Uma Vida fora do Normal escrita por ClaraLautner


Capítulo 3
A Surpresa





 

                                                          A Surpresa

 

 

Fui me levantando para abrir a porta, quando cheguei lá destranquei- a e me deparei com uma pessoa que eu nunca , mas NUNCA mesmo pensei que fosse ver aqui, na frente da porta do meu quarto.

Fiquei com a cara no chão quando vi que era o meu moreno alto, com aqueles olhos verdes que sempre brilhavam, mas desta vez ele estava com um olhar preocupado. Sim, era o Pedro. O que ele estava fazendo aqui e porque ?
Acho que ele percebeu minha cara e foi logo dizendo :

- Seu irmão me ligou – disse ele com cara de desprezo – disse que você tava muito triste e precisava de apoio, claro que então corri pra cá imediatamente.

- Ahm, sério ? - eu falei.

Porque será que o Fred não veio ou chamou outro alguém ? Depois eu falo com ele – pensei.
Naquela hora o choro já estava preso na garganta de novo e ele percebeu isso. Entrou no quarto , fechou a porta e logo me abraçou e me beijou na testa.
Ficamos ali mais ou menos uns 5 á 10 minutos, o Pedro nunca me viu chorar assim, fiquei com dó dele, ele estava realmente preocupado, seu rosto estava duro como pedra. Então resolvi falar:

- Me desculpa por tudo isso, não consegui me segurar. - disse isso rapidamente, entre soluços.

- Que isso amor, estou aqui para isso – dizendo isso ele se deitou na cama e eu junto, pondo minha cabeça no ombro dele. - mas porque você está chorando assim ?

Será que eu contava prá ele ? Ou esperava até quando eu achasse certo ? O pior que eu não esperava que fosse assim, já havia bolado todo o plano para eu conversar com ele , só que precisava de mais tempo.
Mas também não quero mentir, ele vai perceber que não era isso... sempre fui horrivel em mentir para os outros .
Acho que já está na hora de contar, o choque vai ser grande para ele, mas também precisavamos de um tempo para nos acostumar . Então finalmente depois de ficar pensando por um século e ele me olhando com uma cara de espera acabei contando.

- È que eu acho que vou fazer intercâmbio esse ano ainda, vou passar uns dois anos fora , e meus pais não querem deixar – fiz um biquinho e olhei para a cara dele mordendo os meus labios.

Só que a reação dele não era o que eu esperava, ele estava calmo olhando para mim com aqueles olhos brilhantes e sorrindo. E então ele falou uma coisa que me deixou com o queixo caido.

- Que bom amor, assim eu vou poder ir com você, você pode ir antes e quando eu acabar o terceirão eu te acompanho lá, tenho certeza que sua mãe irá ficar feliz em você ter uma compania conhecida.

Eu não acredito, ele está pensando em ir junto? Eu queria ir sozinho para ter um coisa de experiência, talvez até ficar morado lá. E ele vai deixar o sonho de ser médico para ir atrás do meu sonho? Que bonito, mas não obrigada. A coisa que mais ta sendo dificil para eu ir embora é ele e ele deixa meu caminho assim fácil?
Acho que não.... mas também, estou sem coragem de falar isso agora pra ele , eu amo ele e nunca quero magoa-lo. Vou esperar mais um pouco, então falei.

- Sério mesmo ? Mas você tem o sonho de ser médico, vai largar assim ?

- Ele pode esperar um pouco amor e como se lá não existissem médicos – falou ele sorrindo

E então ele me beijou com tudo que até fiquei sem ar .Ficamos por mais um tempo ali até que acabei dormindo no braços dele.


                                                             *****

Acordei no dia seguinte com a maior dor de cabeça e mau humor . Tateei o meu lado para ver se o Pedro ainda estava lá. Como eu imaginava, ele havia saido logo depois que adormeci.
Mas não podia perder tempo , tinha que ir atrás de um vestido para a formatura do terceirão. Sim, esse era o “negócio” que Pedro queria me dar.
Um convite especial para o grupo de dança do baile de formatura, somente os mais importantes poderiam fazer a abertura, e eu estaria lá, corpo a corpo com ele. Na hora eu tinha me emocionado tanto que até começei a chorar de felicidade.

Flashback On *

- Gio, porque você está chorando, está tudo bem ?

Eu realmente estava chorando, até soluçando, mas não era por tristeza e sim por felicidade. No momento eu o abraçei e beijei-o , então falei:

- Estou bem sim- disse tentando enxugar as lágrimas- só realmente fiquei muito feliz , não esperava por isso, obrigada amor !

- Que bom, já pensei que você não tinha gostado – disse ele sorrindo – mas desculpa estragar com a graça, temos que ir fazer prova .!

- É verdade - disse eu preocupada. Dei um beijo nele e sai corendo para a sala.

Flashback Off *

Bom, mas eu ainda tinha que falar sobre esse detalhe com meus pais, mas não agora , tinha certeza que o clima ainda não tinha esfriado, então achei melhor não arriscar.
Apenas deixei um bilhete na geladeira falando que ia sair e logo logo voltava.
Nessas horas eu sempre ia com a Ann, ela é a única que intendia bastante de moda lá na sala só que não consegui falar com ela pelo celular , ela nunca atende, pois está preocupada demais olhando a moda nas revistas editorias de moda e sei lá o que .
Então resolvi ir sozinha mesmo, eu até que entendia um pouco de moda, sabia que precisava de um vestido longo ou pelo menos ate o joelho, acho que azul para poder combinar com meus olhos.
Então me lembrei do vestido mais lindo que eu já vi em minha vida, mas seria impossivel achar um igual, era feito sob medida.
Entrei na primeira lan -house que achei e já fui no google procurar as imagens, estava pensando em ir na costureira da família e pedir para fazer um igual. Sei que sairia meio cara, mas ele caíria perfeito para a formatura.
Acabei achando vários ângulos de fotos do vestido e fui imprimindo, na verdade tive que mandar para o computador principal da lan- house assim o moço podia imprimir para mim .
Chegando lá, o moço era novinho, devia ter uns 17 ou 18... muito bonitinho por sinal. Mas eu não estou aqui para isso . Ele foi me entregando as folhas e quando fui pagar ele perguntou :

- Muito bonito esse vestido, combina com seus olhos.

-Aah - disse com vergonha – obrigada !

- Vai em um baile ?

- Vou sim , festa do terceirão - disse baixinho .

- Nossa, você não tem cara de quem esta no terceirão.

- É que não estou mesmo, é baile de formatura do meu namorado. Daí sobrou pra mim dançar né ? Fazer o que .

Demos uma boa risada e então ele disse :

- Aah, namorado ! Boa sorte então – disse ele sorrindo – o vestido por sinal, vai ficar lindo em você !

- Obrigada... então vejo você por ai né ?

- Sim , claro – disse ele com o maior sorriso do mundo – tchau.

- Tchau.

Sai da lan- house dando muita risada, que estranho meu . Nunca vi alguém dar tanto em cima de mim !
Espero ver ele novamente . Hããn , o que ? O que eu estava pensando , tava comprometida meu Deus.
Mas ele tinha razão quando disse que combina com meus olhos. Gostei dele .
Agora tinha que ir atrás da costureira . Ela tinha mais ou menos umas duas semanas pra fazer o vestido, coitada ! Ia ter o maior trabalhão.
Chegando lá, dei de cara com minha mãe conversando com a costureira. Fiquei muito assustada, o que ela estava fazendo lá? Dããr , que obvío né ? Estava pedindo alguma coisa .
Quando minha mãe me viu lá, fechou a cara imediatamente e foi logo falando :

- O que você está fazendo aqui mocinha ? Pensei que você tinha saido.

- Ué mãe , eu saí. Você não está me vendo aqui não?

- Uhg - disse ela – mas o que você está fazendo AQUI ?

- Acho que chego a hora de contar né ?

- Contar oque ? Fala logo menina. - minha mãe era muito curiosa mesmo

- Tipo o Pedro me convido pra ir no baile de formatura com ele e ....

- Não filha , sério? Que bom , estou muito feliz por você - disse ela abrindo um largo sorriso em seu rosto sério.

- Daí eu resolvi vir aqui para pedir um vestido lindo que eu sempre quis - disse a ela fingindo que não tinha sido interrompida - Eu pensei de comprar um , mas daí eu lembrei desse e cismei que quero esse - estendi as folhas para minha mãe.

Minha mãe pegou as folhas da minha mão e ficou encarando com o queixo caído , até que ela disse com uma voz maravilhada :

- Mas filha esse não é o vestido que ...?

- Sim , mãe – disse eu sorrindo – este mesmo

                                                                                                end of chapter



Notas finais do capítulo

Gente não custa nada deixar um review q deixa eu com mais inspiração para continuar. : )