Baka, Aishiteru. escrita por Bakawaii


Capítulo 4
Tirando dúvidas.


Notas iniciais do capítulo

Ta aí mais um capitulo da fic, espero que gostem, dessa vez consegui postar no mesmo mês e rápido, pena que é curtinho, mas foi só pra arrumar algumas coisinhas que ficaram ruins no capitulo número três, bom, já deixando avisado que o próximo pode demorar um pouco a ser postado e tudo mais. Quero a opinião de vocês de como ta ficando com as músicas, quanto mais reviews menos demoro, obrigado por acompanharem a fic, Kissus. ♥
Músicas:
1- Beast-Fiction
2- Aways-Blink182



Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/375563/chapter/4

Capitulo quatro.


1* Music On http://www.youtube.com/watch?v=PPo_NVShZtU




Haviam se passado exatos dois meses desde o ocorrido, nem Naruto, nem Hinata ousaram se olhar ou trocar alguma palavra. Ela passava o dia todo dentro de casa com as cortinas abertas esperando por ele. Ele passava o dia fora e durante a noite espiava pela cortina fechada, se ela ainda o observava, mas nesse dia foi diferente, a cortina de Hinata estava fechada, estavam em meio ao inverno, e lá estava ela na frente do portão dos Hyuuga, cada dia mais linda, agora sorrindo e feliz, vestindo um sobretudo azul claro, uma manta branca, calças e tênis, os cabelos estavam soltos e cobertos por uma toca também branca, simples como sempre, isso a deixava mais linda na opinião de Naruto, e quem estava lá ao lado dela? Sim, o novo amigo, Kiba, apesar de saber que os dois não tiveram nada, não por falta de oportunidade, que Kiba fez questão de criar, mas sim pela rejeição de Hinata que não quis nenhuma vez, sorriu irônico sozinho, abrindo a cortina, vestindo apenas uma calça de moletom preta, apesar do frio, o aquecedor no quarto disfarçava bastante, principalmente porque a recém havia acordado já que era um sábado de muita neve lá fora, ficou a observando e finalmente disse: - Você tinha razão Teme, eu estou me arrependendo, mas ela está tão feliz sem mim, porém sinto tanta falta daqueles sorrisos e abraços só para mim.




Hinata tentou, mas não conseguiu evitar, olhou para trás e o viu a observando, e depois de dois meses inteiros, azul e pérola se encontraram novamente. Seu coração palpitou, sentia tanto a falta dele, queria-o tanto por perto. Kiba se tornou um grande amigo, nunca tomando o lugar de Naruto claro, deixou as coisas bem claras para Kiba, que aos poucos se acostumava com a ideia, nunca desistindo, mas se acostumando...O viu fechar as cortinas e se pôs a caminhar ao lado de Kiba, estavam indo até um café, onde encontrariam a turma, certamente ele estaria lá, e teria que encontrá-lo afinal iriam discutir sobe o baile de inverno que por decisão da direção da escola ficaria na responsabilidade da turma 3B.




– Yo Hina. - Tenten se aproximava da amiga a abraçando, Sakura e Ino fizeram o mesmo


– Que bom que veio, finalmente alguém conseguiu te tirar de casa não é ? - Ino falou brincando.

– Muito engraçada Ino, Hina está morrendo de rir. - Sai respondeu de longe fazendo a Loira pirar.

– Ora seu... Você me paga seu emo magricelo!

– Me ame loira burra!


Todos riram. Ouviram o barulho da porta abrindo.



– Yo... - Naruto entrava.


Hinata corou, o coração palpitou e a respiração ficou ofegante, mas sequer ousou olhar pra trás, Sakura percebeu e puxou a amiga para o banheiro, fazendo as meninas irem atrás.


1* Musica off.



– Hinata, já chega com essa palhaçada, ou você conta ou nós contamos! - Sakura dizia brava


– Que palhaçada Sakura ? Naruto não quer falar comigo não entendeu ainda? Eu tenho vontade de me aproximar novamente dele, afinal ele é meu melhor amigo e...

– Melhor amigo Hinata? Quem você quer enganar? A sí mesma só se for. Se ele não passa de seu melhor amigo, porque diabos você passou dois meses deprimida por conta de Naruto não estar falando com você, ou porque passou dias chorando pra mim ou pra Sakura, por causa daquele maldito beijo que Naruto deu naquela piranha ? - Ino esbravejava, sem um pingo de paciência.


– Eu...Eu só f-fiquei triste por e-ele ter do nada se afastado de mim, e ido ficar com aquela... Garota. E aí vocês ficam imaginando coisas.



– Não estamos imaginando coisas Hina, vamos você não é tao ingênua assim - Sakura se colocou na frente da amiga, e Ino se pôs ao seu lado completando: - Você está apaixonada pelo Uzumaki!



O choque foi tanto que a Hyuuga perdeu as falas, Tenten tentou defender a amiga.



– G-Gente, é melhor não perturbarmos a Hinata com essas, coisas não é, como ela estaria apaixonada pelo Naruto, que é o melhor amigo dela desde sempre - sorriu sem graça.



– Tenten, por favor né, até você estava concordando conosco - Sakura reprimiu Tenten.



– A-Apaixo...nada.. - Hinata repetiu- Impossível, completamente impossível Ino, você só pode estar ficando completamente maluca não é ? - Hinata agora tinha o rosto totalmente vermelho.



– Hina, sou sua amiga a muito tempo, tempo o suficiente pra perceber isso, mas se você quer continuar enganando a si mesma, vou deixar que você mesma aceite o que se passa- Ino agora sorria de lado para amiga que retribuía.



– Ino, isso é neurose de vocês, aceitem é impossível - Hinata ficou tentando contraria-las



Em quanto isso fora do banheiro.



– As meninas estão demorando não? - Lee perguntou preocupado.



– Devem estar fofocando, só servem pra isso - Shikamaru ergueu a cabeça da mesa, sonolento.



– Você só diz isso porque levou um pé na bunda, da Temari ano retrasado, quando ela e o Gaara voltaram pra Suna. - Sai brincou.



– Cale a boca sai, e você que gosta da Ino, e nunca nem sequer teve coragem de se declarar, babaca. - Surpreendendo a todos Shikamaru retrucou para Sai em um tom digamos bem alto, o suficiente para todos a sua volta ficarem olhando.



– Será que daria pras mocinhas pararem de brigar? Vão acabar quebrando as unhas se não pararem. - Naruto debochou.



– Você sabe bastante sobre essas coisas femininas não é Naruto- Kiba implicou.



– Mas é claro Kiba! - Ironizou Naruto. - Afinal pego bem mais garota que você não é ? - completou sorrindo.



– Engraçado, mas a que você quer está do meu lado agora - Kiba fechou os olhos sorrindo.



– Ora seu... Ela não está com você e sei disso muito bem, Hinata não é assim Kiba! - Naruto irritado com a situação só não estrangulou Kiba porque Sasuke não deixou segurando seu braço.



– Não esqueça, tenho dela o que você nunca terá! O primeiro e único beijo - Sorriu de lado sentando-se.



Naruto fechou os olhos se concentrou pra não dar uma surra em Kiba ali mesmo e falou: - Isso, vá se vangloriando por algo de nunca mais terá, meu caro Kiba.



–Ei, ei, ei, da pra vocês paparem ? - dando destaque no vocês - Conseguem ser pior do que o Sai e o Shikamaru - Sasuke largou


Naruto que retirou a toca preta jogando-a sobre a mesa buffando, Kiba levantou e foi até o banheiro.

– Você ainda se matam, to falando sério. - Falou Sai em um tom bastante sério, com cara de assustado.


– E por falar em Gaara, caramba, ele nunca mais nem deu noticias não né ? - Lee tentou mudar o assunto.



– É verdade, a última vez que ele ligou ou mandou algum e-mail algo assim foi no inverno passado - Naruto tentava se lembrar da ultima vez que havia conversado com o amigo - E ele ainda disse algo sobre voltar no final desse ano, quando terminasse o ensino médio. - completou o loiro.



– Hum, é mesmo, ele sempre disse que gostaria de fazer faculdade aqui e tudo mais. - Sai que não era muito chegado ao mesmo, por ser apaixonado por Ino, os dois namoravam, mas Gaara parecia não gostar muito dela, e ainda foi embora deixando Ino aqui sofrendo, e nem sequer manteve contato com ela, isso deixava Sai completo de raiva.


As meninas haviam voltado, a alguns minutos, porém Sai não percebeu pois estava perdido em lembranças e pensamentos, porém sua atenção foi chamada.


– Sai! Presta atenção por favor, estamos decidindo o que vamos fazer - Ino passava sua mão em frente ao rosto de Sai.



– Ah sim, desculpa.



Passaram a manhã toda ali distribuindo as tarefas, Hinata mal falou algo, sequer ousou olhar para os lados com medo de cruzar os olhos com os de Naruto, que estava sentado a sua frente. Já Naruto falava bastante, e não disfarçava nem um pouco em olhar para a Hinata.



– Ahn, os convites serão vendidos, pois o dinheiro vai para o passeio do final do ano, já que a maioria da turma escolheu a formatura e o baile, e a escola vai bancar isso, mas certamente vamos querer um passeio não é? Então esse dinheiro banca um pouco do passeio certo? - Ino que era a representante da turma e do também quem comandaria tudo por ali.



– Fechou então, repassamos tudo para o pessoal na segunda. - Falou Lee.



Foram levantando aos poucos pagaram suas contas, e saíram.


– Hina, eu te acompanho até em casa. - Kiba se ofereceu, Hinata iria aceitar porém Sakura interrompeu.


– Kiba, você não mora perto da casa da Tenten? Porque não a acompanha ?



– Porque deveria Sakura? O Shikamaru mora perto também porque ele não acompanha ela?



– Porque ele vai almoçar na minha casa e tudo mais, se não ele levava- Lee entrou na de Sakura.



– Mas gente eu... - Tenten tentou falar mas foi interrompida por Ino.



– É, ela não pode ir sozinha, sabe como os pais dela são- Ino completou.



– Mas gente é uma hora da tarde agora, que perigo teria da Tenten ir sozinha? - Perguntou Shikamaru.



– Exatamente, nenhum. Acompanharei Hinata. - Kiba ia se encaminhando para o lado da morena, Naruto percebendo o que eles estavam tentando fazer, deu um jeito de se despedir de todos e ir caminhando, até ser barrado por Sasuke.



– É sua chance Dobe, não desperdice!



– Nem vem Sasuke, eu não vou acompanhar ela, seria me humilhar e eu não conseguiria me afastar de novo, está realmente sendo terrível ficar aqui com ela sem poder nem dirigir a palavra. - Naruto falou colocando o casaco.



– Isso é só porque você não quer Naruto, não por falta de oportunidade. - Colocando a mão no ombro do amigo.



– Nem pensar Teme! - Sorriu e continuou caminhando.



– Dobe! - Sasuke sorriu e se encaminhou para junto do grupo.



– Enfim, tudo bem gente, eu e Sakura acompanhamos a Hina, ela mora perto, e não pega bem ela ficar andado pra lá e pra cá com você, o pai dela não iria gostar Kiba - Falou Sasuke.



– Sasuke tem razão sabe como meu pai é - Disse Hinata.


Se despediram e seguiram o caminho.


– Hina... Nós vamos para a casa do Sasuke. - Sakura a olhou.



– E porque todo esse escândalo então Sakura ? - Suspirou chateada.



*2 Music On. http://www.youtube.com/watch?v=6nOV0vVfw8c&hd=1



Sasuke apenas fez referencia com a cabeça, apontando para Naruto escorado em um muro.



– Vai ser bom para vocês, ele irá te acompanhar. - Sakura a abraçou


– Ja ne Hina. - Despediu- se Sasuke.


– Sayo Sasuke. - Respondeu Hinata, e assim virou de encontro a Naruto, porém com a cabeça baixa sem fita-lo.



Foram assim até a metade do caminho, até que Naruto resolveu quebrar o gelo.



– Está frio não é ?



– É... E-Está.



Ela gaguejou e Naruto mesmo com todo aquele frio derreteu-se por dentro, amava o quanto ela conseguia ser fofa, mas teria que se conter. Ele vestia um casaco de moletom laranja, calças pretas, tênis, manta e touca preta.



– V-Você deve estar c-com frio mesmo, v-vestindo s-só i-isso. - Hinata ainda sem olhar falou totalmente corada. " O que eu estou fazendo?" pensou para si mesma.



– Ahn, estou mesmo - Agora a fitou de canto.



Estavam quase chegando quando Naruto falou.



– Até quando vai continuar assim? Sem me olhar, sem falar comigo, tentando fingir que eu não existo, ou me esperando com a cortina aberta, hein Hinata!? - Naruto parou, suspirou, aquilo saíra sem querer e se arrependeu por ter dito.



– Olha Naruto... M-Me desculpa, m-mas s-só estou dando progresso ao q-que você começou, você nem s-sequer me procurou pra saber como eu estava, eu f-fiquei mal, d-depois daquele beijo então, e d-das risadinhas por eu ter saído correndo? V-Ver você com a Yume algumas vezes é insuportável! - Fechou os olhos, estava farta, parou em frente ao seu portão pronta para entrar.



– Mas eu não tenho nada com ela Hinata, eu apenas fiquei algumas vezes com ela, e sim ela não sai do meu pé, e eu vou lá e fico de novo, mas Hinata, você me disse isso, Hinata porque?



– Só n-não suporto o f-fato de ter outra com você, rindo, brincando, te fazendo sorrir e e-eu aqui ap-apenas observando, m-meu melhor amigo, s-sem me dar atenção e longe de m-mim. - Hinata se pôs a chorar.



– Melhor amigo... Já saquei Hinata, sou seu melhor amigo, ou era? Porque agora tem o Kiba né? Sabe como eu me sinto perante a isso Hinata? Você se importou com isso ? Não né ?



– C-Como pode afirmar Naruto ?



– Porque você nem sequer olha pra mim poxa, quero tanto que as coisas melhorem pra nós, mas não da, eu tenho tanta coisa pra te dizer, mas esse medo não me deixa dizer.



– Naruto...



– Não Hinata, não era nem pra mim estar aqui, droga! Eu... Eu fraquejei, você está feliz sem mim, e eu vejo isso.



– Não Naruto eu não...



– Sim, está sim. Só me diz uma coisa... Você ficou com o Kiba alguma vez nesses dois meses ?



– P-Porque quer saber? Isso não vem ao caso agora.



– Responde!



– N-Não Naruto, e-eu não fiquei, n-não sou a-assim.



– Bom está entregue Hinata, não voltarei a te perturbar, sayo. - Olhou nos olhos dela, virou e continuou caminhando. "O que está fazendo seu idiota, volte lá e resolva tudo."



– Naruto, por favor volta aqui... Naruto, não me deixa aqui falando sozinha, fica do meu lado por favor...



Ele parou, agora nevava, ela chorava, ele fechou os olhos, ela os abriu podendo fitar as costas dele, ele suspirou, ela também. Uma lágrima no rosto dele, ele virou, correu e o inesperado aconteceu. Ele enfim a abraçou, forte, como se fosse o ultimo.



– Naruto-kun... - Hinata retribuiu.



– Me perdoa Hina, por favor, me perdoa, eu fui um idiota no que eu estava pensando. - Ele sussurrava.



– Naruto, n-nunca mais f-faça isso por f-favor.



– Nunca mais sairei o seu lado Hina. Eu...



Telefone tocou, ah, maldito seja esse telefone!



Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!


Notas finais do capítulo

Pois é, telefone, sempre ele. e.e LASJDKLJASKLDJAKSLDJ