They Don´t Know About Us escrita por Nicole Hudson


Capítulo 20
Heart broken?


Notas iniciais do capítulo

Desculpa, meus leitores divos! Minhas aulas começaram na segunda e eu não tive nem um tempinho livre para atualizar a fic! Vocês me desculpam? Ah, por falar em divos, obrigada á Miss Malfoy pela recomendação!!!!




Sadie voltou para a mansão do Brooklin, mas eu cumpri a  minha promessa e estou a visitando toda a noite. Essa noite seria especial, iríamos a uma balada qualquer, comeríamos em um restaurante francês  e por último iríamos na mansão, ver um filme de terror. Tomei um banho bemmmm demorado, vesti uma calça jeans preta, um All Star preto, uma camiseta cinza  e uma jaqueta de couro preta. Passei perfume, escovei os dentes, penteie meu cabelo, ajeitei a jaqueta e me olhei no espelho. Peguei meu celular, pus no bolso, peguei minhas chaves. Peguei um portal e sai no quarto de Sadie. Eu murmurei: Te vejo lá embaixo daqui á 20 minutos. Sadie piscou e eu me teletransportei até uma praça perto da mansão. Me sentei em um banco e esperei Sadie chegar. Ela chegou desfilando, usando um vestido vermelho de festa que só cobria um dos ombros, um salto alto preto, brincos de pérolas, Sadie passou rímel, um gloss que ressaltou os seus lábios vermelhos e suas mechas eram roxas...  Sadie abraçou o meu pescoço e pulou. Eu a segurei e a beijei. Deixei Sadie suavemente no chão, ela fez cara de choro: Por que você me pôs no chão? Eu revirei os olhos  e peguei Sadie no colo. Nos beijamos longamente. Sadie se levantou: Vamos para a balada? Eu peguei a sua mão e fomos andando calmamente até a boate. Começou a chover e Sadie apertou a  minha mão com força. Entramos correndo na boate. Sadie se sentou em uma mesa perto da pista de dança. Eu fui até o bar  e  pedi dois refrigerantes. Peguei meu Seven Up e a Coca da Sadie. Pus a Coca de Sadie na frente dela e coloquei o meu Seven Up na frente do meu lugar. Tomei um gole do meu refrigerante.Senti o gostinho de limão. Sadie sorriu: Vamos dançar? Eu abri um largo sorriso: Mas e os nossos refrigerantes? Sadie revirou os olhos e bufou: Ok, terminamos os refrigerantes e depois vamos dançar... Tomamos nosso refrigerantes e eu guiei Sadie até a pista de dança. A música é Moves Like Jagger do Marron 5. Eu me joguei na pista, dançando como se não tivesse amanhã. Logo todas as pessoas estavam dançando comigo. Sadie estava dançando ao meu lado e empurrando qualquer outra mulher que quisesse se aproximar de mim. Eu a abracei e murmurei em seu ouvido: Relaxa. Eu sou  seu, tá? Não vou te trocar por nenhumas dessas mulheres... Sadie relaxou um pouco, me beijou e eu  a puxei pela cintura para mais perto de mim. O dj anunciou que haveria uma dança lenta, a música seria A Thousand Years da Christina Perri. Puxei Sadie para perto de mim, segurei sua cintura e a conduzi. Dançamos valsa. Quando a dança lenta acabou, Sadie me olhou, esperançosa: Que tal nós irmos jantar? Eu endureci minhas feições e fiz pose de machão: Não, nós só vamos quando eu quiser!!! Sadie me calou com um beijo e ela me guiou até o restaurante. 

Fomos até a nossa mesa era no terraço de onde se podia ver a cidade inteira. Eu puxei a cadeira de Sadie e ela se sentou. Me sentei e pedimos uma entrada: Escargots. Sadie não queria provar, mas eu a convenci a provar. Eu sei que pode parecer meio nojento, mas lesmas não são tãããão ruins assim. Comemos e Sadie fez uma careta. Pedi para nós um prato de pernas de rã e deixei que Sadie escolhesse o resto do seu jantar. Eu experimentei todos os pratos que eu aguentei, mesmo os mais nojentos... Brindamos nosso jantar com suco de uva. Paguei a conta e pegamos um táxi de volta para a mansão do Brooklin.  Na frente da mansão me despedi de Sadie e me teletransportei até o quarto dela. Cheguei lá e vi que Sadie já estava sentada na cama, com um balde de pipoca com manteiga quentinha, dois copos de chá gelado , barras de chocolate e outras porcarias,um cobertor e o filme já separado: O Iluminado... Me joguei na cama de Sadie e me deitei ao lado dela. Bati palmas e as luzes se apagaram. O filme começou, Sadie parecia estar nervosa e eu a a confortei com um abraço. Sadie segurou a minha mão com força e não a soltou mais. Na metade do filme, escutei um barulho, mas achei que não era nada. Porém escutei a porta ser escancarada, as luzes acesas  e Carter entrar no quarto. Tipo, no último ano, Carter ganhou mais músculos, ficou mais alto, sua barba começou a crescer e sua voz engrossou um pouco mais. Carter berrava, furioso: SADIE! COMO PODE FAZER ISSO? PORQUE VOCÊ ESTÁ NA MESMA CAMA QUE ELE? Disse Carter apontando para mim. Sadie tentou se explicar: Olha, Carter... Nós estávamos vendo um filme, mas como não tenho sofá aqui no meu quarto, tivemos que ficar na mesma cama, foi a única solução... Carter bufou: Pare de mentir, Sadie Kane. Pude reconhecer a voz de Hórus. Hórus/Carter continuou: Sei que você namora o cabeça de chacal, mas é impossível ver uma garota da sua idade deitada na mesma cama que um deus sem  imaginar outras coisas... Eu e Sadie coramos violentamente e eu queria que aparecesse um buraco no chão e eu sumisse. Eu propus um desafio: Proponho um desafio.. Que tal se eu invocar uma pena de verdade e Sadie terá que responder a todas as perguntas de Hórus? Carter me olhou irritado: Eu sou o Carter! Hórus se manifestou: Eu aceito o desafio!

Uma pena de verdade apareceu na palma da minha mão e a entreguei a Sadie. 



Notas finais do capítulo

Gostaram? Hoje eu posto mais um capítulo!