Falling In Love (with My Best Friend) escrita por annylopez


Capítulo 2
Capitulo2 – Mau humor congênito.


Notas iniciais do capítulo

Obrigado pelo apoio meninas lindas..../ mais um capitulo fresquinho



Capitulo2 – Mau humor congênito.

Em algumas épocas eu era acometida por uma terrível doença ...

Mau humor , serio era terrível – acho ate que é congênito.

E nada melhor pra arregaçar meu humor do que acordar cedo, fala serio gente quem inventou essa de que temos que ir pra escola logo ás 7 horas da madrugada , vei nesse horário nem meu cérebro ta acordando quanto mais vai ser capaz de aprender alguma coisa.

_Nessinha neskau acorda logo que eu não tenho o dia todo – falou uma voz irritantemente irritante enquanto mãos fortes insistiam em puxar meu edredom

#ooh pessoa sutil viu

_Vê se morre Jake , não vou pra escola hoje eu to doente – murmurei virando na cama

_Serio ? ah! Que pena que essa sua desculpa esfarrapada não cola comigo gracinha – disse retirando totalmente o edredom, continuei de olhos fechados insistindo em ignora-lo, quem sabe ele não acabava desistindo .

_Se continuar assim vou puxar suas pernas e jogar pra fora da cama , e eu não estou blefando hein.

Suspirei forçando meus olhos a continuarem fechados

_Nessie larga de ser uma velha chata , vamos levanta

Eu juro que vou matar o idiota que deixou esse cara entrar aqui.

#Perai ! espera só um minutinho

Me sentei na cama de uma vez a consciência de repente tomando conta de mim

_Ate que enfim hein sonequinha – ignorei seu sorriso idiota e meus olhos ainda sonolentos focaram o calendário na minha escrivaninha

EU.NÃO.ACREDITO!!

-Aaaaah! Jacob-Filho-da-mãe- Black – gritei incrédula com tamanho pecado.

_Não acredito que você esta aqui me acordando as oito horas da madrugada de um domingo!!! – gritei extrapolando minha ira.

Ele sorriu torto , indo ate meu closet – Nessita vou te falar seu humor matinal fica cada dia pior , é capaz de espantar ate o mais temível homem ,tipo sei la – deu de ombros jogando uma peça de roupa sobre mim – O Sadã Russen.

Revirei os olhos me levantando

Peguei a roupa indo ate o banheiro

Encostei a porta  e gritei pra que ele do quarto pudesse me ouvir -  Essa é a intenção , mas vejo que infelizmente  não  funciona com caras da idiotolandia neh .

_Eu cresci com esse típico humor já estou imunizado querida – Pude ouvir sua risada .

Terminei de me vestir a camiseta e a bermuda que ele havia me dado e me olhei no espelho

#Oh!Deus..

Tava super explicado porque que ele nunca ia me olhar daquela forma

Meu cabelo estava armado como um ninho de passarinhos , todo embolado em si mesmo. Meus olhos já costumamente enormes estavam inchados e nem vou comentar a  típica melequinha matinal.

Serio como as pessoas conseguem se manter apaixonadas acordando todos os dias juntas ?

A vida é uma incógnita.

Terminei de me ajeitar como pude , pra falar a verdade só embolei o cabelo em nó e lavei o rosto – não dava tempo de uma cirurgia plástica então..

Voltei para o quarto vendo – o revirar os canais da minha TV , como sempre jogado sobre minha cama.

Suspirei pronta pra xinga-lo

Oh carinha folgado, intimidade definitivamente é um mal sem volta.

_Antes que comece com suas belas palavras matinais , olha só o que trouxe pra você –Disse ele me subornando com um copo grande de café.

Sorri sem poder me conter – meus olhos brilharam

*Cafeina.../ minha amada como é bom te ver...

Virei o liquido quente e forte na boca sentando –me na cama

Suspirei já mais calma.

­_Então agora que vejo que os espíritos malignos já saíram do seu corpo, posso dizer o motivo que me trouxe aqui ?– Sorriu massageando minhas costas.

Dei de ombros pra enfatizar que eu não estava nem ai.

_Tudo bem! – Suspirou pulando da cama – Já que você não esta nem interessada acho que não devia dizer .

#safadoo!

_Fala logo! Se não meu humor pode se alterar novamente – Falei impaciente .

Odeio suspenses.

_Aaah! Sabia que você esta louca pra saber – Sentou ao meu lado , retirando o café de minhas mãos .

Suspirei já consciente do quão perto estávamos

Seus olhos castanhos brilharam nos meus e as benditas borboletas em meu estomago resolveram acordar também.

Ele sorriu,  como em câmera lenta vi ele morder o lábio inferior – do mesmo jeito que ele sempre faz quando esta constrangido e sem querer meu coração deu uma cambalhota , me avisando que também já estava na ativa.

Seus dedos se enroscarão em alguns fios que teimavam em cair sobre meu olho esquerdo – da mesma forma que eu sempre via nos filmes , da mesma forma que os mocinhos faziam antes de beijar as mocinhas.

Engoli em seco diante desse pensamento.

Não Nessie foco! Você não gosta mais dele dessa forma , você o esqueceu ontem a noite ve se não pira e lembra disso – Voce já o esqueceu!

Ele sorriu torto e sem querer suspirei

#Droga! Vou ter que amarrar um laço no dedo pra lembrar que eu já me esqueci dele.

_Vim aqui porque vamos fazer um piquenique do qual você esta proibida de recusar- Falou por fim.

#Talvez ele nem tenha demorado tanto, foi minha mente pervertida que viu tudo lentamente.

_Quando diz nos ? – perguntei feito uma boba que sou.

Ele franziu o cenho e sorriu confuso – Quero dizer nos dois .

#Ai minha nossa senhora da chapinha , me alisa que eu to assanhada# adorei ouvi-lo dizer nos dois , soa tão bem nos lábios dele.

Suspirei lembrando do meu mantra – Eu já o esqueci , eu já o esqueci , eu já o esqueci.

_Afinal você vive reclamando que depois que comecei a sair com a Sheron , não faço mais nada com você e ...-Continuou ele totalmente inconsciente de meu surto mental –Além disso conversando com minha mãe ontem ele me disse que talvez você seja tão contra a Sheron por que tem medo de ficar excluída da minha vida e .._ Ele segurou em minha mão me olhando fundo – Me senti mal por ter ido ao jogo ontem sem você e quero que saiba que você é a minha princesinha , sempre vai ser –  Ele sorriu torto Princesinha soou meio infantil , tipo amor fraternal mas e dai”  acho que é legal um cara te chamar de princesa não é ?! – Você é uma das pessoas mais importantes no mundo pra mim , você e minha mãe serão sempre as mulheres da minha vida. -  sorri amarelo , “ Bom essa frase teria ficado melhor se ele não tivesse incluído a mãe neh  tipo – Você sempre será a mulher da minha vida – Você é minha irmanzinha Nessita – Meu sorriso já amarelo murchou de vez ao ouvir essa frase.

#Eu odeio esse cara!

###

Suspirei sentindo o cheiro da grama verde recém molhada não sei por alguns respingos de chuva ou pelo orvalho da manha . Odiava acordar cedo , isso não era segredo pra ninguém em minha casa, mas bem que havia valido a pena

Eu adorava esse lugar.

Se fosse para descrevê-lo não sei faria jus , apesar de ser meu lugar preferido no mundo inteiro.

Deitada aqui embaixo dessa enorme arvore eu havia visto minha vida evoluir, o som do mar á alguns poucos metros embalavam minha tarde , mas o que eu mais amava era ver , as folhas secas que forravam o chão – a beleza do outono.

Olhei em volta vendo Jake vindo em minha direção com os cabelos molhados

A blusa jogada pelos ombros e a calça com a barra puxada ate o meio das pernas . Ele havia ido dar um mergulho no mar – sempre foi mais corajoso que eu.

Sorri tentando me lembrar do meu mantra , mas se tornava uma coisa bem complicada vendo a forma como os raios solares batiam em seu corpo dourado e definido.

Definido ate demais , meu Deus de onde surgirão todos aqueles músculos.

Fechei os olhos me encostando no grosso tronco da arvore.

Abri os olhos assim que senti um pano ser jogado contra meu rosto.

Retirei a camisa molhada de Jake da minha cara , sorrindo duro.

_Gracinha!

Ele puxou uma maça do cesto que havíamos trago.

_Devia mesmo entrar a agua esta ótima Nescauzinha.

Suspirei – Não , obrigado! E quer parar de ficar inventando apelidinhos pra mim, não sou mais criança.

Ele sorriu revirando os olhos – Mais fica uma fofura assim toda bravinha- Apertou minha bochecha pra enfatizar.

_Porque é que você anda tao pensativa ultimamente , anda no mundo da lua.

_Não ando nada é só que sei lá

Ele me olhou por um tempo me avaliando

_AH! Como não percebi isso antes  , Já sei o que esta havendo com Você .

Olhei nervosa , seus olhos brilhavam como se tivesse feito a descoberta do século , isso não podia ser boa coisa.

_Sabe nada – Gaguejei – É coisa de mulher , ta !

_Que mané coisa de mulher sei sim , sei porque eu conheço os sintomas você esta afim de alguém !

Olhei em choque pra ele , seu sorriso confiante de quem não tinha duvidas

Abri a boca , mas minha garganta estava seca e meu cérebro vazio.

_Viu! Eu disse – Sorriu vitorioso – Não consegue nem desmentir

Fechei os olhos sentindo minhas mãos suarem.

Ele sabe! E agora ?

_Então diz ai quem é o cara ?

Abri os olhos olhando incrédula

_Ah! Nem adianta me olhar assim , sou seu melhor amigo você tem a obrigação de me dizer quem é .

Bufei me levantando

_Hei aonde pensa que vai? Nessita eu tenho de saber se o cara é bom o bastante pra você ou não, - Ele se levantou me imitando - além do mais te contei quando descobrir que estava apaixonado pela mina mais linda de todo o colégio.

Olhei em seus olhos engolindo em seco

#como eu fui idiota por pensar que ele havia suposto que era ele, jamais ele me veria como uma mulher#

_Pode me contar – Ele segurou em meu braço sorrindo – Vou até te ajudar a conquistar esse cara. Sabe te dar uns conselhos, Te amo minha bonequinha e quero que você fique tão feliz como eu estou com a Sher.

Desvencilhei meu braço uma dor angustiante tomou meu coração, as lagrimas traiçoeiras já escorrendo por meus olhos.

Ele me olhou consternado – Esta chorando?

Enxuguei as malditas delatoras rapidamente me afastando

_Sabe Jake você é um... – Respirei fundo me recompondo – As vezes eu queria que você e sua bendita Sher morressem afogados no próprio cuspe.

....

Entrei no carro batendo a porta.

_Muito bem! – Ralhou Brian com uma careta – Bate a porta do meu carro mais uma vez e vai pra escola de pé.

Ignorei enquanto procurava algo que prestasse nas estações de radio.

Ele acelerou seguindo pela avenida .

_Pode me dizer porque não foi com o Jake como sempre?

_Não é da sua conta – Cantarolei

_Já ate sei o porque – Sorriu se sentindo o senhor do conhecimento.

Escolhi uma musica legal e respirei fundo me recostando na poltrona

_Entregue! – Disse ele assim que chegamos á porta da minha escola.

_Dez dólares – Sorriu piscando o olho.

_Poe na conta – Respondi irônica.

Abri a porta do carro e pra começar bem minha segunda –feira vejo Jake e a vacorada ( sabe neh Vaca +namorada) enroscados na porta do colégio , conversando animados com um bando de idiotas da mesma tribo que eles.

Suspirei pronta pra encarar meu inferno pessoal.

_Sabe Nessie – Disse meu irmão chamando minha atenção.

Me virei pra olha-lo

_Ta na cara que você ta afim do Jake – abri a boca porem ele fez um sinal com a mão me impedindo de continuar – Não precisa negar sou seu irmão mais velho, não vou contar pra ninguém só.. sei lá – Balançou a cabeça

_Eu e o Jake somos só amigos e é assim que vai ser ta Brian, fica frio.

_Você devia fazer diferente , ta jogando com as cartas erradas.

Olhei como se ele fosse retardado ( O que sem querer ofender , de fato ele é )

_Sabe como o Jake , eu digo!-continuou ele, desmoronei

#Ah não conselhos de irmãos á essa altura da manha , eu não mereço.

_Quer dizer olha só pra aquela menina que ele esta pegando e olha só pra você – Disse apontando pra minha camisa do paramore customizada.

_Se isso era pra elevar a minha moral, muito obrigada irmãozinho-Resmunguei irônica batendo a porta do carro.

_Hei é serio, devia ser mais feminina sei lá – gritou se jogando sobre a janela.

Virei as costas e segui indo rumo á escola- infelizmente!

Assim que passei por onde Jacob estava com os amigos , ele sorriu buscando meu olhar , mas fui forte e consegui não retribuir.

Muita sacanagem ele vim me dizer que esta felizinho com a vaca loira e que quer me dar uns conselhos...

Argh!

È isso ai ! talvez esse seja o caminho para esquece-lo de vez, odiá-lo.

Bati a porta do meu armário , descontando minha raiva.

_Ora ora ! temos alguém de mau humor esta manha , os pobres armários não tem culpa sabia – Sorriu Eric-Sabichão-West

Resolvi ignorar quem sabe ele não achava que de repente ficou invisível e desistia de me amolar.

_É por essas e outras que temos tantas depredações no colégio , isso é uma escola publica sabe não – Sorri retirando meus livros de meus braços , com seus olhos verdes brilhando de contentamento.

O porque disso? – Não me perguntem!

_Eric não tem nada melhor pra fazer do que me amolar não?

Ele riu visivelmente chocado – Porque é que ultimamente seu humor anda tão negro hein Reneesme ?

_Ele não anda , eu é quem ando ele só me acompanha – Falei pegando meus livros de volta. – Eu levo.

_Nossa! – ele me ergueu as mãos em sinal de rendição. – Só queria ser gentil, desculpa.

_Não preciso de ninguém sendo gentil comigo ta.

_Tudo bem – Sorriu sem graça.

Continuei seguindo pelo enorme corredor desviando de algumas pessoas

Ele no entanto veio me seguindo.

# Que droga arrumei um cão guia , nos nem tínhamos aula juntos.

Parei no meio e me voltei olhando interrogativamente

_Queria te dizer uma coisa , mas você não me deu chance – Sorri remexendo com as mãos nervoso.

Cruzei os braços esperando.

_Bom, foi meio sem querer mas dei seu nome pra professora lyan – Ele gesticulou ansioso – Pro show de fim de semestre sabe, ela quer formar uma banda da escola e te indiquei como vocalista.

_Ooo que?! – olhei atordoada

_Á proposito adoro essa banda – sorriu apontando pra minha camisa.

Mas que M$%&*

#Continua!!!