Confronto 2ªtemporada escrita por Gabszinha FerCosta


Capítulo 32
Capítulo 31-Plano maluco/ Abandono/ Culpada




Isabella Marie Swan Cullen

Continuação…

Eu não estava acreditando no que Carlisle estava me dizendo.

–O que? Carlisle,você não pode fazer isso,não pode deixar todos para ficar com aquela mulher!-Disse.

–É para o bem da Esme,Bella. Se eu não a deixá-la,Renée pode fazer alguma coisa com ela.-Ele disse.

–E por isso você tem que casar com ela e viver infeliz com uma psicopata?

–É o único jeito…

–Carlisle,você não pode fazer isso.-Olhei para o Emmett.-Emm,não o deixe fazer isso,vai desmoronar toda a nossa família!

Emmett me olhou e respirou fundo.

–É o único jeito.-Ele disse.

–Não,vocês só podem estar ficando loucos.-Disse.

–Estaremos com a minha mãe Bella,ninguém vai saber que a amante dele é a Renée,para todos,meu pai apenas foi embora com uma desconhecida,ela só vai sofrer uma desilusão.

–Mas nós vamos saber da verdade!

–Bella,eu prometo que quando eu acabar com isso,eu irei voltar,voltarei e contarei toda a verdade para todos,eu prometo.-Ele disse.

–Mas você tem alguma noção,como vai ser para todos? Esme,Edward,Kristen,as crianças?

–Bom,eu sei que vai ser difícil,mas eu não vejo outro jeito.-Ele disse.

–Eu vejo. Contar a todos e chamar a polícia.-Disse.

–Eu não posso,é a vida da Esme que está em jogo. Bella,por favor,pelo amor que você sente pelo Edward. Eu preciso de você,pela nossa filha.-Ele pediu.

Respirei fundo.

–Não concordo com essa sua atitude,é ridícula e eu não quero ficar no meio disso tudo,você quer nos deixar,e se eu te apoiar nessa idéia maluca,quem vai sair prejudicada sou eu. Se quer seguir com isso siga,mas eu não vou te apoiar,não quero saber de nada disse,espero que já feliz com a sua nova mulher.-Disse.

Ele assentiu.

–Se é assim que você quer,só espero que cuide bem da nossa filha.-Ele disse.

–Não se preocupe,eu sempre cuidei,mesmo me virando sozinha com ela por três anos.-Disse.

Ele mudou sua cara,ele não gostava de lembrar desses anos em que criei Kristen sozinha.

–Agora eu preciso ir,foi bom conversar com vocês.-Disse,e saí daquele quarto horrível.

Saí daquele motel barato e peguei um taxi.

Respirei fundo.

Eu não acredito que Carlisle iria fazer isso,deixar tudo para ficar com a minha mãe? Será que isso não ia acabar nunca? Será que ela venceu tudo? Ela era a ganhadora? Esme se sentiria traída de novo,e iria sofrer muito.

Cheguei em casa e resolvi ir descansar,minha cabeça estava latejando com toda essa história,e eu precisava relaxar.

Acordei com uma deliciosa massagem dos meus pés.

Abri os olhos e olhei para o Edward.

–Oi.-Ele disse.

–Oi bebê.-Me sentei na cama.

–Tudo bem? Cheguei em casa e te vi aí,dormindo.-Ele perguntou.

–Sim,é que eu cheguei com muito sono e resolvi deitar para dormir,acho que são os hormônios da gravidez.-Disse.

Ele sorriu.

–É,deve ser.-Ele colocou a mão na minha barriga.-Mas você está bem não é?

–Sim,muito bem.

–Quer pedir o jantar?-Ele perguntou.

–Eu gostaria de comida italiana.-Respondi.

Ele assentiu.

–Ok,vou descer para pedir o jantar.-Ele disse.

–Tá,peça para a Marie e o Thony irem tomar banho e chame a Kris aqui,quero ter uma conversa de mulher para mulher com ela.-Pedi.

–Claro,Kris ta mesmo precisando.-Ele disse.

Ele saiu do meu quarto e me levantei,fui para o banheiro e me olhei no espelho.

Essa família estava prestes a desmoronar e eu não sabia o que fazer,pensava em uma forma de controlar essa situação,de parar a minha mãe,mas eu não conseguia pensar em nada.

–Mãe?

Pulei de susto.

–Kristen!

–Desculpe,não queria te assustar. Edward disse que queria falar comigo.-Ela disse.

–Sim,vamos para o quarto.-Disse.

Fomos para quarto,e Kristen se sentou na minha cama.

–Olha se vai me dar bronca,por que Edward resolveu implicar com o Seth…

–Não! Não tem nada haver com o Seth.-A interrompi.

Ela me olhou.

–O que é então?

Respirei fundo.

–Mamãe,você está tão estranha.-Ela disse.

Me ajoelhei a sua frente.

–Kris,Renée está ameaçando seu pai.-Disse.

Seu rosto perdeu a cor.

–O que? Edward sabe disso,e os outros?

–Shiii,fala baixo. Ninguém sabe disse,apenas eu e o Emmett.-Disse.

–Por que?

–Ela não está ameaçando nem a minha vida,nem a sua e nem a das crianças,está ameaçando a vida da Esme.-Disse.

–E o que vamos fazer?

–Seu pai está com um plano maluco,um plano que eu não estou de acordo.-Disse.

–E o que me pai está tramando?-Ela perguntou.

–Renée sempre foi apaixonada por ele,e Carlisle sabe que se ficar com ela,ela nos deixa em paz.

Ela me olhou.

–Mamãe,diga que o papai não está pensando…

–Sim,ele está. E ele quer que dê tudo certo,quer dar a entender para o resto da família,que ele deixo tudo para ficar com outra,mas ninguém vai saber quem é,por enquanto.-Disse.

–Esme não vai suportar isso,ela vai ficar muito mal,ainda mais por que será a segunda amante dele,e nos deixar por causa dela,vai deixá-la ganhar.-Ela disse.

–Ele vai dar um jeito de acabar com ela,quando eles estiverem bem longe.-Disse.

–Então mais ninguém sabe? Nem Esme,Edward?

–Não,só eu,Emmett e agora você. E você tem que guardar esse segredo Kris,essa família inteira vai estar em nossas costas quando essa bomba estourar.-Disse.

Ela assentiu.

–Não se preocupe,nós vamos conseguir passar por isso.-Ela disse.

Dei um beijo em sua mão.

–Obrigada.-Agradeci.

–Nós já passamos por tanta coisa mamãe,ainda mais se tratando de Renée e de Charlie,mas nós vamos acabar com isso.-Ela disse.

Comecei a chorar.

–Estou com tanto medo,medo de tudo isso desmoronar…

Ela me abraçou.

–Vai dar tudo certo mamãe,nós iremos vencer.-Ela disse.

–Bella,Kiki,desçam!–Edward nos gritou.

Limpei meu rosto.

–Vai lavar o rosto,Edward não pode perceber que você andou chorando.-Ela disse.

Fui até o banheiro,lavei bem o rosto e desci com Kristen,Edward estava colocando a mesa com as crianças.

Dei um beijo na testa do Thony e da Marie.

–Tomaram banho,meu amores?-Perguntei.

–Sim,mamãe.-Eles responderam.

–Nosso jantar já chegou?-Perguntei,olhando para o Edward.

Ele assentiu.

–Por isso eu chamei vocês,vamos sentar para comer.-Ele disse.

–Ok.

Kris foi se sentar no seu lugar,passei pelo Edward e lhe dei um selinho,depois sentei no meu lugar e tivemos um jantar muito agradável e sendo uma família feliz,feliz por pouco tempo.

Carlisle Cullen

Já estava tudo pronto e eu precisava fazer isso,não podia deixar Renée prejudicar mais a minha família.

Eu já tinha um plano formulado,Emmett estava me ajudando em tudo e daria tudo certo.

Eu iria para bem longe com a Renée,ficaria algum tempo com ela,e no momento exato,chamaria a polícia e a acusaria de seqüestro,fugiria e voltaria para minha família,esse era o meu plano.

O que mais me doía,era deixar Esme,ela iria pegar ódio de mim,quando soubesse que a abandonei por outra mulher,mais um dia,ela iria entender.

Senti o colchão se mexer,braços enlaçaram meu pescoço e um rosto quente tocou o meu. Senti o perfume doce da Esme.

–Que foi? Parece tão pensativo.-Ela perguntou.

–Estou apenas cansado.-Respondi.

–Mesmo?-Ela perguntou.

–Mesmo.-Virei meu rosto e lhe dei um selinho.-Amo você.

Ela sorriu.

–Também amo você.-Ela disse e beijou meu pescoço.-Se está cansado,por que não vai tomar um banho e vem dormir?

–Ta,vou fazer isso.-Disse e me levantei,Esme se deitou na cama e eu fui para o banheiro.

Debaixo da água quente,pensei em tudo o que vivemos todos esses anos,foram muitas coisa e formei uma linda família com a Esme,ela me deu os melhores filhos do mundo,foi tudo perfeito,mas Renée vem nos infernizando desde a escola,isso começou comigo e tem que terminar comigo.

Saí do banheiro,ela estava dormindo,toda esparramada na cama,subi na cama e me deitei por cima dela,a beijando.

Ela riu.

–Pensei que estivesse cansado.-Ela disse.

–Eu nunca me canso de você.-Disse e olhei nos seus olhos.-Eu te amo.

Ela sorriu.

–Também te amo.-Ela disse.

E assim,tivemos nossa última noite de amor.

3h15 AM

Terminei de me arrumar.

Dei mais uma olhada em Esme dormindo,completamente nua,enrolada nos lençóis de seda.

Ela era tão linda.

Me sentei na escrivaninha e lhe escrevi uma carta,chorando e manchando com alguma lágrimas o papel.

Deixei a carta ao seu lado na cama,acariciei seu rosto em forma de coração e lhe dei um último beijo.

–Me desculpe. Eu te amo muito,muito,muito.-Sussurrei.

Me levantei,respirei fundo,e arrastei minha mala para fora do quarto.

Do lado de fora da casa,estava Emmett me esperando,entrei em seu jipe.

Ele me olhou.

–Está pronto?-Ele perguntou.

–Sim.

Ele ligou o carro e partiu para o aeroporto,onde Renée estava me esperando.

Chegamos no aeroporto e me despedi do Emmett ainda na porta.

Toquei seus ombros com as minha mãos.

–Cuide da família e da sua mãe,ela vai precisar de todo o apoio.-Disse,já chorando.

Ele assentiu.

–Tome cuidado,papai.-Ele disse.

Emmett estava com uma voz,que me lembrou sua infância e não agüentei,o abracei e chorei,soluçando. Emmett também não se segurou e chorou também,era difícil ele chorar,mas naquele momento…

Ele me olhou,os olhos azuis,tão parecidos com os meus,demonstrava a tristeza que ele estava sentindo nesse momento.

–Nós logo vamos estar todos juntos.-Ele disse.

–Sim.-Dei um beijo em sua testa.-Eu te amo,meu filho.

Ele sorriu,mostrando suas covinhas.

–Eu te amo,pai.

–Adeus.-Disse.

–Adeus.

Peguei minhas malas e entrei no aeroporto,deixando meu próprio filho para trás.

Lá dentro,já na sala de embarque,estava Renée me esperando.

–Meu amor.-Ela me abraçou.

–Oi.

–Chegou na hora,nosso vôo já vai decolar.-Ela de deu um selinho.-Finalmente,teremos a nossa vida juntos. Eu te amo.

Ela me beijou mais uma vez e fomos para o avião,com destino a Paris.

Esme Anne Platt Cullen

Acordei me sentindo sozinha,sorri ao lembrar da noite de ontem que foi mágica,Carlisle fez amor comigo,com nunca tivesse feito antes,me fez me sentir como eu nunca havia me sentido.

Olhei para o lado mas ele não estava,havia apenas uma carta,me levantei e peguei a carta,a abri e comecei a ler a caligrafia perfeita do Carlisle,tão perfeita que não parecia nem a letra de um médico.

“Querida Esme,

Minha rainha,desculpe por tudo,mas eu não podia continuar nessa casa.

Nossa noite de ontem,foi apenas uma despedida,por isso foi tão incrível,obrigada por tudo que fez por mim,todos esses anos.

Estou indo embora por que conheci uma pessoa e estou indo viver com ela,eu me apaixonei por ela,e não podia continuar com você,me desculpe te fazer passar por isso de novo,mas é a vida.

Você foi uma pessoa maravilhosa para mim todos esses anos,não vou me esquecer disso jamais,obrigado por tudo,cuide de nossa família,e não se esqueça da mulher maravilhosa que você é,me deu dois filhos maravilhosos,você é uma mãe incrível.

Eu sinto muito mesmo linda,mas eu não podia continuar aí,se eu não sinto mais amor por você.

Adeus querida,espero que possa me entender. Um dia te explicarei tudo.

Não! Isso não podia ser,não podia ser verdade.

Corri para o closet e abri seu armário,não havia mais nada seu ali,suas roupas,sapatos,mais nada,estava tudo vazio.

Caí de joelhos no chão.

–Não…não pode ser.

Peguei meu celular e liguei para o Emmett.

–Oi mãe.–Ele atendeu.

–Emm,eu preciso de ajuda.

Ele não respondeu.

Isabella Marie Swan Cullen

Acordei com o celular do Edward,ele o pegou no criado mudo e atendeu.

–Alô?-Ele atendeu.-Rosalie? Já viu que horas são?-Ele perguntou.-O que? Como assim? O que aconteceu com ela?-Ele perguntou.-Tá legal,estamos indo.-Ele disse e desligou.

O olhei.

–O que aconteceu?-Perguntei.

–Rose não entrou em detalhes,mas parece que a minha mãe está se sentindo mal,e pediu para todos nós,tirando as crianças,fosse para lá.-Ele disse.

–Ok.

Edward foi para o banheiro.

Meu celular apitou,o peguei e era uma mensagem.

De: Carlisle

Para: Bella

Me desculpe por tudo. Cuide de nossa família.

C

Não acredito! Era isso. Carlisle já havia partido.

Nos arrumamos correndo.

Saímos do quarto e Seth e Kristen estava com as crianças,Seth se ofereceu para cuidar das crianças enquanto resolvíamos isso,e partimos para a casa dos Cullen.

Lá estava toda a família.

–O que aconteceu?

–Papai foi embora.-Emmett disse,na maior cara de pau.

–O que?

–O desgraçado teve a ousadia de deixar essa carta.-Esme disse,chorando muito.

Edward pegou a carta e leu.

–Não pode ser. Ele tinha uma amante?

Esme assentiu.

–Sim,de novo. Mas dessa vez eu o perdi. Ele me deixou.-Esme disse.

Olhei para o Emmett,que fez sinal para eu ficar quieta.

Um noticiário de fofocas começou a passar na TV. Por que a TV estava ligada,quando uma crise dessas estava acontecendo?

–Atenção a todos. Parece que a modelo,Bella Cullen,vai abandonar o marido.

Todos prestaram atenção a TV.

Mas que absurdo é esse?

–Bella Cullen é casada com o jogador de futebol,Edward Cullen. Ela foi vista saindo de um motel ontem,e logo em seguida,saiu seu sogro,com quem ela tem uma filha de 14 anos. Será que eles voltaram?

E mostrou a foto minha saindo do motel,logo em seguida,uma de Carlisle saindo.

Todos me olharam.

–O que?-Edward disse.

Esme se levantou e ficou frente a frente comigo.

–Então é você! Você e Carlisle voltaram,é você a amante dele!-Ela me acusou.

Essa não!

Continua…





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Confronto 2ªtemporada" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.