Amor Amigo escrita por Rosi Rosa


Capítulo 1
Capítulo Único




Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/406303/chapter/1

Sentada em uma poltrona que me incomodava com o ranger do couro velho, senti uma lágrima traiçoeira rolar de meu olho esquerdo, outra logo veio em seguida, e outras vieram molhando meu rosto, cegando os meu olhos momentaneamente, respingando em minha camiseta, encharcando o meu coração de tristeza, lamentei o dia apenas estar começando, vontade de voltar pra cama e dormir todas as horas que fosse humanamente possível, implorei para noite chegar, para poder estar ao seu lado, mesmo que invisível para ele, não me importava, sua visibilidade estava cravada em meu coração.

Mas como dizer a ele que o amo? Como dizer que sinto mais que amizade? Como dizer que todos os meus sorrisos ao seu lado são bem mais que apenas sorrisos por suas gracinhas? Como dizer que aquele jeito jovial e aqueles cabelos espetados me tiram o sono e me faz sonhar acordada?

Como dizer a ele: “Sou a mulher da sua vida, disfarçada de sua melhor amiga?” (Tati Bernardi.)

Ouço a campainha tocar em seguida pequenas batidas na porta denunciavam a falta de paciência de quem quer que seja, seco os olhos com as costas das mãos, engulo a dor a repreendendo no âmago do meu ser, esboço um meio sorriso molhado e abro a porta a contragosto.

Era ele, parado em minha frente, nos lábios o mais belo sorriso, nas mãos uma rosa apenas, feche os olhos ele me disse, não pensei um minuto sequer e meus olhos fecharam instintivamente, senti meu rosto ser percorrido pela rosa, sendo desenhado por tão perfeita flor, agora eu sorria, um sorriso de alegria, ele aproximou ainda mais de meu corpo, a rosa contornando a minha boca, e num sussurro disse que me amava. Arqueei a sobrancelha, um misto de incredulidade e euforia, tentei abrir os olhos, ele impediu passando levemente a rosa sobre eles. 

Lentamente me seduzindo!

Aos poucos o aroma da rosa foi perdendo espaço para o cheiro inebriante daquele corpo tão perto ao meu, aqueles lábios roçando o lóbulo de minha orelha, traçando um caminho até minha boca, o beijo foi inevitável, suave e apaixonado...

Mas como dizer a ele que o amo? 

Não precisei dizer nada, as palavras não foram necessárias, o toque de seus lábios nos meus possuíam todas as palavras que ambos queriam dizer, no silêncio nossos corpos se falaram, gritaram, se amaram.

Agora, nós dois estamos sentados na poltrona de couro velho, o ranger já não me incomoda mais, ele está contando alguma piada, não sei... O mundo parou desde o momento em que ele disse que me amava.

Meu olhar contorna cada traço de seu rosto, o ataco com beijos urgentes, mãos atrevidas percorrem embaixo de minha camiseta, arranhando minha pele quente, atiçando meu desejo. O ranger do couro velho soa mais alto intercalado com nossas caricias mais ousadas, declaro meu amor ao seu ouvido, pausadamente e sensualmente me perco naquele corpo tentador, bagunçando seus cabelos espetados... Começando um novo parágrafo em minha vida, escrevendo uma nova história ao lado de Greg Sanders, sonhando com uma vida inteira ao lado do meu amigo e meu amor!

(…) o único ponto final que quero pra nós é esse:

O da felicidade. - Luara Quaresma 

*Fim


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!




Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Amor Amigo" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.