S.H.I.E.L.D - O Futuro escrita por Catwoman


Capítulo 21
Capítulo 21 - Scarlett


Notas iniciais do capítulo

Olá meus lindos! Como vão nesta noite de Quarta?Eu estou muito feliz, pois já são mais de 300 comentários!! /Juro que nunca esperei ter tantos comentários e tantas recomendações! Vocês são os melhores leitores do mundo!! *0*Bom vamos ao capitulo, e nos falamos nas notas finais!!!Espero que gostem, e Boa Leitura a todos!!



Capitulo 21 - Scarlett Romanoff

— Hey, sentiram a minha falta? — Assim que as portas se abrem, eu vejo que eles não estavam me esperando para o café da tarde.

A cena que eu vejo ao sair do elevador, é a de minha mãe apontando uma arma para mim, e Tio Tony, pronto para acionar sua armadura. O instinto paternal dos dois me comove. Vejo que Logan está logo atrás do pai dele, com uma expressão surpresa em seu rosto.

Acho que eles ficaram tão felizes em me ver, que é por isso que quase atiraram em mim.

— Amei a recepção. — Eu digo abrindo um sorriso travesso. – Mas será que dá pra apontar essa coisa pra outro lugar? Nunca fiquei confortável com armas apontadas pra mim. – Mamãe abaixou um pouco a arma, mas não se mexeu.

— Scarlett! — Logan abre um largo sorriso Stark após aqueles segundos de “surpresa!”, e vem em minha direção, mas é impedido por tio Tony.

— Calma ai...Como podemos saber que você é a Scarlett mesmo? — Seus olhos estão semi-cerrados, e seu tom é frio.

— Pera ai, isso é sério mesmo? — Eu perguntei brincando, mas logo percebi que eles não estavam compartilhando da minha brincadeira. Eu então levantei minhas mãos em sinal de rendição.

— Procedimento padrão, sabe? — Tio Tony continuava desconfiado. — Loki já...pegou um dos nossos e o virou contra nós. — Eu vi que mamãe baixou os olhos. Sabia que ele estava falando do meu pai. — Só queremos ter certeza de que não está acontecendo de novo.

— Ok, vocês estão falando sério. — Dou um longo suspiro até olhar para eles novamente. — Então...como posso provar que eu sou a verdadeira e única Scarlett?

— Sei lá, que tal dizer algo que só a Scarlett saberia? — Logan olhava para mim com alivio. Dava para ver que ele estava com saudades de mim. Que garoto mais fofo.

— Ótima ideia, e você pode confirmar. — Mamãe disse para Logan.

— Ok. — Eu me viro parar Logan — Vejamos... você é alérgico a morangos, igual a sua mãe.

— Muito previsível. — Tio Tony só podia estar de brincadeira. Aposto que nem ele sabia dessa.

— Ah, foi mal. — Me viro de novo para Logan. — Tá bom, que tal essa? Lembra quando tínhamos uns 6 anos, e eu te convenci de que você era adotado, e você chorou por tipo, duas horas? Ai depois você...

— Beleza, chega. — Logan me cortou, envergonhado. Eu adorava aquela história, mas ele não. — Ela tá falando a verdade. É a Scarlett mesmo.

Depois de finalmente acreditar que eu realmente não estava sendo “possuída” por Luthor ou Loki, Tio Tony soltou Logan, que correu em minha direção e me deu um longo abraço.

Para ser sincera, eu sempre detestei demonstrações públicas de afeto, mas aquela ocasião era bem diferente. Eu estava feliz por ver que Logan estava vivo e inteiro, e não machucado como Aaron havia me dito.

— Sabe. — Uma voz conhecida soou pela sala — Vocês precisam começar a acreditar quando eu disser que vão acabar igual a Rachel e o Franklin. — Eu me separei de Logan e me deparei com Aiden sorrindo para nós.

Eu estava tão preocupada em não levar um tiro da minha própria mãe, que nem percebi a presença daqueles três na sala. Até agora.

— Você é um chato, sabia disso Danvers? — Eu o abraço também. — O que vocês três estão fazendo aqui? Como foi que chegaram?

— Longa história. – Rachel estava feliz e aliviada em me ver. — Franklin nos ajudou a vir para cá.

— Faz sentido. — Eu deitei no grande sofá da sala. Eu estava um pouco cansada (Afinal, eu andei do Brooklyn até aqui). Ainda bem que as dores de cabeça tinham dado uma trégua.

— Onde você estava? O que aconteceu com você? Te machucaram? — Mamãe se aproximou de mim, e começou a me analisar, despejando as perguntas como em um interrogatório.

— Luthor me levou para um apartamento abandonado, no centro do Brooklyn. — Eu digo a eles. — Ele apenas me prendeu em um quarto. Não fez nada contra mim.

— Como conseguiu escapar? — Tio Tony perguntou aquilo como se eu tivesse feito a coisa mais rara do mundo.

— Olha, eu convivi 17 anos com a Viúva — Negra e com o Gavião Arqueiro. — Eu digo. — Seria meio estranho se eunão conseguisse escapar.

— Ok, um ponto pra você. – Tio Tony se deu por derrotado, e eu sorri.

— Mas continuando, consegui escapar pois Luthor saiu, não sei por que e nem sei pra onde, e quem ficou me vigiando foi Aaron. — Eu me virou para Megan. — Depois temos de agradecer ao seu pai, por ter deixado Aaron naquele estado. — Eu fiz uma pausa antes de continuar. — Acabar com o gatinho mimado foi bem fácil.

Todos eles pareceram acreditar em minha história.

Eu decidi omitir a parte em que eu sonhei com Loki, ou a parte em que Aaron foi atacado inexplicavelmente. Também não contei que eu vi Loki no corredor do apartamento. Eu não precisava que eles pensassem que eu estava, sei lá...alucinando, por causa de um feitiço de Luhtor. Eu podia me virar sozinha com aqueles problemas.

— Luthor estava com o Cetro? — Aiden me encarava.

— Sim, e quando saiu, o levou junto. Acredite, eu procurei.

— Droga... — Maggie resmungou. — Precisamos do cetro, se não, não vamos a lugar nenhum.

— Relaxa, Maggie, vamos dar um jeito. — Aiden a acalmou.

— Como está se sentindo? — A pergunta de Rachel me lembrou a que Luthor fez a mim ontem, e eu apenas franzi as sobrancelhas.

— Bem...e você?

— Bom, melhor agora que você está aqui. — Rachel meio que fugiu da sua real pergunta, mas como ela não insistiu em outra resposta, eu também deixei para lá.

— Então... estavam de saída? — Eu observei que eles pareciam estar indo há algum lugar, antes da minha maravilhosa entrada triunfal.

— Íamos até a S.H.I.E.L.D – Mamãe me informou. — Jane acha que descobriu um meio de comunicação com Thor, para recuperarmos o Tesseract.

— Ai, que ótimo. — Eu me levanto. — Vamos lá então!

— Scarlett. — Minha mãe chama minha atenção, colocando a mão em meu ombro. – Você acabou de voltar. Precisa descansar.

— Não, eu estou ótima. — Eu realmente estava, pelo menos naquele momento. — E outra, acho que Fury vai querer saber sobre o que aconteceu comigo. — Olhei para eles. – E sem chances que eu vou ficar aqui sozinha.

— É, e já vimos que nos separar não funcionou muito bem. — Logan completou.

Mamãe suspirou, provavelmente percebendo que o nosso raciocínio estava certo.

— Então fazemos o seguinte. — Tio Tony se aproximou de nós. — Vamos traze-los para cá.

— Traze-los aqui? — Mamãe perguntou olhando para Tony.

— É, aqui não é a mais nova torre dos vingadores? — Tio Tony sorriu com orgulho. – Faremos a reunião aqui. Assim, Scarlett pode descansar, e podemos planejar nosso próximo ataque.

— Nossa, isso realmente tocou meu coração. — Eu disse para o tio Tony. – Amei o jeito como você fez parecer que eu estou morrendo.

— Scarlett, lembra o que eu te falei sobre o drama? — Mamãe me olhou, e eu apenas dei de ombros, com um sorriso irônico.

— Drama é o que vamos ter com dois Hulk's na sala. — Aiden levou um soco de Megan por essa.

[x]

Enquanto o resto dos vingadores não chegavam na torre, eu dei uma escapada de toda a atenção que eu estava recebendo.

Eu não sei por que, mas repentinamente Rachel, Aiden e Megan estavam me “monitorando”, perguntando se eu estava me sentindo bem, e me olhando como se eu fosse me transformar em um... sei lá...lobisomem.

Existia um lugar na torre, meio... “secreto”. Na verdade, era uma sala, inutilizada e esquecida, no 12º andar. Eu e Logan descobrimos ela quando tínhamos sete anos, quando estávamos tentando nos esconder para não ficarmos de castigo por algo que fizemos. Usamos ela como nossa própria “Batcaverna” desde então.

Usávamos esse lugar para tudo. Fiquei muito feliz em ter encontrado essa mesma sala aqui, nesta torre do passado. Claro que o lugar não era nada comparado ao lugar do nosso tempo, pois aqui, a sala era vazia, do mesmo jeito que encontramos ela na primeira vez. Mas dava pro gasto.

Acho que fiquei lá sozinha por uns 10 minutos, pensando nos meus recentes “encontros” com Loki. Eu estava começando a ficar realmente assustada. Eu ainda não havia entendido o que ele quis dizer com “quando o muro cair, você será minha”, mas eu tinha o forte pressentimento de que aquilo que aconteceu com Aaron, e minhas dores de cabeça tinham algo a ver com isso.

— Sabia que ia te encontrar aqui. — Eu me virei e vi Logan entrando na sala.

Ele se aproximou e se sentou ao meu lado.

— Sou tão previsível assim? — Eu fingi tristeza, e Logan apenas riu.

— Achei este lugar ontem. — Ele me informou. — Lembra quando achamos este lugar?

— Claro que sim. — Eu digo rindo, e então eu olhei para aqueles olhos cinzas-esverdeados dele. — Sentiu minha falta, né? — Eu amava provocar ele.

— Se eu senti sua falta? Óbvio que não. Por que um Stark sentiria falta de uma Romanoff?

— Por que a Romanoff em questão é perfeita. – Eu me encostei nele. Era muito bom passar um tempo com ele.

– Você tá legal? — Ele me perguntou ficando um pouco mais sério.

A parte meio chata de ter crescido junto com ele, é que ele sempre sabia quando eu estava preocupada, chateada, ou quando algo me incomodava.

Maldita percepção Stark.

— Estamos no meio de um episódio de Supernatural? Onde Dean e Sam falam sobre seus sentimentos e tal? – Eu tentei fazer ele esquecer o assunto, mas ele era teimoso demais.

— Mais ou menos. — Ele me encarou. — Por que não começa, Dean?

— Na verdade, eu to mais para Sam. — Suspiro pensando se deveria contar a ele.

Eu pensei bem se deveria contar a ele sobre o lance do Loki, sobre aquele sonho meio bizarro e tudo mais. E eu cheguei à conclusão de que eu precisava falar com alguém sobre isso. E se alguém tinha de saber e poderia me “ajudar”, esse alguém era o Logan.

— Logan, você tem que jurar que não vai contar pra ninguém. — Eu disse da mesma forma que minha mãe diria. — Ninguém, ouviu? Nem para o Aiden, ou pra Rachel, ok?

— Eu juro.

Eu suspirei longamente antes de continuar.

— Tem alguma coisa de errada comigo. — Eu estava com medo de continuar, mas Logan me incentivou a continuar. — Eu...eu acho que Luthor fez alguma coisa comigo.

— Por que acha isso?

— Por que eu estou ficando paranóica. Desde que encontramos com Luthor no Time Square, eu...eu sei lá. Me sinto estranha.

— Estranha como?

— Eu ando...vendo o Loki em meus sonhos. — Quanto mais eu falava, mas estranho aquilo tudo parecia. — Ele me disse algo sobre um muro, uma barreira, que me impede de usar alguma coisa. Ele também disse que há algo por trás da minha cicatriz.

Percebi que Logan ficou rígido com o meu relato, como se ele já esperasse que algo assim acontecesse.

— Scarlly, não tem nada de errado com você. — Sua voz era suave. — Você só tem que ignorar essas coisas relacionadas a Loki. Ele está preso. Tanto aqui, quanto no nosso tempo.

— Mas...é como se... — Eu não conseguia descrever. — Logan, Loki disse que se essa barreira cair, eu vou...

— Olha Scarlly. — Ele olhou nos meus olhos. — Não de atenção pra isso, ok? Deve ser um truque de Luhtor. — As palavras de Logan não pareciam ser de todas, verdades. — Só me prometa que vai lutar contra isso.

— Claro. — É tudo o que eu consigo dizer, e o assunto morreu por ai. — Você é o mais velho, você quem manda. — Eu descontrai.

— Essa é a Scarlly que eu conheço.

Ficamos mais um tempo lá, apenas desfrutando da companhia um do outro, como sempre fazíamos. Mas essa coisa do Loki ainda me incomodava.

— Vamos. — Logan se levantou, estendendo a mão para mim. — Vamos voltar para a sala, antes que pensem que fomos sequestrados.

— Ou eles podem pensar que estamos nos pegando aqui. — Logan corou com isso, e eu ri da cara dele. Apesar de ser um Stark, Logan era bem parecido com a mãe dele.

— Como você é engraçada.

— Eu sei. — Eu segui Logan, mas parei bruscamente antes de chegarmos a porta.

Minha cabeça começou a doer novamente, e eu comecei a sentir o mesmo frio que senti antes de ver Loki. Ouvi a voz de Logan me chamando, mas ela estava distantes.

E então, eu acho que desmaiei.

[x]

Eu acordei na mesma cela. No mesmo lugar onde eu havia encontrado Loki pela primeira vez. Eu me levantei e andei ao redor do lugar. Eu estava presa.

Quando eu estendi minha mão, para onde eu achei que era um saída, eu tomei um leve choque. Havia uma barreira invisível me prendendo naquele lugar.

Eu estendi minha mão novamente, e desta vez, não levei nenhum choque. Eu continuei com a mão lá, tentando descobrir o que era aquilo. Era como se eu estivesse sobre uma redoma, algo que me “protegia” de alguma coisa. (Se você já assistiu aquela série chamada Under The Dome, sabe exatamente do que eu estou falando).

Observando melhor o lugar, percebi que a tal barreira era perfeita, exceto por uma parte minúscula em um dos cantos. Ela estava rachada.

— Fascinante, não? — Eu me viro rápido e dou de cara com Loki.

— Ah, é você de novo. — Eu digo com irritação, me voltando novamente para a barreira. – Já disse pra cair fora da minha mente.

— E eu disse que da próxima vez que nos encontrássemos, você iria me agradecer. — Me virei novamente para encara-lo. Seu sorriso era debochado.

— Então foi você? — Aquela hipótese surgiu de repente em minha mente. — Que fez aquilo com Aaron?

— Eu? De maneira alguma. — Ele soltou uma risada seca. — Eu já lhe disse, sou apenas um “fragmento” de memória, preso aqui, com você. — Foi naquele momento em que eu percebi que aquele era o Loki do meu tempo, não o Loki do passado.

— Então se não foi você.... Quem foi? — A confusão tomou conta da minha mente.

— Não é meio óbvio? — Ele se aproximou mais de mim, mas desta vez, eu não recuei. Apenas fiquei parada, em sinal de desafio, o que não o intimidou. — Foi você quem fez aquilo.

— Mentira. — Respondi rápido. — Eu não tenho poderes.

— Ah Scarlett...é tão triste que não saiba de sua verdadeira capacidade, mesmo ela estando bem a sua frente. — Ele tocou de novo nesse assunto da minha verdadeira “Capacidade”, mas antes que eu pudesse confronta-lo, ele mudou de assunto.

— Deve estra se perguntando o que é isso. — Ele se aproximou da barreira invisível e tocou- a com a mão, assim como eu.

— E por acaso você sabe? — Eu perguntei a ele meio receosa.

— Isso Scarlett, é o que separa você de você mesma.

— Esse é o tal “muro” que você comentou?

— Sim. — Ele me olhou. — E como pode ver, ele está rachando.

— Já sei. — Eu cortei ele. — Quando ele quebrar, eu to perdida. — Ele riu novamente.

— Seu tempo está acabando. — Ele disse misterioso. Odiava quando ele fazia isso.

— Cara, já te disse que você é estranho?

— Nós dois somos iguais, Scarlett

— Por favor Loki, não me faça rir. — Aquele cara era totalmente maluco. — Nós nunca seremos iguais.

— É o que você pensa.

— O que quer comigo? – Eu estava ficando irritada com esses joguinhos psicológicos do Loki.

— Podemos nos ajudar, Scarlett. — Ele ignorava todas as minhas perguntas.

— Nunca vou te ajudar.

— Ah, vai sim...Eu preciso de uma coisa que você pode conseguir. Quando chegar a hora, você vai me ajudar a consegui-la. Você é uma parte essencial no plano de Luthor.

— Espere sentado, seu maluco.

— Até a próxima, ruiva.

O “sonho” se dissipou, e eu voltei a mim. Mais perturbada ainda.

[x]

— Scarlett! – Logan me chama. — Você tá bem?

— O que...aconteceu? — Eu me sentei. Logan olhava para mim nervosamente.

— Você desmaiou, e ficou extremamente gelada. — Logan disse com a voz tremendo.

— Droga.... Era disso que eu tava falando. — Eu estava me sentindo uma aberração.

— Como assim?

— Loki, eu acabei de ver o Loki. — Olhei para Logan — É isso que anda acontecendo comigo.

— Loki? – Logan estava horrorizado. — O que ele disse?

— Nada, as mesmas porcarias de sempre. Que ele tem grandes planos para mim, e que meu tempo está acabando...

— Mas...você falou com o Loki desse tempo?

— Não. Com o Loki do nosso tempo. — Logan parecia a ponto de explodir com a falta de lógica naquilo tudo.

— Scarlly... Eu...

— Logan, não vamos contar pra ninguém. — Eu o adverti. — Não precisamos envolver ninguém nisso, entendeu?

— Tá bom. — Ele respondeu por fim, depois de fazer uma cara de contra-gosto.

— Vamos. — Dei o assunto por encerrado. — Vamos ver se eles já chegaram. — Logan me ajudou a me levantar, e nós fomos para a sala.

Tentei esquecer aquela conversa com Loki. Mas eu sabia que cedo ou trade, alguma coisa iria acontecer. Alguma coisa ruim

Cara, a minha vida era muito estranha.

E só estava piorando.



Notas finais do capítulo

E por hoje é só pessoal! Espero que tenham gostado!Por favooor, comentem (recomendações também são muito legais... Só dando uma dica kkkk)! Eu amo falar com os meus leitores! Então você ai, fantasminha camarada, saia das sombras e venha me dar um "oi". E aos meus leitores ativos, muito obrigada, eu amo vocês!Uma pergunta: quem vocês gostariam de ter como melhor amigo entre os personagens?Nos vemos no próximo capitulo!!!