Uma Vida fora do Normal escrita por ClaraLautner


Capítulo 4
O Vestido





 

                                    O Vestido

 

 

 Minha mãe pegou as folhas da minha mão e ficou encarando com o queixo caído , até que ela disse com uma voz maravilhada :

- Mas filha esse não é o vestido que ...?

- Sim , mãe – disse eu sorrindo – essse mesmo.

- Não acredito – disse ela pasma. - Mas ele vai ser muito dificil de fazer

-Acho que não mãe, se conseguiram faze-lo , acho que a Dona Cidinha também vai conseguir fazer .

- Com licença- disse a Dona Cidinha curiosa- poderia ver o estilo do vestido?

- Claro, concerteza- disse eu.

Dona Cidinha pegou o papel, e ficou olhando com o queixo lá em baixo. E então ela disse .

- Esse é o vestido mais lindo que eu irei fazer , começo agora mesmo se for preciso.

Eu fiquei olhando com uma cara de assustada, ham ? Como assim ? Ela disse que já ia fazer ? Nossa que pressa desse povo todo, faltava apenas três semanas, pra mim era o suficiente.
Então minha mãe me falou .

- Filha , vamos atrás do pano logo, este vestido tem que ser preparado com o maior carinho.Mas também não pode haver demora , o baile já está chegando .

- Calma, para , para tudo ! - disse eu sem entender o que está se passando.

Elas já queriam fazer tudo, eu só vim aqui ter um idéia e ver se stava bom, não já mandar fazer ... Ainda tinha que perguntar para a Ann, afinal era ela que sempre escolhia nossas roupas para bailes e baladinhas. Que saco que ela não pode vir.Bom eu tento ver ela amanha . Então falei para minha mãe.

- Manhê, calma aí. Primeiro eu tenho que ver com a Ann se a idéia é boa e só depois eu vou poder ver tudo com calma. Segunda de tarde eu venho aqui tá bom Dona Cidinha ? Pode ficar com essa cópia, eu tenho outra aqui .
Tchau. - e fui saindo de mansinho pela porta mas minha mãe me fez parar com o momento stress dela.

- Ahm ? Como assim falar com a Ann filha ? Você não tem que fazer tudo que ela acha que está bom, vamos fazer esse vestido , está lindo e maravilhoso, todos os meninos vão se apaixonar por você, imagina a cara do Pedro então.

- Mãe, eu QUERO a opinião da Ann . Entendeu agora ?

- Tá bom filha, mas eu só acho que...

- Você não acha nada mãe, eu resolvo tudo tá , você so fica com a parte do pagamento.


E sai dando uma risadinha. Claro que minha mãe ficou brava , mas eu só queria fazer tudo do meu jeito, afinal quando eu fosse fazer intercâmbio , eu iria ter que morar sozinha e fazer tudo sem ajuda. Teria que ir me acostumando desde já.

                                           *******


Cheguei em casa lá pelas duas da tarde , pois fui almoçar no Mc Donald's e fui também no centro ver alguns panos, eu ainda não tinha certeza que cor queria , mas seria rosa ou azul! Acabei esbarrando com a Bruh na rua e ficamos fofocando muito, contei tudo pra ela sobre noite passada, sobre o convite do baile e mostrei a foto do vestido que queria mandar fazer, ela achou tudo muito lindo ! Mas só quando contei do convite que ela não gostou muito. Afinal ninguém ainda tinha convidado ela, e ela estava muito brava mesmo. Mas isso graças a Deus, eu vou mudar .

Flashback On *

- Bru, você não sabe do babado.

- Babado? Conta logo menina, vai me deixar morrendo aqui ?

- Calmaa, o Pedro me convidou para ir com ele no baile . E eu vou fazer a abertura com mais alguns do terceirão , corpo a corpo com ele, imagina só?

- Aah, que saco menina.! Como você consegue ein? Além de ser convidada pelo PEDRO, você ainda vai fazer a abertura... me poupe.

- Fica susse , claro que ele me convido né ? Tipo ele é meu namorado , se convidasse outra, coitado ia ficar solteiro. - começei a rir depois dessa.

- Não brinca com isso, Gio – disse ela rindo , na verdade ela tava rindo da minha risada, ela é bem escandalosa e então todo mundo da risada dela, sou bem conhecida por isso - mas se ele ficasse solteiro, desculpe lhe enformar, mas não seria por muito tempo não. Tem milhares de garotas atras dele.

- Tá bom, tá bom, não precisa estragar a graça né ? Mas sério, se você quiser eu dou um jeito de arranjar um amigo dele pra você , topa?

- Topa eu topo . Mas ainda tem um solteiro ai ? Uhumm, deixa eu pensar.. acho que não .

- Claro que tem guria, se toca ! Lembra que o Tiago esta solteiro ? Ele acabou de terminar o namoro com aquela chata .

- OMG, como que eu pude esqueçer daquele bofe. Opa, então eu topo. Mas vê se fala com ele logo, se não eu perco minha chance.

Flashback Off *

Quando estava em casa de volta , entrei no orkut pra ver meus recados, nunca tenho muitos mas hoje até que tinha bastante . Um sobre a sub16 , que eu e a galera estavamos combinando de ir, o Pedro não queria deixar muito, pois afinal ele já tinha 17 e não poderia entrar, mas eu disse pra ele que eu me comporto. T ambém tinha um sobre a fofoca qu estava dando no colégio, que uma das meninas mais populares da escola acabou de levar o fora de um dos garotos mais bonitos, que é o Ti, o que eu tentaria fazer ele convidar a Bru para o baile e outro de uma amiga minha que fazia séculos que não conversava. Então respondi todos e sai para entrar no meu fake !

Tinha que contar tudo para a Trash e a Calling , sobre o baile , o vestido e o mocinho da lan-house dando em cima de mim. Sério, aquilo foi estranho... mas diferente ao mesmo tempo, porque assim eu não tinha muitos meninos dando em cima de mim por causa de Pedro, e os que davam estavam em alguma competição daquelas tipo “ eu consigo tirar a namorada dos outros “ , uma coisa bem idiota na verdade.

Quando o assunto se trata sobre off ( o que a gente realmente é. ) , eu sempre mando por depoimento para os outro não ficarem xeretando, então mandei os depoimentos para as meninas e respondi meus recados , quando eu estava terminando de responder o antepenultimo minha mãe entra no quarto, fechei correndo a janela e abri uma outra sobre uma pesquisa que eu também tinha que estar fazendo , pois se minha mãe descobrisse que tinha fake eu morreria. Ela sempre achou horrivel isso e está sempre falando para eu me comportar e nunca fazer essas coisa, coitada.
Mas então ela me disse :

- O que você está fazendo no computador , mocinha ? Era pra você estar fazendo lição.

- Ué mãe, eu to fazendo lição, mas aqui no computador . Tipo é uma pesquisa bem chata .

- Ah , tá bom, mas pega o telefone aqui que é uma de suas amigas que está ligando !

Eu peguei o telefone e fiquei olhando para minha mãe, ela nunca sai quando estou no telefone, gosta de saber exatamente o que estou falando , principalmente quando é fofoca, o que sempre é !
Então eu olhei pra porta , olhei pra ela e fiz um sinal para ela sair, claro que ela não gostou , mas...

- Alô ?

-
Oi, Gio aqui é a Bruna.

- Dããr, não precisava nem falar ô jumenta, eu reconheço sua voz, e você também é a unica que me liga mesmo a gente se vendo uma vez já no dia !

- Aah, tá bom, mas não precisa xingar também né ?

-
Tá bom - disse eu rindo – mas fala ? O que aconteceu ?

- Guria , eu tenho um ARE-BABADÃO para te conta . Eu esto sonhando aqui .

- MEU DEUS. O que aconteceu ? Conta conta conta !

- Calma, deixa o clima subir...

- Aah, fala logo o chata ! Você sabe que eu morro de curiosidade !

- Tá bom, tá bom ... você não acredita ,

- Ah não , sério? C -O-N-T-A !

- È que ....

 

                                                                                                                    end of chapter