Coletânea Harry X Draco escrita por Kaline Bogard


Capítulo 9
Xeu Xoubexe


Notas iniciais do capítulo

Título: Xeu Xoubexe
Autor: Kaline Bogard
Bebida escolhida: Pisco Sour
Bônus escolhido: Falar enrolado



A noite estava sendo um verdadeiro desastre. Harry acreditara firmemente que Draco ia amar aquela boate recém inaugurada que andava bombando ultimamente...

Ledo engano.

A boate era sim maravilhosa. O problema de Malfoy era que Ginny, a ex de Harry, também a freqüentava. Tinham chegado mais ou menos na mesma hora, ficado próximos na fila por quase quarenta minutos antes de conseguirem entrar.

Depois disso lá se fora o bom humor de Draco. Ele começara a ver defeito em tudo: desde o jogo de luzes, ao som eletrônico, ao DJ, a bebida ridiculamente gelada ou aos drinks fortes demais. Resumindo: a noite se tornara um desastre.

Inconformado Harry virou a dose da bebida que desceu queimando. Algo recomendado pelo garçom, originário da América do Sul. Bebida Muggle. Pediu uma nova dose e ao seu lado Draco fez um som de enfado, enrolando com a cerveja amanteigada.

O resmungo irritou Harry que se virou para o loiro e apontou o dedo:

– Xeu xoubexe não xinha xe traxido axi.

Draco ergueu as sobrancelhas. Por um segundo achou que fosse culpa da música alta:

– O que disse?

– Xeu xoubexe não xinha traxido voxe axi.

– Achou o que? Potter, você está bêbado! – o loiro rolou os olhos.

– Xeu não exou... bebadu.

– Então por que está falando tudo com "X"? Que bebida é essa? O que mais falta pra estragar a minha noite?

– Xe não esxa goxando poxe ir em-bora.

Por um segundo Draco considerou firmemente a opção de ir embora. Mas mudou de idéia a tempo. Um sorriso sacana torceu-lhe os lábios:

– Pode repetir, querido? Não entendi...

Harry pegou a nova dose e virou de um gole, já pedindo outra.

– Draco voxe não gosxa de naxa queo faxo. Voxe é... muuuuuuixo difixil de agra-dar.

– Grande Merlin... – Malfoy se segurava pra não rolar de rir – Potter, você bêbado é ridículo! Nem enrolar as palavras você sabe.

– Xeu não esxou be-badu. – o moreno se indignou.

Draco coçou o queixo. O sorriso sacana virou um sorrisão que exibia toda a fileira de dentes perfeitos. Voltou-se para o garçom e pediu duas garrafas daquela bebida Muggle que Harry estava gostando tanto. Iriam a uma festa na casa daqueles pobretões no próximo final de semana. Seria engraçado ver seu namorado ficando bêbado daquele jeito na frente de todos.

Uma vingança pela sua noite arruinada!

Fim



Notas finais do capítulo

Feito para o projeto "Confessions on a dance floor" do Forum 6V