Uma Garota Nada Popular escrita por Nansu


Capítulo 7
Intervalo


Notas iniciais do capítulo

Espero que gostem!



A morena continuou conversando comigo e o resultado bem... Não foi dos melhores. Sem qualitativo essa unidade e ela ainda se irritou porque quando ela me falou isso eu estava rindo e não conseguia me controlar. Quando finalmente bateu o intervalo, sai da sala agradecendo a Kami. Eu não aguentava mais ouvir a maldita aula. A voz fina da professora de biologia me irritava completamente.

Peguei meu lanche na cantina e sentei em uma das mesas mais afastadas, sozinha. Observei todo o espaço da cantina e lá estava à mesa que com toda certeza era a dos populares, ficava do outro lado da cantina próxima à parede. Havia oito pessoas sentadas e algumas garotas os rodeavam e apesar de haver ainda alguns lugares vagos ninguém se atrevia a sentar. Idiotas. Revirei os olhos e passei a prestar atenção ao meu lanche.

Pouco tempo depois uma Otaku irritante sentou do meu lado puxando a garota loira da sala. As duas juntas era uma visão um pouco estranha, Hinata sorria e brincava com ela. Sempre recebendo alguns xingamentos e tapas de volta.

– Sakura essa é a Temari, uma grande amiga minha. – A garota me observou por um instante e... Sorriu. Sorri de volta e acenei.

– Obrigada por aturar essa daqui. – A loira falou dando uma tapa no braço da morena, que fez bico enquanto massageava o lugar.

– Sempre que precisar. – Respondi sorrindo.

– Ei, não precisa concordar.

– Eu posso me sentar aqui? – A Mitsashi segurava uma bandeja nas mãos.

– Sem problemas.

Ouvimos um estrondo na porta e todos se viraram para ver. Um grupinho de garotas andava rodeando uma ruiva, chamada Karin. Ela usava um uniforme minúsculo com alguns botões da camisa branca aberta. A ruiva sorriu e caminhou em nossa direção.

– Esse lugar é meu, queridas. - Ela disse.

– Sério. – A loira falou com desdém. – Não vi o seu nome nele.

– Oh, isso é divertido. – A morena sussurrou do meu lado.

– Saiam logo daqui, vocês. – Uma das amigas da ruiva se pronunciou.

– Com prazer. - A loira se levantou sorrindo, pegou um copo que estava na mão da Hina e fingindo tropeçar derramou suco nas garotas causando riso geral. – Oh, Perdoe-me.

– Vadia. – Karin gritou e saiu correndo sendo seguida pelas suas cachorrinhas.

Todos riam e aplaudiam a loira que fazia reverencias sorrindo. - Obrigado, eu amo isso. – Ela comentou se sentando.

– Você sabe que isso vai dar problema, não sabe? – Perguntei vendo a murmurar um bate aqui para a Hina.

– Sim querida, eu sei. – Ela respondeu sorrindo.

Com certeza isso trará grandes problemas mais cedo ou mais tarde. Mas certamente vai ser divertido.



Notas finais do capítulo

Aos que acompanham essa história devo informar que não poderei postar até o dia 22/12 infelizmente acabei ficando de recuperação. :s Então o capítulo já estava programado. Espero que tenham gostado e até logo! (Desejem-me sorte ;)
Beijos da tia Tary!