For Love escrita por Cachos de Anjo


Capítulo 12
Capítulo 12: Scorpius?!


Notas iniciais do capítulo

Gente, por favor, respondam a pergunta que eu fiz no capítulo 10, eu realmente preciso saber.


Lumos



O salão estava decorado com os símbolos das quatro casas(a Sonserina foi um pedido do meu tio, em homenagem a Severo Snape), a Armada de Dumbledore estava sentada em poltronas de veludo, bem ao lado dos sobreviventes da Ordem da Fênix.Todos os alunos dançavam ao redor de Victorie e Ted, que davam um verdadeiro espetáculo, Victorie parecia um arco-íris com o seu vestido que mudava de cor cada vez que ela girava, Ted ia mudando a cor de seu cabelo e olhos a cada vez que o vestido dela mudava de cor, todos pararam para aplaudir quando ela começou a rodar igual um peão e o cabelo dele acompanhava o rítimo dela.Desviei os olhos deles e encontrei Rachel e Scorpius rindo enquanto dançavam, será que aquele mané não percebeu que ela é a única aluna da Sonserina naquele baile?
Meus olhos continuaram a percorrer o salão, tinha fotos da guerra lá, como a morte de Bellatrix Lestrange e Hagrid trazendo o meu tio nos braços, supostamente morto.não me pergunte quem teve a ideia de tirar fotos durante uma guerra, eu não tenho a miníma ideia.Voltei meus olhos para Andy, e para a minha grande surpresa, seus olhos estavam cinzas.

–Andy, porque seus olhos estão cinzas?-----Eu o fitei.

Aquilo o pegou de surpresa, ele ficou mais palido do que o normal, se é que era possível, e me pareceu um tanto assustado.

–Meus olhos são azul-acinzentados.

–Não, o único que tem olhos cinzas aqui em Hogwarts é Scorpius Malfoy.

–E-Eu já volto.

–O que?-----Mas ele já corria entre os casais que dançavam.

Andei até a janela do salão e de lá pude ver o pai de Thalia, Freddie McRayan, ajoelhado diante de Monalisa, com o rosto nas mãos, provavelmente estava chorando.Não, ele não estava chorando, ele estava pedindo perdão.
Eu queria contar a um dos meninos o que tinha visto, mas Alvo estava tão concentrado em não pisar nos pés de Roxanne enquanto dançava, que eu não queria interromper.Corri os olhos pelo salão tentando encontrar Scorpius, mas não havia nem sinal dele, provavelmente estava se agarrando com aquela vaca em algun lugar do castelo.Quando esse pensamente veio a minha cabeça, lutei contra as lágrimas que marejaram meus olhos.Sim, eu estava morrendo de ciúmes.

Scorpius Malfoy

Depois que Rose disse que meus olhos estavam cinzas, eu saí correndo e arrastei Arf até o banheiro dos meninos, percebi que seus olhos também voltaram ao normal e entrei em pânico.


–O QUE VAMOS FAZER AGORA?-----Eu praticamente o joguei contra o espelho para que ele visse nossos olhos.

–Grita um pouquinho mais alto, o salão principal ainda não te ouviu.-----Ele disse com a maior calma do mundo.

–ROSE PERCEBEU QUE MEUS OLHOS ESTAVAM CINZAS! AH MEU MERLIN, O QUE NÓS VAMOS FAZER?-----Eu ignorei o que Arf disse e continuei gritando.

–CALE ESSA BOCA E ME ESCUTE!-----Ele também gritava.-----Olhe só, quando fomos comprar nossas roupas para o baile, eu passei em uma lojinha trouxa e comprei lentes de contato e perucas, mas você nem sequer me ouviu e já foi usando a magia, a sua sorte é que as lentes estão lá no meu dormitório.

–Ah, que ótimo, e como você pretende ir até o seu dormitório sem ser visto?

–Pelo amor de Merlin, que espécie de bruxo você é?-----Ele tirou a varinha do Paletó.-----Accio lentes de contato.


Elas vieram flutuando, eram dois pares: um cinza e um azul.Antes que eu pudesse tocar no par azul, Arf acenou com a varinha e quando fui ver já estava com as lentes e ele também, minha visão ficou um tanto embasada, mas nada que eu não pudesse suportar.
Saí correndo do banheiro e fui ao encontro de Rose, ela estava apoiada em uma janela, os olhos vermelho.Fiquei um pouco confuso, mas só depois fui entender o que eu fiz: quando eu tirei Arf do salão, ele e Rachel saíram do campo de visão de Rose, e ela deve estar pensando que eu estou agarrando Rachel nesse exato momento.Sorri internamente por isso, confirmava que ela estava com ciúmes e que também gostava de mim, mas logo depois me dei um tapa na cara, eu a fizera chorar de novo.


–Você está bem?-----Perguntei chegando mais perto e colocando a mão em seu ombro

–C-Claro.-----Ela respondeu com a voz rouca.

Antes que eu pudesse dizer mais alguma coisa, a diretora McGonagall pediu a atenção de todos e disse que estava na hora de anunciar a nova Armada de Dumbledore, eu nem me dera conta que já era meia-noite.Olhei para Arf com um olhar de súplica, rezando para que ele não tivesse se inscrito, e ele acenou negativamente com a cabeça, dei graças a Merlin por isso.Eu também não tinha me inscrito, em parte porque eu não queria estragar o nosso disfarce, em parte porque eu era um Malfoy e meu pai era um Comensal da Morte.


–Você não se inscreveu?-----Rose sussurrou ao meu lado

–Não.-----Sussurrei de volta

–Porque?

–Não gosto de Defesa contra as artes das trevas.

Mcgonagall então começou a chamar os alunos, e um por um eles foram subindo ao pequeno palco montado para a antiga AD, eles assinavam um pergaminho e pegavam um galeão falso para se comunicarem, exatamente como era antigamente, a nova AD ficou assim:


Kayla e Camily Boratto

Rebecca Bardock

Rose, Victorie, Dominique, Fred, Louis, Lucy, Roxanne e Molly Weasley

Tiago e Alvo Potter

Thalia McRayan

Charlie Rathbone

Krystal Lancaster

Anna Mangray

Alícia Corner

Evanna Avery

Emma e Bonnie Gelles

Thomas Arkwright

Daniel e Rupert Guiderch

Hazel Grace

Augustus Waters


Todos ficaram em linha reta, ergueram as varinhas e gritaram "PERICULLUM", fazendo um monte de faíscas vermelhas se espalharem pelo teto do salão.
Todos desceram do palco, Rose andava em minha direção, mas uma gritaria a fez paralisar, um monte de gente começou a aplaudir e assoviar, quando finalmente vi o que estava acontecendo, quase desmaiei.Arf e Rachel estavam se agarrando no meio do salão principal.Voltei meu olhar para Rose, mas ela não estava mais lá, corri os olhos pelo salão, desesperado por algun sinal dela, e vi um vulto de cabelos ruivos subindo as escadas, ela iria para a torre de astronomia.
Saí correndo atrás dela, cheguei a porta da torre, que estava trancada.Destranquei usando um feitiço e vi rose sentada no chão, as costas apoiadas na parede e o rosto nas mãos, ela estava sem os sapatos e a mascára.Tirei as lentes de contato e joguei do alto d torre, eu não ia mais precisar delas.

–Rose?-----Ela levantou os olhos para mim, mas logo os escondeu de novo.

–Vai embora Andy, me deixe sozinha.-----Ela disse entre soluços.

–Rose, olhe para mim.-----Então ela finalmente me encarou, estava furiosa.Eu tirei a máscara e desfiz o feitiço em meu cabelo.Ela me olhava assustada, mas ao mesmo tempo chocada e morrendo de raiva.

–Scorpius?!-----Sua voz saiu num sussurro estrangulado.



Notas finais do capítulo

Nox



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "For Love" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.