A Nossa História de Amor escrita por Manu Pontes


Capítulo 6
Pérolas e Safiras..


Notas iniciais do capítulo

Espero que gostem, e amo seus reviews.. ^^



 

Capitulo 6 – Pérolas e Safiras..

 

Estava deitada em sua cama, acabara de acordar arfante e confusa. Sentou-se na cama e olhou para o lado, 1:17am mostrava o relógio digital sobre o criado mudo ao lado de sua cama. Levou dois dedos aos lábios e fechou os olhos, depois de alguns poucos segundos abriu os olhos e deixou algumas lágrimas rolarem por sua face albina. Tudo. Tudo fora um sonho. Constatou quando lembrara da verdade, de como chegara ao seu apartamento. Diferente do sonho onde pudera provar dos lábios do loiro, diferente do sonho onde sentiu três palavras lhe aquecerem a alma.. Eu te amo.. Diferente do sonho, na realidade fora acompanhada até seu apartamento pelo moreno, Itachi.

 

Ao lembrar-se do moreno gentil, lembrou-se também do pedido feito por ele no restaurante japonês.

 

How can I decide what's right?

Como eu posso decidir o que é certo?

When you're clouding up my mind

Quando você está confundindo minha mente

Can't win your losing fight all the time

Não consigo ganhar sua luta perdida todo tempo

Not gonna ever own what's mine

Eu nunca vou possuir o que é meu

When you're always taking sides

Quando você sempre está tomando partido

You wont take away my pride

Você não tomará meu orgulho

No not this time

Não, não desta vez

Not this time

Não desta vez

 

 

Flash Back on:

 

 

Estavam conversando quando Itachi ficou sério, parecia concentrado e decidido.

 

- Aconteceu algo, Itachi? - Hinata pergunta estranhando a seriedade exposta na face do moreno.

 

- Hinata, eu preciso conversar com você. - disse o Uchiha..

 

- Pois então diga. - já estava preocupada.

 

- Hinata já faz mais de um ano que nos conhecemos.

 

- Sim?

 

- E nós somos amigos, nunca duvide de minha amizade.

 

- Claro que não.

 

- Mas também já ficamos duas vezes. - Hinata estremeceu, não se sentiu bem ouvindo isso. Começou a pensar que se arrependeria daquela conversa. - Hinata, eu gosto de você, bem mais que um simples amigo.

 

- Itachi, eu..

 

- Hinata, sei que após o Naruto você não se envolveu com ninguém de forma mais concreta. Mas eu peço, dei-me uma chance.

 

- Itachi, eu não sei o que dizer. Eu não esperava por isso.

 

- Eu sei. Mas quero que saiba que quero lhe fazer feliz, construir uma família contigo. Mas não precisa me responder agora. Vamos aproveitar este belo lugar por enquanto. - sorriu.

 

- Obrigada. - retribuiu ao sorriso e a compreensão do amigo.

 

E assim continuaram a refeição e a conversa animada, pois Itachi continuou com seu sorriso de canto e uma entretida conversa.

 

 

Flash Back of.

 

 

How did we get here?

Como chegamos aqui?

I used to know you so well

Eu costumava te conhecer tão bem

How did we get here?

Como chegamos aqui?

Well, I think I know

Bem, eu acho que sei

 

- Por que eles pensam que formar uma família é fácil? - lembrou-se também do loiro. - Criar filhos e responsabilidades.. Se fosse assim.. - respirou profundamente e conteve o choro, mas uma lágrima teimosa foi mais forte e caiu rolando por sua face albina. Depois voltou a dormir, com sua mente preenchida por safiras.

 

 

Naruto também estava acordado, não conseguia dormir, mesmo após a tentava de espairecer sua mente caminhando pelo jardim do prédio.. Desde que deitara na cama, ficara olhando o teto coberto pela escuridão do quarto, pensava em sua prima, no que ela havia lhe dito mais cedo.

 

- Myuki, será que você está certa? - perguntou-se.

 

 

Flash Back on:

 

 

Ele já estava adentrando o restaurante tipicamente americano. Logo um garçom o encaminhou até a mesa onde o loiro era aguardado.

 

Logo que Naruto foi se aproximando viu sua prima.. Uma loira de cabelos ondulados até abaixo dos ombros, olhos azuis, pele clara. Estava com um vestido azul bebê rodado.. Sim, ela era linda. Sua prima assim que percebeu sua aproximação, fitou-o e sorriu.

 

- Naruto! - ela levantou-se da cadeira e deu uns passos até o primo, abraçando-o em seguida. Sim.. Ela estava com saudades.

 

- Estava com saudades, gatinho. - ela disse sorrindo e se afastando em seguida, desfazendo o abraço. Myuki fitou-o, como sempre ele estava lindo.

 

Naruto não era o que podemos chamar de bombado, ele tinha um corpo bem másculo e definido por natureza. Seus fios loiros eram sedosos e com brilho. Ele com certeza sabia se cuidar muito bem. Sua marca registrada, o sorriso era lindo, perfeito. Dentes brancos, brilhantes e alinhados, lábios ligeiramente avermelhados, realmente uma boca desejada por muitas mulheres. Olhos.. O azul sem fim.. Um azul doce, mas severo.. Um azul sem brilho.

 

- Você está lindo, mas seus olhos continuam sem brilho, sem vida. - Myuki parecia ter dom da sinceridade, sendo ela nua e crua. Naruto sorriu, sua prima nunca mudaria aquele jeito transparente de ser. Myuki poderia ser conhecida por vários adjetivos simples ou complexos, em sua maioria nada gentis sendo dados por pessoas invejosas. O seu jeito nem sempre agradava as pessoas, mas ela tinha um lema. Não sou político, não vivo da maioria. Myuki era uma mulher de personalidade forte, caráter sincero, e um ótimo coração..

 

- Caham.. - alguém pigarreou.

 

- Oh.. - Myuki olhou para o lado de sua cadeira, onde antes estava sentada, e viu um homem moreno, cabelos curtos castanho escuros, e olhos da mesma cor. - Claro. Takeshi este é o Naruto, meu primo. Naruto, este é Takeshi, meu noivo. - ela disse com seu melhor sorriso.

 

- Co-como? - surpreendeu-se. Myuki ao ver a face de Naruto surpresa, começa a rir. Era de se esperar que isso acontecesse, ela que sempre disse a todos que nunca se casaria, nunca se prenderia a um homem.

 

- Eu não acredito. Acho que um meteoro caiu sobre minha cabeça. - disse Naruto se sentando em uma das cadeiras em volta da mesa.

 

- Não precisa de todo esse drama, Naruto. Eu estou tão feliz, como nunca pensei em está. - Myuki sentou-se de novo em sua cadeira, olhou Takeshi, que retribuiu com um olhar terno.

 

- Eu prometo lhe fazer ainda mais. - disse Takeshi que em seguida beijou a loira.

 

- Eu quero ser o padrinho. - disse Naruto para o casal assim que eles separaram-se.

 

- E você acha que lhe chamei aqui para quê? - disse Myuki.

 

- Sério?! - o loiro surpreendeu-se novamente.

 

- Claro. - quem respondeu foi Takeshi, sorrindo.

 

Depois disso a conversa prolongou-se animada. Myuki e Takeshi contando como se conheceram. Myuki relembrando várias coisas do passado dela com Naruto, inclusive a vez em que quando eram adolescentes Kushina os pegou aos beijos na cozinha da casa da família Uzumaki Namikaze.

 

- Tia Kushina correu atrás da gente por quase uma hora com uma vassoura na mão, acho que eu venceria uma maratona naquele dia. - disse Myuki rindo.

 

- Mamãe nos pôs de castigo..por um dia.. - todos riram. Takeshi não era ciumento, confiava em Myuki como a mesma também confiava nele. Naruto à tempos não tinha nada com sua prima, algo entre homem e mulher.. Apesar de poucos acreditarem nisso, pois, eles eram tão unidos e sempre brincavam, Um big beijo na boca, fazendo as pessoas acreditarem que tinham algo, ainda. Takeshi e Naruto deram-se muito bem, como que conhecessem-se a muito tempo, no fim já estavam amigos.

 

Após um bom tempo conversando, Myuki cochicha algo à Takeshi que logo meneou com a cabeça que sim. Depois Takeshi disse que iria ao banheiro, deixando assim a noiva e Naruto sozinhos naquela mesa..

 

- Por que o mandou se retirar? - indagou o loiro desconfiado.

 

- Primeiro, eu não mando nele. - ela sorriu. - Segundo, eu preciso conversar com você.

 

- O que foi? - indagou Naruto.

 

- Como anda o seu coração? - perguntou com um sorriso de canto.

 

The truth is hiding in your eyes

A verdade está escondida nos seus olhos

And its hanging on your tongue

E está pendurada na sua língua

Just boiling in my blood,

Apenas fervendo no meu sangue

But you think that I can't see

Mas você acha que eu não consigo ver

What kind of man that you are

Que tipo de homem você é

If you're a man at all

Se você é um homem, afinal de contas

Well, I will figure this one out on my own

Bem, Eu vou entender por conta própria.

 

- Parece que está batendo normalmente. - disse com um sorriso de canto também, sabia onde sua prima queria chegar.

 

- Como a Hinata está? - dessa vez ela foi direto ao objetivo central daquela conversa.

 

- Parece que ela está bem.. - disse, mas agora sua face estava séria, ele estava mais frio.

 

- O que mais? - sentia que seu primo tinha algo a lhe contar.

 

- Iremos desfilar juntos. - suspirou, mas ainda estava frio.

 

- Então aproveite essa chance. - disse na esperança de que o primo voltasse a ter o brilho mais intenso que alguém poderia ter.

 

- Nunca.. Não vou repetir tudo de novo. - disse Naruto nostalgicamente.

 

- Acho que deve dar mais uma chance não só a ela, mas também a você mesmo. - Myuki argumentou, queria abrir os olhos do seu primo para a verdade submissa a escuridão de seu coração.

 

- Não. Isso não é uma questão de escolha. - manteve-se firme.

 

- Naruto, você não sorrir como antes, seus olhos perderam o brilho. Onde está o meu primo de antes? - duas lágrimas rolaram a face da loira, que era sensível à sua família. Naruto era mais que um primo, era um irmão após a adolescência revoltante e curiosa deles.

 

- Myuki.. - murmurou após as verdades pronunciadas por sua prima.

 

- Prometa-me que irá pensar nisso, por favor! - ela o fitou intensamente.

 

- Eu.. Eu.. - suspirou profundamente. - Prometo. Agora pare de chorar. - sorriu.

 

 

Flash Back of.

 

 

Fechou os olhos, tinha que dormir, pois, teria um dia cheio na agência. E dormiu vendo em meio a escuridão de sua mente, pérolas.

 

(I'm screaming "I love you so"

But my thoughts you can't decode)

(Eu estou gritando "Eu te amo tanto", mas meus pensamentos

você não pode decodificar)

 

Era quinta-feira, oito horas da manhã daquela mesma madrugada. O nascer do dia havia começado a todo vapor naquele dia comum.

 

- Bom Dia, Gaara e Uzumaki. - disse Hinata assim que entrou na sala de ensaios, onde viu os dois homens a esperando. Logo que viu o loiro, que estava sério, lembrou-se do sonho, mas chacoalhou a cabeça na tentativa de mandar aqueles pensamentos embora.

 

How did we get here?

Como chegamos aqui?

I used to know you so well

Eu costumava te conhecer tão bem

How did we get here?

Como chegamos aqui?

Well, I think I know

Bem, eu acho que sei

 

- Bom Dia, Hinata.- cumprimentou o ruivo.

 

- Hyuuga. - cumprimentou o loiro.

 

- Bem, como vocês sabem repassaremos alguns passos e depois focaremos nos passos que serão usados no desfile. - disse Gaara.

 

- Certo. - disseram em uníssono.

 

- É ótimo saber que vocês estão em forte sintonia. - disse Gaara, sorrindo.

 

Hinata e Naruto se entreolharam, e logo depois fitaram o ruivo a sua frente. Realmente, acreditavam que Gaara estava um pouco maluco pela convivência com sua esposa grávida de dois meses, Ino Yamanaka, mas subestimaram o ruivo, pois, este estava bem mais que um pouco maluco, estava completamente enlouquecido falando besteiras ao vento.

 

- “O que o amor não faz?” - pensaram Hinata e Naruto.

 

- Bem, vamos continuar.. Hinata você pode começar.

 

- Ok.

 

Hinata subiu a passarela que naquela sala possuía, logo começou os passos, desfilando com passos leves e suaves, mas que transmitiam sua perseverança e determinação. Não adiantava o tempo que passasse, ela seria sempre a eterna modelo, Hinata Hyuuga.

 

Se sentia bem, muito bem por sentir a sensação de desfilar novamente. Sempre amou os desfiles, nas passarelas esquecia mágoas, angustias, medos.. Diferente de quando era mais nova, somente sua idade mudou, pois, seu jeito, sua graciosidade e sua beleza continuavam as mesmas, ou melhor dizendo, estavam cada vez melhores. Hinata fez duas voltas até ouvir um stop.

 

- Hinata, você está ótima. Andou ensaiando em casa, não é danadinha? - disse o ruivo.

 

Hinata apenas sorriu para o ruivo louco, que era seu amigo.. Um ótimo conselheiro por sinal. Diversas vezes desabafou com Gaara que a ouvia e dava suas opiniões sinceras.

 

- Está esperando o quê, Naruto? A Hinata desmaiar e cair em seus braços? - disse o ruivo com um sorriso de canto irônico.

 

- Hunf! - Naruto resmungou se posicionando no mesmo local onde Hinata estivera antes. Preferiu manter-se em silêncio. Sabia que Gaara, como todos que o conheciam e conheciam Hinata queriam que o relacionamento fosse reatado. Mas deixara sempre claro isso ser impossível.

 

Naruto, como Hinata, era um ótimo modelo.. Tinha porte físico e carisma impecável, somente seus olhos eram opacos. Desfilava de uma forma simples e natural, um atraente e eterno modelo, esse era Naruto Uzumaki.

 

- Bem, vocês estão ótimos. - disse Gaara vendo o loiro descer a passarela após duas voltas. - Agora vamos para os passos em dupla. - sorriu.

 

Naruto e Hinata mais uma vez si posicionaram na passarela de ensaios, e começaram o ensaio de duas voltas em dupla. Perfeitos era o que eles eram. Um casal lindo..

 

- “Como diz a Ino: Não tem como negar, eles pertencem um ao outro, não tem como fugir disso.” - pensa Gaara, vendo os amigos desfilando.

 

Gaara se aproximou da passarela onde mostrou alguns passos ao casal. Logo que ficara sabendo sobre o desfile fora até Tenten obter mais detalhes do mesmo. Ligou para a Srta. Sayuri com quem conversou por cerca de 20 minutos. Ficara decidido quais seriam os passos, e um pedido feito por Gaara fora atendido. Naruto e Hinata só conheceriam suas roupas no dia do desfile, pelo menos a de destaque seria uma surpresa.

 

Em um dos passos, na verdade em todos, eles teriam que desfilar de mãos dadas. O clima de paquera teria que ser confiante, seguro, induzir a quem ver acreditar no romance fictício. Depois de umas seis vezes, pois Gaara não aceitava o que eles faziam, ele dizia que eles tinham que se olharem, transmitir mistérios em seus olhares. Hinata e Naruto não pensaram que seria tão difícil desfilarem um com o outro, haviam se esquecido de certas posições em meio aos desfiles. Mas seus corpos não, já no primeiro roçar de mãos eles sentiram uma corrente elétrica produzida por seus corpos e amplificadas por seus olhares.

 

Naruto vendo-a próxima de si, se sentiu nostálgico com as lembranças do passado. Viu a doce e confusa mulher acompanhar seus passos graciosamente, sensualmente. Não pode conter a mistura em seu olhar frio ao desejo. Desejou-a e praguejou por isso sentindo um imperceptível sorriso brincar em seus lábios.

 

Hinata mantinha-se firme tentando não fraquejar. Eram posições fáceis, mas sendo Naruto seu companheiro de passarela tudo era elevado a situações desconfortáveis. Fitar aqueles olhos azuis profundamente era um risco a sua sanidade.

 

- Vocês desfilam maravilhosamente bem, mas ainda está faltando um pouco mais de mistério. - disse o ruivo.

 

- Gaara, você está ficando paranoico. - disse Naruto.

 

- Dentro dessa sala você me obedece. - estreitou os olhos ao loiro.. eram amigos, mas seu desfile não seria desvalorizado pelas restrições daquele casal, seus amigos. - Naruto e Hinata desçam aqui. - a morena e o loiro não se opuseram e desceram, Gaara as vezes dava medo. - Agora, quero que fiquem de frente um para o outro de mãos dadas e se olhem nos olhos, sem reclamações. - disse imaginando as palavras do loiro inquieto.

 

- “Você me paga, Gaara!” - ameaçaram em pensamento.

 

Do you see what we've done?

Você vê o que temos feito?

We're gonna make such fools of ourselves

Nós vamos nos fazer de bobos

Do you see what we've done?

Você vê o que temos feito?

We're gonna make such fools of ourselves

Nós vamos nos fazer de bobos

 

Um de frente ao outro, próximos.. Eles se olharam, apesar de Hinata hesitar no começo. Entrelaçaram suas mãos, e mais uma vez a corrente elétrica. Olhos nos olhos. Pérolas versus Safiras. Um turbilhão de lembranças e sentimentos. Um brilho profundo surgiu.

 

Gaara, não teve dúvidas aquele desfile seria um sucesso.. o joguinho fictício de sedução parecia envolver qualquer um que visse..

 

- NARUTOOO!

 

- Hã?! - Naruto e Hinata afastaram-se imediatamente e confusos..

 

- Naruto! - disse a mesma vez que acabara de gritar pelo nome do loiro.

 

- O que você quer, Tami? - indagou o loiro com ligeira irritação.

 

- Oh.. Bem, eu queria saber se você quer sair essa noite? - disse a garota sem nenhum rubor ou incomodo pela presença de outras pessoa ali, enquanto agarrava-se em um dos braços do loiro e aproximava seu rosto ao do mesmo.

 

Hinata assistia aquela cena totalmente vermelha.. de raiva.. Quem aquela garotinha mimada pensava que era? Arg.. Respirou fundo para não ir até o “casal” e separá-los, pois sabia que ao fazer isso seria processada por homicide-o doloso com muita intensão de matar.

 

- Tami, não acha que está interrompendo o meu ensaio? - a voz fria de Gaara se fez presente, realmente ele era um excelente profissional, odiava ser interrompido em seu trabalho por motivos fúteis.

 

- Oh.. Desculpe! - a garota parecia finalmente entender que poderia está atrapalhando algo, mas não importou-se com isso. - Naruto, vamos a uma discoteca?

 

- Tamiri, estou ocupado, sim? - disse Naruto vendo a expressão de decepção brotar na face morena da garota. - “Onde eu fui me meter?” - pensou, nunca imaginara que a garota morena de longos cabelos negros, olhos castanhos escuros, um corpo com poucas curvas, 20 anos. Como podia ser a garota tão sensata, serena e uma modelo linda ser uma maluca atrás dele. “Era só o que me faltava.” - suspirou.

 

- Tami, por favor, se retire. Você já obteve sua reposta, agora deixe-nos trabalhar.. - disse Gaara com a voz um pouco mais sutil, mas sempre mesclada a sua frieza.

 

- S-sim. Desculpe-me.. - a garota se retirou com ar triste, tinha tanta certeza de que sairia com Naruto naquela noite, se sentia idiota, maldita a hora em que se apaixonou por Naruto Uzumaki.

 

Hinata assistira toda aquela situação sem se pronunciar. Agora olhava para a porta branca por onde a garota acabara de sair.. Ainda estava vermelha, não somente pela raiva que ainda sentia, mas também pela vergonha de seus pensamentos rudes contra a garota, já que entendia os sentimentos daquela garota.

 

- “Ela está apaixonada!” - constatou.

 

Hinata encarou Naruto que a olhava a procura de alguma expressão na face da Hyuuga.

 

- Gaara, nosso ensaio acabou por hoje. - disse Hinata enquanto fitava fria os orbes safira.

 

How did we get here?

Como chegamos aqui?

I used to know you so well

Eu costumava te conhecer tão bem

How did we get here?

Como chegamos aqui?

Well, I used to know you so well

Bem, eu costumava te conhecer tão bem

I think I know

Eu acho que sei

I think I know

Eu acho que sei

There is something that I see in you

Tem algo que eu vejo em você

It might kill me

Isso pode me matar

I want it to be true

Eu quero que seja verdade.

 

Gaara se retirou da sala rapidamente, ele sabia que os presidentes da H&U Models teriam uma pequena reunião de emergência, onde ele, Gaara, acreditava que teria que usar seu terno preto no dia seguinte, já que dificilmente um deles viveria para comentar aquele episódio a mais em sua vida.

 

Realmente o clima na sala de ensaio com certeza não era um dos melhores.

 

- Naruto. - começa. - Você tem todo o direito à se relacionar com qualquer pessoa. - disse fria. - Desde que não atrapalhe a agência.

 

- Eu não tive culpa. - argumentou com o olhar frio.

 

Hinata sorriu, sorriu na tentativa de se acamar.

 

- Então você é uma vitima? Naruto poupe-me e não atrapalhe a H&U Models.

 

Naruto ficou em silêncio e caminhou até a Hyuuga, que ainda se mantia firme, mas a aproximação de Naruto já lhe causava um certo desequilíbrio interno e aceleração nos batimentos cardíacos.

 

- Somente negócios. - ele disse de frente a morena fitando os orbes pérolas de maneira intensa.. - Somente negócios. - ele murmurou rouco enquanto aproximava sua faca à da Hyuuga. A mesma o fitava diretamente nas safiras, se perdendo no mar azul, mas aquela nova aproximação fez sentir-se insegura, lembrou-se do sonho. - Não se preocupe isso não voltara a acontecer. - murmurou novamente rouco sentindo a respiração quente da morena chocar-se a sua pele bronzeada.

 

O que ele estava fazendo? Naruto também queria entender. Essa era a segunda vez naquela semana que ficava próximo demais a Hyuuga. Hinata mordeu o lábio inferior aquilo era demais, não era nada bom o modo como estavam, mas o pior era não querer sair dali. Fechou os olhos com força, parecia uma menina que sabia ter feito algo errado.

 

Naruto sentiu um sorriso bobo brincar em seu lábios, como ela podia ser tão orgulhosa, linda e indefesa? Fitou-a com mais atenção cada contorno, cada traço delicado e com grande perfeição, assim era seu rosto. Uma pérola rara. Chacoalhou os pensamentos ao ouvir a voz fraca e sussurrada da Hyuuga.

 

- Se afaste, por favor. - ainda mantinha os olhos fechados.

 

- Por que sempre foge, se esquiva assim de mim? - seus rostos estavam próximos, bem próximos graças a uma nova aproximação do loiro..

 

- Por que me pergunta isso agora? - até onde ele queria chegar, isso Hinata queria saber.

 

- Porque preciso saber.. Tantas coisas.. - respondeu.

 

- Você não tem nada que precise saber. - abriu suas orbes pérolas o fitando.. friamente.. - Agora afaste-se. - Naruto afastou-se aquilo era loucura, tentar compreender Hinata não era uma boa escolha. Hinata o viu se afastar com o olhar tão gélido quanto o seu.

 

- Me perdoe. Mas mantenha-se longe de mim. - murmurou baixo enquanto saía daquela sala de ensaio indo em direção a sua sala. Naruto ouviu o murmuro, ela estava certa, pensou.



Notas finais do capítulo

Deixem reviews..
E desculpem-me a demora, fquei sem net ontem.. =/
Vou respoder todos os reviews dos capitulos anteriores essa tarde, é que o nyah estava muito lento "todas" as noites, mas hoje eu respondo ou não me chamo Manuela.. shuashua.. XD