antes de passar pelo quadro, olhou para traz, sorriu e disse:



–Isso não é um adeus. Eu vou voltar.

–Assim espero.



O garoto foi até o corujal e mandou uma carta para Alvo, explicando-lhe tudo e acrescentando um “cuide bem dela”, antes de sair do castelo e andar em direção ao pai, com a mesma face inexpressiva do mesmo.

–Vamos pai, estou pronto.



E, sem olhar para traz, ele aparatou com o pai e a tia, em frente a um castelo sinistro e de aparência nada amigável.



–Essa é sua nova casa, Scorpius. Bem vindo a Durmstrange.-----Ouviu a voz de sua tia atrás de si, e sentiu um arrepio na nuca. Aqueles seriam longos anos.
_______________//_________________//_____________________

For love: segunda chance.

Depois de seis anos longe, Scorpius volta para terminar seu último ano em Hogwarts. Ele mal podia esperar para ver seus amigos e, principalmente, Rose. Mas as coisas não são mais as mesmas.
Hermione estava cansada demais. Já não aguentava mais tantas brigas com Rony. Era normal casais brigarem, mas não desse jeito. E ele passara dos limites ele batera nela. Ele já foi longe demais. Poderia ser possível que aquela cena com Draco na torre de Astronomia era real?
Draco ainda não conseguira reverter o Obliviate. Quanto mais estudava, mais parecia que seria impossível fazer Hermione lembrar. Ele a amava, mais do que tudo. Ele precisava conseguir.

http://fanfiction.com.br/historia/487808/For_love_segunda_chance/



Notas finais do capítulo

Então, por onde começar?
Muuuuuiiiiittooooooo obrigada a todos que acompanharam, favoritaram e comentaram a fic, vocês não sabem como me deixaram felizes!
E, por favor gente, sério, comentem o que acharam da fic, vocês não tem noção de como é difícil terminar ela!
E não me matem pelo que eu fiz nesse capítulo, prometo que vou consertar tudo na segunda temporada.
Obrigada amores!
Vejo vocês na segunda temporada.

LINK DA SEGUNDA TEMPORADA: http://fanfiction.com.br/historia/487808/For_love_segunda_chance/

Nox



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "For Love" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.