D.N.A Advance: Nova Ordem do Século escrita por Sensei Oji Mestre Nyah Fanfic


Capítulo 75
A Ilha dos Personagens


Notas iniciais do capítulo

Como esses capítulos iniciais são mais ativos, mais lutas e o grupo está se reunindo, estou postando com mais frequência. Depois que chegar a saga dos Governadores, aí vai demorar um pouquinho.



CAPÍTULO 75

Um carro antigo andava por uma estrada bem asfaltada. O veículo só parou quando quando Devimon ficou no meio da via. O demônio caminhou até a lateral do carro. O vidro abaixou e revelou ser Wisemon.

─ Alguma novidade?

─ Parece que os digiescolhidos derrotaram o Capitão Nanimon e frustraram os planos de Dracmon.

─ Dracmon parece um tapado. Parece que ele não sabe fazer nada direito. Precisamos dar mais um passo adiante.

─ Como, senhor?

─ Você vai ficar encarregado de cuidar daqueles pestinhas pessoalmente. Talvez o seu poder seja o suficiente para derrotá-los de uma vez por todas.

─ Sim senhor.

Wisemon fez o seu veículo desaparecer diante dos olhos de Devimon.

...

Ilha Comic Con, uma ilha onde viviam pessoas realmente diferentes. Graças às inovações tecnológicas da internet, surgiram novos moradores no mundo digital. Quando pesquisamos sobre alguém no Wikipédia ou algum site, vemos os dados daquele ser ou personagem. Esses dados se acumulam e até formarem seres vivos idênticos. Por exemplo, se um ser humano pesquisa sobre algum filme de sucesso, esses dados são lançados no digimundo até formarem uma vida e essa vida fica com a identidade do personagem. A Ilha surgiu bem depois que Barbamon foi morto e quando Weiz interferiu nas leis do mundo digital.

─ Essa explicação foi o Gennai quem deu? ─ perguntou Paulo.

─ Sim. Quando eu cheguei no digimundo, ele me informou isso. Existem programas morando aqui como se fossem pessoas no nosso mundo. Mesmo assim não são humanos. Eles são da mesma propriedade que o Gennai.

─ Ah, entendi. Ué, cadê meu pai e seu parceiro?

Mushroomon e Impmon foram mais além na ilha. Enquanto os dois rapazes conversavam, ambos digimons viram um pequeno ser entre os arbustos. Eles foram atrás dele até chegarem na cidade dos personagens, ou como dizia a placa, Bem-vindo à Fogo Azul. Eles não entenderam nada.

─ Não é melhor voltarmos para os nossos parceiros.

─ Arre saco. Vocês digimons são burros por natureza? Tem alguma coisa errada por aqui. Eu senti a minha força sendo bloqueada assim como foi em Iso. Com certeza deve haver um satélite aqui ─ disse Impmon. Mush tentou sair de fininho para voltar à praia. Impmon pulou em cima dele e deu-lhe um cascudo ─ Seu medroso. Você não sai daqui.

─ Ai ai minha cabeça...

Os dois viram um ser parecido com um duende. O pequenino saiu com medo e entrou na cidade.

─ Ele veio da floresta. Vamos para lá naquela direção. Vai logo, se levanta.

─ Tudo bem...

─ Jin não vai sair voando. Vamos ─ Impmon saiu praticamente arrastando Mush.

Jin e Paulo tentaram chamar os outros dois, mas foi em vão. Uns dois personagens se aproximaram deles. O pixel Homem de Ferro e o pixel Son Goku. Os mesmos que tramaram uma armadilha

─ Olha, Jin. Olha aquilo, cara. É um sonho?

─ Não.

─ O tamanho dessas criaturas! Lembra muito os minions só que com dois olhos. E ainda estão fantasiadas.

Os dois se aproximaram dos digiescolhidos e cumprimentaram. Paulo não acreditou que no digimundo havia criaturas daquele tipo.

─ Oi, sou Homem de Ferro. Vocês devem ser os digiescolhidos.

─ Sim, somos sim ─ respondeu Jin.

─ Estamos procurando uma pessoa parecida conosco. Ela deve estar aqui na ilha ─ disse Paulo.

─ Hum, acho que vi alguém assim que nem vocês ─ falou o pixel Son Goku.

─ É verdade. Ele apareceu por aqui há dias. Um loiro com cabelo enrolado ─ falou o pixel Homem de Ferro.

─ Ruan ─ disseram os digiescolhidos.

Os pixels responderam positivamente. Paulo e Jin acreditaram que finalmente poderiam salvar o amigo e reunir novamente a equipe. Eles acompanharam os dois menores até a cidade Fogo Azul.

Impmon ficou caminhando pela floresta sempre acompanhado de Mushroomon. Eles perceberam que havia um satélite inibidor naquele local. Bingo, dito e feito. Uma parabólica pequena escondida na copa de uma árvore. Impmon logo usou suas chamas para destruir o objeto.

─ Agora podemos voltar?

─ Espera, Mush. Agora há pouco eu senti um cheiro estranho vindo daquela direção. Como o meu nariz é excelente para farejar, eu posso sentir o cheiro de alguém a quilômetros.

─ Por acaso você é algum cão?

Impmon/ Wesley usou o seu olfato apurado até chegar perto de uma pequena lagoa. A surpresa maior foi que os dois encontraram Ruan deitado envolvido por vários cogumelos vermelhos. O garoto aparentava estar dormindo.

─ É o Ruan!

─ Espera. Provavelmente são cogumelos do sono ou paralisantes. Se você ir até lá e sentir o cheiro vai desmaiar. Eu como sou imune a efeitos de cogumelos, posso ir até lá.

Mushroomon foi até onde Ruan estava e removeu todos os cogumelos jogando-os na água. Impmon retirou o lenço do pescoço e o colocou no rosto como uma máscara. Ajudou o parceiro de Jin a levar Ruan até uma árvore. Encostaram-no num tronco. O Legacy do espanhol brilhou e o rapaz recobrou a consciência.

─ Ai minha cabeça tá girando ─ a visão antes turva ficou mais nítida. ─ Mushroomon e Impmon. O que fazem aqui?

─ Viemos resgatá-lo.

─ Paulo e eu fomos os últimos a chegar no digimundo. Chegamos ontem e desde então estamos reunindo o grupo. Viemos para essa ilha.

─ Hagurumon! Droga, eles levaram Hagurumon.

Ruan se levantou imediatamente, mas ainda ficou cambaleando. Passou meses dormindo e não lembrava de muita coisa. Apenas que seu parceiro fora vítima dos habitantes da cidade daquela ilha. A explicação plausível por ele não ter feito as necessidades fisiológicas por todo esse tempo, é que no digimundo isso é facultativo apenas para os digiescolhidos.

Paulo e Jin foram levados para a cidade. Logo ficaram encantados com cada morador daquela região. Os dois pixels fizeram a mesma coisa como quando fizeram com o Ruan. Levaram-nos para a prefeitura.

Hagurumon estava preso. Depois que Ruan fora vítima dos cogumelos, o pequeno ser esperou tanto que entrou em auto-desligamento. Os pixels aproveitaram essa chance para capturá-lo e levá-lo à detenção. O pixel Jack também estava preso.

Pixel Darth Vader recebeu os novos visitantes. Logo enganaram os dois. Mas antes de serem presos, Ruan apareceu.

─ Paulo, Jin. Eles são do mal. Esse imbecil me enganou e tentou me prender. Fizeram a mesma coisa com Hagurumon. Pois se pensam que sairão ilesos dessa, estão enganados ─ ele mexeu no Legacy, função de religar o seu digimon. ─ Agora veremos.

─ Não posso acreditar nisso ─ disse Paulo.

─ Fomos enganados ─ falou Jin.

─ Atirem neles! ─ gritou o prefeito.

─ Ah, mas não vão mesmo ─ Ruan fez com que Hagurumon religasse e assim pudesse evoluir.

─ Hagurumon digievolui para... Guardromon!

Guardromon era grande demais para caber na cela. O digimon praticamente destruiu o lugar todo. Os pixels ficaram morrendo de medo dele.

─ É isso aí Guardromon. Acaba com eles.

O robô preparou um pequeno míssil e o soltou contra o chão. A explosão fez com que o Darth e os guardas fossem destruídos na hora. Píxel Son Goku e Homem de Ferro correram com medo. Todos já declaram certa a vitória quando Dracmon apareceu.

─ Por que estão rindo, seus trouxas?

─ Grrrr! Esse Dracmon de novo. Dá vontade de meter a porrada nele com minhas próprias mãos ─ falou Paulo.

─ Os infelizes deste lugar não sabem brigar. São todos frouxos. Mesmo assim será impossível de vocês saírem daqui pois nessas ilhas há um campo de força muito forte.

Guardromon apontou o braço para cima e atirou. O domo de vidro quebrou por completo frustrando Dracmon.

─ Agora é a sua vez ─ disse Ruan.

─ Não cantem vitória antes do tempo ─ disse Dracmon mexendo num controle remoto. O chão se abriu revelando um robô de uns dois metros de altura. Ele era muito parecido com um dinossauro. ─ Tchau digiescolhidos. Aproveitem seus últimos momentos hehehe.

─ Ele vai escapar ─ disse Jin.

─ Deixa ele. Se for para lutar, nós lutaremos. Guardromon!

─ Estou ouvindo, Ruan. Concordo. Lutarei com ele.

Guardromon foi até o robô e tentou empurrá-lo. A máquina era forte e nem saiu do lugar. Pegou Guardromon e o jogou para o alto como se fosse um boneco de palha.

─ Ah não. Ele vai perder ─ disse Impmon. ─ Eu vou mega-evoluir.

─ Não! Eu resolvo isso sozinho ─ disse Ruan.

Guardromon ficou com os olhos vermelhos e soltou um raio poderoso deles. Atingiu a máquina em cheio. Depois com suas metralhadoras que ficava cima da cabeça dele, ele atirou contra o outro e depois soltou seus mísseis. O robô dinossauro ficou em pedaços. Guardromon voltou para o chão. Todos comemoraram mais uma vitória.

Eles se despediram de Jack pixel e de outros moradores bonzinhos que ali moravam. Pegaram o bote e voltaram para o navio, exceto Ruan que foi nas costas de Guardromon que sabia voar sobre a água do oceano.

─ Que bom vê um amigo que há meses não víamos ─ disse Jin.

─ Eu também digo o mesmo ─ falou Ruan. ─ Perdi muito tempo. Fui enganado por aquele maldito Dracmon. Se eu não tivesse escutado ele, provavelmente já teria achado as garotas e conseguido a minha relíquia.

─ Não fique se punindo. Eu também caí numa armadilha e fiquei trabalhando para um digimau. Aproveitando a situação que havia um satélite impedindo Mush de evoluir.

Enquanto Jin conversava com Ruan, Paulo aproveitava o sol maravilhoso para ficar deitado num tipo de divã perto da área da piscina. Aquela brisa gostosa, a sensação boa logo passaria porque em breve teria que enfrentar os governadores. Portanto, melhor aproveitar agora. Wesley deu um salto num trampolim com direito a acrobacia. Paulo bateu palmas pelo espetáculo. Os digimons também ficaram encantados. Ele saiu da piscina e se balançou como cachorro molhado ficando com os pelos assanhados.

─ Uau! Onde conseguiu tamanha proeza?

─ Ué? Não sabia? Quando eu tinha a tua idade era nadador profissional na minha escola. Tinha até as olimpíadas juvenis e até ganhei o primeiro lugar. Eu sei nadar melhor que peixe ─ disse colocando o lenço vermelho de volta ao pescoço.

─ Quem te viu quem te vê, senhor Wesley. A cada dia eu descubro coisa nova.

Paulo ficou olhando para ele. Impmon logo ficou desconfiado.

─ Por que está me olhando assim?

─ Estou te admirando.

─ Quê? Droga, pare com isso. Assim eu fico morrendo de vergonha. Eu me encabulo pra burro ─ disse vermelho.

─ Vem cá me dá um abraço.

─ Não! Eles vão olhar pra nós ─ Paulo abraçou Impmon e começou a fazer cócegas. ─ Espera, deixa eu virar Beelzebumon pra te dá aquele abração de urso, moleque.

Foram dois dias inteiros aproveitando tudo do bom e do melhor naquele navio. Capitão Hookmon era muito bom e às vezes permitia os digiescolhidos irem à cabine. Depois desses dias finalmente acharam a próxima parada. A Planície Kipédia. Segundo o capitão, personagens e programas moravam naquela região e que já foi base militar do governo. Todos olharam para as ilhas ao fundo. Era aterrorizante e, ao mesmo tempo, espetacular.

...

Dracmon foi ter uma conversa com o seu superior sobre mais um fracasso que teve na missão na ilha Comic. Devimon apareceu diante dele.

─ Você falhou mais uma vez. Isso eu não posso acobertar, Dracmon.

─ Desculpa...

─ Não posso mais passar a mão em você. Nem Ice está suportando suas idiotices. Daqui em diante eu serei o oponente dos digiescolhidos. Nenhum deles tem relíquias, será fácil a vitória. Agora vá se explicar para o chefe Wisemon.

Devimon abriu um portal fazendo o pequeno ser teletransportar para um local escuro. Uma porta se abriu deixando a luz do sol passar. Wisemon caminhou até ele.

─ Você me decepcionou bastante, Dracmon. Foi um erro do Weiz tê-lo me indicado. Não passa de um imbecil burro e sem força pra enfrentar nem uma mosca morta.

─ Por favor, chefe. Não me destrua.

─ Não, não farei isso. Só que daqui pra frente você trabalhará em dupla. Lembra do seu coleguinha nas horas vagas? Dois idiotas é menos pior que um.

Uma sombra apareceu atrás de Dracmon. Este reconheceu o digimon na mesma hora. Tratava-se de...

...

A próxima parada dos digiescolhidos era a Planície Kipédia. Era o local onde havia mais dados acumulados de personagens e programas. Os digiescolhidos viram cubos, bolas, triângulos e outras formas geométricas no céu em formato de nuvem. Eles também detectaram a presença de dois Legacys. Os dois estavam próximos. A surpresa maior foi que de repente Nashi e Kotemon, que estavam invisíveis, apareceram diante deles.

─ Nashi! ─ disse Ruan. Paulo e Jin fizeram careta tentando lembrar do colega.

Nashi sorriu para os colegas e foi cumprimentá-los.



Notas finais do capítulo

Próximo capítulo: Os digiescolhidos estão se reunindo finalmente. Agora só falta salvar as meninas e a primeira é Rose. Será que eles salvarão a garota? Haverá a primeira super digitransformação com a relíquia.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "D.N.A Advance: Nova Ordem do Século" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.