Depois De Nove Anos escrita por Morgana Salvatore


Capítulo 8
Capitulo 8





Pov/Bella

Depois de o jake ter ganhado o campeonato nos comemoramos no shopping como era desejo do meu filho nos divertimos bastante e eu pude esquecer tudo que eu lembrei na mansão dos meus pais. O vicio de compras do Antony contagiou a todos tanto que quando eu e o Antony embarcamos para paris fomos com três malas a mais do que quando fomos para nova York.o nosso vôo para paris foi tranqüilo meu anjinho dormiu o voo inteiro o que era um milagre eu fui acordada pois tinha medo de dormi e acorda e meu anjinho não estivesse ali esse medo foi criado raças a um filme que eu vi com a minha mãe o roteiro do filme era básico a mãe dormia no voo e quando acordava a filha dela não estava mais lá, aquilo me traumatizou eu quando viajava com o Antony agora não conseguia dormi não importava o quanto tempo durasse o voo.

Quando pousamos em paris pegamos um táxi, pois meus pais não sabiam que eu viria para paris no meio de tudo o que estava acontecendo eu tinha esquecido de ligar avisando, já dentro do táxi o Antony estava com energia para dar e vender isso que dava eu ter deixado ele dormi o dia inteiro.

Quando paramos em frente à mansão dos meus pais o taxista me ajudou à tira as malas do carro eu toquei a campainha e logo um segurança veio atender ele me reconheceu e permitiu que eu entrasse me ajudou com as malas as empregadas disseram que os quartos que sempre usávamos quando vínhamos para paris estava arrumado então coloquei as malas no quarto e não as desfiz e nem permiti que ninguém fizesse já que eu e o Antony iríamos ir embora daqui a dois dias era total perca de tempo desarrumar as malas só para podermos arrumá-las de novo amanha já que partiríamos depois de amanha logo que o dia raiasse a passagem estava marcada para as cinco.

O Antony ficou decepcionado pelos avos não estarem em casa, mas não durou muito já que ele trocou de roupa e começou a brincar com os brinquedos dele que estavam no quarto antigo eu fiquei em uma das salas que tinha na mansão eu estava assistindo um filme legalzinho que prendeu minha atenção meu anjinho estava com um aviãozinho nas mãos subindo as escadas correndo e descendo de elevador eu nem me importei era bom ele correr assim ele gastava energia e logo dava sono e foi

exatamente o que aconteceu depois de uma meia hora correndo ele veio para perto de mim e deitou no sofá com a cabeça no meu colo eu sabia que ele estava com sono ele ficou encarando a TV ate o sono bater e ele fecha os olhos. Eu fiquei um tempo velando o sono dele, mas depois pequei ele no colo com um pouquinho de esforço e o coloquei no quarto dele tirei toda a roupa dele e coloquei um pijama que eu pequei na mala que eu não tinha desfeito pois iríamos embora amanha a noite.

Sai do quarto do Antony e fui para o meu quarto peguei meu celular e liguei para o jake que não veio comigo, pois minha mãe não gostava dele e fazia questão de deixar isso claro, e por incrível que pareça ele não me atendeu desci a escadas e dei de cara com meus pais se beijando no corredor que levava para a porta de saída.

_acho que eu estou atrapalhando_ eu disse alto para eles me notarem

_filha_ disse meu pai surpreso, foi super engraçada a cara que ele fez.

_meu amor o que você esta fazendo aqui?_ perguntou minha mãe vindo ate mim e me abraçando

_eu estava precisando de colo de mãe_ eu disse aproveitando o Maximo do abraço

_se e assim vou subir_ disse meu pai, se fazendo de ofendido.

_eu também te amo pai_ eu disse abraçando ele que retribuiu, mas logo depois subiu as escadas.

_boa noite filha_ disse ele já no topo da escada gritando_ fico feliz em você estar aqui em casa

_fala baixo se não você vai acorda o Antony_ eu disse

_Ta bom_ disse ele_, mas posso dar um beijinho nele não posso?

Eu sabia que ele não estava realmente pedindo a minha permissão só brincando

_esse seu relacionamento com seu pai não muda_ disse minha mãe rindo só ali que eu tinha percebido o quanto ela estava elegante com um vestido de gala eu só não tinha reparado na roupa do meu pai

_ aonde vocês foram tão elegantes assim_ eu quis saber

_ao teatro, vimos uma peça incrível você ia adora assistir_ ela disse minha mãe era do tipo de pessoa muito seletiva e critica sobre tudo, então se ela estava dizendo que a peça era boa então você podia

apostar que era_, mas que tal ir para a sala acho que o assunto e serio e não acho esse lugar apropriado.

Fomos ate a sala que antes eu estava vendo televisão, ela se sentou no sofá e eu sentei do lado dela como o silencio estava ficando desconfortável eu resolvi falar logo.

_mãe o Edward quer que eu conte ao Antony que ele e pai dele_ eu disse rápido

_calma ai vamos começar pelo começo_ ela disse e eu contei tudo como eu vi o que aconteceu no nosso reencontro, a amizade do Antony com toda a família toda a confusão que estava minha cabeça, e ela ficou quieta só ouvindo tudo o que eu falava quando eu terminei ela disse_ e você acha mesmo que estar certa os afastando assim?

Nem eu sabia a resposta dessa pergunta, pois por mais que eu quisesse dizer que era o certo a se fazer uma pequena parte de mim me dizia que isso estava errado que eu não tinha o direito de afastar pai e filho.

_não sei mãe_ eu disse sendo sincera

_filha eu tenho certeza que você esta errada primeiramente em fugir dessa forma_ ela disse e quando eu ia interromper ela mandou eu me cala com um simples sinal e continuo a falar_ vocês tem um filho e precisam se dar bem pois se continuarem com essa briga não será só você e o Edward que saíram machucados mas também o Antony pois toda criança merece ter um pai mesmo que o cara não preste nada e muito importante para o psicológico de qualquer pessoa ter alguém para chamar de pai principalmente uma criança de nove anos, você já imaginou como e para o Antony no dia dos pais na escola?

_não, mãe eu nunca pensei nisso_ eu disse respondendo a ultima pergunta dele.

_filha conta para o Antony_ disse minha mãe e eu estava muito confusa

_não mãe, eu não irei contar nada para o meu filho, amanha mesmo volto para Londres e só deixar o tempo passar ele ira embora aquela empresa e a vida dele ele não conseguirá ficar longe_ eu disse e sabia que era verdade.

_e se não for assim_ disse minha mãe secando uma lagrima que tinha caído dos meus olhos

_mas vai ser assim e você sabe disso depois de alguns dias ele volta para nova York e como fica meu filho_ eu disse e, mas lagrimas caíram dos meus olhos.

_mas ele não ira se afastar de novo_ ela disse

_vai sim, a vida dele e em nova York não em Londres como vai ser eu junto eles por alguns meses e depois o Edward vai embora e como fica meu anjinho?_ eu perguntei

_ele ficara bem Isabella_ disse ela olhando nos meus olhos_ posso ver nos teus olhos que não e esse o verdadeiro problema e sim vingança por ele ter te abandonado.

_não e isso_ eu disse, mas minha voz não convencia nem a mim mesmo.

_para de ser teimosa.

_não estou sendo teimosa.

_se você veio conversa comigo com sua opinião já formada nada do que eu disse vai ajudar.

_eu não tenho opinião formada em relação a esse assunto.

_serio que não_ disse ela se levantando fez um carinho no meu rosto e disse_ boa noite

Depois que minha mãe me deixou naquela sala sozinha eu fiquei lá e não conseguia nenhuma resposta para nenhuma das perguntas que minha mãe me fez as que eu mesmo me fazia, mas não conseguia chegar a nenhuma conclusão.

Subi para o meu quarto e peguei meu notebook para verificar os meus e-mails, pois já fazia tempo que eu não fazia isso e tinha dois e-mails da minha chefa querendo saber que dia eu voltava eu respondi que amanha mesmo eu embarcava de volta para Londres o que era verdade tanto que eu tinha reservado as passagens para amanha mesmo as nove da noite eu sabia que meu anjinho não ia gostar de ir embora tão cedo mais ele não podia reclamar já que os avos estariam no aniversario dele que e daqui a uma semana sorte que estava quase tudo pronto, por causa da chegada do Edward eu tinha acabado me esquecendo um pouco desse assunto mas assim que eu chegasse em Londres eu ia me focar nesse assunto e esquecer do Edward pelo menos era isso que eu queria.

Cont....



Notas finais do capítulo

postado tambem no me blog
http://ilovetwilightmyblog.blogspot.com.br/



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Depois De Nove Anos" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.