A Maldição Do Dragão escrita por Julie


Capítulo 5
Uma Garota Misteriosa...


Notas iniciais do capítulo

Personagem novo na área...Gostaria de saber se vcs querem que eu coloque imagems dos personagens.aproveitem...




POV Terry

Uma semana depois...

Ande logo com isso Luc! – Eu gritei enquanto esmurrava a porta do quarto em que Luc estava se enroscando com alguma garota que ele arrumou não sei como, provavelmente era uma prostituta. Não que ele precisasse pagar é claro, meu melhor amigo tinha o dom de levar as mulheres para a cama. O problema é que ele não passava uma semana sem mulher e isso era muito inconveniente quando se é um soldado em serviço e tem que se deslocar por meses pelo Reino como nós estamos fazendo. E eu como líder deste grupo tenho que estar sempre dando broncas nele e o fazendo se focar na nossa missão, coisa que é muito difícil nesse momento já que fazem quarenta minutos que está trancado fazendo suas orgias de sempre.

– Vamos Luc! Você não pode demorar tanto assim pra fazer uma coisa que só leva três minutos! – Parece que minha provocação funcionou, ele abre a porta e duas mulheres saem do quanto arrumando seus vestidos.

– Por acaso você ache que é fácil fazer duas belezinhas como essas chegarem ao céu três vezes? - Aponta para as garotas que seguem rindo pelo corredor. Esse cara não tem jeito!

– Eu não sei - Digo enquanto ele ri da minha cara - Mas o que eu sei é que se não sairmos agora, não chegaremos a Lorcas a tempo de participarmos do Festival, ou será que já se esqueceu que eu como príncipe de Hommes devo participar dos Jogos de Galgamor?

Sim vossa majestade – Faz uma falsa reverência - O príncipe herdeiro não pode faltar!

E você também não pode faltar! És tão príncipe quanto eu!

– Oh não! Não tanto quanto você, afinal eu não tenho um reino para cuidar! – Ele gargalha novamente debochando de mim. Realmente eu tenho mais responsabilidades que ele, Luc é meu primo por parte de mãe, e portanto é um príncipe também, mas ele nunca seria rei e também nunca almejou isso. Já eu, governarei depois de meu pai, o rei Akeen, e terei que me esforçar muito para ser um rei tão bom quanto ele.

Então, nós vamos ou não? - Luc me tira dos meus pensamentos, ele já está vestido e se encaminha para o corredor.

– Vamos e é melhor corrermos, quero descansar um pouco ao chegar em casa - E dizendo isso nós partimos.


Horas depois...

A coisa realmente não podia ser pior, estamos na floresta que cerca a cidade de Lorcas enfrentando um monstro que eu nunca vi antes. Ele apareceu do nada e nos atacou, neste momento vários dos meus homens estão no chão inconscientes. O monstro com cerca de dois metros e meio de altura, que tem enormes galhos espinhosos no lugar dos braços e grossas raízes em vez de pés, e está vindo em minha direção novamente. Eu estou com meu flanco esquerdo ferido por conta de um ataque anterior da criatura, tinha impedido que o monstro esmagasse os homens caídos. Luc tinha atraído a atenção dele para si, mas o homem-árvore ou o que quer que seja vinha para mim com fúria, eu me preparei para receber o golpe da melhor maneira que pude, não havia como escapar a criatura era rápida demais. Eu esperei, mas o golpe não veio. Olhei para monstro e vi que ele lutava com uma moça, ela usava uma espada bem diferente das que eu conhecia, tinha um metal altamente brilhante, ela cortou os braços do monstro como se fossem manteiga e por fim largando a espada, ela pega seu arco e atira uma flecha dourada no que deveria ser o peito da criatura que imediatamente fica imóvel e sem vida, parecendo mais uma árvore bizarra do que o monstro que nos assolava a segundos atrás. A garota então olha pra mim e vem em minha direção, ela me parece familiar, mas não me lembro de tê-la visto antes. Eu ia perguntar quem era, porém meus olhos escurecem e minhas pernas fraquejam. E tudo ficou escuro.


Eu abro os olhos lentamente e o rosto da garota está sobre o meu, sinto suas mãos em meu rosto, ela me diz algo mas eu não escuto. Meu corpo todo dói, é como se tivesse sido atropelado por uma cavalo, eu sei disso por que já fui atropelado por um cavalo uma vez, acredite, é uma dor horrível.

– Como está se sentindo? – Dessa vez eu ouço, mas não respondo- Como está se sentindo?

Mal - Digo devido a insistência dela.

– Vai melhorar logo, o efeito do antídoto é rápido, em poucos minutos se sentirá novo em folha – Ela sorri reconfortante. É um sorriso muito familiar, mas não sei de onde a conheço. - O meu nome é Kenna. E o seu?

Terry .– Eu me sento e percebo meus homens ao redor, estão todos bem e Luc me olha preocupado.

– Tem certeza de que ele vai ficar bem? - Pergunta para Kenna fitando-a com seu típico olhar sedutor, parece que ele não está tão preocupado assim comigo.

Ele vai ficar ótimo – Responde sem o olhar, ela busca sua espada e coloca nas costas junto com o arco, mas é muito estranho pois ela tem o arco e não tem alforje, onde estão as flechas?

Eu já estou bem melhor – É verdade, me sinto bem melhor, parece que a garota tem mesmo razão, logo estarei pronto para outra - Que criatura era aquela e como conseguiu derrotá-la

Era uma Dríade– Ela se vira para mim - Um espírito da floresta, normalmente são boas e nunca machucam humanos. Mas esta foi corrompida por algo maléfico e ficou extremamente agressiva e venenosa, sorte de vocês eu estar por perto, uma criatura assim só pode ser morta por armas místicas; o veneno delas mata em minutos, sorte sua eu ter o antídoto comigo.

– Muito obrigado por isso, mas onde você conseguiu essa armas místicas? São muito raras. – Essa garota é muito misteriosa.

Isso eu não tenho que te falar - E dizendo isso ela assovia, logo um cavalo branco aparece por entre as árvores.

Para onde está indo? – Tudo nela me deixa curioso.

– Para Lorcas – Isso é bom.

Nós vamos também - Eu me levanto - Por que não vem com a gente?

– Não posso esperar por vocês. Chegando lá ainda tenho que arrumar um jeito de falar com rei. - Isso é melhor ainda.

Nisso eu posso te ajudar – Eu digo como se fosse algo banal.

– Como? - Ela me olha curiosa.

– É que o rei por acaso é meu pai e ele ficará muito feliz em falar com a pessoa que salvou a vida do filho dele.



Notas finais do capítulo

Pra quem não percebeu ainda, Terry é filho do rei Akeen e príncipe herdeiro de Hommes.Luc é primo e melhor amigo de Terry e também é um príncipe.. Bem sem vergonha diga-se de passagem...



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A Maldição Do Dragão" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.