O Impossível Se Torna Possível escrita por Day Marques


Capítulo 1
Capítulo 1


Notas iniciais do capítulo

Olá galerinha, eu resolvi tentar mais uma vez com minhas histórias malucas. Só que dessa vez com uma pitada de cristianismo. Estou super nervosa e ansiosa para saber se vai dar certo. Minha consciência estava me incomodando para escreve-la, então quem sabe isso não é Jesus pedindo que eu o faça, certo? Vamos lá, me digam o que acham.

Ah, eu criei um grupo. Peçam para entrar e serão muito bem-vindos. Sintam-se livres para tirar dúvidas e falar comigo. Convidem seus amigos para participar!
Beijão
Link: https://www.facebook.com/groups/837297163006046/




Ah, hoje é um dos meus dias favoritos. Sábado. Dia em que não tenho que trabalhar e posso acordar a hora que eu quiser. Bom, acordar a hora que eu quero já é uma ilusão minha, já que a minha mãe vive me acordando cedo. Principalmente hoje. Primeiramente deixe-me me apresentar, meu nome é Isabella Marie Swan, tenho 22 anos e moro em Manhattan, NY. Eu sou uma pessoa de Deus, é claro que estou dizendo que sou evangélica, da igreja Presbiteriana, e ai eu chego a questão de estar acordada as 09:00 da manhã. A minha igreja programou para hoje uma bela passeata para pregarmos o evangelho, entregarmos folhetos e muito mais. Eu faço parte do grupo dos jovens e iremos fazer uma peça de teatro, na verdade duas. E eu confesso que estou morrendo de medo, não que eu seja tímida – isso não mesmo, minha mãe diz que se eu não fosse evangélica, só a graça para me salvar, eu nem sou tão cara de pau assim – Enfim, é que eu nunca me apresentei em publico assim, sabe. Só na igreja. Apesar de ser evangélica, eu amo rock e me visto como uma, não que eu tenha pircings, tatuagens e me vista com roupas curtas. Mas eu amo preto, tênis e estilo rock bad girl.

– Filha, pelo amor de Deus, levanta logo que você ainda tem que tomar café – Gritou minha mãe do andar debaixo. Essa é a minha mãe, Renée Swan.

– Ai mãe, já estou indo. Eu não posso descer pelada, certo? – Escutei sua risada. A minha mãe já está acostumada com minhas loucuras. Coloquei uma bermuda rasgadinha, uma regata preta e calcei meu tênis. Peguei meu Ray-ban e desci.

– Bom dia gente – Minha família já estava reunida na mesa.

– Vê se come logo, estamos atrasados – Falou meu pai. E esse é o meu pai, Charlie Swan, super bem-humorado de manha. Olha a ironia.

– Como sempre – Debochei. Comi rapidamente e corremos para o carro. Minha tia Christina já estava lá, então quando chegamos depois dela, sabemos que estamos realmente muito atrasados. Desci e minha amiga Alice veio logo me abraçar.

– Ainda bem que você chegou Bella, pensei que não viria mais – Exagerada.

– Acordei tarde, desculpa.

– Enfim, como sempre, certo. Mas então, está pronta para ficar no duro o dia todo? – Essa menina é tão safadinha às vezes.

– Ai que horror Li – Ri – Mas sim, estou preparada.

– Hei vocês duas, querem caminhar com essa faixa? – Perguntou uma senhora que ainda não sei o nome.

– Ah claro, pode me dar.

– Atenção, atenção. Obrigado pela atenção – Só podia ser meu amigo Emmett. Todo mundo deu uma risadinha – Mas sério pessoal, vamos começar agora a passeata e espero que todos façam sua parte e o melhor, divirtam-se e vamos espalhar a palavra do nosso senhor – Todos aplaudiram. Cada um pegou seus pertences e saímos caminhando atrás do carro que estava com o som. É lá vamos nós.



Notas finais do capítulo

O primeiro capítulo está pequeno, mas e ai? Vocês ficaram empolgados ou entediados para prosseguir? Vamos lá gente, não custa nada comentar certo? Espero vocês aqui em. Até breve.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "O Impossível Se Torna Possível" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.