Online Survivor. - Fic Interativa escrita por ISayTheObvious, G A Garcia, Ackerman


Capítulo 5
Templo.


Notas iniciais do capítulo

CAPITULO FEITO PELA NAYN-DIWA ♥
Agora percebam o quanto minha escrita é uma merda comparada a dela. u_u
Mas enfim , finalmente terá um pouco de ação. E duas personagens novas aparecem.
Bom , aproveitem o cap Õ/

E o POV é da Yuki , a personagem da Nayn-tan ♥



A área da qual eu me encontrava era um tanto estranha. Parecia uma cidade abandonada, o que indicava que eu era forte por estar ali, sem mais ninguém. Ou então, pessoas mais fortes do que eu que haviam parado ali, teriam morrido. Senti meu corpo tremer de medo, mas respirei fundo, buscando concentração. Um ar gelado batia contra meu corpo e eu tentava ficar alerta, enquanto minha consciência gritava "fuja antes que seja tarde!". Ri de nervosismo, até que vi algumas sombras surgirem no chão. Me escondi atrás de uma árvore, preparada para atacar quando necessário. Por incrível que pareça, também eram jogadores. Me aliviei, olhando para os dois, ainda escondida. Eu decidi ignorar os dois, pareciam não ser de nada. A garota estava animada e olhava para todos os lugares de uma forma quase imperceptível, tinha um ar de superioridade que me dava nos nervos, mesmo de longe. O garoto era do tipo bobão e retardado, que eu prefiro evitar. Suspirei, preparada para continuar sozinha. Eu sabia exatamente o que fazer, eles deveriam estar perdidos e pareciam ter se encontrado só naquela hora. Amigos a primeira vista? Que meigo. Ri comigo mesma, correndo até onde eu sabia que ficava um templo. Não era difícil de se achar. Um lugar grande, majestoso e com um aura mágica e perigosa, eu podia descrever assim. Lá dentro existia uma guardiã, diziam que ela guardava um tesouro fantástico, cobiçado por muitos, mas ninguém sabia exatamente o que era. Eu estava lá para morrer tentando ter tal tesouro. Nunca mais seria vista como uma garotinha fraca. Me sentei, revisando minha estratégia, preparada para entrar, até que escutei vozes familiares atrás de mim. Eu queria gritar de tão frustada. Eram os dois patetas de antes.

- Então , vocês também estão atrás do tesouro, não é? - Me virei para eles, dando o sorriso mais sinistro que conseguia.

- Você vai ser nossa inimiga? - A garota sorriu,levantando um pouco o queixo. Seu olhar parecia propor um desafio, assim como o tom da sua voz.

- Esperem, seria bem mais legal se nós todos fossemos juntos... Como aliados, né? Assim vamos ter mais chances de derrotar a guardiã! - Ele tomou a palavra, sorrindo feito idiota.

- É verdade... - Acabei concordando. Um sorriso enorme cresceu nos meus lábios. Eu podia fugir com o prêmio quando tudo acabasse. Eles não iam nem notar.

- Mas, se você tentar fugir com nosso tesouro... Já era. - Ela olhou pra mim, enquanto seus cabelos negros dançavam ao vento daquele local.

- O mesmo pra você, querida. - Enfatizei o "querida" de maneira mais irônica o possível.

- Meu nome é Dynamo e essa é a Yoru Hoe, espero que vocês não se matem antes de conseguimos o tesouro. - O rapaz disse, sorrindo de canto. Ele parecia se divertir com tudo aquilo.

Eu ignorei a informação e mandei logo um pedido de amizade para os dois. Eles ficaram um pouco chocados, já que talvez eu parecia não gostar deles. De Yoru Hoe até que eu ainda estava aprendendo a gostar, mas Dynamo parecia ser muito legal e um ótimo aliado. Talvez eu não gostasse da Yoru simplesmente por ela me intimidar muito. Sua presença era marcante. Assim que eles aceitaram, não perdi tempo e entrei, com eles logo atrás. Fui deixada para trás depois de algum tempo. O lugar era mais enorme por dentro. Parecia um museu antigo, bem cuidado. Haviam estátuas enormes de pessoas que pareciam importantes, e logo a frente, um pedestal que emanava uma luz estranha, multicolorida.

- Cadê a guardiã? - Perguntei para mim mesma, curiosa. Também não havia nenhum inimigo mais baixo. Tudo estava muito quieto.

Nos aproximamos mais do pedestal, atentos a qualquer movimento ao nosso redor. Quando estávamos a poucos metros de alcançar aquela luz, aconteceu um terremoto e o chão se abriu. De dentro, saiu uma mulher misteriosa. Seu rosto não demonstrava expressão alguma. Os olhos pareciam congelados em nossa direção. Eles eram cinzas e calmos.

- Acho que ela veio nos dar as boas vindas agora. - Yoru respondeu, rindo baixinho. Seu olhar mudou, parecia prestes a atacar. Ela sacou sua espada, partindo para cima da guardiã, fazendo um dano nela, mesmo que pouco.

- Ei, não vamos ficar para trás! - Dynamo gritou para mim, avançando também, seu arco-e-flecha se posicionou para a "vilã" e logo as flechas voaram na direção dela. Felizmente, Yoru que estava perto, não se machucou.

- Finalmente um pouco de animação... - Comentei,impressionada. Dynamo era melhor do que eu lançando flechas. Precisava treinar mais. 

Começamos a atacar de maneira revisada. Primeiro Yoru causava leves cortes que faziam a guardiã se distrair, depois Dynamo e eu lançávamos as nossas flechas em direção dela. Estava dando certo, até que ela fechou os olhos. Finalmente eu percebi que a mesma carregava um livro gigante. Ela sussurrou algumas coisas e um círculo mágico se vez em volta, barrando nossos ataques.

- E agora? - Gritei para os dois, já cansada. Eu não ia desistir, mas estava perto.

- Não esquenta... - Ele brincou com as palavras, e jogou uma flecha que caiu no chão. Eu já ia xingá-lo, até que vi o chão ficando um pouco congelado e acaba afetando a guardiã, mesmo que indiretamente.

- Estava nos subestimando,querida? - A garota pareceu devolver o meu "querida".

- Acho que sim, mas acho que também estávamos subestimando ela! - Apontei para a guardiã, que se movimentava de um modo estranho. Perto dela umas sombras pareciam nascer, se levantando e tomando a forma de corpos. Todos eles eram como cópias nossas e começaram a nos atacar.

- Fala sério... Não acredito que eu estou batendo em mim mesma! - Gritei, tentando desviar dos ataques que uma cópia minha tentava fazer.

Dynamo parecia estar em apuros, mas conseguia lidar com a situação. Pelo menos quem eu achava que era ele. Yoru não estava nem aí para os clones, ela parecia saber quem era falso e quem não era. Estava preocupada mesmo era com a guardiã. Seus ataques com a espada continuavam fazendo danos. Eu não queria perder para aquela garota convencida e irritante. Consegui derrubar algumas das cópias, abrindo o caminho e congelando o chão com meus poderes de gelo. A guardiã pareceu estar sofrendo muito com aquele meu gelo. Lentamente ele subia por ela, congelando suas pernas. Metade das cópias desapareceram.

- Até que você não é tão ruim. - Dynamo riu, lançando mais flechas na guardiã, que não estava com seu "escudo" agora. Ela se tornava gelo.

- Parece que é minha vez de acabar com tudo! - Quando a guardiã já havia se congelado por inteiro, só bastou um golpe com a espada para que ela desaparecesse, formando pequenos cubos de gelo.

- Foi um bom trabalho de equipe. - Tive que falar, sorrindo, enquanto avançava até o tesouro, junto deles.

- Foi mesmo... Mas quem vai ficar com o prêmio? - Dynamo perguntou, curioso. Até mesmo eu estava.

- Acho que eu devo ficar com ele, afinal, fui eu quem acabei com ela no final. - Yoru respondeu, se achando a mais poderosa dali.

Nós três tocamos na luz e ela tomou forma diante dos nossos olhos. Era um ovo enorme. Eu fiquei com uma gota enorme na cabeça. O que iríamos fazer com aquilo? Um omelete gigante? Não acreditei que tinha ido até aquele lugar por nada.

- É um ovo de dragão! - Dynamo exclamou, enquanto seu rosto alegre parecia o de uma criança ao ver um brinquedo novo.

- É, um ovo de dragão que só pode ser domado por pessoas que controlam todos os elementos... Tipo você. - Yoru se desanimou, revirando os olhos.

- Bom, parabéns. - Sorri, entregando o objeto para ele. - Não sabia que podia controlar todos os elementos, deve ser muito legal.

- É legal mesmo, Yuki...? - Ele não tinha certeza de que aquele era meu nome. Eu assenti com a cabeça, indicando que ele tinha acertado.

- A gente se vê algum dia, então. - Falei, virando de costas, acenando.

- Ei, não quer participar da minha guilda? Você e a Yoru, quer dizer... - Ele pediu, com os olhos brilhando.

- E-Eu... Aceito. - Nunca me pediram pra participar de uma guilda antes. Corei muito com o pedido.

- E você , Yoru? - Ele perguntou, abrindo um largo sorriso.

- Eu também aceito. Mas da próxima vez, melhor o prêmio ficar para mim, se não eu te corto sem pena. - Não dava pra saber se ela estava brincando ou não.

Foi assim que o dia acabou rapidamente. Eu finalmente me sentia "em casa" depois de um longo tempo com aqueles dois. Era bom ignorar a verdadeira realidade.



Notas finais do capítulo

UPDATE DE IMAGENS:

Yuki: http://s4.zerochan.net/GUMI.full.1469286.jpg ( vida real )

http://s4.zerochan.net/Hachiyuki.full.1130999.jpg ( jogo )

Yoru Hoe: http://st.gdefon.ru/wallpapers_original/wallpapers/443885_anime_devushka_bryunetka_glaza_vzglyad_1680x1050_(www.GdeFon.ru).jpg
http://4.bp.blogspot.com/-sSMFu8HlBrE/UAXkgrmtsfI/AAAAAAAADiI/2TPcdfF9jkE/s1600/AnimeGirl23.jpg ( vida real )

http://1.bp.blogspot.com/-uiW4ZKbQ0QQ/UGS2gDwEmcI/AAAAAAAAABo/suHmLKJcSKA/s1600/Konachan.com+-+39487+black_rock_shooter+kuroi_mato.jpg ( jogo )

GUARDIÃ DO TEMPLO: http://s2.zerochan.net/Laruha.full.1368266.jpg

~x~

Então... É 'u'
Não sei bem o que por aqui...
Já contei pra vocês que fui pro hospital ontem? Não?
Agora sabem C:

Então... É! ~dnv~
Kisses~