Daughter Of Evil - A Filha Do Mal escrita por Bia Nyah


Capítulo 3
Capítulo 3 - O começo do fim


Notas iniciais do capítulo

Yoo,desculpem minha sumida,mas tive um bloqueio criativo e só consegui terminar esse capítulo hoje,espero que gostem ^^




- De novo Len? De novo você vai ter que ir em Green Town?

   - Sim Rin,não tenho culpa se as coisas nesse castelo acabam tão rápido!

   - Mas Len,você foi ontem! Você tá indo lá todo dia,parece que nem liga mais pra mim - dizia Rin,com uma carinha emburrada,como a de uma criança mimada de 4 anos - o que tanto tem lá? Tá namorando com uma aldeãzinha de lá é?

    O garoto loiro corou por um instante,mas logo se recuperou de novo e disse:

    - Então tá “querida princesa” - dizia ele num tom irônico - morra de fome!

    Nesse instante os olhos de Rin ficaram vermelhos...então aquela pequena tirana realmente tinha um coração...amava seu irmão mesmo com todas aquelas palavras duras .

     - Vai logo seu servente maldito! Suas “compras”,se é que realmente são isso,te esperam!! - Lagrimas brotavam de seus olhos sem parar.Isto era raro já que odiava mostrar fraqueza .Sempre possessiva,tinha ciúmes até de seu irmão.Afinal mal passava tempo com ela,a fazia sentir-se insegura..

  Rin começou a fraquejar e por extinto, Len correu e abraçou-a tão forte e calorosamente como o da primeira vez em que encontraram-se. Seus corações batiam aceleradamente,num mesmo ritmo.Esta era a primeira vez que brigaram e se sentiam culpados.

    - M...me perdoe....eu realmente ando demais em Green Town e estou esquecendo de você,a coisa mais importante da minha vida...eu ando sendo egoísta e pensando somete em mim...quer que eu fiquei com você onee-chan? - Len se desculpava com lágrimas no olhos,enquanto abraçava a irmã tão amada.

    - Não se preocupe...também fui esgoísta...pode ir,mas...promete que volta cedo para brincarmos assim como era quando éramos menores? - Negociava a Rin que já não chorava mais,apenas tinha os olhos vermelhos e enxugava as lágrimas do irmão.

    - Hai,hai,prometo que não te decepcionarei mais! - Respondeu o pequeno servo do mal,já se levantando para sair e logo que se livrou dos olhos vermelhos,saiu correndo do enorme castelo.

    Apesar da briga,ele se sentia feliz pois ia se encontrar com o grande amor da sua vida,mas o que realmente o deixava triste é ter que esconder seu amor de todos. Caminhava destraidamente pelo pequeno reino,até chegar em uma parte escura do bosque,onde viu que maravilhosos olhos verdes olhavam ansiosamente para ele.

    - Oi amooor,que saudadeeees. - Miku corria rapidamente para abraçá-lo.

   - Oi minha querida,mal podia esperar pra ve-la. Tudo bem com você? Já terminou com seu namoradinho baka - dizia ele,ironicamente.

    - Não,eu ia terminar ontem,mas ele disse que recusou o pedido de casamente de uma princesa estrangeira e bem...eu fiquei sem graça.

     Involuntariamente ,Len se assustou um pouco,sabia que a princesa era sua irmã,mas não achava que ela daria grande importância para isso.

     - Vamos parar de falar nele e aproveitar nosso momento junto - Disse o garoto,se aproximando dela para beijá-la.

     - É,melhor mesmo - respondeu ela,aceitando o beijo.

     A maioria das vezes quando se encontravam o que mais tinha era beijo...beijos apaixonados,longos,curtos,porém sinceros.

     - Len,quando nos casarmos quero muitos filhos. - Falava Miku,enquanto os dois estavam deitados na grama,um ao lado do outro.

     - Hai,hai Miku,quanto mais crianças melhor....amo crianças.

     - Eu também. Cinco tá bom,amor?

     - No mínimo e se vierem mais,serão bem-vindas.

      Depois de um breve silêncio,Miku olhou para ele e disse:

     - Eu daria minha vida por você querido,sem hesitar.

     - Tem certeza? - Respondeu Len,em tom brincalhão - eu costumo cobrar promessas.

      Os dois se olharam por alguns instantes e começaram a rir,porém logo a expressão da garota de longos cabelos verdes se tornou séria e ela disse:

      - Len,eu te amo muito,mais do que já pensei amar alguém,se para te ver feliz eu precisasse morrer ou me afastar juro que faria isso,por mais quer sofresse,pode ter certeza meu querido,você é o que tenho de mais importante,não suportaria viver sem você...não me lembro mais como é a vida sem você,sem seus beijos,abraços,carinhos,consolos...você se tornou meu mundo,meu tudo,minha vida... - Miku ia continuar,mas Len colocou a mão em seus lábios impedindo que qualquer outra palavra fosse dita,se aproximou e a beijou. Talvez aquele fosse o beijo mais intenso apaixonado que eles haviam dado, se alguém passasse por ali se assustaria com a incrível aura que se formou nas redondezas de onde estavam.

     - Miku eu...eu queria muito ficar mais tempo com você,na verdade,hoje minha vontade é passar a noite aqui nesse parque com você,mas prometi a minha irmã que voltaria mais cedo para casa,ela sente falta de quando eu passava o dia inteiro brincando com ela,entende?

     - Hai...dessa vez te libero...mas primeiro quero dizer uma coisa: juro que eu termino com o Kaito essa semana e a próxima vez que nos vermos não teremos mais que esconder nosso amor,ok?

     - Hm....será que eu devo acreditar em você,você está me enrolando muito! - Falava o garoto em tom brincalhão,logo após a beijou - Tchau amor,nos vemos na quarta.

     - Sayo,sentirei sua falta! - dizia Miku,já acenando ao garoto que ia se afastando bosque a fora.

     Len se sentia feliz,estava feliz,como se cada encontro com Miku o renovasse e ele não sentisse mais o peso imposto pela vida sobre ele...era com sair da realidade. Foi voltando ao castelo lentamente,se destraindo com a paisagem,ainda era de tarde,provavelmente encontraria Rin feliz. Ou pelo menos era o que achava...

     

     - Len,Len,Len,Len,onegai,vá rápido até o quarto da Rainha Rin,ela está enfurecida,onegai Len - Dizia Bia desesperadamente,com seus olhos um pouco vermelhos.

      - O que houve? - respondeu o loiro,preocupado - ela te fez alguma coisa?

      - Bem...ela atacou uma bandeja em mim quando fui levar um lanche para ela,mas agora já estou melhor...

      - Já estou indo falar com ela,não se preocupe - Disse ele com seu sorriso gentil.

      Subiu as escadas rapidamente e quando chegou ao quarto da irmã a encontrou chorando,queimando papeis,desesperada e com ódio no olhar.

      - Rin,pelo amor de Deus,o que está acontecendo? - Ele falou.

      - Onii-Chan,ainda bem que você chegou - disse ela correndo desesperadamente nos braços do irmão - aquele infeliz,idiota...ele recusou meu pedido de casamento pra ficar com “a namoradinha perfeita dele”...como ele pode Len? Você pode não saber,mas nos tornamos bons amigos trocando cartas...ele me fez acreditar que gostava de mim e agora me rejeita? Ainda vem me dizer que a namorada dele é “perfeita,com longos cabelos verdes e se chama Miku”? Quero essa garota morta - Rin soluçava enquanto falava e chorava.

       O pequeno servo loiro gelou nesse momento...ela realmente estava falando sério em matar Miku? Sua namorada/amante que realmente era perfeita?



Notas finais do capítulo

O que acharam? Espero que tenham gostado ^^



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Daughter Of Evil - A Filha Do Mal" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.