Depois De Nove Anos escrita por Morgana Salvatore


Capítulo 7
Capítulo 7





No capitulo anterior

Pequei um carro que ele sempre deixava a minha disposição quando eu vinha para nova York queria rever um lugar importante.

Capitulo sete

Relembrando o passado

Pov/bella

Quando eu cheguei à minha antiga casa eu fechei os olhos relembrando da minha infância da minha adolescência aqui nessa casa não pude evitar uma lagrima que escorreu nos meus olhos, mas eu precisava viver aquilo de novo nem que fosse com memórias eu olhei para o final da rua aonde eram situadas às casas mais bonitas e caras de nova York de longe eu via a maior casa do bairro uma casa que eu conhecia bem, desde que eu era pequena visitava a mansão cullem, pois sua mãe era muito amiga da esme.

Mas não fiquei ali muito tempo eu toquei a campainha da mansão swam logo um segurança veio abri

_pois não_ perguntou um cara loirinho de terno preto

_posso entra_ eu disse, pois aquela e minha casa eu só não tinha vindo lá depois que o Antony nasceu.

_desculpa mais não tem ninguém aqui_ ele disse e resmungou algo como “muito tempo”

_eu sei_ eu disse

_então o que veio fazer aqui_ ele disse

_essa e minha casa eu queria ver como as coisas estavam aqui_ eu disse

_me disseram que os donos da casa já eram de idade e morava em paris_ ele disse

_meus pais Charles e René swam _ eu disse começando a me irrita

_desculpa mais sem a permissão de um deles a senhorita não ira entra_ ele disse e me bateu uma vontade de demiti-lo

_você pode, por favor, chama a emprega responsável por manter a limpeza da casa ela me conhece você pode chamá-la _ eu disse

_espere um minuto_ ele disse saindo e fechando o portam na minha cara

E o tempo passou, passou e passou.

Ai escuto passos do lado de dentro e logo aquele mesmo segurança aparece abrindo o portão mas dessa vez ele esta junto com uma empregada que eu reconheci como Maria a governanta da casa

_oi_ eu disse ela ficou me olhando

_menina por que não avisou que vinha_ ela disse me abraçando

_eu não sabia que vinha, mas estava aqui e me bateu uma saudade ai resolvi vir_ eu disse, eu quando jovem gostava muito de conversa com a Maria ela me dava conselhos mais normais que a minha mãe

_entra_ ela disse e eu claro entrei quando entrei reparei em tudo a entrada de pedra os muros altos o jardim da minha mãe perfeito _esta tudo igual quando vocês foram embora sua mãe não permitiu que mudássemos nada

_e estou percebendo_ eu disse e logo entramos na casa e não e que ela tinha razão, ela se desculpou e disse que tinha algumas coisas para fazer mais que antes de eu ir embora para que eu fosse falar com ela eu concordei e continuei o meu tur passei pelos corredores do andar de baixo e me deparei com uma porta que eu conhecia bem um dos meus lugares preferidos na casa a sala de cinema e acabei me lembrando do dia em que meu pai pegou eu e o Edward dando uns amasso ali naquela sala.

______________Flash back _____________

O Edward estava aqui em casa eu o chamei para ver um filme ele aceitou e começamos ver um filme o nome do filme se eu não me engano era garota infernal o Edward estava odiando o filme e estava me tentando com mordidas no pescoço

_Edward se meu pescoço ficar marcado_ eu disse depois dele dar um chupão no meu pescoço

_você vai fazer o que_ ele disse me virando no sofá e ficando por cima de mim

_Edward para_ eu disse quando ele começou a me beija e deixar aquela mão boba dele livre

_por quê?_ ele disse olhando nos meus olhos

_meus pais vão chegar daqui a pouco e se ele nos pega assim eu vou ficar de castigo por um século

_olha sua mãe não liga se fizermos isso_ ele disse

_e como você sabe disso_ eu disse, pois minha mãe já tinha dito isso para mim mais ao acredito que disse para ele também.

_sua mãe falou comigo uma noite que eu estava esperando você termina de se arruma ela só pediu para mim prometer que eu usaria camisinha _ disse ele com a maior cara de safado

_minha mãe e louca_ eu disse rindo

_minha sogrinha e foda isso sim_ ele disse e voltou a me beijar e dessa vez eu permiti o beijo estava cada vez mais urgente e eu nem sei quando mais quando eu vi minha blusa já estava no chão as mãos do Edward estava no meus seios minhas pernas ao redor da cintura dele e as nossas intimidade rosando por cima das roupas

_eu quero os dois compostos e na sala de estar agora_ disse meu pai nos dando um susto que quase caímos do sofá depois que meu pai saiu o Edward sentou e começou a ri

_seu idiota viu agora vou ficar de castigo_ eu disse me sentando e dando um tapa no peito dele_ por que tantos risos?

_sua cara foi incrível_ ele disse me abraçando

_me solta eu tenho que me vesti_ eu disse pequei minha blusa que estava no chão

_ta bom_ ele disse e ficou me olhando eu me vesti quando terminei ele me puxou eu acabei caindo no colo dele e voltou a me beija

_vamos agora_ eu disse ainda sentada no colo dele

_queria passar o meu tempo todo beijando a sua boca_ ele disse me olhando com aqueles olhos verdes que era incrível e voltando a me beija

_Edward para _ eu disse quando ele parou de me beija, pois se demorássemos mais meu pai iria vir aqui de novo ai estávamos realmente ferrados.

_ta bom vamos_ ele disse saindo levantando comigo no colo

_me Poe no chão_ eu disse e ele me obedeceu

Quando chegamos na sala meu pai me colocou de castigo no quarto com autorização para sai só para ir a escola e não queria o Edward ali e quando o Edward me beijo para se despedi faltou pouco para o meu pai não bater nele mas meu castigo não durou muito pois quando minha mãe chegou e falou que isso era normal entre adolescentes e que era para ele me tira do castigo e como minha mãe e a autoridade Máxima na minha casa ele deixou eu sai do castigo.

_________flash back off_______________

Logo sai daquela sala subi as escadas e fui para o meu antigo quarto estava igual me joguei na cama e fiquei lembrando de quando eu perdi minha virgindade, para falar a verdade foi ali que minha vida mudou

____________Flash back_____________

Hoje era sexta feira meus pais tinham ido viajar ontem e eu acabei deixando o Edward me convencer e deixar ele dormi aqui e agora aqui estava eu me preparando para dormi com meu namorado eu sabia o que ele queria que nos fizéssemos, só não sabia se queria realmente isso, por isso liguei para minha mãe ela podia dar alguns conselhos bobos mais realmente me entendia falei com ela por alguns minutos ela disse que eu devia ficar calma e deixar rola e se rolasse rolou e pediu também para não esquecer a camisinha caso acontecesse alguma coisa e disse também para mim tentar relaxa e aproveitar “como se isso fosse acontece eu estava uma verdadeira pilha de nervos” mas tomei coragem e sai do banheiro só de camisola (colocar link) e o olha de desejo que ele lançava em mim me deixava mais nervosa mas não parei continuei andando ate a cama e me sentei na beira

_vou trocar de roupa_ ele disse e acho que ele também estava nervoso mesmo não sendo a primeira vez para ele

Deitei-me na cama para esperar por ele que logo apareceu usando somente uma cueca Box e meu deus como ele ficava sexy assim ele veio e se deitou ao meu lado depois de um silencio chato ele resolveu se pronuncia.

_acho que devemos beber_ ele disse olhando para frente

_não eu quero estar sóbria quando acontecer_ eu disse realmente beber não era um alternativa considerável

_você tem certeza, podemos esperar_ ele disse mais eu sabia que ele não queria espera e para falar a verdade nem eu

_não eu quero, tem certeza_ eu disse ele me olhou e puxou minha boca para a dele e começamos um beijo que no começo era calma mais logo foi se tornando urgente, ele nos fez ficar de joelhos na cama para facilitar ele retirar minha camisola quando a camisola já estava no chão ele me puxou de novo fazendo eu cai no colchão ele deitou em cima de mim e voltou a beijar meus lábios as mãos estavam na minha cintura me puxando cada vez mais para ele eu ate podia sentir sua enorme ereção na minha barriga, ele começou a descer os beijos pelo pescoço meus ombros ele começou com os beijos na parte dos meus seios que ainda estavam cobertos, mas ele logo tratou de tira aquela peça eu podia sentir minhas bochechas pegando fogo de vergonha pelo fato dele me ver assim sem nada mais não foi o suficiente para eu me importa a excitação estava maior e quando ele começou a chupar meus seios essa excitação dobrou eu naquele momento só sabia gemer, sorte que só estava nos dois na minha casa, entre a minhas pernas eu podia sentir o quando estava molhado, depois de brinca bastante com meus dois peitos ele foi descendo os beijos pela minha barriga ele agarrou o cós da minha calcinha com os dentes e eu não acreditava que ele pretendia fazer sexo oral na minha vez eu não estava preparada para isso

_Edward isso não_ eu disse depois dele já ter tirado minha calcinha

_confia em mim_ ele disse e veio me beijar o beijo foi incrível sentir meus seios roçando nos dele que também estava nu meus seiso ficaram mais rígidos e ele percebendo isso levou as uma das mãos e os apertou me fazendo gemer alto

_ amor acho que meus novos amiginhos estão querendo atenção de novo_ ele disse rindo se referindo aos meus peitos.

Eu ia dar uma resposta malcriada mais esqueci de tudo quando ele começou a chupar os bicos dos meus seios que estavam rígidos ele fez isso com um enquanto massageava o outro depois mudou de seios fazendo as mesmas coisas que me deixava louca mas não dedicou tanto tempo ali e foi descendo os beijos pela minha barriga e foi indo em direção a minha intimidade que estava molhada mas parou antes e levou um dedo a minha intimidade eu gritei de susto e o idiota riu de mim

_ amor você ta pingando_ ele disse com o dedo ainda na minha intimidade e a vergonha só aumentou ao percebe que ele estava olhando direto para minha intimidade

Quando ele começou a passar a língua no meu sexo eu quase morri com aquilo o prazer era incrível e ele chupava, mordiscava meu clitóris que já estava inchado, mas quando ele me penetrou com a lingua eu não consegui me controla e eu tive meu primeiro orgasmo as sensações de prazer era incrível .

_amor você tem certeza_ perguntou o Edward se posicionando entre as minhas pernas e eu percebi que ele já estava sem cueca eu não me surpreendi com o tamanho, pois eu já tinha visto ele assim uma vez e eu podia afirma que o pênis dele era enorme.

_tenho_ eu disse com total sinceridade_ você colocou a camisinha?

_,sim , eu te amo_ ele disse me beijando eu podia sentir o pênis dele entrando em mim devagar a ardência era muito desconfortável mas nada comparado ao rompimento do hímen a dor foi tanta que eu dei um grito que foi abafado pelos lábios dele que continuaram a me beijar ele se manteve parado a ardência foi diminuindo e eu podia percebe que ele estava se controlando para não se mexe

_amor pode se mexer_ eu disse e ele não perdeu tempo começou a estocar de vagar a ardência continuava, mas não era nada comparado ao prazer que eu estava sentido a cada estocada.

_mais rápido_ eu disse entre gemidos pois eu já não aquentava mais aquela tortura

Ele começou a estocar mais rápidos atingindo lugares totalmente inéditos para mim o prazer que eu estava sentindo era tão bom eu pude percebe que o Edward se controlando para não estocar mais forte do que aquilo logo pude sentir meu orgasmo se formando as estocadas deles eram ritmadas o som dos nossos corpos se tocando era tão excitante os gemidos que ecoavam pelo quarto então nem se fala logo pude sentir aquela sensação maravilhosa do orgasmo e pude percebe o quando os músculos da minha intimidade apertavam o pênis do Edward ele acho eu que em um momento de total descontrole deu duas estocadas tão fortes e depois gozou .

Esperamos nossas respirações se acalmarem ele retirou a camisinha e amarou depois jogou no lixo que tinha perto da cama e me puxou para deitar no peito dele e dormimos assim.

_______________flash back off___________

Não sabia onde estava com a cabeça em ficar remoendo o passado daquela forma eu odiava o Edward e pronto não devia ficar relembrando de coisas como a minha primeira vez eu devia estar louca e tudo por causa daquele idiota.

_Ai que raiva_ eu disse me levantando daquela cama e descendo as escadas correndo e sai daí sem me despedir de ninguém a única coisa que eu queria era distancia daquela casa, depois de sai daquela casa fui direto para o estádio de futebol americano em que o jogo iria acontecer eu tinha um namorado e um filho me esperando não podia ficar pensando em coisa como a minha primeira vez.