Confronto 2ªtemporada escrita por Gabszinha FerCosta


Capítulo 96
Capítulo 95-Jantar/ Pessoas indesejadas/ Ameaças




  Isabella Marie Swan Cullen

  Terminei de me arrumar, eu iria jantar com o Edward, já fazia um bom tempo que não jantávamos fora, e mesmo não sendo em Londres, onde era o nosso lar, eu ficava feliz.

  Saí do closet e Edward estava sentado na cama, me esperando.

  -Estou pronta. –Disse.

  Edward me olhou.

  -Você está maravilhosa. –Ele disse.

  Sorri e me aproximei dele.

  -E você está maravilhoso. –Disse.

  Ele se levantou e estendeu a mão para mim.

  -Então vamos? –Ele perguntou.

  Peguei em sua mão.

  -Vamos. –Disse.

  Saímos do quarto.

  -Vamos ver o Rob.

  -Claro, vamos.

  Fomos até o quarto onde estavam os meninos, nos aproximamos do carrinho do Rob e o peguei no colo.

  -Oi meu amor. –Lhe dei um beijo na testa.

  Edward também lhe deu um beijo na testa.

  -A mamãe e o papai irão sair, então é bom você se comportar. –Ele disse.

  Sorri.

  -Vamos logo. –Disse.

  Saímos do quarto e descemos, Esme e Carlisle estavam na sala de estar.

  -Olá. –Dissemos.

  -Oi, vocês vão sair? –Esme perguntou.

  -Sim, eu vou levar a minha linda esposa para jantar. –Edward respondeu.

  -Onde está a Kristen? –Perguntei.

  -Ela foi a um luau com o Seth. –Esme respondeu.

  Assenti.

  -Vocês podem cuidar das crianças? –Perguntei.

  -Claro, os meninos estão assistindo TV no quarto do Emmett, podem ir tranqüilos, só deixe uma mamadeira para o Rob. –Esme disse.

  Assenti.

  -Ok, eu vou tirar o leite. –Disse, entregando Rob para a Esme.

  -Ok.

  Fui pra cozinha e peguei a bombinha, tirei um pouco de leite e coloquei na mamadeira, deixei dentro da geladeira e voltei pra sala.

  -Pronto, a mamadeira está na geladeira. –Disse.

  -Ok, agora podem ir e tenham um bom jantar. –Esme disse.

  -Ok. –Dei um beijo na bochecha do Rob. –Tchau, meu amor. Tchau Esme, Carlisle.

  -Tchau. –Eles disseram.

  Edward deu um beijo na testa do Rob.

  -Tchau filho, tchau mãe, pai. –Edward disse.

  -Tchau. –Eles disseram.

  -Digam a Marie e o Thony, que mandamos um beijo. –Disse.

  -Ok.

  Fomos em direção a garagem.

  Entramos no carro e Edward dirigiu para o restaurante.

  -Onde fica esse restaurante? –Perguntei.

  -Em Port Angeles. –Ele respondeu.

  -E qual o nome do restaurante?

  -La Bella. –Ele me olhou. –Eu achei que seria perfeito.

  Sorri.

  -É, fez uma boa escolha. –Disse.

  Ele riu.

  Edward parou o carro em frente ao restaurante e saiu do carro, ele deu a volta, abriu a minha porta e estendeu a mão pra mim.

  -Madame. –Ele disse.

  Sorri e peguei sua mão.

  -Obrigada, Sr. Cullen. Você é muito gentil. –Disse, saindo do carro.

  Ele sorriu.

  -Eu sei. –Ele disse e me deu um selinho. –Vamos?

  -Vamos.

  Edward entregou a chave do carro para o manobrista e entramos no restaurante. Fomos até a recepção, onde estava uma recepcionista.

  -Boa noite, vocês tem reserva? –Ela perguntou, olhando para o Edward.

  -Sim. –Edward respondeu.

  -E está no nome de quem?

  -Edward Cullen.

  Ela digitou.

  -Sr. Edward e Sra. Isabella Cullen. –Ela disse.

  -Sim. –Edward respondeu.

  -A mesa de vocês já está pronta, queiram me acompanhar. –Ela disse.

  A seguimos até a nossa mesa.

  -Pronto, aqui está. –Ela disse.

  -Obrigado. –Edward agradeceu.

  -O garçom já irá vir lhes atender. –Ela disse.

  -Ok. –Edward disse, puxando a cadeira pra mim e eu me sentei.

  -Com licença. –Ela disse e saiu.

  Edward se sentou a minha frente.

  -Essa garota não tirou os olhos de você. –Disse.

  Ele riu.

  -Esquece isso. –Ele disse.

  O garçom se aproximou.

  -Sr e Sra. Cullen. –Ele disse.

  -Sim. –Edward respondeu.

  -Sou Benny, garçom de vocês. –Ele disse, me olhando.

  -Vamos fazer o nosso pedido, amor? –Edward perguntou.

  Assenti.

  -Claro, o que quer comer? –Perguntei.

  -Bom, estamos em um restaurante italiano, eu quero um bom prato de espaguete. –Ele disse.

  Sorri.

  -Você não pode exagerar, viu? Um jogador de futebol tem que manter a forma. –Disse.

  Ele sorriu.

  -Uma modelo também. –Ele disse.

  -Eu não engordo com facilidade. –Disse.

  -Nem eu. –Ele disse.

  Comecei a rir.

  -Tudo bem, que tal comermos espaguete com lasanha, acompanhado com um bom vinho? –Perguntei.

  Ele sorriu.

  -Parece perfeito. –Ele disse e olhou para o garçom. –Traga-nos dois pratos de espaguete com lasanha e nos traga o melhor vinho que tiverem.

  O garçom assentiu.

  -Ok, com licença. –Ele disse e saiu.

  -Esse garçom é um cretino! Viu como ele te olhava?

  -Esquece isso. –Repeti o que ele disse.

  Ele revirou os olhos.

  -Edward Cullen?

  Edward se virou para o cara que estava o chamando.

  -Quanto tempo, você não é mais aquele garoto. –Ele disse.

  -Benjamim. –Edward disse.

  Ele sorriu.

  -Vejo que não se esqueceu de mim. –Ele disse.

  -E nem você de mim. –Edward disse.

  -Como eu poderia esquecer, você ficou bem famoso. Eu não imaginava que aquele garoto tímido iria virar um grande jogador de futebol. –Ele disse.

  Edward sorriu, e eu conhecia aquele sorriso, ele só dava esse sorriso, quando não gostava da pessoa.

  Quem era esse cara?

  -É, e como eu poderia esquecer-se do melhor amigo do meu irmão, que dormiu com a namorada dele. –Edward disse.

  Olhei para o cara.

  Meu Deus, era o ex melhor amigo do Emmett, que ficou com aquela garota.

  -É, vocês Cullens nunca se esquecem de nada. –Ele disse.

  Edward me olhou.

  -Esta é minha esposa. –Ele disse.

  -Sim, Bella Cullen, a modelo mais bonita. Prazer, Benjamim Blair. –Ele disse, estendendo a mão.

  -É um prazer. –Peguei sua mão e ele depositou um beijo na minha mão.

  -Ben. –A garota se aproximou.

  Era ela, a ex namorada do Emmett.

  -Anna, olha só quem eu encontrei, Edward Cullen.

  Ela olhou para o Edward.

  -Edward, quanto tempo. Como vai? Eu assisti seus jogos, você é um ótimo jogador. –Ela disse.

  Edward sorriu.

  -Olá Anna, eu vou muito bem e obrigado. –Ele agradeceu. –Essa é minha esposa, Bella Cullen.

  Ela me olhou.

  -A modelo. Sou Anna Talboth.

  Sorri.

  -Prazer.

  -Você é a famosa Isabella Swan. –Ela disse.

  A olhei.

  -Famosa?

  -Sim, você ficou bem famosa aqui em Forks, engravidou de Carlisle Cullen, e olha que aquele cara se achava o dono da razão e ficou com uma adolescente, fiquei surpresa quando soube que estava com o filho mais novo dele. –Ela disse.

 A encarei.

 Eu com certeza não tinha ido com a cara dessa garota.

  -Você teve aquele bebê? –Ela perguntou.

  Assenti.

  -Sim, ela já vai fazer 15 anos, também tive três filhos com o Edward. –Respondi.

  -É, temos um casal de gêmeos e um menino com poucos meses. –Edward disse.

  Eu já havia me cansado de falar com essa garota, ela já podia ir embora.

  Anna olhou para Edward.

  -E como vai o Emmett? Vi que ele virou um lutador, ele sempre levou jeito.

  -Ele vai muito bem. Ele está casado e tem dois filhos. –Edward respondeu.

  -É, ele é casado com aquela outra modelo, Rosalie Cullen.

  Ela assentiu.

  -Sim, eu sei quem é. -Ela disse. –É bom saber que estão bem, voltaram a morar aqui?

  Edward negou.

  -Não, estamos a passeio. –Edward respondeu.

  Ela assentiu.

  -E vocês? O que fazem da vida? –Edward perguntou.

  -Estou trabalhando como assistente em uma empresa, eu me formei em administração e Anna se formou em Artes, mas ela está tentando a carreira de Atriz. –Benjamim disse.

  -Então eu te desejo boa sorte, querida. A carreira de Atriz não é fácil, sei disso por que sou uma. –Disse.

  Ela sorriu.

  -Obrigada.

  -Bom, vamos deixar vocês jantarem, até mais. Mande lembranças para o Emmett, Edward. –Benjamim disse.

  -Ok, tchau. –Disse.

  -Tchau.

  Eles foram se sentar bem longe da gente.

  -Nossa, e olha que estávamos falando deles ainda hoje. –Disse.

  Edward respirou fundo.

  -É, eu sabia que falar deles, iriam atraí-los até a gente. Eu não suporto esse cara. –Disse.

  -E eu não gostei nadinha dessa garota. –Disse.

 Ele me olhou.

  -É do time da Rosalie, é?

  -Não, viu só o jeito que ela falou de mim e do seu pai? Eu não sabia que a cidade inteira sabia disso. –Disse.

  -Eu também não sabia, mas não vamos nos preocupar com isso e estragar o nosso jantar. –Ele disse.

  Sorri.

  -É, você tem razão. –Disse.

 Nosso garçom apareceu com o nosso jantar.

  -Aqui está, Sr e Sra. Cullen. –Ele disse, nos servindo. –Tenham um bom jantar.

  -Obrigado. –Edward agradeceu.

  O garçom saiu.

  -Antes de comermos, vamos fazer um brinde. –Ele disse, pegando a sua taça.

  -Tudo bem. –Disse, pegando a minha taça. –Um brinde.

  -A nós e a nossa família. –Edward disse e brindamos.

  Depois do nosso brinde, nós comemos o nosso jantar tranquilamente.

(…)

  Saímos do restaurante.

  -Posso dirigir? –Perguntei.

  -Claro. –Ele respondeu, me entregando as chaves.

  Sorri.

  -Eu quero te levar em um lugar. –Disse.

  -Hum, que maravilha. –Ele disse e me deu um selinho.

  -Vai, entra no carro. –Disse.

  -Ok.

  Ele entrou no carro, eu também entrei e dirigi para o lugar.

  Edward beijava meu pescoço enquanto eu dirigia.

  -Para Edward, eu to dirigindo. –Disse.

  -Não tem problema. –Ele disse.

  -Você dizendo isso, pra quem já sofreu um acidente. –Disse.

  -Foi a sua filha quem fez eu perder o controle do carro. –Ele disse.

  -Por que ela queria destruir aqueles malditos papeis do nosso divórcio. –Disse. –E para de falar mal da minha filha!

  Ele riu.

  -Tudo bem, eu vou parar de falar da minha irmãzinha. –Ele beijou meu ombro. –E quanto a palavra divórcio, ela não existe no nosso casamento.

  Sorri.

  -Isso me deixa mais calma. –Disse.

  Ele riu.

  Parei o carro no local aonde íamos.

  -Chegamos. –Disse.

  Ele olhou.

  -O que estamos fazendo na sua antiga casa? –Ele perguntou.

  -Vem.

  Saímos do carro.

  -Lembra que eu te disse que iria montar um negócio aqui? –Perguntei.

  Ele assentiu.

  -Lembro, o que é que tem? –Ele perguntou.

  -Eu mudei de idéia, eu tive uma brilhante idéia para que essa casa continue de pé. –Disse.

  -Que idéia? –Ele perguntou.

  -Pensei em reformar completamente essa casa, deixar ela totalmente diferente, para que eu não me lembre mais dos meus últimos momentos aqui, e transformá-la em uma casa completamente diferente. Eu quero que ela deixe de ser a casa dos Swans e se transforme na residência de Isabella e Edward Cullen. –Disse.

  Ele me olhou.

  -Tá falando sério? –Ele perguntou.

  Assenti.

  -Sim, quero que tenhamos a nossa casa aqui, o que acha? –Perguntei.

  -Bom, eu sempre pensei que a minha casa aqui sempre seria a casa dos meus pais, por que eu sei que você não gosta muito daqui. –Ele disse.

  -É, meus últimos momentos aqui não foram fáceis, mas acho que já está na hora de superar, eu cresci aqui, conheci minha melhor amiga aqui, meus tios moram aqui, então eu só quero lembrar dos momentos bons, essa é a nossa cidade Edward, nós nascemos aqui, eu quero que tenhamos uma casa aqui, quero que essa seja a nossa casa, mas antes com uma reforma completa para tirar o fantasma dos Swans. –Disse.

  Ele assentiu.

  -Como quiser, vamos reformar essa casa toda, mas eu pagarei a reforma. –Ele disse.

  Assenti.

  -Ok. –Lhe dei um selinho. –Eu não vou me importar se já a estrearmos.

  Ele sorriu.

  -Hum, adorei a idéia, mas você está com as chaves?

  -Sim. –Lhe entreguei as chaves.

  -Então vamos. –Ele me colocou no seu ombro.

  -Edward, eu to de vestido. –Disse.

  -Não tem ninguém aqui pra ver a sua calcinha, fica tranqüila. –Ele disse.

  Comecei a rir.

  Entramos na casa e eu mostrei ao Edward o meu quarto de adolescência e acabamos passando a noite ali.

  No dia seguinte…

  À noite em que passei com o Edward foi incrível, eu pensei que não conseguiria dormir de novo naquela casa, mas logo Edward fez com que eu esquecesse rapidinho onde eu estava, foi uma noite e tanta.

  Terminei de dar banho no Robert e o arrumei.

  -Eu reparei que não tem passado muito tempo com a Alice e o Jasper. –Esme disse.

  -É, eles estão ficando mais na casa dos nossos tios e Alice não anda se sentindo muito bem. –Respondi.

  -É, Alice está grávida, ela não deve estar se adaptando muito bem com a viagem. –Esme disse.

  -É, acho que já está na hora de voltarmos. –Disse.

  -Carlisle passará no médico amanhã para saber se ele já pode viajar, ele está se sentindo bem melhor. –Esme disse.

  Assenti.

  -E onde ele está? –Perguntei.

  -No jardim. –Ela respondeu.

  Assenti.

  -Ok, o Rob está pronto. Prometo que não irei demorar. –Disse.

  -Pode ir tranqüila. –Ela disse, pegando Robert no colo.

  -Quando Edward chegar, avise que estou com a Rosie. –Pedi.

  Edward havia ido acompanhar a sua avó no supermercado. 

Ela assentiu.

  -Ok.

  Dei um beijo na testa do meu filho.

  -Tchau, meu amor. –Disse. –Tchau, Esme.

  -Tchau, mande um beijo pra Rosalie. –Ela disse.

  -Ok.

  Peguei a minha bolsa e saí do quarto, fui pra garagem e entrei no carro, dirigi para o lugar onde marquei com a Rosalie.

  A encontrei no comércio da cidade.

  -Oi, amiga linda. –Disse e lhe dei um beijo na bochecha.

  -Oi, tá animada hoje. –Ela disse.

  -Eu tive uma noite incrível.

  -Eu imagino. –Ela disse.

  -E como foi a sua conversa com o Emmett? –Perguntei.

  -Ai, foi bem tensa, ele até ficou bravo comigo, mas ai ele me explicou tudo sobre essa garota e o amigo dele, então nos entendemos. –Ela disse.

  Assenti.

  -Que bom, eu fui jantar com o Edward ontem e encontramos com eles. –Disse.

  -Sério? Você os conheceu?

  -Sim, acredita que a garota falou do meu caso com o Carlisle?

  -Sério?

  -Sim, garota mais insuportável.

  Ela sorriu.

  -É, ainda bem que o Emmett se livrou dela, mas agora vamos. Eu preciso comprar um celular para o Emmett. –Ela disse.

  -Por quê?

  -Ontem quando estávamos discutindo, Edward mandou uma mensagem pra ele, eu fiquei nervosa por que ele estava no celular enquanto eu discutia com ele e quebrei o celular dele. –Ela respondeu.

  -Nossa, que reação adulta. –Disse.

  -Cala a boca e vamos, enquanto compramos o celular, você me conta como foi a noite com o Edward. –Ela disse.

  -Ok.

  Fomos pra loja de celulares.

  Rosalie comprou um novo celular para o Emmett e saímos da loja, eu contei a ela da minha noite com o Edward.

  -Na antiga casa dos Swan. É amiga, estamos superando o passado. –Ela disse.

  Sorri.

  -Pois é. Nós fizemos sexo na casa inteira. –Disse.

  -Hum, até no quarto dos seus pais? –Ele perguntou.

  -Sim, e você não sabe o que aconteceu naquele quarto. –Disse.

  -O que?

  -A cama dos meus pais estava muito velha, e digamos que um pequeno acidente aconteceu. –Disse.

  -Vocês quebraram a cama?!

  -Shiii, fala baixo Rosalie.

  Ela riu.

  -Vocês são incríveis. –Ela disse.

  Comecei a rir.

  -Bella Cullen, é bom vê-la de novo.

  Olhei e vi a insuportável ex do Emmett.

  -Olá Anna. –Disse.

  -Onde está o Edward? –Ela perguntou.

  -Na casa da avó. –Respondi e olhei para Rosalie. –Rose, essa é Anna Talboth. Anna, essa é Rosalie Cullen, esposa do Emmett.

  Ela olhou para a Rosalie.

  -Olá. –Ela disse.

  -Oi, é um prazer. –Ela disse.

  Rosalie sorriu.

  -Bom, eu tenho que ir. Mande lembranças para o Emmett. –Ela disse.

  Rosalie forçou um sorriso.

  -Tchau. –Anna disse.

  -Tchau. –Dissemos e ela foi embora.

  -Você tem razão, essa garota é insuportável. –Rose disse.

  -Não vamos ligar pra essa cobra. –Disse. –Eu tenho que ir conversar com a minha, por que vocês não vão jantar com a gente hoje?

  Ela sorriu.

  -Ótima idéia, até mais tarde então. –Ela disse.

  -Até.

  Entrei no carro e dirigi para a casa dos meus tios.

(…)

  Eu havia conversado com a minha tia sobre a casa dos meus pais e ela adorou a idéia, ela não queria mesmo que eu me livrasse da casa e ela ficaria responsável para supervisionar a reforma.

  Agora eu iria embora e passaria um tempo com os meus filhos.

  -Bella. –Escutei meu nome quando eu ia entrar no carro.

  Virei-me e dei de cara com a Anna.

  -Anna, duas vezes em um dia. –Disse.

  Ela se aproximou e sorriu.

  -Eu vim tratar de negócios. –Ela disse.

  -Negócios?

  -É, eu estou precisando de dinheiro e você vai me ajudar. –Ela disse.

  -Eu? Tá bêbada garota? Eu não tenho obrigação nenhuma de te ajudar, vai trabalhar! –Disse.

  -Você vai me ajudar se não quiser que esse vídeo vá parar na internet. –Ela disse, pegando o celular e me mostrando o vídeo.

  O vídeo era eu e Carlisle no apartamento dele há anos atrás e nós estávamos transando.

  -Isso acabaria com a sua carreira, não é?

  A olhei.

  -O que você quer?

  Ela sorriu.

  -30 milhões de dólares. –Ela disse.

  -O que?

  -Ou arruma o dinheiro, ou eu divulgo o vídeo. –Ela disse.

  Respirei fundo.

  -Tudo bem. –Disse.

  Ela sorriu.

  -Ótimo. E é melhor o Carlisle tomar cuidado com as câmeras. –Ela disse e foi embora.

  Eu estava perdida.

  Entrei no carro e fui pra casa.

  Cheguei em casa e encontrei Edward na entrada da casa.

  -Oi, minha linda. –Ele disse.

  O abracei.

  -O que aconteceu?

  -Acho que já deu Edward, eu não quero mais ficar em Forks. –Disse.

  -Calma. –Ele me olhou. –O que aconteceu?

  -Nós precisamos falar com o seu pai. –Disse.

  Ele assentiu.

  -Tá bom, vamos. –Ele disse e fomos procurar o Carlisle.

  Ele tinha que me ajudar.

  Eu, Edward, Esme e Carlisle estávamos na sala de estar conversando, Robert estava ao lado da Esme, dormindo no carrinho, Kristen estava com Seth e os gêmeos na casa do Emmett.

  -Eu não acredito que essa garota te ameaçou. –Edward disse.

  -Eu também não acredito nisso, eu mal conheço a garota. E não acredito que ela tenha essa filmagem que eu nem sabia que existia. –Olhei para o Carlisle. –Você gravou, Carlisle?

  -Claro que não, Bella! Você era menor de idade, acha que eu sou burro?

  -E se esse vídeo cair na mídia, você pode ir preso? –Esme perguntou.

  -Eu acho que não, isso aconteceu há 14 anos atrás, meu pai só seria preso se a Bella alegasse abuso, como não ouve nenhum abuso, não há crime. –Edward disse.

  -Mas esse vídeo não pode cair na mídia, eu acabei de ser perdoada pelos meus filhos por causa desse passado, isso iria arruinar tudo. Minha carreira de modelo e atriz estará acabada por causa de um vídeo intimo com um cara casado que hoje é meu sogro, e a carreira de médico do Carlisle estará acabada por ele ter se envolvido com uma menor de 15 anos que hoje é nora dele e tem uma filha com ele. –Disse.

  -Calma Bella, não vamos pensar no pior. –Esme disse.

  -Como eu não vou pensar? Essa garota quer 30 milhões, eu não posso conseguir esse dinheiro de um dia para o outro, é muito dinheiro. –Disse.

  -Eu sempre soube que essa garota não prestava. –Esme disse. –Mas ai tem um mistério, se não foi nenhum de vocês dois que gravou esse vídeo, então quem foi?

  -Será que vocês ainda não perceberam isso? Bella e o papai se envolveram bem na época que o Emmett terminou com essa garota, lembram que ela não aceitou, mesmo ela estando errada? Era óbvio que ela queria alguma coisa para se vingar e descobriu do caso deles. Anna na sabia de vocês dois por boatos aqui na cidade, ela descobriu por si própria, eu tenho certeza que ela deu um jeito de entrar no apartamento e colocou uma câmera lá, que filmou vocês dois. –Edward disse.

  -Faz sentido, ela disse que era melhor Carlisle tomar cuidado com as câmeras. –Disse.

  -Então não há dúvida que essa garota que filmou vocês. Ela estava mesmo disposta a se vingar. –Esme disse.

  -E como ela não teve chances, por que vocês foram embora muito rápido, ela guardou esse vídeo por todos esses anos e está usando contra mim para arrancar dinheiro. Nós precisamos conseguir esse dinheiro. –Disse.

  -Nós não vamos dar um centavo para essa garota. –Carlisle disse.

  -Carlisle, é a nossa reputação, o que a Kristen vai dizer sobre isso?

  -Carlisle tem razão, Bella. Nós conhecemos a Anne, quando esse dinheiro acabar, ela vai vir atrás de mais, então temos que acabar com essa história de uma vez por todas. –Esme disse.

  -E como vamos fazer isso sem estragar a imagem da minha esposa e do seu marido, Sra. Cullen? –Edward perguntou.

  -Edward, ligue para o seu irmão. Ele é o único que pode resolver essa situação. –Esme disse.

  Edward assentiu.

  -Tudo bem. –Ele disse e pegou o celular.

  Emmett, ele poderia conter a Anna? Afinal eles já foram namorados, mas essa garota partiu o coração do Emmett, eles teriam que ficar cara a cara, espero que o Emmett consiga.

  Continua…



Notas finais do capítulo

Benjamim: http://2.bp.blogspot.com/-uZAKyProcIw/UWc2hf2xTeI/AAAAAAAAHV0/_UfzO6WXoFY/s1600/Zac+Efron.jpg

Anna Talboth: http://cdn03.cdn.justjaredjr.com/wp-content/uploads/pictures/2013/02/phipps-yoga/grace-phipps-yoga-class-cutie-02.jpg



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Confronto 2ªtemporada" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.