Confronto 2ªtemporada escrita por Gabszinha FerCosta


Capítulo 111
Capítulo 110-Resgate com consequências




  Isabella Marie Swan Cullen

  Kristen e eu chegamos à casa da Alice e tocamos a campainha.

  Mellanie abriu a porta.

  -Kristen. –Ela me olhou. –Madrinha.

  -Oi Mel, sua mãe está? Precisamos falar com ela.

  Mellanie olhou pra Kristen.

  -Você contou pra ela, não contou?

  -Mel, ela pode ajudar. –Kristen disse.

  -Por favor, querida. Deixe-me falar com a sua mãe. –Pedi.

  Ela respirou fundo.

  -Tudo bem, entrem.

  Entramos e Mellanie nos levou até a sala de estar, onde Alice estava.

  -Mãe, a Kristen e a tia Bella estão aqui. –Mellanie disse.

  Alice se virou e nos olhou.

  -Oi, que surpresa!

  -Nós precisamos conversar, Alice. –Disse.

  -Aconteceu alguma coisa? –Ela perguntou.

  -Sim, por que não me contou que o meu primo estava desaparecido? –Perguntei.

  Alice respirou fundo.

  -Como soube? –Ela perguntou.

  -Mellanie me contou. –Kristen respondeu.

  -Allie, não é por que estou brigada com o Jasper, que não irei ajudar a encontrá-lo, ele é meu primo!

  Ela respirou fundo.

  -Desculpe Bella, eu não queria te obriga a nada. –Ela disse.

  -Você não está me obrigando a nada, mas nós temos que fazer alguma coisa, por que não foi à polícia? –Perguntei.

  -Eu queria ter certeza.

  -Certeza de que? De que foi a sua irmã?

  Ela me olhou.

  -Eu sei que ela fugiu de novo da clínica. Alice, ela pode ter feito alguma coisa com o Jasper e os meus tios. –Disse.

  -Não a culpe, nós não temos certeza de que foi ela. –Ela disse.

  -Tudo bem, então vamos tirar a prova. –Disse. –Kristen, ligue pra sua madrinha e a comunique, eu vou falar com o Edward, para alugarmos o jatinho.

  -Bella…

  -Alice, eu não vou ficar aqui discutindo com você, se foi a sua irmã ou não, eu vou até lá descobrir se está tudo bem. Você pode ficar aqui, afinal, você está grávida e não pode passar por muitas emoções.

  Ela negou.

  -Não, iremos todas juntas. –Alice disse.

  -Mãe, eu vou ficar aqui cuidando do meu irmão. –Mellanie disse.

  Alice assentiu.

  -Tudo bem, é melhor mesmo vocês ficarem por aqui. –Alice disse.

  -Então eu vou pra casa pedir para o Edward cuidar tudo do jatinho e viremos te buscar. –Disse.

  Ela assentiu.

  -Ok.

  -Vamos, Kris. –Disse e fui até a Mellanie, lhe dei um beijo na testa e a olhei. –Eu prometo que iremos achar o seu pai.

  Ela assentiu.

  -Obrigada, madrinha. –Ela disse.

  Kristen e eu fomos embora, fomos direto pra casa, chegamos em casa e Edward estava na sala de estar, com as crianças.

  -Oi, tudo bem? –Ele perguntou.

  -Não, nós precisamos conversar com você. –Disse.

  Ele assentiu e olhou para os meninos.

  -Crianças, vão assistir TV lá em cima. –Edward pediu.

  Marie e Anthony subiram e foram assistir TV lá em cima.

  -O que aconteceu? –Ele perguntou.

  -Jasper está mesmo desaparecido e Alice não me falou nada, por causa da nossa briga. –Disse.

  -Nossa, até parece que ela não te conhece, você jamais iria querer que alguma coisa de grave acontecesse com ele. –Edward disse.

  -E nada me tira da cabeça, que Cynthia tem alguma coisa haver com isso. –Disse.

  -E o que Alice disse sobre isso?

  -Ela ainda está na defensiva em relação a irmã. –Disse.

  -Claro, é irmã dela. –Edward disse.

  -Ficaria assim, se fosse eu? –Kristen perguntou.

  -Claro. –Ele respondeu. –O que vocês querem fazer?

  -Nós temos que ir à Forks, precisamos alugar um jatinho. –Disse.

  -Claro, façam as malas e eu farei todos os preparativos pra alugar o jatinho pra vocês. –Ele disse.

  -Você não vai vir com a gente? –Kris perguntou.

  Ele negou.

  -Não, eu vou ficar aqui cuidando das crianças. –Ele respondeu. –Falaram com a Rose?

  -Kris ligou pra ela no caminho. –Respondi.

  -Ok, eu vou ligar para o Emmett e pedir pra ele ir com vocês. –Ele disse.

  -Ok, obrigada. –Disse e lhe dei um selinho.

  -De nada. –Ele disse.

  Kristen e eu subimos e arrumamos uma mala.

(…)

  Nós já estávamos prontas, só estávamos esperando Edward terminar com todos os preparativos, enquanto isso não acontecia, eu amamentava o Robert.

  -Oh meu amor, a mamãe vai ter que viajar, mas você ficará bem com o papai, eu sei que ele vai cuidar muito bem de você e dos seus irmãos. Eu amo você. –Disse e dei um beijo na sua testa.

  Ele sorriu pra mim.

  Rob, meu garotinho inocente, não fazia idéia do que estava acontecendo.

  -Vida. –Edward entrou no quarto do Rob.

  -Oi.

  -Está tudo pronto. Não tinha nenhum jatinho disponível na locadora de jatinhos, então falei com o meu técnico, ele tem um a disposição do time e ele disse que como você é a madrinha, tem todo o direito de usar. –Disse.

  Sorri.

  -Obrigada. –Agradeci, colocando o Rob no berço.

  -De nada. –Ele se aproximou de mim e me abraçou pela cintura. –Vai com as meninas e eu fico aqui, tomando conta das crianças. Mas me mande notícias.

  Assenti e o beijei.

  -Eu te amo. –Disse.

  -Eu também te amo. –Ele disse.

  -Queria que tivéssemos tempo de fazer amor. –Disse.

  Ele sorriu.

  -Faremos quando voltar, agora vai salvar a vida do seu primo, ele ainda tem mais um filho pra criar. –Edward disse.

  Assenti.

  -Mãe? –Kris entrou no quarto. –Já está tudo pronto?

  -Já sim. –Edward respondeu.

  -Nós temos que buscar a Alice. Já se despediu dos seus irmãos? –Perguntei.

  -Sim, só falta o Rob. –Ela disse e se aproximou do berço, ela deu um beijo na testa. –Tchau, irmãozinho.

  -Vão colocando as malas no carro, eu vou me despedir dos meninos. –Disse.

  -Ok.

  Edward e Kristen saíram do quarto, fui até o berço do Robert e lhe dei um beijo na testa.

  -Tchau meu amor, eu prometo não demorar. O papai vai cuidar bem de você e dos seus irmãos. –Dei um beijo em sua mãozinha. –Eu te amo.

  Saí do quarto do Robert e fui para o quarto do Anthony, para minha surpresa, ele estava estudando e não jogando videogame.

  -Olha só, o meu garoto está estudando e não jogando. –Disse.

  Ele me lançou um sorriso torto, igual ao do pai.

  -Eu tenho prova de matemática e estou com muito medo de não passar. –Ele respondeu.

  Sorri.

  -Você vai passar sim. Você tem o QI do seu pai. –Disse, sentando-me ao seu lado. –Mas continue estudando.

  Ele assentiu.

  -Tá.

  -Querido, eu estou indo viajar com a Kris para Forks, pra ajudar o tio Jazz com uma coisa, você e seus irmãos ficaram com o papai. –Disse.

  -Eu sei, a Kris já me contou. –Ele disse.

  -Tudo bem pra você? –Perguntei.

  Ele assentiu.

  -Tudo mamãe, não se preocupe. –Ele disse. –Eu posso te ligar pra te desejar boa noite?

  Sorri.

  -Claro, meu amor. Pode me ligar a hora que quiser. –Disse.

  -Tudo bem, então faça uma boa viagem. –Ele disse.

  -Obrigada. –Dei um beijo em sua bochecha. –Tchau, eu te amo.

  -Tchau, eu também te amo, mamãe. –Ele disse.

  -Comporte-se, viu?

  Ele assentiu.

  -Tudo bem. –Ele disse.

  Dei um beijo na sua testa.

  -Tchau. –Disse.

  -Tchau.

  Saí do quarto do Anthony e fui para o quarto da Marie, ela estava com sua roupa de bailarina, ensaiando.

  Sorri.

  -Oi, minha pequena bailarina.

  Ela me olhou.

  -Oi, mamãe. –Ela disse.

  Aproximei-me dela.

  -Seu irmão disse que amanhã vocês têm prova, por que não está estudando também? –Perguntei.

  -Eu vou estudar daqui à pouco. –Ela respondeu.

  -Tudo bem, só não demore muito. –Disse. –Eu vim me despedir.

  Ela assentiu.

  -A Kris me disse que vocês vão viajar. –Ela disse.

  -É, nós iremos. Vocês ficarão com o papai, então se comportem. –Disse.

  Ela assentiu.

  -Ok.

  Dei um beijo na sua testa.

  -Eu te amo. –Disse.

  -Eu também te amo, mamãe. –Ela disse.

  Abaixei-me e lhe dei um beijo na bochecha.

  -Tchau. –Disse.

  -Tchau, mamãe. –Ela disse.

  Saí do quarto e desci, fui até a sala de estar, peguei minha bolsa e fui pra garagem. Edward e Kristen estavam esperando, encostados no meu carro.

  -Pronto, não se esqueceram de nada? –Perguntei.

  Kristen negou.

  -Não. –Ela respondeu.

  -Ok, então entra no carro, Kris. Nós temos que ir. –Disse.

  -Tá. –Kristen abraçou o Edward. –Tchau, Ed.

  -Tchau maninha, se cuide. –Edward disse.

  Kristen entrou no carro e eu me aproximei do Edward.

  -Cuida bem das crianças, Marie e Anthony têm prova amanhã, Thony já está estudando, mas a Marie ainda ia começar. –Disse.

  Ele assentiu.

  -Pode deixar, eu vou estudar com os dois. –Ele disse.

  -E pode dar leite comum para o Robert. –Disse.

  -Ok. Ele dormia comigo. –Ele disse.

  Sorri.

  -É bom saber que terá companhia, ainda mais sendo a companhia dos nossos filhos. –Disse.

  Ele riu.

  -Vai, se não vocês irão se atrasar. –Edward disse.

  -Ok, busca o meu carro na locadora?

  Ele assentiu.

  -Busco sim.

  Edward me agarrou e me beijou.

  -Tchau, eu vou sentir a sua falta.

  Sorri.

  -Eu também vou sentir sua falta. –Lhe dei um selinho. –Tchau.

  Ele abriu a porta do carro pra mim.

  -Tenham cuidado. –Ele disse.

  -Iremos ter. –Lhe dei mais um selinho. –Eu te amo.

  -Eu também.

  Entrei no carro e Edward fechou minha porta e abriu o portão pra mim, liguei o carro e dirigi pra fora da garagem. Acenei para o Edward e ele acenou de volta.

  Dirigi em direção a casa do Jasper e da Alice.

  Kristen e eu saímos do carro e entramos na casa da Alice. Na sala de estar, encontramos Alice com os seus filhos, Rosalie e Emmett.

  -Oi.

  -Oi, e ai? Tudo certo? –Rose perguntou.

  -Sim, já tem um jatinho nos esperando. –Respondi.

  -Como conseguiu um jogador tão rápido? –Emmett perguntou.

  -Eu sou madrinha de um time de futebol, o técnico do Edward me deu crédito para usar o jatinho do time. –Respondi.

  -É, até que esse seu título de madrinha serviu pra alguma coisa. –Emmett disse.

  -Eu também sou a musa do time. E você está com inveja por que não tem isso no Box. –Disse.

  Emmett me mostrou a língua.

  -Tá legal, chega de brincadeira, nós temos que ir. –Disse.

  -Então vamos.

  Alice se virou para os seus filhos.

  -Tchau queridos, se comportem e qualquer coisa, liguem para o tio Ed. –Alice disse.

  -Pode deixar mãe, nós ficaremos bem. Só traga o papai de volta. –Mellanie disse.

  -Ok.

  Despedimos-nos deles também e Mellanie pediu a mesma coisa pra mim e pra Kris, e prometemos trazê-lo de volta.

  Saímos da casa da Alice e Emmett colocou as malas deles no carro, entramos no meu carro e entramos no meu carro.

  Dirigi direto para a locadora de jatinhos, cheguei a locadora e fui para uma garagem vip, onde era guardado o jatinho do time. O piloto estava lá, me aguardando.

  -Sra. Bella Cullen, é bom vê-la de novo. –Ele disse.

  -Olá Bill, é bom vê-lo de novo. –Disse. –Já conhece os meus amigos?

  -Apenas a sua amiga, a modelo, Rosalie Cullen e seu marido, o lutador Emmett Cullen, eu sempre aposto no senhor nas lutas.

  Emmett sorriu.

  -Obrigado cara, mas pode me chamar de você. –Emmett disse.

  -Ok.

  -Essa é minha filha mais velha, Kristen Cullen e minha empresária, Alice Whitlock. O jatinho já está pronto?

  -Sim, o técnico Dwyer pediu para eu deixá-lo pronto para a senhora. –Ele disse. –Podem entrar e se acomodarem. Pedirei para os meus funcionários guardarem a mala de vocês.

  -Obrigada.

  -De nada.

  Entramos no jatinho.

  O jatinho era bem espaçoso, eram decoradas por bandeiras, troféus e fotos dos jogadores, as poltronas estofadas com as cores e o logotipo do time.

  Emmett assoviou.

  -Uau! Que palácio.

  -Fiquem à vontade. –Disse.

  -Bom, meninas, podem sentar juntas, eu não ligo. –Emmett disse.

  -Posso sentar com você irmão? –Kristen perguntou.

  Emmett sorriu.

  -Claro, irmã.

  Sentei-me do lado da janela, Alice se sentou ao meu lado, Rose se sentou a nossa frente e entre a gente, havia uma mesa.

  -Eu vou ao banheiro. –Alice disse e se levantou, indo ao banheiro.

  Olhei para o lado, Emmett e Kristen estavam sentados um de frente para o outro e eles começaram a jogar buraco.

  -Será que a Allie tá bem? –Rose perguntou.

  A olhei.

  -Não sei, mas temos que ficar de olho nela, ela não pode ficar nervosa. –Disse.

  -É melhor ir ver como ela está. –Rose disse.

  Assenti.

  -Eu vou ver. –Disse, me levantando.

  Fui em direção ao banheiro e no corredor, eu a vi, olhando os quadros na parede, onde haviam fotos dos jogadores.

  -Oi. –Disse, me aproximando.

  Ela me olhou.

  -Oi.

  -Tudo bem? –Perguntei.

  Ela assentiu.

  -Sim. –Ela sorriu. –Edward fica tão bem de jogador.

  Olhei pra foto e sorri.

  -É, fica mesmo. –Disse, passando a mão na foto do meu marido.

  Olhei para Alice.

  -Nós vamos encontrar o Jasper, eu prometo. –Disse.

  -Tomara. E eu espero mesmo, que a minha irmã não tenha nada haver com isso. –Ela disse, chorando.

  -Hei, fica calma. –Disse, a abraçando. –Pense no bebê.

  Ela assentiu, limpando o rosto.

  -Ele tá chutando. –Ela disse.

  Passei a mão em sua barriga e ele chutou.

  Sorri.

  -Ele quer que fique bem. –Disse.

  Ela sorriu.

  -É, talvez tenha razão. –Ela disse.

  O piloto anunciou que já iríamos decolar e que era para colocarmos o cinto.

  -Vamos, temos que ir para o nosso lugar. –Disse.

  -Ok. –Ela disse, andando.

  Dei um beijo na foto do Edward e fui para o meu lugar.

  Colocamos o cinto de segurança e decolamos, seria uma longa viagem.

  Horas depois…

  O piloto anunciou que já iríamos pousar, estavam todos dormindo, eu era a única que estava acordada, todos estavam com o cinto de segurança, então não era necessário acordá-los.

  Quando o vôo pousou, Rosalie e Alice acordaram.

  -Já chegamos? –Alice perguntou.

  -Nós acabamos de pousar. –Respondi e me levantei, fui até o Emmett e  a Kristen. –Emm, acorda. Nós já chegamos.

  Emmett acordou e se espreguiçou.

  -Ah, finalmente. To morrendo de fome. –Emmett disse.

  Acariciei os cabelos da Kristen.

  -Kris, acorda meu amor. –Disse.

  -Hum.

  -Kris, filha, nós já chegamos. –Disse.

  Ela abriu os olhos azuis e bocejou.

  -Oi, mãe. –Ela disse.

  -Vamos querida, nós já chagamos em Forks. –Disse.

  Ela assentiu.

  -Ok. –Ela pegou sua bolsa e se levantou.

  Saímos do avião e já na pista, estavam o piloto e um funcionário do aeroporto.

  -Obrigada pelo excelente vôo, Bill. –Agradeci.

 Ele assentiu.

  -De nada, Sra. Cullen. –Ele disse.

  -Sra. Cullen, sou Stanford, funcionário do aeroporto. Estamos muito honrados por terem pousado em nosso aeroporto. –Ele disse.

 Assenti.

  -Obrigada.

  -O seu avião ficará guardado em nossa garagem e já tem um carro a sua espera.

  -Obrigada. Nós temos que ir agora, cuida bem do avião, Bill. –Disse.

  -Pode deixar.

  -Vamos, pessoal.

  Fomos direto para o estacionamento, havia um motorista.

  -Sra. Bella Cullen.

  -Olá.

  -O seu carro senhora, gostaria de um motorista? –Ele perguntou.

  Neguei.

  -Não, obrigada. –Respondi.

  -Ok, aqui está. –Ele me entregou as chaves.

  -Obrigada.

  O motorista se saiu.

  -Emm, você dirige? –Perguntei.

  -Claro. –Ele respondeu.

  Entreguei as chaves pra ele e entramos no carro, Emmett dirigiu direto pra casa dos Whitlock.

  Chegamos em frente a casa, Emmett parou o carro em frente a casa e a olhamos.

  -Parece que não tem ninguém. –Rosalie perguntou.

  -Ou eles podem estar de reféns. –Kristen disse.

  -Kristen! –Chamei sua atenção.

  -Ela está certa, vamos entrar. –Emmett disse.

  Saímos do carro e fomos até a entrada. Bati na porta.

  -Jazz, tia, tio? Estão aí? –Perguntei.

  Nada.

  De repente escutamos o barulho de alguma coisa quebrando.

  -Tem alguém ai. –Rose disse.

  -Afastem-se, garotas. –Emmett disse e nos afastamos.

  Emmett deu um chute na porta, que a derrubou.

  -Sou um bom lutador. –Ele disse e entramos. –Olha só, o que temos aqui.

  Meus tios estavam amarrados em um canto, Jasper estava em outro, Cynthia estava lá, com uma faca em seu pescoço.

  -Cynthia. –Alice disse.

  Ela sorriu.

  -Oi, irmãzinha. –Ela disse.

  -Cynthia, por favor, solte-os. –Alice implorou.

  -Não! Não se aproxime ou eu corto a garganta dele! –Cynthia disse.

  -Cynthia, por favor, você precisa de tratamento. –Disse.

  -Cala a boca! Calem a boca todo mundo! Vocês… eu odeio as três! As odeio por que sempre tiveram o que eu queria ter, um filho.

  -Você ainda pode ter, é só se recuperar. –Alice disse.

  -Cynthia, solte pelo menos os meus pais, por favor, a minha mãe não pode se emocionar desse jeito, em imploro. –Jasper pediu.

  -NINGUÉM VAI SER SOLTO! –Cynthia gritou.

  -Eles serão soltos por bem ou por mal. –Disse.

  -Passando por cima do meu cadáver! –Cynthia disse.

  -Então vamos resolver isso nós duas. –Alice disse, se aproximando.

  -Alice, não! –Jasper disse.

  Cynthia soltou o Jasper e foi até a Alice.

  -Ah, irmãzinha. Não sabe o quanto eu esperei por isso. –Cynthia disse.

  Olhei para o Jasper e ele acenou a cabeça na direção dos meus tios.

  Fui de fininho até eles, Cynthia não me viu passando.

  Desamarrei meus tios.

  -Vocês estão bem? –Perguntei.

  -Sim Bella, vá socorrer o seu primo.  –Minha tia pediu.

  Assenti e me levantei.

  Olhei para onde Cynthia estava com Alice.

  -Só me responde uma coisa, Cynthia. Por que adquiriu tanto ódio de mim? Eu sou sua irmã!

  -Eu sempre fui a filha perfeita, ajuizada, papai e mamãe tinham orgulho de mim. Ai você vem e engravida aos 15 anos, por ter cometido o erro, eu continuei sendo a filha perfeita e isso era bom, ai aquela bastarda nasceu. Papai e mamãe caíram de amor por ela e a minha vez chegou, eu também engravidei, acabei perdendo…

  -E você matou o seu noivo.  –Alice completou.

  -E você teve um bastardo atrás do outro, só para me provocar.

  -Não ouse falar assim dos meus filhos! Eu não os tive para te provocar.

  -Não me interessa, eu vou acabar com você! –Cynthia disse. –E depois acabarei com cada bastardinho que você deu vida.

  -AHHH! –Alice foi pra cima dela.

  Cynthia soube se defender, empurrou Alice e deu uma joelhada em sua barriga, Alice caiu no chão, desmaiada.

  Cynthia se virou pra mim.

  -Vocês não deveriam ter vindo. –Ela disse.

  Aproximei-me dela.

  -Por que não enfrenta alguém do seu tamanho? –Perguntei.

  -AHHH! –Cynthia veio pra cima de mim, apontando a faca.

  -Mãe! –Nessie gritou.

  Segurei os seus pulsos e a empurrei, ela caiu no chão.

  Corri até o Jasper e o desamarrei.

  -Valeu. –Jasper agradeceu, me abraçando.

  -Você vai me pagar, Isabella Cullen!

  -Kristen! –Emmett e Rosalie gritaram.

  -Bella.

  Olhei pra trás e vi Kristen caída, esfaqueada. Rosalie e Emmett seguravam Cynthia.

  -Não.

  Corri até Kristen.

  -Kristen.

  -Mãe… tá doendo.

  A facada tinha sido na barriga.

  -Calma meu amor, você vai ficar bem. –Olhei para o Emmett e pra Rose. –Amarrem-na!

  Eles a amarraram e se aproximaram.

  Emmett tirou sua camisa e colocou na ferida da Kristen.

  -Você vai ficar bem, irmãzinha. –Emmett disse.

  -Nem que eu tenha que dar a minha vida por ela. –Disse, chorando.

  -AI! –Escutamos o grito da Alice.

  -A bolsa dela estourou. –Minha tia disse.

  -Vamos, nós precisamos levá-las para o hospital. –Emmett disse.

  -Vão, nós chamamos a polícia para Cynthia. –Meu tio disse.

  Emmett pegou Kristen no colo e Jasper pegou a Alice e fomos para o carro. Eu espero que Alice fique bem e que a minha filha também fique.

  Continua…





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Confronto 2ªtemporada" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.