Confronto 2ªtemporada escrita por Gabszinha FerCosta


Capítulo 3
Capítulo 2-Rebeldia




Kristen Swan Cullen

Evitei Victória o dia inteiro,não queria falar com ela,como ela era capaz de fazer isso comigo?

O sinal da saída tocou.

Peguei minhas coisas e saí da sala,ainda bem que eu não encontrei nem Victória e nem Quil.

Fui para o estacionamento,onde provavelmente minha mãe estava esperando.

Cheguei lá e a encontrei com Quil.

–Bella Swan,é uma honra conhecê-la.

O que Quil estava fazendo,conversando com a minha mãe?

–O prazer é todo meu.-Minha mãe disse.

Quil se aproximou dela.

–Eu te admiro muito.–Ele se aproximou cada vez mais dela.

Eu não poderia aturar aquilo,além da minha melhor amiga dar em cima dele,ele ainda por cima da em cima da minha mãe.

–QUIL!-Gritei.

Ele se virou bruscamente,e ele e minha mãe me olharam.

–Kris!

Me aproximei dele e lhe desferi um tapa.

–Kristen!-Minha mãe chamou minha atenção.

–Você é um idiota!

–Mas o que eu fiz?-Quil perguntou.

–Não se faça de inocente,Quil!

–Então esse é o Quil?-Minha mãe perguntou.

–Eu acreditei em você! Acreditei que dessa vez queria alguma coisa séria comigo,mas me enganei!

–Princesa,não sei do que você ta falando.-Ele disse.

–Primeiro,vejo minha melhor amiga dando em cima de você…

–Foi ela linda,eu não fiz nada!

–…e agora te vejo dando em cima da minha mãe!

–Eu não dei em cima dela,Kris.

–Não se faça de idiota,eu vi Quil.

–Kris,me perdoe.-Ele pediu.

–Fica longe de mim,Quil.-Disse,e entrei no carro.

Minha mãe entrou no carro,e dirigiu direto pra casa.

(…)

Entrei em disparada em casa,eu estava furiosa.

–Kris,espere!

Me virei,encarando minha mãe.

–Eu não tive culpa,ele veio puxar conversa comigo.-Ela disse.

–E você deu bola,mãe!

–Eu não tive culpa,sou inocente,e pensei que havia o esquecido.-Ela disse.

–Do que estão falando?-Edward perguntou,se aproximando da gente.

Nem havia percebido que ele e meus irmãos estavam ali.

–Não devia ter dado bola pra ele!

–Me desculpe,querida.-Ela pediu.

–PARE DE SE DESCULPAR! É DISSO QUE EU TENHO MEDO,DE VOCÊ ROUBAR QUEM EU AMO,TODA ESSA FAMÍLIA É ASSIM!-Gritei.

–Kristen!-Edward chamou minha atenção.

–Claro que não,você não sabe o que está dizendo.-Ela disse.

–Eu sei sim!

–Kristen,irei ligar para o papai.-Edward disse.

O olhei.

–Eu não to nem aí.-Disse,e subi para o meu quarto.

Eu estava cansada,de tudo.

Isabella Marie Swan Cullen

A que ponto a minha vida chegou?

Kristen nunca havia falado assim comigo,não sei o que tinha acontecido com ela,será que minha filha estava ficando rebelde?

–Marie,Thony,vão para o quarto.-Edward disse.

–Mas queremos saber o que houve.-Marie disse.

–Não,não é assunto para vocês,vão dormir.-Edward disse.

Então eles obedeceram,se despediram da gente e subiram.

–O que houve?-Edward perguntou.

–A…a alguns anos,ela gostava de um garoto,ele deu um beijo nela,e depois lhe deu um pé na bunda,não sei o que aconteceu agora,não sei se eles voltaram a se relacionar,mas ele deu em cima de mim,e ela viu.-Expliquei.

Ele se aproximou de mim.

–Vida,você é famosa,todos os homens dão em cima de você.-Ele disse.

–É,mas não alguém que minha filha goste.-Disse.

–Gosta? Bella,Kristen não tem idade para gostar de um menino,ela tem 14 anos!

O olhei.

–Eu tinha quase a idade dela,quando engravidei.-Disse.

–Co…como assim?-Ele perguntou.

O olhei,e ele estava com os olhos em mim.

–Ela não é mais virgem?-Ele perguntou.

–Claro que ela é,Edward!

Ele respirou fundo.

–O que eu faço agora?-Perguntei,passando a mão pelo rosto.

Edward se sentou ao meu lado,e pegou em minha mão.

–Eu vou falar com meu pai,quem sabe ele não conversar com ela.-Ele disse.

Sorri.

–Obrigada,bebê.-Agradeci,falando do antigo apelido dele.

Ele me deu um selinho.

–Vá descansar,eu já estou indo.-Ele disse.

–Ok.

Me levantei e subi para o quarto,passei pelo quarto da Kristen,pensei em ir até lá,mas se fosse,sabia que iríamos discutir,então segui para o meu,completamente desolada.

Edward Anthony Cullen

Depois que Bella subiu para o quarto,peguei meu celular e mandei uma mensagem para o meu pai.

De: Edward

Para: Papai

Oi pai,tudo bem?

Aqui em casa,as coisas não estão muito bem.

E.C

Enviei a mensagem ,e logo ele respondeu.

De: Papai

Para: Edward

Olá Edward,por aqui ta tudo bem,mas o que aconteceu?

C.C

Respondi.

De: Edward

Para: Papai

Kristen viu o menino que ela tava gostando,dando em cima da Bella,elas discutiram e sua filha está se tornando uma malcriada,isso ta deixando Bella péssima.

E.C

Ele respondeu.

De: Papai

Para: Edward

O que? Mas Kris sempre foi uma boa menina.

C.C

Respondi.

De: Edward

Para: Papai

É,ela é uma adolescente agora,e rebelde,irei tentar conversar com ela,mas mesmo assim,queria que você viesse aqui amanhã,sabe,conversar com ela,saber o que acontece.

E.C

Ele respondeu.

De: Papai

Para: Edward

Tudo bem,amanhã de manhã,eu passo aí e converso com ela,até amanhã.

C.C

Respondi.

De: Edward

Para: Papai

Ta bom,valeu pai,boa noite.

E.C

Guardei meu celular e subi,fui até o quarto da Kristen,bati na porta e entrei.

–Ki.

Ela estava sentada em sua cama,escrevendo em seu diário rosa.

–Oi,Ed.-Ela disse.

–Podemos conversar?-Perguntei,fechando a porta.

–Claro.-Ela deixou o diário de lado.

Me aproximei dela,e me sentei na cama,de frente pra ela.

–O que aconteceu mais cedo?-Perguntei.

Ela respirou fundo.

–Edward,eu to cansada disso,eu pensei que Quil tinha mudado,mas não.

–E acha que a sua mãe tem culpa?-Perguntei.

–Minha mãe deu corda pra ele.-Ela respondeu.

–Ela não teve culpa,Ki.-Disse.

–Ed,ela quase me dá atenção,ela só se importa com a sua carreira,e seus filhos.-Ela disse.

–Kris,não é bem assim,todos te amam,não sei por que você ta dizendo estas coisas.-Disse.

–É como eu me sinto,Ed.-Ela disse.

Peguei em sua mão.

–As coisas não são assim,você está sendo injusta,não deve pensar assim.-Disse.

Ela respirou fundo.

Lhe dei um beijo na testa.

–É melhor descansar um pouco,e pense melhor nisso.-Disse.

Saí do quarto,a deixando sozinha,e fui para o meu,e para a minha surpresa,Bella ainda estava acordada.

–Onde estava?-Bella perguntou.

–Falei com meu pai,e acabei de conversar com a Kris.-Respondi.

Ela não disse nada.

–Ela acha que você está a deixando de lado.-Disse.

Ela ficou boquiaberta.

–O que? Isso é um absurdo,eu a amo!

–Eu sei meu amor,e eu falei isso pra ela,agora temos que dar um tempo pra ela.-Disse.

–Eu me dava tão bem com ela.-Ela disse.

–Kristen cresceu,agora é uma adolescente,e temos que aceitar isso.-Disse.

–Será que ela vai voltar a falar comigo?

Fui até ela,e a abracei.

–Claro que vai,uma hora ou outra ela vai se arrepender,e pedirá perdão.-Disse,e a abracei.

Impressionante como a Kristen mudou,ainda me lembro dela quando ela tinha 3 anos,e agora ela era uma adolescente de 14 anos rebelde,que estava dando problemas para a mãe.

Fiquei ali com a Bella,até ela dormir,ela estava muito triste,com a sua briguinha com a Kristen,espero mesmo que o pai resolva isso.

Kristen Swan Cullen

No dia seguinte…

Acordei no dia seguinte,querendo que tudo aquilo tenha sido apenas um pesadelo,mas não era,era tudo real.

Me levantei,eu tinha que ir pra escola,fiz minha higiene matinal e me arrumei,quando estava quase pronta,alguém bateu na porta.

–Entra!-Disse.

A porta se abriu,e meu pai entrou,e fechou a porta.

Seu rosto não era um dos melhores,e ele me encarava,com certeza ele já deveria estar sabendo do que aconteceu ontem,Edward deve ter contado.

–Bom dia,pai.-Disse.

Ele me olhou.

–Sente aí,Kristen!-Ele ordenou.

Me sentei em minha cama,ele me olhou.

–O que aconteceu entre você e sua mãe ontem?-Ele perguntou.

Respirei fundo.

–Nem eu sei direito,desde que ela teve os gêmeos,eu me sinto excluída,e quando eu vi que Quil deu em cima dela…

–Quem é Quil?-Ele perguntou.

O olhei,eu teria mesmo,que falar de um garoto,para o meu pai.

–Quil Ateara,é um garoto que eu estava gostando lá na escola.-Respondi.

–Brigou com a sua mãe,por que um garoto que poderia ser filho dela,deu em cima dela?-Ele perguntou.

–Eu estava com raiva,ele estava tendo um caso com a minha melhor amiga,e eu estou sozinha,minha mãe teve mais filhos,é atriz e modelo,e não tem tempo pra conversar comigo,as outras pessoas que eu podia conversar,era a tia Rose e a tia Allie,mas elas também me deixaram.-Expliquei.

Meu pai respirou fundo,e se ajoelhou na minha frente,pegando em minha mão.

–Kristen,ninguém se esqueceu de você,todo mundo te ama,eu sei que é difícil,você aceitar que sua mãe teve outros filhos,mas isso não quer dizer que ela te esqueceu,a Bella te ama,e sempre vai te amar,só que tenha paciência,ela tem que se dividir entre o trabalho,você,Edward e os gêmeos,é difícil pra ela.

Respirei fundo mas não disse nada.

–Você pode não se lembrar,mas sua mãe sofreu muito por você,e está muito magoada,por essa sua atitude,e você ficará de castigo,sem mesada,e não sairá para festinhas nem com seus primos,nem com amigos,até pedir desculpas para sua mãe,ouviu?

Assenti.

–Sim senhor.-Disse.

–Ok,espero que tudo se resolva,até domingo.-Ele disse.

Meu pai me deu um beijo na testa,e saiu do quarto.

Mais que merda!

Peguei meu material,e desci para tomar café.

Todos estavam na mesa,tomei meu café,sem falar com ninguém.

Terminei meu café,e peguei minha mochila.

–Kristen,quer carona?-Edward perguntou.

–Não!-Respondi,indo pra porta.

Abri a porta,e dei de cara com a tia Alice.

–Bom dia,Kris.-Ela disse.

–Oi,tia Allie.-Disse e saí,sem nem mesmo a cumprimentar direito.

********

Estava sentada no parque,eu não fui à escola,e decidi vir pensar um pouco,e cheguei a conclusões.

Eu tinha sido um injusta com minha família.

Quil era o mesmo idiota de sempre.

Victória não era a amiga,que dizia ser.

Mas que droga! Por que essas coisas só acontecem comigo?

Meu pai estava certo,eu havia sido muito injusta com a minha mãe,ela deveria estar muito triste comigo,e eu não sabia como consertar,eu tinha medo de enfrentá-la,eu sabia que ela iria chorar,e isso era horrível,é horrível ver a minha mãe,chorando.

Olhei a hora no meu celular,eu tinha que voltar pra casa,sequei minhas lagrimas,e me levantei,quando ia embora,esbarrei em um garoto,que se não fosse ele me segurar,teria caído.

–Desculpe.-Ele pediu.

O olhei.

Ele era um pouco mais alto que eu,moreno,seus olhos eram pretos e peio puxados,ele tinha um brinco na orelha,e seus cabelos eram pretos e arrepiados,ele era meio musculoso.

Sorri pra ele.

–Tudo bem.-Disse.

–Acho que estou perdido.-Ele disse.

–É novo aqui?-Perguntei.

Ele assentiu.

–Sim,eu morava na Florida,mudei a pouco tempo,com minha mãe e minha irmã.-Ele respondeu.

Assenti.

–Sou Seth Clearwater.-Ele se apresentou.

–Kristen Cullen.

–É um prazer,pode me dizer,onde tem um supermercado por aqui?

–Claro,tem um perto do Coffe London,na rua London II ,sabe onde fica?

Ele assentiu.

–Sim,obrigada pela informação.

–De nada.-Disse.

–Nos vemos por aí.-Ele disse,e foi embora.

Ele era tão lindo,será mesmo que o veria de novo?

Balancei a cabeça e fui pra casa.

(…)

Cheguei em casa e encontrei com Edward,que tava com uma mala.

–Você demorou.-Ele disse.

–Um turista me pediu uma informação.-Disse.-Por que essa mala?

–Tenho um jogo na Califórnia.-Ele respondeu.-Ficarei 4 dias fora,cuide dos seus irmãos e da sua mãe,e não briguem.

Assenti.

–E onde estão todos?-Perguntei.

–Sua mãe está em uma reunião na agencia,e voltará tarde,Thony e Marie estão na casa do Emm e da Rose.-Ele respondeu.

–Ok.

Ele me deu um beijo na testa.

–Se cuida.-Ele disse.

–Tá.

Edward se despediu de mim,e foi embora,subi para o meu quarto,para descansar.

(…)

Já fazia horas que eu estava no meu quarto,Marie tinha me chamado pra jantar,mas eu não quis,coloquei meus fones,e selecionei as músicas no meu celular,até que eu dormi.

”Eu vi minha mãe gritando,e eu chorava muito,o homem de bigode e a mulher loira,riam muito,e batiam em mim,e na minha mãe,ela mesmo chorando,dizia que ia ficar tudo bem,mas eu estava com medo de me machucarem,de machucarem minha mãe,”

Acordei assustada desse pesadelo,que a anos eu não tinha,eu nem me lembrava mais dele.

Me levantei,e saí do meu quarto,fui até o quarto da minha mãe.

Entrei no quarto,e vi que ela estava dormindo,fechei a porta e caminhei até sua cama,me enfiei debaixo da coberta,ela abriu os olhos chocolate e me olhou.

–Kris?-Ela se apoiou no cotovelo.-O que faz aqui?

–Tive um pesadelo.-Respondi.

–Um pesadelo?-Ela perguntou.

Assenti.

–Sonhei com aquele dia,em que fomos seqüestrados,meus avós fizeram mal pra gente.-Disse,chorando.

Ela me envolveu em seus braços.

–Oh querida,pensei que já havia esquecido isso.-Ela disse.

A olhei.

–Me desculpa? Eu te critiquei quando na verdade,você fez tudo por mim.-Pedi.

–Oh meu amor,claro que eu te perdôo.-Ela disse,me abraçando.-Eu te amo tanto.

–Eu também,mamãe.-Disse.

Ela me soltou.

–Agora tente dormir,amanhã você tem aula.-Ela disse.

–Possi ficar aqui com você?-Pedi.

Ela sorriu.

–Claro que pode.-Ela respondeu.

Ela se deitou,e eu me deitei em seu peito,ela beijou meus cabelos,e eu acabei dormindo.

Acordei no dia seguinte e ainda estava no quarto da minha mãe e do Edward,mas ela não estava lá,me levantei e saí do quarto,entrei no meu quarto e fui para o banheiro,fiz minha higiene matinal e me arrumei pra escola,quando estava pronta,escutei meu celular apitando,o peguei e eram duas mensagens,a primeira era do Quil.

De: Quil Ateara

Para: Kristen Cullen

Kris,bom dia,minha linda,por que não veio ontem? Me desculpe pelo que aconteceu,você sabe que eu gosto de você.

Q.A

Respirei fundo,ele era um idiota.

Li a outra mensagem,que era de Victória.

De: Vic

Para: Kris

Bom dia Kris,o que aconteceu ontem? Você não veio e nem deu sinal de vida,eu to preocupada,me responda,por favor.

V.B

Não respondi nenhuma das mensagens,peguei meu material e desci para tomar café.

–Bom dia!-Disse,entrando na sala de jantar e me sentando.

–Bom dia.

–Tome logo o seu café,Alice daqui a pouco estará aí,e eu levarei vocês pra escola.-Minha mãe disse.

Assenti.

–Ok.

Tomei meu café.

–Já falou com o Edward?-Perguntei.

Minha mãe negou.

–Ele disse que ligaria.-Ela respondeu.

Assenti.

Já estava terminando meu café,quando a campainha tocou.

Minha mãe se levantou,para abrir a porta,e logo voltou com a tia Alice e a Mellanie.

–Bom dia,crianças.-Tia Alice disse.

–Bom dia,tia Alice.-Dissemos.

–Alice,eu tenho que levá-los pra escola,tudo bem se fuçasse aqui?

–Tudo Bella,ficarei aqui,organizando sua agenda.-Tia Allie disse.

–Ok,eu já volto,crianças,vamos.-Minha mãe disse.

Pegamos nosso material e nos despedimos da tia Alice,e fomos para o carro da minha mãe,ela dirigiu pra escola da Marie e do Thony,eles se despediram da gente,e entraram na escola,e minha mãe dirigiu pra minha escola.

–Kristen,posso te fazer uma pergunta?-Minha mãe perguntou.

–Claro.-Respondi.

–Você está namorando com Quil?-Ela perguntou.

A olhei.

–Não! Ele tava dando em cima de mim,e dizendo que mudou,mas eu percebi que ele não mudou nada.-Respondi.

Ela assentiu.

–Quero que tome cuidado,ok?

Assenti.

–Pode deixar.-Disse.

Chegamos em frente a minha escola.

–Boa aula.-Minha mãe disse.

–Tchau mamãe.-Dei um beijo em sua bochecha.

–Tchau madrinha.

–Tchau meninas.

Mellanie e eu saímos do carro,e ao longe,vi Victória,conversando com algumas meninas,mas entrei direto com Mellanie,pra ela não ver,eu queria distancia dela.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Confronto 2ªtemporada" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.