Depois De Nove Anos escrita por Morgana Salvatore


Capítulo 25
Capitulo 25


Notas iniciais do capítulo

Oi bom hoje eu vou me prolongar um pouquinho nas notas iniciais.
Bom quero agradecer a todos que estão lendo a fic;
Quero agradecer também aos os que comentam sempre, os que favoritaram, os que estão acompanhando e também aqueles que só leem. #obrigada

Bom o capitulo de hoje não e um dos meus preferidos da fic mais e muito importante para as mudanças que iram acontecer nos próximos Capítulos.

Em pedido de algumas leitoras eu estou escrevendo um bônus de como o Carlisle está lidando com a perca da esme eu vou postar esse bônus aqui no nyah mesmo depois do capitulo 26.

Bom e só e espero que gostem!!!




Capitulo 25


Pov/ Bella


–Antony, meu amor já está na hora de se levantar.

Eu disse e balancei ele tentando acorda-ló.
–Mamãe deixa eu dormi um pouquinho mais.
Ele pediu fazendo careta quando eu tirei a coberta dele.
–Anjo você tem aula, precisa se levantar.
–Não mamãe eu quero dormi.
Respirei fundo era difícil dizer não a ele quando ele pedia assim.
–Vamos levante você vai se atrasar.
–Chata, chata, chata.
Ele se levantou e ficou me olhando com uma carinha de sono que realmente dava pena.
–Vai logo tomar banho, não caio mais nessa carinha linda.
–Chata.
Ele disse mais se levantou.
–A mamãe também te ama muito.
Eu disse antes dele entra no banheiro do quarto dele.


[...]


Eu já estava arrumada para meu trabalho assim como o Antony estava arrumado para a escola, estávamos tomando café da manha.
–Filho sabe o que eu percebi hoje cedo quando eu te acordava?
Perguntei.
–O quanto você e chata?
Ele perguntou.
–Ha ha ha, muito engraçado você, mas e serio você não pode continuar dormindo naquele quarto daquele jeito.
–O que tem de mais o meu quarto?
Ele perguntou.
–Esta faltando a decoração, aquele quarto em que você esta tem cara de quarto de hospede ele precisa de uma decoração com a sua cara, então eu pensei que depois do trabalho nos dois pudêssemos ir ao shopping e fazer umas compras para deixar aquele quarto com a cara do dono.
Eu disse, ele abriu um sorriso para mim, o tipo de sorriso que alegrava o meu dia.
–Se o quarto vai ficar com a minha cara então ele vai ficar lindo.
Ele disse provocando risadas tanto minha como da Marie também.
–Você tem razão senhor eu não sou nada convencido.
–Então está combinado assim que eu sair da escola nos vamos ao shopping.
Ele disse eu concordei com a cabeça e continuamos a tomar nosso café da manhã entre conversar bobas e muitas brincadeiras do Antony.

[...]


–Ou e o meu beijo?
Perguntei ele voltou e me deu um beijo no rosto antes de sai do carro, esperei um tempo na frente da escola dele até que eu tivesse certeza de que ele já tinha entrado.

[...]

Assim que eu cheguei no trabalho me aprecei , estava alguns minutos atrasada, cumprimentei algumas pessoas no caminho para a sala do Edward que estava sendo ocupada pelo Carlisle.
Quando eu cheguei no andar da sala do Edward percebi uma movimentação estranha.
–Você está atrasada.
Disse Renata assim que eu passei por ela preferi ignora.
Bati na porta:
–Entre.
Me surpreendi ao ouvi a voz do Edward, abri a porta e entrei, foi impossível não sorri ao ver ele sentado. Ele estava lindo de terno.
–O que você esta fazendo aqui?
Perguntei. Até ontem ele não queria sair de casa, hoje ele já voltava a trabalhar.
–O que você disse me fez repensa em algumas coisas.
Não era justo com o Emett, com meu pai e principalmente com a Alice, eu estava sendo egoísta em achar que só eu sofria com a morte da minha mãe.

Sorri era bom ver que ele tinha acordado para vida.

– Que bom que você percebeu isso, fico feliz em ter ajudado.

_Pensei que você estaria com saudades de mim mas nem um beijo eu recebo to decepcionado. Ele disse brincando eu ri e fui até ele e colei meus lábios nos deles um rápido selinho, afinal estávamos em local de trabalho.

–Serio só isso?

Ele perguntou fazendo biquinho.

–Sem drama Edward estamos em local de trabalho.

–Chata.

–Dá pra para de me chamar assim já basta nosso filho me chamando assim.


–Falando no Antony eu vou passar na sua casa hoje depois do expediente, já faz um tempo que eu não o vejo, com a morte da minha mãe eu meio que deixei ele de lado.

Por mais que ele tentasse parecer bem ao falar da mãe dele era obvio pelo tom de voz dele que ele não se sentia confortavel em falar dela.

–Você pode passa lá em casa a hora que você quiser, só que hoje depois do expediente eu vou levar o Tony ao Shopping.

–Eu posso ir com vocês?

Ele perguntou, confirmei com a cabeça ia ser legal, o Antony estava com saudades do Pai, de qualquer maneira seria bom para os dois passarem um tempo juntos.

–Então está marcado, mas agora vamos ao serviço eu estáva esperando você chegar para me ajudar a me situar estou totalmente perdido.

–Ok, irei pegar tudo agora mesmo.

–Tem muita coisa?

Ele perguntou se acomodando melhor na cadeira.

–Na realidade não seu pai resolveu a maior parte das coisas, falando nele ele cade ele?

Perguntei eu já tinha me acostumado a chegar e ter ele ali no lugar do Edward.

–Ele está trabalhando na sala de reunião.

–Edward você expulsou seu pai?

–Não ele que quis sair ele até disse que fazia questão pelo que pareceu ele estava muito feliz que eu tenho voltado a ser eu...

_Bom se ele preferiu assim, mas se ele vai trabalhar aqui você tem que arrumar uma sala para ele.

–Eu sei nos conversamos sobre isso antes de você chegar e entramos em um acordo ele vai voltar a presidência e eu irei para vice presidência.

–Você faz de tudo para se livra de ser presidente.

–Você sabe que eu nunca quis isso e se isso vai ajudar ele a lida com a perca da minha mãe eu fico feliz em ceder meu cargo a ele.

–Eu estou muito orgulhosa de você.

Eu disse e me aproximei dele colando meus lábios nos dele ele me puxou para mais perto se levantando e me puxando mais para perto dele fazendo nosso corpo ficar mais colado ao dele, ele pediu passagem com a linguá e eu cedi, ele beijava meus labios com tanta intensidade que era difícil raciocinar direito, quando ele me beijava assim eu não conseguia raciocinar direito, paramos quando ambos estávamos totalmente sem ar.

–Acho melhor irmos trabalha antes que eu encerre o expediente e leve você pro meu apartamento.

Eu ri e me afastei dele tentando me recompor.



Notas finais do capítulo

Bom Como eu disse esse não e um os meus capítulos favoritos da fic, mas necessário.
Lembre-se nem tudo que parece é Muita coisa ainda vai acontecer antes da fic acabar.

Comentem!!!