A Maldição Do Dragão escrita por Julie


Capítulo 3
Só quero que me diga a verdade!


Notas iniciais do capítulo

Demorei mas cheguei....Eu estou tentando escrever a história do ponto de vista dos personagens. Este cap ainda é Pov da Kenna, eu fiz algumas modificações na minha maneira de escrever, então comentem, para eu ver se está legal.. Leiam as notas finais porque nelas eu vou esclarecer algumas coisas para que compreendam melhor a história.Bjos amores e amoras....




Anteriormente...

– Pai posso lhe falar um momento?– Eu falo baixo e ele me olha com cuidado, eu o chamei de pai e não de majestade como sempre fazia quando estava na sala do trono, era contra a etiqueta , mas eu estava ali para falar com meu pai e não com o rei. Com um aceno de mão ele dispensa os nobres.

– Fale minha pequena– Me disse carinhosamente.

Eu suspirei e disse com minha voz embargada:

–Como assim eu sou humana?

Eu não sei do que você está falando – Ele fala sério. Será que ele não vai me dizer a verdade?

– Eu estou falando do fato de eu ser completamente humana. E por isso eu não sou sua filha!- Felei sem rodeios, ele terá que contar tudo.

– ...- Silêncio. Ótimo, agora ele quer ficar calado.

Pai por favor – Eu implorei- Só quero que me diga a verdade.

Você é minha filha. – O que? Ele vai me negar a verdade?- Você é minha filha por que eu te criei como um pai, mas eu não o sou de fato. Não temos o mesmo sangue.

Eu não compreendo. - Fiquei confusa agora.

Minha pequena. - Diz com carinho. - O que eu fiz foi cumprir uma promessa.

Promessa?

Sim.

Então meu pai que na verdade não é meu pai, me conta uma história:

“ Sua mãe veio a Alfhanor fugindo do Reino dos Homens. Ela me pediu abrigo e eu dei. Permiti que ela morasse no palácio e que vivesse como uma de nós. Quando ela chegou já estava grávida de você. Ela se sentia feliz e tranquila por poder te ter aqui e também pela oportunidade de manté-la á salvo do mal. Mas quando chegou a hora do parto, algo terrível aconteceu. Horas se passaram e quando finalmente você nasceu sua mãe estava exausta e com uma hemoragia que nem mesmo a Velha pode curar. Kenzie sabia que seu fim era próximo e me fez prometer que cuidaria de você e a criaria como se fosse minha filha, te protegendo e te mantendo longe da Maldição. E então ela morreu.”

– Eu não entendo muita coisa. Mas eu quero saber porque minha mãe fugiu de Hommes? O que é essa Maldição? Quem é o meu pai de verdade? Você sabe quem ele é não sabe?– As dúvidas me angustiam.

Sei que tem muitas dúvidas, mas não posso respondé-las. E sim, eu sei quem é o seu pai, mas isso também não posso dizer.– Como ele pode me dizer isto?

Eu exijo que me conte!– Já estava furiosa com ele.

Não lhe direi mais nada!

E dizendo isso ele vai para o interior do palácio. E eu? Bom, eu saio correndo para o único lugar onde posso ficar em paz neste momento. Atravesso o pequeno bosque que fica ao lado do palácio e lá, proximo aos muros , está a pequena casa. Não é bem uma casa, é um jazido de mármore, mas sempre pensei neste lugar como uma casa, afinal é onde minha mãe está enterrada. E quando entro no local não acredito no que meus olhos vêem... Ela está aqui?



Notas finais do capítulo

A história se passa em dois Reinos: Reino dos Elfos cujo nome é Alfhanor. E o Rei de Alfhanor é Felon, foi ele que criou Kenna como filha.Reino dos Homens cujo nome é Hommes ( Não achei nome melhor ) o Rei de Hommes é Akeen ( lê-se " Akim") Ele aparecerá nos próximos capítulos.Ok?