Depois De Nove Anos escrita por Morgana Salvatore


Capítulo 29
Capitulo 29- Final


Notas iniciais do capítulo

[...] Significa passagem de tempo, pode ser de segundos, minutos, dias, semanas, meses ou anos.

Ultimo Capitulo Espero que gostem!




Depois de Nove Anos- Final

Um ano depois.

Pov| Bella

A alguns meses atras depois de muita insistência do Edward e acabei aceitando a proposta dele de morarmos juntos. compramos uma casa perto da casa dos meus pais e do pai dele, a casa linda e com um grande quintal.

No aniversário de 10 anos do Antony demos um cachorro a ele, que se adaptou completamente a nossa família.

Nossa vida a parti do momento em que decidimos ficar juntos ficou perfeita, tudo ao nosso redor pareceu se ajeitar. Meu relacionamento com o Edward era de cão e gato, brigávamos todo o dia, mas depois fazíamos as pazes da melhor maneira.

[...]


_Marie cadê o Antony?_ perguntei tinha acabado de chegar do trabalho.

Eu continuava trabalhando com o Edward, eu tinha ficado até tarde organizando a agenda dele.


_Ele saiu com o Edward.


_Como?


_Bom o Edward chegou a algumas e eles dois sairão_ ela disse, eu não podia acreditar que o Edward tinha passado por cima da minha palavra e tirado o Antony do castigo.


[...]


_Pai e serio você vai adorar esse jogo, tem tipo bombas, carros e...._ ele perdeu a fala quando me viu_ Mãe você já em casa?


_Oi amor_ disse o Edward vindo para perto de mim.


_Edward aonde vocês foram?


_Ao Shopping, o Antony queria comprar uns jogos novos e eu prometi leva-ló.


_Ele está de castigo Edward.


_Vou pro meu quarto_ disse o Antony, ele passou por mim quase que correndo, ele sabia que estava errado.


_Por favor Bella ele já está de castigo a duas semanas já estava na hora dele sair.


_Edward quem o colocou de castigo foi eu só eu que posso tira-ló.


_Eu sou o pai dele.


_E eu a Mãe.


[...]


Nosso jantar foi silencioso, apenas o Antony falava, sobre como ele tinha se dado bem na prova de história, desde o momento em que o Edward chegou, e nos tivemos aquela pequena briga, nos não falávamos.


_Boa noite mãe, pai_ disse o Antony assim que terminou de jantar, ele me deu um beijo no rosto e deu um tapinha nas costas do Edward.


[...]


_Você vai mesmo ficar sem falar comigo por causa de uma bobeira como aquela_ ele perguntou passando a mão pela minha coxa, estávamos deitados na nossa cama.


_Para_ eu disse tirando a mão dele da minha coxa.


_Serio ele se comportou muito bem nessa duas semanas de castigo eu só quis agrada-ló._ ele disse e me abraçou pela cintura.


_Para agrada-ló você tinha que passar por cima de mim.


_Eu não fiz isso.


_ Claro que fez, imagine a situação contraria, imagine que tenha sido você a coloca-lo de castigo por causa das notas que ele tirou na escola e eu fosse lá e tirasse ele, como você se sentiria?


_E eu fiz errado, me desculpe mais e que esse negocio de ser pai e meio novo pra mim e difícil negar algo a ele, eu passei tanto tempo ausente que agora eu tento suprir isso e acabo sendo meio fraco com esse negocio de dizer não.


_Meio?_ perguntei rindo, ele era totalmente fraco com relação a qualquer negação ao Antony.


_Tá sou totalmente fraco._ ele aceitou rindo também, colou os lábios nos meus e começou um leve beijo, que foi se tornando cada vez mais urgentes.....


[...]


_Bella_ disse Rosalie, eu conseguia ouvir a voz dela, mas bem longe de mim, apoiei minha mão na mesa e fechei os olhos esperando que aquela tontura passasse._Está tudo bem?


Eu não conseguia me mover, se eu abrisse a boca para responde-lá era bem capaz de eu colocar tudo o que comi pra fora, ali mesmo.


_Vem sente-se aqui, deixe-me ajuda-lá.


Ela me segurou e me levou até uma cadeira, eu me sentei.



_Ok, já passou_ eu disse, a tontura tinha passado e o enjoo também.


_Bella você tem que procurar um medico, já e a segunda vez que eu vejo você passando mal.


_Não e nada de mais Rose.


_Como não, isso não e normal, se você não for procurar um medico eu vou falar com o Edward.


_Eu já fui ao medico e ele mesmo disse que eu não tenho nenhuma doença._eu não queria contar a ela mais ela não podia falar ao Edward.


_Então se não e doença você só pode...


_Sim, mas promete pra mim que será um segredo nosso._ Pedi, eu imploraria se preciso.


_Ok eu não vou contar a ninguém mais por que segredo?


_Eu quero falar pro Edward primeiro.


_Você está de quantos meses?


_Três meses e duas semanas_ eu disse.


_Uau nem parece você continua magrinha, nem tem bariga._ ela disse reparando no meu ventre.


Eu estava mesmo magra para quem já estava com três meses, mas não o suficiente para esconder a barriga do Edward, desde que eu descobri essa era minha missão tentar ao máximo adiar o momento em que eu teria que contar ao Edward.


_Quando você vai contar ao Edward?


_Ainda não sei.


_Conta logo eu aposto que ele vai adorar a noticia, ele já e todo babão com o Antony.


_Eu estou com medo_ eu disse, eu precisava desabafar.


_de que, a gravidez e de risco?


_Não, mas toda vez que eu vou contar eu perco a coragem.


_Por que?


_A ultima vez que eu disse a ele que íamos ter um filho ficamos sem nos ver por nove anos.


_Há Bella não viaja o Edward te ama, vocês são casados e tem um filho, o que aconteceu no passado foi um erro, mas por que vocês eram jovens, tanto você quanto ele já amadureceram e você tem que esquecer isso.


_Bem que eu tento, mas essa gravidez me trouxe todas as lembranças e medos que eu senti naquele dia e isso e tão ruim.


_Se você quer um conselho de uma amiga, conte logo a ele, esqueça que um dia isso aconteceu e você verá que tudo ficara bem_ ela disse, eu queria acreditar nisso, mas eu não conseguia_ Agora por que você não vai pra casa, descansa um pouco, eu aviso ao Edward que você teve um mal estar e foi embora, tenho certeza de que ele vai entender.


_Ok, você tem razão eu preciso contar a ele, vou fazer isso hoje, vou ir embora agora e me preparar para contar a ele quando ele chegar.


_Ok, boa sorte e pare de bobeira.


[...]


_Mãe já em casa?


Perguntou o Antony, ele tinha acabado de chegar da escola.


_Sim, posso conversa com você.


_Eu não fiz nada.


_Eu sei que não.


_Então o que é?


_Senta aqui pra podermos conversa melhor._ ele fez o que eu pedi e se sentou do meu lado no sofá.


_O que você acha de ter um irmão?_ Perguntei, se o Edward tivesse a mesma reação que teve a anos atrás eu até conseguiria fingir que não ligava, ou me importava, talvez eu voltasse a Londres, mas eu me afastaria totalmente dele. Mas a opinião do Antony era a unica que me importava.


_Não sei, mas por que, você vai ter outro filho?


_Sim, eu estou gravida_ eu coloquei a mão no meu ventre

_E menino ou menina?


_Não sei, ainda e muito cedo pra eu saber.


_Eu prefiro menino, assim eu vou poder jogar bola com ele.


_Você gostou da noticia?


_Você vai continuar me amando?


_Claro que sim, você vai ser sempre meu bebezinho_ eu disse, me levantei e fui até o sofá em que ele estava sentado, me ajoelhei aos pés dele e peguei a mão dele_ Eu te amo e não importa se eu tiver dez filhos você vai ser sempre amado.


_Então eu gostei da noticia._ ele disse.


Não contive as lagrimas, eu tentaria ao máximo dá atenção igualmente aos dois, eu amaria os dois igualmente.


[...]



Já era o horário do Edward chegar em casa, eu tinha pedido ao Antony que jantasse um pouco mais cedo e fosse para o quarto para que eu pudesse conversa com o Edward sozinha.


_Oi, amor.


Eu estava tão distraída procurando a melhor forma de contar, que nem reparei ele entrando no nosso quarto.


_Oi.


Ele colocou a pasta dele em cima da cama e se aproximou de mim, e perguntou:


_Está melhor? Te liguei o dia todo, mas você não me atendeu, ai eu liguei pra cá pra casa e a Marie me disse que você estava dormindo, ai preferir não te incomodar.


_Sim, eu estou melhor.


_Tem certeza?


_Sim.


_Por que essa cara?


_Eu preciso conversa com você.

Ele me olhou serio e começou a desfazer o nó dá gravata.


_Posso tomar um banho rápido primeiro depois eu volto e conversamos o quanto você quiser.


_Não, eu já estou a ponto de enlouquecer e se eu não falar logo eu vou perde a coragem.


Ele me olhou serio e se sentou na cama.


_Então fala.


_Eu vou direto ao ponto, eu estou gravida Edward.


Eu estava preparada pra qualquer reação dele.


_Como?


_Você ouviu Edward, eu estou gravida_ minha vontade de chorar era grande, mas eu consegui me controlar


_Mas nos usamos camisinha sempre.


_Deve ter falhado eu não sei.


_Você mesma disse que ainda era cedo para termos outro filho, merda...


_Não bota a culpa em mim, eu não fiz nada sozinha.


Ele estava andando de um lado para o outro, passando a mão pelo cabelo, era claro o desespero dele.


_Eu sabia que isso iria acontecer, e a história se repete de novo, esse era meu medo, por isso eu não queria falar nada eu devia ter mantido minha boca fechada, que inferno.

Eu naquele momento não estava falando mais com ele e sim comigo mesmo, não que eu sentisse qualquer sentimento negativo em relação ao bebe que estava dentro do meu ventre, mas eu não queria me decepcionar novamente com o Edward, dessa vez eu não conseguiria o perdoa.

_Eu não estou dizendo que não, só estou tentando entender, você me pegou desprevenido, eu só fiquei surpreso, só isso, ai meu deus eu vou ser pai novamente, isso e tipo...

_Você não vai me deixar de novo, não vai fazer como da outra vez?_Perguntei insegura.

_Ai meu deus, e claro que não, isso se quer passou pela minha cabeça, meu deus amor_ ele se aproximou de mim e segurou meu rosto entre as mãos_eu te amo, você não imagina o arrependimento que eu sinto ao lembrar do que eu fiz, eu jamais teria coragem de abandonar você gravida de novo, me perdoa_ ele se ajoelhou na minha frente meio exitante colocou a mão no meu ventre, ele ficava pedindo perdão enquanto beijava meu ventre, eu não conseguia parar de chorrar, então me abaixei pra ficar na altura dele e o beijei, parecia que o mundo tinha sido tirado das minhas costa, eu agora me sentia livre pra ser feliz ao lados dos meus filhos e do homem que eu amava, esquecendo completamente o passado vivendo o futuro e sendo feliz, pra sempre!

Fim!!!!



Notas finais do capítulo

Espero que tenham gostado, ultimo capitulo, mas semana que vem tem epilogo.
Como eu já disse esse capitulo não seria muito revelador e nem ligaria todas as pontas da história, mas eu espero que tenham gostado.
O Epilogo será mais revelador.
Deixe comentários.
Conheça Nação Twilight

http://nacaotwilight.blogspot.com



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Depois De Nove Anos" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.