My Beloved Prince escrita por GabVamp


Capítulo 7
Tranquilidade Destruída


Notas iniciais do capítulo

Lia aparenta ser uma garota tímida, que não conversa muito, e que muito menos tem coragem de enfrentar alguém. Apesar dela ter se esforçado e defendido Rikku de Yumi logo no começo. Ela realmente não tem muita coragem para chegar a enfrentar alguém assim... Mas as pessoas quando estão em situações complexas ou quando mexem com quem elas gostam acabam mudando de água para o vinho. Será que nossa Lia sabe se defender?




"Eles se calam, e assistem à aula em silencio.

Depois de passar algumas aulas, o sinal toca anunciando o intervalo."

Antes mesmo do professor sair da sala, Brenda já estava entrando. Ela chega perto de Rikku e Lia, puxa uma cadeira do lado que estava vazia, e se senta ao lado deles.

– Agora me contem. O que houve?

Como era de se esperar Lia e Rikku ficam um pouco encabulados de falar sobre o ocorrido de ontem.

– Bem... Rikku e eu tivemos um pequeno “acerto de contas”, acho que agora conseguiremos conviver em harmonia. – Diz isso mostrando a língua para Rikku, esse que dava um sorrisinho sínico.

– E o professor de português acabou nos vendo... Tive que improvisar. – Conclui Rikku.

– Então agora somos um grupo? Uaaaah! Que maravilha, estou feliz! – Brenda exclama super feliz.

– Brenda-chan você também faz a aula de natação com a nossa sala né? – Lia pergunta.

– Sim! Mas confesso que não sou muito fã dessa aula, assim como o Rikku-chan.

– Eh? Por quê? – Lia fica curiosa.

– Como uso óculos, e lentes... E ainda pinto meu cabelo... Água assim, com cloro, não é muito conveniente sabe...

– Hummm... E você Ri-chan? – Lia pergunta para Rikku.

– Não me chame de “Ri-chan”. – Diz emburrado. – Eu também não gosto do cloro, não gosto da piscina, estraga minha pele e meu cabelo.

– Como vocês são frescos. – Lia fica um pouco azeda.

– Não diz isso Lia-chan! Imagina, eu entrando na piscina e meu cabelo desbotando inteiro por conta do cloro! Isso seria um horror! – Brenda tem até calafrios ao dizer isso.

– É porque ela é bicho do mato. Não entende de beleza e estética. – Rikku provoca Lia.

Lia o olha com cara de ódio e continua perguntando. – E de rio, vocês gostam? Tem algum problema, com rio, cachoeira?

– Não sei, nunca fui a nenhum rio. Como é água natural, acho que não tem problema. – Brenda responde.

– Eu idem. – Rikku também responde.

Lia da um sorrisinho, e fica com cara de boba.

– O que foi caipira? Está com essa cara de idiota por quê? – Rikku pergunta com raiva.

– Sabe na minha antiga cidade tem rio com cachoeira, tem lugares para acampar e tudo mais. Nesse final de semana eu estava mesmo planejando visitar minha avó. Se vocês quiserem, posso levá-los junto. Minha avó irá adorar! – Lia diz toda animada.

– Lia-chan seria um máximo! Eu estava mesmo tentado arranjar um motivo para ficar longe de casa esse final de semana! Hehhee!

– Então você pode ir Brenda-chan?

– Claro! – responde mega animada.

Lia olha para Rikku. - E você Ri-chan?

– Hum... Bem, acho que da para eu ir também... E não me chame de “Ri-chan”!

– EBA! Estou muito feliz! – Lia fica super contente, afinal ela nunca levou nenhum amigo na casa da avó além de Toni e Tônia, essa que sempre ficava falando para Lia fazer novas amizades e levá-los lá.

– Vamos poder conhecer seus pais e irmãos também, que legal! Tenho certeza que todos são tão legais quanto você! – Diz Brenda sorrindo. Mas os dois reparam que Lia fica com uma cara estranha e séria. Com um olhar um pouco longe ela responde. – Seria legal, se eles fossem assim... Nós só vamos para casa da minha avó... Meus pais não iriam gostar muito de me ver...

– Estou doida para conhecer sua avó! – Brenda tenta mudar de assunto.

– Caipira, vamos logo lá pra fora, fazer esse bendito trabalho. – Rikku também mudar de assunto.

– Hum, claro. – Lia tenta parecer animada.

Assim eles saem da sala, e vão para o jardim, já que ele é grande e mais afastado de onde a maioria dos estudantes ficam. Arranjam um belo lugar embaixo de uma grande árvore, que faz uma sombra refrescante. Eles se sentam no chão.

– Bem você pensou em alguma história? – Rikku pergunta a Lia.

– Ehh... Bem, na verdade não. – Responde ela sorrindo.

– Tsk. Mas você é uma inútil mesmo. – E novamente Rikku alfineta Lia. O que deixa a garota o olhando com raiva. – Acho que deveríamos fazer uma história dramática, afinal foi o que o professor viu ontem. Tenho certeza que ele vai perguntar alguma coisa para o professor de história depois...

– Vocês podem apelar para algo bem clichê, mas com uma ótima carga de drama. Se quiserem eu posso escrever os diálogos, e até amanhã na hora da saída eu entrego. – Brenda sugere.

– Não gosto de ganhar nota em cima dos méritos alheios... – Rikku responde sério. Mas Lia já estava super feliz pela ajuda oferecida da amiga, afinal ela era péssima para essas coisas, até então nenhum deles tinham tido uma ideia e Brenda já havia comentado o quão boa era com escrita. Então ela responde empolgada: - CLARO Brenda-chan! Sua ajuda será super bem vinda!

– Ei, caipira eu disse que... – Lia o interrompe. – Ri-chan, nem você nem eu temos idéias, eu sou péssima para escrever histórias e fora que a Brenda só estará escrevendo, o resto, para ganharmos realmente um 10, o que contará é a apresentação não é? Então não vejo problema! Né? Né? Né, né? – Lia diz isso indo para perto de Rikku, e passando seu braço em volta do pescoço dele e o puxando para ela. – Ainda tive outra ideia, podemos arranjar roupas e nos vestirmos de acordo com a história. Como vamos para casa da minha vó, ela costura, então...! – Ela olha para Brenda bem empolgada.

– Que genial Lia-chan! – Brenda apóia a ideia.

Lia olha para Rikku, que ainda estava abraçando. – E você Ri-chan?

Ele responde timidamente. – Está bem, faça como quiser. E não me chame de “Ri-chan”...

Lia e Brenda caem na gargalhada e Rikku fica de nariz em pé, tímido sem saber como agir. Quando eles são surpreendidos por Yumi.

– Rikku não pense você que conseguirá se livrar de sábado!

Lia olha para Brenda e Rikku sem entender. Rikku fecha a cara. – Você não manda em mim.

– Ahhahhah Rikku, acha que eu não sei que você planeja viajar para a casa dessa caipira nojenta? – Yumi continua provocando.

Rikku se levanta. – Pelo visto aquela fofoqueira da Marielle estava de butuca no nosso assunto e fofocou pra você.

Brenda se levanta, e Lia vendo a situação, mesmo sem entender se levanta junto.

– Yumi-chan como você consegue ter mudado tanto? – Brenda pergunta com o olhar triste.

– Não entendo Rikku, como você consegue andar com essa aberração. E agora com essa caipira.

– Q-quem é você para falar assim da gente? A única aberração que vejo aqui é você! – Lia responde para Yumi.

– Tudo bem Lia-chan – Brenda diz isso indo para perto de Lia a segurando pelo braço.

– Sua vagabunda barata! Você desde que foi salva pelo príncipe, vem se achando muita coisa não é? Andando com essa anormal nojenta. Vocês três formaram um grupo bem nojento não é? A vadia do mato, o gay e a lésbica nojen... – TAP! – Antes que terminasse, Yumi foi surpreendida com um belo tapa na cara, dado por Lia. O tapa foi tão forte, que Yumi quase caiu no chão. Brenda e Rikku ficam olhando impressionados com Lia.

– QUEM VOCÊ PENSA QUE É PARA FALAR ASSIM DOS MEUS AMIGOS? – Lia pergunta aos berros.

Yumi se levanta com a mão no rosto, no lado que Lia bateu. E vai correndo para cima de Lia.

– Waaaaaahhh VADIAAAAAA! – Ela gruda nos cabelo de Lia. Nisso Lia gruda as unhas no rosto de Yumi.

Rikku vai para cima de Yumi, tentando fazê-la soltar Lia. Brenda agarra Lia também tentando fazer as duas pararem. Rikku entrelaça os braços o abdômen de Yumi e a puxa para trás. Brenda entra na frente de Lia e a segura.

– Essa vaca! Você me paga caipira nojenta, você rasgou meu rosto, olha aqui esta sangrando. – Diz isso apontando as mãos com sangue na direção de Lia.

– Isso é para você aprender a deixar de ser uma nojenta preconceituosa! – Lia responde nervosa.

Mas antes mesmo deles notarem, já estava vindo uma galera que viu a briga de longe. E no meio dos alunos se encontrava a inspetora.



Notas finais do capítulo

Lia acabou mostrando que para defender seus amigos ela faz qualquer coisa! Desde o principio ela não foi com a cara de Yumi. Desde o começo ela viu que a garota é uma preconceituosa, mexeu com Rikku, mexeu com Brenda... E veio novamente mexer com eles. Lia como gosta de justiça ficou com muita raiva, e acabou se deixando levar... Será que suas ações não lhe trarão problemas no futuro? Não deixe de acompanhar o próximo capitulo!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "My Beloved Prince" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.