Coletânea Harry X Draco escrita por Kaline Bogard


Capítulo 23
Aquela noite


Notas iniciais do capítulo

Título: Aquela noite
Autor: Kaline Bogard
Vídeo sorteado: Lição de Tango
Observação: Segunda fase do projeto



– Draco... não acredito que ainda tem essa foto!

O loiro virou-se e tentou enxergar qual foto seu marido falava. Ambos estavam no quarto, olhando coisas velhas. O natal se aproximava e Draco queria renovar seu guarda-roupa, mas Harry disse que só fariam isso após se livrar do que não usavam mais.

Não que Draco tivesse muita velharia. Mas não se podia dizer isso de Harry...

O moreno era mestre em juntar quinquilharias. Como se pudesse manter o passado sempre vivo colecionando pedacinhos dele.

Naquele momento Harry estava abaixado no chão, de cócoras, reunindo objetos do fundo do guarda-roupas, Draco assistia entediado sentado sobre a cama do casal. Ele esticou-se todo quando ouviu a menção a uma foto, vencido pela curiosidade.

– O baile de formatura! – Draco exclamou arrancando a foto das mãos de Harry – Fazia séculos que eu não via isso...

Observou a imagem com nostalgia. Ele estava nos braços de Blaise, que deslizava a mão de forma insinuante pela curva de suas costas, enquanto o fazia reclinar levemente para trás. Apesar de ter se passado quase dez anos Draco ainda se lembrava do tango que acompanhara o par, uma música muggle extremamente sensual.

– Foi a primeira vez que dancei tango.

– Sei disso.

O tom seco trouxe Draco de volta ao presente. Ele sorriu torto e resolveu provocar o marido um pouco mais.

– Blaise conhecia alguns passos. E ele sabia onde colocar as mãos – riu da expressão carregada de Harry – Que nostalgia...

Harry voltou a tomar a foto das mãos de Draco, que tentou recuperá-la em vão. O moreno levantou-se e manteve o retrato encantado longe. Fez menção de rasgá-lo.

– Não sei por que guarda isso...

– Por que foi uma das melhores noites da minha vida.

A afirmação irritou Harry.

– Ah, claro. A noite que Blaise te ensinou a dançar tango foi uma das mais importantes da sua vida?

– Foi sim – Draco soou um tanto distante – Por que depois disso a mula do meu futuro marido resolveu tomar uma atitude, sabe? O que o ciúmes não faz pra um Eleito...?

Harry paralisou-se quando começava a rasgar a fotografia. Franziu as sobrancelhas de forma confusa. Então se lembrou da noite de formatura por completo.

– Oh! Eu... por Merlin! Não me lembrava! Eu... parti a cara do Zabini...

Draco riu.

– Não seja econômico nos detalhes, Harry...

O loiro levantou-se e aproximou-se de Potter, que apenas acompanhava seus passos. Ainda sorrindo Draco arrancou a foto das mãos do marido e a jogou longe.

– Draco...

Lentamente Malfoy tomou uma das mãos de Harry e a colocou em sua cintura, entrelaçou os dedos da outra mão aos seus.

– Você estava caindo de bêbado – o Slytherin começou, feliz por Harry entrar na brincadeira, colocando uma perna entre as suas. A mão do moreno deslizou da cintura para mais baixo na linha da coluna – e destilando ciúmes. Mas não honrou o Gryffindor que tem dentro das calças e não fez nada a noite toda. Até...

Ao som de um tango imaginário Harry deu os primeiros passos, obrigando Draco a acompanhá-lo.

– Até que vi Zabini tirando você pra dançar tango. Eu não consegui me controlar...

– Sei disso – Draco zombou – você simplesmente quebrou o nariz do Blaise e disse que "ia me mostrar como dançar tango".

O moreno teve a decência de parecer sem jeito.

– Eu nunca tinha dançado tango na vida – e num rodopio mais ousado fez Draco reclinar-se para trás. O loiro pareceu deliciado com a posição, pois a usou para ondular o quadril e provocar Harry.

– Também sei disso. Você pisou três vezes no meu pé antes da música acabar. E... – ele sorriu torto – acabou de pisar de novo.

Potter riu divertido e voltou o marido a posição normal, permitindo-se um abraço antes de soltá-lo de vez. Ele era assim mesmo, impulsivo e inconseqüente. E extremamente ciumento.

Mas se mesmo com essas características Draco elegera aquela noite para uma das melhores de sua vida então não podia reclamar. E talvez aquela foto não devesse mesmo ser jogada fora.

Afinal se não fosse a "lição" de Zabini talvez Harry nunca tivesse tomado uma atitude.

Fim



Notas finais do capítulo

Feito para a segunda fase do projeto "Confessions on a dance floor" do Forum 6V

Foi baseada em um vídeo! Mas eu nem lembro mais qual :/