Confronto 2ªtemporada escrita por Gabszinha FerCosta


Capítulo 110
Capítulo 109-Má notícia/ Ameaça/ Sumiço




  Jasper Whitlock

  Cheguei em Forks e fui direto pra casa dos meus pais, cheguei a casa dos Whitlock e entrei na casa.

  -Mãe, pai. –Os chamei.

  Meus pais apareceram.

  -Oi, querido. –Minha mãe me abraçou.

  -Oi, o que aconteceu? Por que pediu pra eu vir até aqui? –Perguntei.

  Minha mãe olhou para o meu pai e depois olhou pra mim.

  -Nós iremos te contar tudo, mas primeiro venha comer, você deve estar com fome. –Minha mãe disse.

  Sorri.

  Eu sentia falta daqui, dos meus pais e da comida da minha mãe, seria muito bom comer a sua comida.

  Fomos até a cozinha, minha mãe me serviu um pedaço de torta de limão, a minha predileta, comecei a comer, enquanto contava o que havia acontecido nos últimos dias, minha mãe me aconselhou, dizendo para aceitar a Mellanie e o namorado, e me aconselhou para pedir perdão pra Bella e para Kris, afinal, éramos uma família e eu vivi muita coisa com elas.

  Prometi a minha mãe que iria conversar com a Bella, quando eu votar pra Londres, mas agora eu estava mais interessado, com o que estava acontecendo aqui dentro, tudo estava muito estranho, os meus pais estavam estranhos.

  Depois que eu comi, fomos pra sala de estar, sentei-me no sofá, de frente para os meus pais.

  -Tá legal, falem logo o que está acontecendo. –Pedi.

  Eles se entreolharam e minha mãe me olhou.

  -Jazz, querido, o que eu tenho para lhe falar, é bem delicado. –Minha mãe disse.

  -Vocês estão me deixando preocupados. Falem logo!

  -Sua mãe foi ao médico e descobriu uma coisa. –Meu pai disse.

  -O que? O que descobriu? –Perguntei.

  Minha mãe respirou fundo.

  -Eu… estou doente, querido. –Ela respondeu.

  -Doente? Como assim doente?

  -Sua mãe está com um tumor no cérebro. –Meu pai disse.

  Fechei os olhos.

  -E… dá pra operar, não dá? –Perguntei.

  -Não, é inoperável. –Meu pai respondeu.

  Neguei.

  -Não, não pode ser. Vamos procurar um outro médico, procurar uma outra opinião. –Disse.

  -Já procuramos três médicos, que nos disseram a mesma coisa. –Meu pai disse.

  -Jasper, você tem que aceitar. –Minha mãe disse.

  -Não! Vamos falar com o Carlisle, ele é um dos melhores médicos e eu tenho certeza que ele poderá ajudar. –Disse.

  -Jasper…

  -Por favor, eu não quero te perder mamãe. E a Bella também não irá querer, ela tinha que estar aqui com a gente, discutindo isso.

  -Bella sempre teve muitos problemas, Jasper. Eu a ajudei desde que meu irmão e Renée deu as costas pra ela, fui como uma mãe pra ela, eu não quero que ela sofra mais.

  -Uma hora ela vai descobrir. –Disse.

  Eles não disseram nada.

  -Por favor, deixe-me ajudar. –Pedi.

  Minha mãe respirou fundo.

   -Tudo bem, Jasper. Vamos ver o Carlisle. –Ela disse.

  Sorri.

  -Ótimo. Arrumem tudo, eu vou comprar as passagens. –Disse, me levantando.

  -Ok.

 Abri a porta de entrada, pronto para sair, quando uma coisa me impediu.

 -Olá, cunhado.

  -Cynthia.

  Ela estava com uma faca e com camisola de hospital.

  -Entra.

  Dei um passo pra trás, ela entrou e trancou a porta.

  -Você fugiu da clínica de novo? –Perguntei.

  Ela sorriu.

  -Ninguém pode me segurar. Agora vamos brincar um pouco, por que eu estou assim, graças a minha irmãzinha.

  -Alice nunca te fez nada. –Disse.

  -Ela sempre foi a garotinha bonitinha que se fez de boa moça e conseguiu dar aos meus pais o que eu não consegui, netos. Esse tempo em que estive presa, eu prometi que tiraria tudo dela e a deixaria sem nada, como eu estou. –Ela disse.

  Mais uma vez a irmã maluca da Alice estava surtando, mas agora ela não queria me chantagear, eu acho que ela queria fazer coisa pior.

  Kristen Swan Cullen

  Cheguei em frente a agencia com o Seth.

  -Pronto, está entregue. –Ele disse.

  Sorri.

  -Obrigada por vir me trazer. –Disse.

  Ele sorriu.

  -De nada, é sempre um prazer. –Ele disse. –Nos vemos mais tarde?

  Assenti.

  -Claro, eu irei te esperar. –Dei um beijo nele. –Eu te amo.

  Sorri.

  -Eu também. Tchau. –Ele disse.

  -Tchau.

  Seth foi embora e eu entrei na agencia e fui até a recepcionista.

  -Oi Renata. –Disse.

  -Oi, Kristen. Veio para o seu ensaio? –Ela perguntou.

  Assenti.

  -Sim, minha mãe e minhas tias estão aqui? –Perguntei.

  Ela assentiu.

  -Sim, Rosalie está se arrumando e Alice está com a Bella, sua mãe irá mudar de visual. –Ela respondeu.

  Sorri.

  -É sério? Sabe se ela vai deixar de ser loira? –Perguntei.

  Ela deu de ombros.

  -Eu não sei. –Ela respondeu.

  Sorri.

  -Quando minha mãe mudou de visual, eu tinha 4 anos, não lembro muito bem em como ela era, quando era morena, apenas por fotos, mas eu sempre gostei, assim nós ficávamos mais parecidas, achavam que eu era mais filha da Rosalie do que dela. –Disse e Renata riu.

  -Eu acho que a sua mãe está quase pronta. –Ela disse.

  Assenti.

  Rosalie apareceu.

  -Oi madrinha. –Disse.

  -Olá, querida. –Ela se aproximou de mim e me deu um beijo na testa. –Veio ensaiar com a gente?

  -Sim, eu também faço parte do desfile. –Respondi.

  Ela sorriu.

  -Claro. –Ela disse. –Você tem que ver a sua mãe, ela está ficando maravilhosa.

  Sorri.

  -É minha mãe fica maravilhosa de qualquer jeito, é a minha mãe. –Disse.

  Rose revirou os olhos.

  -Teremos que esperar, Alice está ocupada com a sua mãe.

  Assenti.

  -Ok, vamos sentar e conversar. –Disse.

  Nós nos sentamos no sofá e ficamos conversando, até Alice terminar com a minha mãe, Rosalie me perguntou sobre eu e o Seth, e eu contei tudo sobre a gente, que éramos um casal feliz e apaixonado.

  Alice apareceu.

  -Oi meninas.

  -Oi, tia Alice. Onde está a minha mãe?

  -Eu estou muito bem Kristen, obrigada por perguntar. –Alice disse.

  Sorri.

  -Oi tia Allie, tudo bem? Como vai o bebê? –Perguntei.

  Ela sorriu.

  -Oi Kris, estou bem e o bebê também. –Ela disse.

  -Que bom.

  -A sua mãe já está vindo, ela está linda.

  Sorri.

   -Ela é sempre linda. –Disse.

  Ela riu.

  Minha mãe apareceu, ela estava linda, o cabelo curto, mais loira do que eu, ela conseguia fica ainda mais linda do que já era.

  -E então? O que acharam? –Ela perguntou.

  Levantei-me e me aproximei dela.

  -Você consegue sempre ficar mais bonita, é muita beleza pra uma pessoa só. –Disse.

  Ela começou a rir.

  -Ah, muito obrigada, filha. –Ela disse e me abraçou.

  -Tenho que concordar com a sua filha Bella, você está incrível. –Mary disse.

  -Quero só ver o que o Edward vai dizer. –Rose disse.

  -Ele vai adorar, por que ele adora tudo nela. –Disse.

  Elas riram.

  -Tudo bem, a Bella já está pronta então chega de moleza e ao trabalho meninas, vocês tem que ensaiar. –Mary disse.

  -Então vamos ao trabalho.

  E comecei a ensaiar, junto com a minha mãe e as minhas tias queridas.

  Quatro dias depois…

  Saí da sala e encontrei o Seth.

  -Oi, meu amor. –Disse e lhe dei um selinho.

  -Oi. –Ele me deu um selinho.

  -Vamos? Eu to morrendo de fome. –Pedi.

  -Vamos.

  Fomos para o refeitório.

  Entramos no refeitório e de longe eu avistei a Mellanie, nós não nos falamos muito, desde que Jasper desistiu de levá-la para o internato, e isso já tinha quase uma semana.

  -Eu vou pegar o nosso almoço. –Seth disse.

  Assenti.

  -Ok, eu vou falar com a minha prima. –Disse.

  -Tá. –Seth disse e foi pra cantina.

  Fui até a mesa onde Mellanie estava sentada e me sentei a sua frente.

  -Oi, Melzinha. –Disse.

  -Oi Kris.

  A olhei. Ela não parecia nada bem.

  -Tudo bem Mellanie? Brigou com o Daniel?

  Ela negou.

  -Não, Dani e eu estamos bem. –Ela respondeu.

  -Então o que aconteceu?

  Ela me olhou.

  -É que eu não sei se eu posso te contar. –Ela disse.

  -Vai fala, você pode confiar em mim. –Disse.

  -É o meu pai.

  Respirei fundo.

  -Ele brigou com você de novo? –Perguntei.

  -Não. Sabia que ele está em Forks?

  Assenti.

  -Sim, minha mãe me disse.

  -Então, desde que ele foi viajar, que ele não dá notícias. –Ela disse.

  A olhei.

  -O que? Mas isso já faz quase uma semana, Mellanie. Por que não falaram nada?

  -Minha mãe  pediu pra eu não falar nada, ela achou que como você e a sua mãe estavam brigados com ele, não se importariam.

  -Mellanie, a briga com o seu pai foi bem séria, mas ele ainda é da família, minha mãe e eu não nos perdoaríamos se alguma coisa acontecesse com ele, sendo que estamos brigados. –Disse.

  Ela respirou fundo.

  -E pra piorar, minha tia fugiu de novo da clínica.

  A olhei.

  -Espera, Cynthia fugiu de novo, justo quando o Jasper está desaparecido?

  -Sim. Acha que foi ela?

  -Mellanie, a sua tia é maluca, ela já chantageou o Jasper uma vez, eu não confio nela. –Disse.

  -Eu vou falar com a minha mãe e pensamos no que podemos fazer. –Ela olhou pra trás e avistamos Seth e Daniel se aproximando. –Não vamos falar nada pra eles.

  Assenti.

  -Concordo.

  Os meninos sentaram com a gente e nós almoçamos.

  Apesar de ter brigado com o meu padrinho, nem eu e nem minha mãe deixaríamos uma maluca matar ele, nós ainda éramos uma família.

  Isabella Marie Swan Cullen

  Eu estava exausta!

  Estudar dois roteiros, ser esposa e mãe, cansava muito, eu não sei por que eu não estou com rugas.

  -MARIE! –Anthony gritou.

  Respirei fundo.

  -Ai meu Deus, me ajuda.

  Marie desceu as escadas correndo, ela estava com o carrinho do Anthony na mão, Anthony desceu atrás dela.

  -Se você não me devolver, eu vou destruir todas as suas sapatilhas de bailarina! –Anthony disse.

  -E eu destruo as suas chuteiras. –Marie disse.

  -SUA BRUXA! –Anthony gritou.

  -SEU BOBO! –Ela gritou.

  Robert começou a chorar no carrinho, assustado com os gritos.

  Levantei-me e peguei o Rob no colo.

  -Vocês o assustaram. –Disse. –Shiii, calma meu amor.

  -Mãe, pede pra Marie devolver o meu carrinho? –Anthony pediu.

  -Não vou devolver se não me fizer um favor. –Marie disse.

  -Eu não vou beijar a sua amiga feia! –Anthony disse.

  -Ela gosta de você!

  -Já chega! Onde está a irmã de vocês?

  -No Seth. –Eles responderam, ao mesmo tempo.

  Assenti.

  Eu estava sozinha, pra três crianças.

  -Oi.

  Chegou a minha salvação.

  Virei-me e olhei para o Edward.

  -Tá tudo bem? –Ele perguntou.

  -Não, os seus filhos estão me deixando louca e eu tenho dois roteiros para decorar. –Respondi.

   Ele assentiu e olhos para os nossos filhos.

  -Tá, o que vocês aprontaram? –Edward perguntou.

  -O que a sua filha aprontou, não é? Ela tá me chantageando. –Anthony disse.

  -Eu tenho uma amiga que gosta dele, ela quer dar um beijo nele, eu só estou negociando. –Marie disse.

  -Ela é muito feia!

  -Tá legal, já chega!

  Robert voltou a chorar.

  -Dá pra vocês pararem de gritar? O Rob tá ficando assustado.

  -Desculpe. Marie, devolva o carrinho do seu irmão, agora. –Edward disse.

  Marie devolveu o carrinho para o irmão.

  -Anthony, você não precisa beijar essa garota se não quiser. Se a Marie continuar insistindo, ela ficará de castigo, sem balé. –Edward disse.

  -Mais…

  -Nada de mais, Marie Cullen! –Edward disse.

  Marie me olhou.

  -Mãe…

  -Seu pai tem razão Marie, você não pode obrigar seu irmão. –Disse. –Você iria gostar se ele te obrigasse a beijar um amigo dele?

  Marie ficou vermelha. Isso era um sim. Espero que o Edward não perceba.

  -Subam e vão estudar um pouco. –Disse.

  Os dois subiram.

  Consegui acalmar o Robert e o coloquei de volta no carro.

  -Onde está a Kris, que não está aqui te ajudando? –Edward perguntou.

  -Na casa do Seth. –Respondi. –Eu acho até bom, por que seria um filho a mais aqui.

  Ele riu.

  -Ela é uma boa filha, se estivesse aqui, você conseguiria estudar os seus roteiros em paz. –Ele disse.

  Sorri.

 -É, você tem razão. Ainda bem que você chegou. –Disse.

  Ele sorriu e me deu um selinho.

  -Já disse o quanto está bonita com esse novo visual? –Ele perguntou.

  Sorri.

  -Você está dizendo isso há dias, mas ainda não escutei hoje. –Disse.

  Ele se aproximou de mim.

  -Você está muito gostosa com esse novo visual. –Ele disse.

  -Hum, apesar de adorar o elogio, você tem que respeitar o nosso filho. –Disse.

  Ele riu.

  -Tudo bem, me dá só um beijinho. –Ele pediu.

  Joguei os braços envolta do pescoço dele e o beijei.

  -Mãe! –Kristen passou pela porta como um furacão.

  Edward e eu nos afastamos.

  -Onde é o incêndio? –Edward perguntou.

  -O que aconteceu? –Perguntei.

  -O tio Jasper.

  -O que tem ele? Não vai me dizer que ele brigou com a Mellanie de novo…

  -Não, eu conversei com a Mellanie e ela disse que ele não dá notícias desde que foi pra Forks.

  -O que? Mas isso já tem quase uma semana. –Disse.

  -Eu sei, também achei estranho.

  -Se bem que Alice comentou que Jasper disse que a minha tia estava muito estranha no telefone, e eu não consegui falar com ela. Mas por que Alice não comentou nada comigo? –Perguntei.

  -Mellanie disse que ela não quis falar, por que achou que não ajudaríamos, por estarmos brigadas com ele. –Ela disse.

  -E por algum acaso ela acha que eu tenho o coração de pedra? Ele é o meu primo!

  -O pior não é isso. A irmã da Alice fugiu da clínica de novo, eu falei com Alice e ela também acha que a irmã tem alguma haver com esse sumiço. –Kristen disse.

  -E o que a Alice vai fazer? –Perguntei.

  -Ela está arrumando tudo pra ir para Forks.

  -Bella, vai falar com a Alice, eu fico com as crianças. –Edward disse.

  Assenti.

  -Tudo bem. –Peguei a minha bolsa. –Você vem comigo, Kris?

  -Claro.

  Dei um beijo na testa do Robert e um selinho no Edward.

  -Tchau. –Disse.

  -Tchau, me mande notícias. –Edward pediu.

  -Tá bom.

  Fui pra garagem e Kristen e eu entramos no meu carro, dirigi direto pra casa da Alice, se a Kristen estivesse certa, Cynthia poderia estar envolvida com o sumiço do Jasper, e eu a mataria se ela fizesse alguma coisa com o Jasper e os meus tios, eles eram os únicos que sobraram da família Swan e eu não podia perdê-los.



Notas finais do capítulo

Bella: http://celebmafia.com/wp-content/uploads/2016/05/kristen-stewart-cafe-society-photo-call-2016-cannes-film-festival-8.jpg



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Confronto 2ªtemporada" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.