A Nossa História de Amor escrita por Manu Pontes


Capítulo 4
A Família Uzumaki Namikaze!


Notas iniciais do capítulo

Amo os seus reviews.. ^^



 

Capitulo 4 – A Família Uzumaki Namikaze!

 

 

Faziam dois meses que não ia naquele lugar, naquela casa. Estava em seu carro, estacionando-o em uma garagem ampla para três carros. A noite que surgia estava fresca, a brisa tocava-lhe calmamente trazendo consigo o aroma das flores do jardim. Com dois bancos pintados de branco. Um jardim muito bem cuidado e iluminado, dando um toque encantador à aquele lugar.

 

Se dirigiu a porta, batendo-a com a mão direita. Os moradores da casa estavam presentes, assim pensou vendo pela janela coberta com uma cortina marfim a luz da cozinha e da sala ligada. Em pouco tempo fora atendido.. Ouviu o som da voz da mulher ruiva pedindo para que alguém atendesse a porta, e logo depois o som das chaves da porta abrindo-a. Com a porta aberta não pode deixar de mostrar sua surpresa ao ver a pessoa que lhe atendera.

 

- Hinata?!

 

- Naruto?!

 

Eles falaram juntos, logo que se viram. Como era possível se encontrarem até ali? Bem, Naruto estava em “sua” casa, a casa onde morou em toda a sua infância e adolescência. Mas e Hinata? Ela estava na casa da mulher que via como sua mãe, mesmo com tudo, o relacionamento entre a Hyuuga e a Sra. Uzumaki continuara forte e terno, como mãe e filha.

 

A mulher ruiva chegou a sala para ver quem seria a pessoa que chegara em sua casa e teve uma grande surpresa ao ver o filho.

 

- Naruto, meu filho, senti tanta saudade. - disse a mulher já logo abraçando forte o filho, sentia muita falta do seu menino loiro e hiperativo correndo pela casa enquanto contava suas aventuras com os amigos. A vizinhança nunca mais fora a mesma desde que o menino travesso aprendera a andar.

 

- Também senti, mãe. - disse retribuindo ao abraço carinhoso de sua mãe e depositando um beijo na testa daquela mulher de 44 anos, ruiva, de olhos verdes como água e muito bonita.

 

Depois de um tempo se afastaram, Kushina deu uma boa olhada em Naruto, analisando cada detalhe do filho.

 

- Você está magro querido, tem se alimentado bem?

 

- Claro que sim, mamãe. - disse Naruto com um sorriso gentil, sua mãe não mudara, sempre tão preocupada com ele.

 

- Eu não acho. - disse ela duvidando que o filho estivesse realmente se cuidando, como ela acreditava que deveria se cuidar. - Vou logo terminar o jantar que estava fazendo com a Hina. - disse olhando-o e logo em seguida olhando a Hyuuga que se encontrava muda e pensava em como era azarada em encontrar o Uzumaki ali, justamente naquele dia. Naruto também dirigiu seu olhar para Hinata, não esperava encontrá-la ali. Hinata ao perceber que toda a atenção era voltada à ela, corou de leve.

 

- Onde está o papai? - Naruto indaga, havia notado o desconforto de Hinata, e temia que aquilo sobrasse até para ele. Hinata agradeceu mentalmente o desvio de atenção que Naruto fez.

 

- Oh.. Ele já deve está chegando. Ele foi resolver alguns negócios e também foi ao médico.

 

- Médico? Ele está doente? - perguntou Naruto já preocupado com seu pai.

 

- Seu pai está ótimo. - Kushina o tranquilizou. - Ele só foi.. - é interrompida por uma voz masculina.

 

- Levar alguns exames de rotina. - disse o homem que adentrava a sala com uma pasta preta nas mãos.

 

- Minato! - disse Kushina vendo o marido que acabara de chegar. O homem de 46 anos, loiro e de olhos azuis, Minato era a cópia de Naruto, só que de aparência mais madura pelos anos à mais que o loiro mais novo.

 

- Boa Noite à todos. Naruto, meu filho, você nos abandonou. - disse dando um abraço no filho, assim que o vira. Depois de um tempo se afastaram do abraço, e Minato fitou Hinata e a cumprimentou. - E Hinata, minha querida, é bom vê-la.

 

- Digo o mesmo, Minato. - disse Hinata fazendo-se presente entre aquela sala aconchegante e bonita.

 

- Querido, daqui a pouco iremos jantar. - diz Kushina.

 

- Certo. Eu vou tomar um banho e já desço. - disse Minato já subindo os degraus da escada indo em direção ao seu quarto e de Kushina, uma suíte.

 

- Bem.. Eu vou terminar o jantar.

 

- Eu vou lhe ajudar, Kushina. - disse Hinata.

 

- Não precisa querida. Faça companhia à Naruto. - Kushina diz com um sorriso indo para a cozinha.

 

Na sala, Naruto e Hinata ficaram em silêncio. Cada um perdido em seus pensamentos. Após uns dois minutos de silêncio, onde o único som que conseguia-se ouvir eram as panelas da cozinha. O silêncio incômodo só fora quebrado após um longo suspiro de Naruto.

 

- O álbum! - Naruto exclama.

 

- Hum?

 

- O álbum de fotos, vou buscá-lo. - Naruto subiu as escadas, logo adentrou seu antigo quarto, tudo estava como antes, mas fixou seu olhar na escrivaninha ao lado da janela. Sobre a escrivaninha havia um álbum grosso de fotos.

 

Hinata, não entendeu o que Naruto falara, pois, estava tão perdida em desvaneios que não prestara a devida atenção. Mas logo pensou que deveria ser uma desculpa qualquer para não ter que ficar ali na sala com ela. Se sentiu um pouco triste com esse pensamento. Mas logo sua tristeza se dissipou ao ver Naruto descendo as escadas com algo em suas mãos que parecia um livro, ou algo do gênero, imaginou.

 

- Achei o álbum! - disse Naruto que parecia entusiasmado. Hinata somente sorriu, um sorriso gentil ao loiro. Naruto se encantou com esse sorriso.

 

- “Como ela pode ser tão linda?!” - pensou Naruto, mas logo balançou a cabeça na intenção de esquecer aquele pensamento.

 

- Você está bem, Naruto? - pergunta Hinata preocupada vendo o loiro com uma das mãos na cabeça, enquanto a chacoalhava.

 

- Sim. - responde rapidamente.

 

- Então que fotos são essas? - Hinata indaga curiosa vendo o álbum.

 

- As fotos da minha infância. - responde sorrindo.

 

Naruto se sentou no sofá de couro branco e de dois lugares, que naquela sala tinha. Hinata se sentou ao seu lado. Começaram a ver as fotos: Kushina grávida de oito meses, logo após o nascimento do loiro, o seu primeiro passinho, sua primeira perda de dente, Naruto e seus amigos sujos de lama após uma partida de futebol americano no campo molhado, até chegarem as comemorações de aniversário, onde Hinata começou a gargalhar.

 

- Super-Homem! - disse entre as gargalhadas.

 

- Do que está rindo? - perguntou Naruto um pouco emburrado.

 

- Oras.. Você vestido de super-homem, é hilário.

 

- Nada haver.. Isso é coisa de criança. - ele argumentou.

 

- Você tinha 14 anos. - ela ainda ria.

 

- E o que tem isso?! Você também já si vestiu de bailarina! - ele lembou-a.

 

- Eu tinha cinco anos, uma criança. - Hinata continuou a rir, fazendo com que Naruto também a acompanhasse com as risadas.

 

Minato, já tinha terminado seu banho, e já estava descendo os degraus da escada quando ouviu e viu as risadas alegres de seu filho e sua ex-nora.

 

- “Belo casal!” - pensou Minato. - Oras.. O que está acontecendo aqui? - perguntou com um sorriso, o momento divertido entre a Hyuuga e o Uzumaki mais novo era contagiante, fazendo qualquer um esquecer um pouco alguns problemas.

 

- Umas fotos. - disse Naruto tentando cessar as risadas. Hinata também fazia o mesmo. Estavam tão alegres, rindo por uma coisa boba.

 

- Essas fotos.. - disse Minato em tom divertido.

 

- Querido, seu banho já acabou? - grita Kushina da cozinha após ouvir a voz de seu marido.

 

- Sim. - responde Minato em um tom mais alto para que a mulher lhe escutasse.

 

- Então venham jantar logo. - disse Kushina.

 

E assim todos foram para a sala de jantar. Naruto ficou um pouco atrás, pois, foi mais uma vez ao seu antigo quarto guardar o álbum. Antes de guardar ele abriu sua última página, nela tinha uma foto que Hinata não vira. Uma foto. Uma foto deles, Naruto e Hinata, tirada no jardim daquela casa. Sorriu triste, e guardou o álbum na escrivaninha e foi para a sala de jantar.

 

Uma sala muito bonita de paredes em tom marfim. Uma mesa retangular de cor vermelho vinho e de vidro, com seis cadeiras de cor também vermelho vinho, e o acolchoado da cadeira na cor marfim. Todos estavam sentados, tendo sobre a mesa o jantar que exalava um aroma delicioso que aumentava a ânsia pelo alimento.

 

- Minato como foi com o médico? - perguntou Kushina se servindo.

 

- Foi tudo o mesmo de sempre. Somente exames rotineiros.- respondeu Minato sorrindo.

 

Logo começaram a comer. O jantar estava sendo ótimo. Kushina comentava as aventuras de quando o mais novo Uzumaki era pequeno. Todos riam das histórias, e em algumas vezes Naruto emburrava a face quando se tratava de situações constrangedoras.

 

Hinata também ria junto com a família Uzumaki Namikaze, apesar de algumas dessas histórias ela já tenha ouvido enquanto namorava com o Uzumaki, mas era sempre tão divertido ouvi-las de novo. As lembranças comentadas e as lembrada em silêncio eram profundas, alegres ou até mesmo tristes. Minato, sempre colaborava, entre sorrisos, acrescentando detalhes que Kushina as vezes esquecia.

 

Hinata foi reparando que já estava tarde, após uma hora e meia de jantar quando decidiu se despedir da família Uzumaki Namikaze.

 

- Bem, acho que vou indo.

 

- Mas querida, você já vai? - perguntou Kushina um pouco decepcionada, estava tão feliz em ter sua família unida novamente que queria aproveitar mais daquele momento.

 

- Sim, Kushina! - disse Hinata com um sorriso gentil. - Amanhã tenho alguns trabalhos e tenho que ligar para Hana vir me buscar, ela está com meu carro.

 

- Então o problema está resolvido, o Naruto ti leva pra casa. Não é, querido? - todos olham Naruto, mas Hinata torcia que ele inventasse uma desculpa e que recusasse o pedido da mãe.

 

Kushina, sempre adorou Hinata, e ficou muito triste quando soube do término do relacionamento entre seu filho e Hinata. Mas sempre manteve a esperança que eles reatassem algum dia. E naquela noite eles estavam tão felizes, não deixaria o raro momento em que eles estavam “juntos” passar sem um empurrãozinho dela em juntá-os.

 

- Claro. - Naruto respondeu, afinal moravam no mesmo prédio, então, era o mesmo caminho. Não tinha que se preocupar, mesmo sabendo a real intenção de sua mãe.

 

- Realmente não precisa se incomodar. - Hinata também sabia da intenção da ex-sogra e não queria alimentar mais falsas esperanças nela.

 

- Moramos no mesmo prédio. É o mesmo caminho. - Naruto argumentou. Não iria admitir, mas em seu interior ele queria passar mais tempo com Hinata.

 

- Se já está tudo resolvido. - disse Minato. - Eu gostaria de saber se tem mais sobremesa. - ele disse com um lindo sorriso, fazendo os três sorrirem também.

 

 

Naruto, Hinata, Kushina e Minato estavam se despedindo. Naruto já havia tirado o carro da garagem e estacionado em frente à casa.

 

- Tchau, Hina! E apareça mais vezes. - disse Kushina dando um abraço em Hinata.

 

- Pode deixar, Kushina. - disse Hinata se separando do abraço carinhoso e dando um lindo sorriso à Kushina.

 

- Dirija com cuidado, querido. - disse Kushina já abraçando o filho.

 

- Fique calma, mãe. Ou você acha que comprei minha carteira de motorista?! - disse Naruto divertido, enquanto a ruiva sorria de forma terna.

 

- Naruto, não desperdice essa chance.. - sussurra Minato enquanto se despede do filho com um abraço.

 

- Não sei do que você está falando. - disse Naruto se fazendo de desentendido, aquela conversa não iria mudar sua promessa, jamais deixaria seu coração se perder entre a ilusão da Hyuuga novamente.

 

- Siga seu coração.. é um conselho. - Minato ainda sussurra enquanto libertava o filho do abraço.

 

- Pai.. - Naruto murmurou.

 

- Já está ficando tarde, é melhor vocês irem. - disse Kushina.

 

- Tchau. - disseram Hinata e Naruto já dentro do carro..

 

A viajem estava sendo calma, calma demais, silenciosa, silenciosa demais. Naruto se sentia estranho por estar ali com Hinata, apesar de passarem a maior parte do tempo sempre juntos, mas nunca juntos sem trocarem faíscas entre as brigas diárias. Naruto estava pensativo aquele dia e o conselho de seu pai, o deixavam confuso.

 

Hinata estava incomodada. O loiro estava muito quieto e sério.

 

- “Ok.. Ele é sempre sério assim comigo, mas geralmente, sempre estamos brigando.” - Hinata pensou.

 

O silêncio já estava começando a ficar angustiante.

 

- Não pensei que fosse lhe encontrar lá. - disse Naruto interrompendo o silêncio.

 

- Oh.. Eu estava em dívida com seus pais, eles sempre me cobram uma visita. - disse Hinata o olhando. - “Ele está a cada dia está mais lindo.” - ela pensou, mas logo tratou de esquecer tal pensamento.

 

- Eles não mudam. - disse Naruto com um sorriso de canto.

 

- Eles são adoráveis. Estavam tão felizes contando aquelas histórias. - disse Hinata lembrando-se das faces felizes de Kushina e Minato.

 

- É verdade. - ele concordou, enquanto viravam em uma esquina. - Sinto falta daqueles momentos.

 

- Eles também sentem. Kushina, estava preocupada com você.

 

- Você não era a única em dívida com eles.

 

De repente o Uzumaki ouvi o som do toque do celular avisando que estava recebendo uma nova mensagem. Deu uma olhada rápida no visor do celular e leu a mensagem.

 

- “Naruto, minha reunião foi antecipada. Nos encontramos amanhã, naquele restaurante perto do Central Park, às 13:00. Estaremos te esperando. Beijos gatinho.”

 

Ao acabar de ler, Naruto esboçou um sorriso maroto nos lábios, enquanto os orbes perolados lhe fitavam sérios.

 

- Hinata, amanhã, por favor, não marque nenhuma reunião no horário do almoço e tarde. - ele disse, enquanto dava atenção à rua por onde passavam.

 

- Co-Como? - Hinata estranhou, Naruto geralmente não remarcava reuniões, só quando se tratava da família, ou as vezes dos amigos.

 

- Myuki, minha prima, lembra-se dela? - Hinata meneou a cabeça em afirmativa, enquanto Naruto a olhava rapidamente para não perder a direção do carro. - Ela virá à New York e faz muito tempo que não vejo-a.

 

- Oh! Imagino que queira matar logo essas saudades. - ela disse de modo irônico.

 

- Sim. - ele respondeu simplesmente, sabia do que Hinata dizia indiretamente. - Essas saudades não me matam. - ele murmurou lembrando-se de outras saudades que realmente o machucavam.

 

- O quê? - indaga Hinata que não entendeu o que o loiro falou tão baixo.

 

- Nada, nada importante.

 

Logo eles chegaram ao prédio. Naruto nem precisou de apresentações com o porteiro que ficou surpreso e confuso ao ver a Hyuuga acompanhando o Uzumaki. Naruto estacionou o carro. Sem perceber Hinata o esperou e juntos subiram pelo elevador do prédio.

 

Enquanto subiam Hinata lembrou-se de algo, mas um momento em que teria que passar com o loiro..

 

- Naruto? - ela o chamou.

 

- Hum?

 

- Err.. Nós teremos que ensaiar para o desfile. - ela disse, mesmo que não quisesse estava um pouco corada.

 

- Certo. Amanhã, então, eu converso com o Gaara. - disse Naruto saindo do elevador e indo para seu apartamento.

 

- Ok. E eu ligo para a Srta. Sayuri.

 

Se despediram com um simples e educado boa noite, e adentraram seus apartamentos, afim de descansarem daquele longo dia.

 



Notas finais do capítulo

Deixem reviews.. ^^
E aguardem o capitulo 5.. shuashua.. XD
Vocês irão gostar.. shuashua.. XD