My Beloved Prince escrita por GabVamp


Capítulo 21
O que eu sinto por você é...


Notas iniciais do capítulo

Perder o controle de si mesmo... Ser tomado por sentimentos que você até então desconhece... Qual o poder da presença de alguém em nossas vidas? Será fácil aceitar coisas que você tentou esconder de si mesmo?




"Toni pega um dos chocolates de papel azul e o abre. Vai para cima de Lia. Coloca a mão no rosto dela, e a puxa delicadamente para perto dele.

“Ãhn, Toni-kun, o que ele...?”

Ele se aproxima mais. Pega o chocolate e o coloca na boca de Lia lentamente empurrando com o dedo..."

Lia fica constrangida quando entende o que Toni fez.

Ele ainda segura seu rosto e pergunta — É gostoso Lia-chan?

Ela fica totalmente vermelha, “O Toni está tão perto! O olhando assim tão de perto consigo reparar... Ele é bem bonito, mas... Mas não tanto quanto o Ri-chan...”

Toni acaricia a boca de Lia com os dedos.

— S-sim... — Lia responde.

“Toni é bem bonito, mas ele não tem o mesmo charme do Ri-chan... Ele não deixa meu coração saltando como acontece quando estou com Ri-chan... Não deixa meu corpo quente... Ri-chan... Ri-chan é muito mais meu tipo... M-mas o que estou pensando...?”

Lia olha para o lado de relance. Rikku está de cara feia olhando para frente. Ele rapidamente olha em direção à Lia, mas quando nota que ela está o olhando se vira e começa a levantar.

“Ri-chan está com raiva? Ele me olhou de um jeito estranho... Um olhar estranho!”

Rikku se levanta e quando começa a andar, Lia rapidamente se solta de Toni, ainda ajoelhada ela segura a mão de Rikku.

Tônia que estava com Brenda, assistia tudo que estava acontecendo. — Gente! Acho que vocês estão comendo chocolate demais! — Ela observa com a boca aberta de espanto.

— É que esses chocolates são tão boooons Tônia-chaaan! — Brenda ainda fala de forma esticada, mas abraça Tônia por trás, essa que fica corada. — É tão bom pentear seu cabelo Tônia-chaaan.

— Ri-chan... Espera... — Lia ainda segura a mão de Rikku. “Aquele olhar foi tão estranho... Estou me sentindo tão estranha... Não quero que o Ri-chan saia de perto de mim...”

Toni fecha a cara. — Lia-chan, deixa ele ir pra lá, vem ficar perto de mim.

Rikku o olha de cara feia. — Toni, por que você não chama a Brenda para ficar perto de você?

— Ehhhh? O que tem eu? — Brenda pergunta.

— Toni parecia tão encantado com você, porque não o chama para ficar do seu lado. Quem sabe até fazer uns penteadinhos nele também. — Rikku debocha.

Brenda faz bico — Nããão. Eu quero ficar fazendo penteados na Tônia-chaaaan. Ela é muito mais fofaaa! — fala de uma forma doce e abraça mais ainda Tônia por trás.

— B-Brenda-chii, assim você me deixa tímida. — Tônia assume corada e as duas ficam sorrindo e fazendo gracinhas uma com a outra.

Toni fecha de vez a cara e sai do quarto indo para o corredor em direção a cozinha.

Lia ainda segura Rikku pela mão.

— O que você quer caipira? Me solta... — Rikku ainda está de cara emburrada.

— Não... — Lia responde. “Eu não quero ficar longe de você Ri-chan... O que está acontecendo comigo...?” ela pensa. Puxa Rikku o forçando sentar novamente ao seu lado.

— Por que você quer que eu fique aqui sentado do seu lado? A presença do Toni é bem mais marcante. — Ele fala olhando para baixo. — Ele até te dá chocolate na boca...

Lia sente seu coração estranho.

Ela pega o chocolate e o abre. Coloca na mão de Rikku.

— Eu quero que você me de chocolate na boca. — Fala tímida abrindo a boca de um jeito que deixa Rikku corado.

— O-o-o-o que você está dizendo? Eu...

— Quero chocolate do Ri-chan. Só do Ri-chan... — Rikku levanta as sobrancelhas e fica mais vermelho ainda.

Mas o que estou dizendo...? Mas... Mas... Eu realmente quero que o Ri-chan me de chocolate. Por quê? Meu coração está pulando feito louco. Me sinto flutuando... Meu estomago está tão quente...” ela pensa.

Rikku fica muito vermelho, mas se aproxima de Lia. Novamente se aproxima daquele jeito único. Que só Rikku sabe fazer. Só Rikku se aproxima assim. Coloca a mão no rosto de Lia o acariciando lentamente.

“É diferente! Só de ele me tocar já é diferente!”

Sua mão então desliza para a nuca da garota, essa que começa a respirar ofegante. Ele entrelaça seus dedos no cabelo da mesma. Puxando seus cabelos para baixo, segurando firme sua nuca e fazendo seu rosto subir.

“Meu corpo está quente, meu coração pulsa feito louco! Ser tocada pelo Ri-chan é diferente de tudo...”

Rikku coloca o chocolate em sua própria boca.

Lia mesmo sem conseguir pensar direito fica curiosa “O que ele está fazendo? Não vai me dar...?”.

Sem mastigar, deixa o chocolate bem na frente da boca e se aproxima de Lia, a olhando nos olhos.

“O olhar de Ri-chan me deixa tão hipnotizada... Esse cheiro de maçã já começa a me preencher... Droga Ri-chan, você não vai me dar esse chocolate?”.

Lia é surpreendida quando Rikku encosta sua boca na dela, ainda segurando seus cabelos. “Eu posso sentir os lábios quentes e molhados do Ri-chan...”. Ele empurra o chocolate com a língua vagarosamente para a boca de Lia. “Meu corpo está pegando fogo...”. Ela fica perdida num misto de sensações.

Rikku então se afasta um pouco.

Lia está queimando. Seu corpo queima! Seus estomago queima! Seu coração queima! Ela sente-se derretendo. Nunca um chocolate a atormentou tanto!

Eu sabia. Fazer isso com Ri-chan é diferente. É totalmente diferente do que fazer com Toni... Com Ri-chan é sempre tudo tão único...”

Lia mastiga o chocolate lentamente. — A presença do Ri-chan é bem mais marcante do que qualquer outra... Ninguém ganha do Ri-chan! Ri-chan é o único que me deixa sem noção de mim mesma...

“Que constrangedor, o que estou dizendo...?”

Rikku aperta os olhos e fica com um olhar sério e vivo.

— Lia-chaaaan ganhou praticamente um beeeijo! — Brenda fala alto com a voz entusiasmada.

Lia então nota o que estava fazendo e fica super vermelha. — N-não diga essas coisas Brenda-chan! — “Estou me sentindo um pouco tonta” ela pensa se afastando de Rikku.

— Eu também quero beijaaaar! — Brenda fala manhosamente.

— N-n-não fale assim... Não foi um beijo! — Lia se defende vermelha.

— L-Lia-chii você anda tão mudada! — Tônia fala corada por ainda estar sendo abraçada fortemente por Brenda. — V-você sempre foi tão quietinha e tímida.

— E-eu ainda sou assim! — Novamente se defende.

Brenda se levanta e puxa Tônia — Tônia-chaaan, eu preciso ir ao banheiro. Me mostra a onde ééé! — Brenda começa a andar um pouco tonta, se segurando em Tônia.

As duas saem para o corredor.

Lia ainda pode ouvir ou fundo Brenda falando manhosamente.

Agora no quarto só sobrou Lia e Rikku.

— Lia-chan por que você quis aquilo comigo...? — Rikku pergunta.

Lia se assusta com a pergunta. “O que eu respondo?”. Ela então pega mais uma caixa de chocolate e vai se sentar bem no final da varanda, com os pés na grama.

“E-eu não quero responder...” ela pensa tímida.

Lia é surpreendida quando Rikku a puxa para trás fazendo-a deitar. Ele sobe em cima dela e se aproxima muito!

— Ri-Ri-chan!— Ela diz assustada enquanto deixa a caixa de chocolate cair.

— Né, Lia-chan... Sabe, eu...

“Ri-chan me olhando assim... Com esse olhar... Esse rosto tímido e corado, me deixa excitada... M-M-MAS O QUE ESTOU PENSANDO?”

Rikku se aproxima mais.

“O cabelo comprido de Ri-chan está caído sobre meu corpo. É tão macio e cheiroso... Ri-chan é tão lindo... Eu queria tanto... Queria tanto poder...

— Né, responde Lia-chan... Por que quis que eu fizesse aquilo? — Ele aperta mais seu olhar e se aproxima mais de Lia, as pontas de seus narizes se encostam.

— E-e-eu... Eu...

— Se você não me responder, eu irei te punir. — Rikku fala isso olhando com um olhar tão sério, que deixa Lia em pânico.

“Me-me-me-me punir...? Como assim m-me punir...?” ela se pergunta.

— Você gostou tanto assim do que o Toni fez que quis repetir?

“Ãh...?”

— Ele te agarrou tão bem assim? — Ele pergunta de cara feia, porém triste.

— Ri-chan eu... Eu queria saber como seria fazer isso com você... — Lia acaba assumindo tímida.

Rikku arregala um pouco os olhos — C-como assim?

— Que droga, por que está me fazendo falar...? E-eu queria saber como seria com você. Toni fez aquilo comigo, mas... Mas não mexeu com meu coração! Não me fez perder a noção de mim... Como sempre te digo Ri-chan... Eu não sei o que acontece, mas eu não consigo mais não pensar em você! — Lia encerra com lágrimas nos olhos.

“Droga! Por que me faz assumir essas coisas? Coisas que não quero assumir. Não quero assumir para mim mesma que não aguento mais ficar longe de você! Não quero assumir para mim mesma que em tão pouco tempo você entrou no meu coração e simplesmente o dominou por completo! Eu não quero assumir. Eu não quero! Eu não quero que as coisas mudem... Eu não quero que você se afaste de mim e ainda... Ainda tem o Lain-sama... E-eu estou apaixonada pelo Lain-sama!

... A quem eu estou querendo enganar...? Rikku gosta do Lain-sama... Rikku ama o Lain-sama... Ele ama o Lain-sama... M-meu Ri-chan ama o Lain-sama... Eu... Eu não sei o que faço!

Rikku se espanta, pois ela realmente começa a chorar de um jeito diferente, seus olhos estão completamente encharcados de lágrimas. Seu rosto está totalmente triste.

— L-Lia-chan... O que você tem...? — Ele pergunta espantado.

Lia o afasta rápido e Rikku cai sentado para trás.

— Ei, o que foi? — Ele pergunta aflito.

Lia coloca seu chinelo, vai em direção a sacada e desce para o gramado.

Rikku segura seu braço — O-o que foi Lia? O que você tem? — Pergunta atormentado.

— Não venha atrás de mim. — Lia fala de uma forma tão séria, que Rikku realmente fica muito alarmado.

Ela puxa seu braço com força e sai correndo em direção as plantações de flores.

Lia corre pelo gramado nem pensando em qual será seu destino.

Pensa desesperada enquanto corre. Chorando de uma forma totalmente diferente de como já tinha chorado antes.

Meu peito dói... Meu peito dói tanto, eu... E-eu não sei o que faço! Quando foi que isso aconteceu...? Como isso aconteceu? Como não notei antes? Eu... Eu... Eu acabei de notar que eu... Eu não consigo mais para de amar o Ri-chan!..."



Notas finais do capítulo

Olá gente! Primeiramente, desculpe pela demora para postar, eu estava ocupada essa semana.

Esse capítulo tenho escrito faz tempo, ele foi difícil e ao mesmo tempo fácil. Fazer cenas da Lia com Rikku é uma das coisas que mais amo! Porém, ela ter que notar seus sentimentos oficialmente é difícil. Eu acabo planejando mil formas disso acontecer, dai escolher uma é complicado x.x

Ela enfim se deu conta, mesmo o conhecendo a pouco tempo, ele realmente a marcou. Quem já não se apaixonou de forma louca em pouco tempo? Está certo que a paixonite dela pelo Lain foi mais rápida ainda, mas lembrem-se sempre: Ele SALVOU ela. Isso conta muito, Lia tem Lain como um herói. :s

Agora chega a parte complicada, como será que ela vai encarar o Rikku? Vai falar de seus sentimentos? Será? É complicado se declarar, ainda mais sabendo que a pessoa ama outra pessoa... Vocês teriam coragem para se declarar? Eu honestamente não sei, mas já cheguei a me declarar algumas vezes, é tenso e — pelo menos para mim nunca deu muito certo — complicadíssimo, mas é questão de arriscar xD

Bom, é isso ai. Obrigada novamente por lerem! Até o próximo capítulo cheio de emoções!